História Directs para Chanyeol - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Lu Han, Sehun, Suho, Xiumin
Tags Chanbaek, Directs, Instagram, Kaisoo, Sebaek
Exibições 5.029
Palavras 3.664
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiee, gente <3 <3
Estou aqui mais cedo, viu? Isso porque notei que muita gente ficou curiosa com o tema. Eu fiquei chocada com os mais de 400 favoritos em 1 dia :v Nunca imaginei uma coisa dessa, nossa kkkkk Mas muuito obrigada para quem está acompanhando <3 Por isso vim mais cedo.
Esse capítulo está levinho, ok? Estou trabalhando no quarto capítulo agora e acho que vou alongar mais um pouquinho a história (moon face)
Enfim! Espero que gostem!
Boa leitura <3

Capítulo 2 - Quem é mesmo o invisível?


Fanfic / Fanfiction Directs para Chanyeol - Capítulo 2 - Quem é mesmo o invisível?

 

A primeira coisa que fiz ao acordar de manhã não foi levantar. Fuxiquei o Twitter para saber das novidades sobre Chanyeol. Não fiquei feliz com o que vi. Ele estava tão abatido nas fotos. Olhar perdido, expressão angustiada.  Me cortava o coração vê-lo daquele jeito. Me afetava de verdade.  Senti no meu coração que precisava dizer algo a ele. Então, enviei uma mensagem:

“Amor, o que houve? Por que está tão triste hoje? É cansaço? Espero que fique bem. Eu falar que te amo melhora alguma coisa? Bem, acho que não. Mas eu te amo. Fique bem, hoje teremos um dia cheio.”

Tomei o meu café da manhã com o estômago embrulhado. Tudo porque Park Chanyeol estava possivelmente triste. Esse garoto me afeta tanto que eu sinto a tristeza dele.

 

~~ * ~~

 

O movimento naquele sábado era grande. Tinha perdido as contas de quantos peixes tinha cortado e limpado. Isso, no entanto, ajudou a distrair a minha cabeça. Eu não conseguia parar de pensar no porquê de Chanyeol parecer tão triste naquelas fotos.

Na hora do almoço, eu sentei num banco de madeira que ficava na praça à frente do Mercado Mansu. Antes de abrir a minha marmita, mandei uma mensagem para Chanyeol.

“Por favor, eu preciso saber como você está. Eu não consigo ficar feliz pelo dia de hoje sabendo que você está triste. Meu estômago está embrulhado desde cedo, me sinto enjoado e acho que não vou conseguir almoçar. Estou muito preocupado. Espero que não seja nada grave. Te amo.”

– Baekkie! – eu só notei Kyungsoo do meu lado quando ele quase berrou.

– Que susto!

– Está falando com quem?

– Ér-r... meu pai – menti. Kyungsoo não precisava saber sobre meu namoro secreto imaginário com um astro do K-Pop.

– Já falou com o Jongin? Ele vai mesmo à festa?

– Sim, ele vai – eu então me lembrei de Sehun. – Ah! Eu preciso te contar o que me aconteceu ontem.

– O quê? O quê?

– O Sehun me chamou para sair no domingo!

– Como assim? – ele se espantou.

– Me chamou para ir ao cinema na maior cara de pau. Ele pegou o meu número no celular da mãe.

Kyungsoo gargalhou.

– Meu Deus! Ele não é normal!

– Absolutamente! – rimos juntos. – Mas, quer saber? Ele é tão bonitinho...

– Bonitinho? Ele é maravilhoso! Só perde para o Jongin.

– Ai, tem razão. Ele é maravilhoso – admiti com leve aflição. – Acho que vou perder a virgindade da minha boca com ele. Isso se ele quiser me beijar.

– É claro que ele quer te beijar. Vá em frente!

– Isso me deixa nervoso. Eu não sei beijar.

– Na hora você se vira, vai por mim – ele parecia mais animado que eu. – Imagine só: Você, Sehun, Jongin e eu... juntos num encontro de casais. Não seria perfeito?

– Você me deu uma ótima ideia! – exclamei histérico demais. – Vou chamar o Jongin e você para irem ao cinema com Sehun e eu no domingo. Um encontro de casais apenas para nos conhecermos melhor. O que acha?

Os olhos dele brilharam como a lua.

– Perfeito, Baekkie. Perfeito...

 

~~ * ~~

 

Minha mãe teve dó do tanto que eu tinha trabalhado e comprou um bolo pronto para o meu pai. Sendo assim, pude descansar quando cheguei em casa. Estiquei minhas costas no colchão e tirei um cochilo de mais ou menos 2 horas.

Ao acordar, me deparei com mais uma atualização de Chanyeol no Instagram. Ele tinha tirado foto do cachorrinho de Minseok, que lhe encarava com aqueles olhinhos de quem quer carinho. Sua legenda dizia: não existe olhar mais sincero. A sinceridade dos animais me deixa feliz. Aproveitem o dia de hoje.

O que mais gostei na publicação foi a tag #sesentindofeliz que ele usou. Foi como tirar um caminhão de cimento de cima do meu coração. Portanto, eu lhe mandei uma mensagem:

“Estou muito melhor agora que sei que você está bem. Minha mãe me deixou descansar um pouco. Agora vou tomar banho e me arrumar. Mais tarde te conto como foi a festa. #mesintofelizporvocêestarfeliz”

 

Após o banho e me vestir adequadamente, fui à cozinha ajudar a minha mãe a temperar as carnes para o churrasco. Eu não faria muita coisa para não ficar com cheiro de tempero. Apenas a ajudei a triturar os temperos e colocar sobre as carnes dentro de uma vasilha. Depois disso fui para o quintal, meu pai acendia a churrasqueira enquanto meus tios arrumavam as mesas e as bebidas no frigobar. Junto com eles estava Jongin. Eu nem sabia que ele já tinha chegado.

– Ei! – cutuquei as costas dele. Estava desembalando as cervejas. – Chegou e nem falou comigo? – fiz um bico.

– Desculpe, Baekkie! Seu pai pediu ajuda – ele então me deu um breve abraço. – Como você está?

– Ótimo! – ele me devolveu um sorriso, e eu acrescentei: – Preciso falar uma coisa com você em particular.

Ele pareceu um pouco apreensivo. Da última vez que eu quis falar a sós com ele foi para confessar o meu sentimento equivocado. Ainda bem que ele foi bem compreensivo.

Levei Jongin até meu quarto. Não precisei fechar a porta, não queria assustá-lo ainda mais.

– Então... o que quer falar comigo? – pobrezinho, estava aflito!

– Sabe o Kyungsoo?

– Seu novo melhor amigo?

Senti uma pontada de ciúmes vindo dele.

– Vocês dois são meus únicos e melhores amigos.

Ele sorriu.

– Bem, o que tem ele?

– Está interessado em você.

Foi engraçada a sua reação. Ele ficou realmente espantado. Boca formando um “O” perfeito, olhos esbugalhados, rosto vermelho.

– S-sério? Como pode isso? Só nos vimos algumas vezes e mal nos falamos.

– Você é lindo e trabalhador. Isso foi o suficiente para fazê-lo falar de você o tempo todo.

– Ele fala de mim o tempo todo?

– Sim. Ele sabe da sua vida toda já.

– Meu Deus... – ele estava incrédulo.

– E tem mais: hoje vocês vão se conhecer e amanhã me acompanharão em um encontro.

Coitado, era informação demais para absorver de uma só vez.

– Encontro? Com quem?

– Oh Sehun.

– O filho da Sra. Oh?

– Esse mesmo.

– Como isso é possível? Você me disse que ele é antipático.

– E ele é um pouco antipático, sim, se não o conhecer direito. Ele me adicionou no Kakao Talk e me chamou para sair do nada, na maior cara de pau.

– É um homem que corre atrás do que quer.

Rimos juntos. Jongin e eu tínhamos sido pegos de surpresa por esses “admiradores”. Realmente, as pessoas aparecem em nossas vidas quando menos esperamos.

– Mas e aí? Você vai aceitar sair com o Kyungsoo?

O rosto de Jongin corou, ele coçou a cabeça, sorriu maroto...

– Ah... ele é bem bonito. E eu não estou saindo com ninguém... acho que vai ser uma coisa boa.

Pulei em cima dele e lhe dei um abraço.

– Obrigado! Ele é maravilhoso, vocês se darão muito bem.

Meu dia estava tão feliz!

 

~~ * ~~

 

Nunca vi Kyungsoo tão tímido. Ele geralmente é tímido, mas se solta quando está comigo. No entanto, ao lado de Jongin, ele virou um bicho do mato.

Estávamos na sala da minha casa assistindo televisão enquanto churrasco não saia. Kyungsoo estava entre Jongin e eu, mas estava agarrado a mim. Jongin estava completamente sem graça.

Houve uma hora que o silêncio foi absoluto, e eu não aguentei ver aqueles dois perdendo tempo. Levantei do sofá e dei um empurrão em Kyungsoo, o fazendo quase cair sobre as pernas de Jongin.

– Vamos parar com isso? Vocês querem se conhecer e vão ficar nessa timidez toda? – os dois pares de olhos estavam arregalados. – Eu vou ajudar o meu pai com as carnes e vocês ficarão aqui conversando! Quando eu voltar, quero ver os dois se entendendo.

– Baekkie, eu...

– Shhiu, Kyungsoo – chiei. – Vocês vão se entrosar, porque amanhã vão com Sehun e eu num encontro duplo. E não aceito um não como resposta.

Dito isso, deixei a sala. Eu estava varado de fome, aproveitaria para ficar de espreita na churrasqueira. Sentei ao lado do meu tio à mesa de plástico que tinham arrumado pelo quintal. Os amigos do meu pai quase todos já tinham chegado, vizinhos e amigas da minha mãe. Como eu não tinha com quem conversar, mandei uma mensagem para Chanyeol.

“Kyungsoo e Jongin estão tão tímidos! Tive que tomar uma providencia. Você tinha que ver a cara de espanto deles quando os obriguei a conversarem sozinhos kkkkk Agora estou aqui sozinho, escutando meu tio falar sobre jogo de futebol. Para ser sincero, eu esperava que Sehun viesse. Mas acho que ele não vem. Essa festa é humilde demais para ele e sua mãe.”

O que aconteceu a seguir até me assustou. Recebi uma mensagem de Sehun no Kakao Talk. Meu coração deu uma leve disparada. Isso não é legal.

“Eu não vou poder ir à festa do seu pai. Minha mãe está no restaurante e eu estou ajudando o meu pai a instalar a nova televisão. Ele é burro, sabe? Mas amanhã eu quero ir ao cinema com você. Quero te conhecer melhor.”

Eu não sabia lidar com esse tipo de coisa. Eu só sabia dar amor e fazer confissões a Chanyeol, não sabia receber amor e muito menos responder a cantadas.

Eu digitei a resposta com o coração batendo na boca.

“Tudo bem. Mas amanhã eu posso levar dois amigos? Eles vão a um encontro também, estão se conhecendo melhor. Acho que seria bom ir nós quatro, porque assim ninguém fica sem graça.”

Esperei poucos segundos pela resposta:

“Ótimo. Acho que assim será mais confortável. Eu fico tímido perto de garotos bonitos. Mas me solto se tiver outras pessoas junto.”

Ele disse que sou bonito? Ai, meu Deus.

“Bonito? Kkkk você é muito gentil mesmo.”

“Não sou gentil. Sou antipático kkkk Você é realmente muito lindo. Eu fiquei com seu rosto gravado na minha cabeça desde aquele dia que a minha mãe me deu esporro na sua frente.”

Meu Deus, meu Deus! Meu coração batia tão forte! Coisa que só vídeos e fotos de Park Chanyeol faziam comigo. Acho que meu rosto queimava mais que a brasa da churrasqueira.

“Obrigado pelo elogio, mas não me acho bonito. Me acho sem graça, sabe? Mas você é muito bonito. Parece um modelo ou um cantor famoso.”

Ai, amanhã não vou conseguir olhar na cara dele direito.

“Obrigado! Haha. E você é lindo, sim. Tem um rosto perfeito, quase feminino. Parece um famoso também, mas sua beleza é natural.”

Eu vou vomitar o meu estômago!

“Assim você me deixa sem graça. >.<”

“Se acostume. Eu gosto de elogiar as pessoas pelas quais eu me apaixono.”

Apaixono? Ai, meu Deus. Ai, meu Deus.

Meu dedos já estavam trêmulos quando digitei a resposta:

“Não fale assim, Sehun. Você mal me conhece.”

“Temos todo o tempo do mundo para nos conhecermos. Mas a vontade de ficar junto já existe.”

Eu tive que pedir ao meu tio para que me buscasse algo líquido para beber. Ele foi até o frigobar e me trouxe uma garrafa de cerveja.

– Você já é homem, tem que beber álcool – disse o meu tio.

Bem, eu estava tão nervoso que acabei bebendo a cerveja, mesmo não apreciando seu sabor amargoso. Só então respondi a Sehun:

“Para ser honesto, eu estou gostando muito da ideia de te conhecer. Gostando até demais. Você me deixou com a garganta seca, sabia?”

“Bom saber! >< Mas já aviso que se você entrar no mundo de Oh Sehun, vai ser difícil sair. Eu seguro com muita força as coisas que eu quero.”

Minha cabeça estava doendo de tão nervoso e feliz que fiquei.

“Eu também sou assim. Se eu te segurar, também não vou lagar tão facilmente.”

Ai, falei merda.

“Ah, Baekkie <3 Meu coração está batendo muito forte. Queria te ver agora! Argh. Mas o meu pai é tão desprovido de inteligência tecnológica. Comprou um antena incompatível com a televisão :(“

“Tudo bem kkkk ajude ele. Amanhã teremos um dia inteiro para conversar.”

“Mal posso esperar. Boa festa, e deseje um feliz aniversário para o seu pai. Beijos.”

Eu tive que sair de perto dos meus tios porque eu estava sorrindo feito um bobo. Eu fui para o quintal, me sentei na mureta e abracei as minhas próprias pernas. Meu coração ainda estava agitado. Eu precisava compartilhar aquele sentimento. E como eu não queria atrapalhar Kyungsoo e Jongin, recorri ao meu maior confidente.

“Yeollie, você não vai acreditar no que me aconteceu. Eu sei que não é prudente eu te contar essas coisas, você é o meu namorado imaginário. E aí é que está: você é imaginário. Quero dizer, o Chanyeol meu namorado é. Então acho que você não vai se importar, não é? Não vai te machucar porque você não sabe que eu existo. Bem, lá vai: O Sehun está muito, muito interessado em mim. Ele me disse coisas que ninguém nunca me disse antes. Ele disse que sou lindo, acredita? Kkkkk E olha que ele me viu vestindo avental do Mercado Mansu e com aquele odor de animal marinho. Não sei como vou agir amanhã, estou nervoso! E se ele quiser me beijar? Eu não sei beijar, Chanyeol! Vou fazer tudo errado e ele não vai mais gostar de mim <//3

Desculpa surtar com você. Eu estou muito nervoso. Vou ver como Kyungsoo e Jongin estão se saindo. Preciso me distrair. Beijos!”

Guardei o celular no bolso e segui até a sala. Parei na porta, no entanto. Jongin e Kyungsoo estavam conversando e rindo ao mesmo tempo. Estavam um do lado do outro e Jongin segurava a mão de Kyungsoo. Pareciam namorados! Isso mesmo. Eles tinham se dado bem tão rapidamente que até os invejei. Será que vou me dar bem com Sehun dessa forma?

Achei melhor deixá-los sozinhos. Eu segui até a companhia dos meus tios quando senti meu celular vibrando. Achei que fosse mais uma mensagem de Sehun, mas era algo tão feliz quanto: uma atualização de Chanyeol no Instagram.

Não era uma foto dele. Era a foto de uma página de livro, no qual as palavras estavam desfocadas e apenas duas frases nítidas. Era um diálogo:

“– Morreu de quê?

– Se sufocou com as palavras que nunca disse.”

Ler aquilo me causou um aperto muito forte no coração. Poderia ser uma postagem meio boba, mas não para mim. Chanyeol não fazia ideia de como aquilo se encaixava na “nossa” situação. Parecia até que ele sabia. Ele pode ter achado a frase poética, mas para mim era dolorosa. Era como se o mundo quisesse me provar alguma coisa. Me despertar daquele mundinho de fantasias que eu vivia.

Acontece que eu não estava pronto para largar aquele mundinho. No entanto, isso poderia mudar brevemente. Talvez eu precisasse ser amado de verdade para esquecer meu amor de mentira.

Me recostei na parede e digitei uma mensagem para Chanyeol. Sei lá, eu só senti que deveria dizer alguma coisa.

“Se não fosse absurdo, eu diria que a sua postagem foi uma indireta para mim. Eu sei, é absurdo. Mas me atingiu em cheio, viu? Se você postou aquilo, é porque se identifica. Isso quer dizer que há mais alguém para quem você não se abre, certo? Talvez seja um namorado ou namorada. Deus, eu odeio pensar que você está com alguém, mas essa postagem me faz pensar que você tem. E pior, que não está indo bem. É por isso que você estava triste, não é? Você quer se declarar para essa pessoa? Ou não teve coragem de dizer que a ama?

Eu só quero que você seja feliz. Saber que você namora alguém destrói completamente as minhas fantasias contigo. Mas o que importa é a sua felicidade. Mesmo que eu odeie essa pessoa e queira me afastar de você (porque eu não sou de ferro. Vai doer muito), o importante é você estar bem. Seu rosto triste é como uma estrela apagada. Então tentarei ficar feliz por você.”

A ideia de Chanyeol ter alguém era precipitada e até mesmo viajada, mas me afetou de verdade. Acabou com o meu dia, para ser sincero. Meu coração ficou o tempo todo apertado e meu estômago doeu. Nem pude comer tanto churrasco quanto eu queria. Depois de jantar, fui me deitar um pouco, mesmo que todos os convidados ainda estivessem lá e o bolo ainda não tinha sido cortado. Eu só queria ficar em paz um pouquinho. Acabei chorando. Ai, que imbecil! Eu chorava por um suposto namoro que eu tinha concluído com uma simples postagem. Como posso ser mais trouxa?

Quando meu celular vibrou outra vez, eu quase vomitei. Fiquei com medo de abrir e ver uma foto do Chanyeol com outra pessoa. Era uma nova postagem dele, mas felizmente não tinha nenhum “intruso” na foto. Era uma Fanart dele e uma silhueta feminina, que representava todas as suas fãs (que eram mulheres em sua grande maioria). E sua legenda me arrancou mais lágrimas.

“Eu queria poder dizer milhares de “eu te amo” para você. Queria estar do seu lado agora, segurando a sua mão e lhe dizendo que tudo vai ficar bem e que meu amor por você é recíproco. Mas parece que a minha voz não alcança a distância que estamos um do outro. Todo dia eu grito a plenos pulmões um “eu te amo”, mas você não é capaz de me ouvir. Nem sequer percebe. Não é você o invisível, sou eu. Sou eu que não existo para você. Porque tudo de mim que existe para você são fantasias, um cara imaginário que rouba a minha imagem e faz seu coração bater mais forte. Esse não sou eu, mas eu estou aqui. É irônico como alguém que tem toda a atenção do mundo pode ser completamente invisível e desconhecido. Mas, apesar de tudo, não se esqueça que eu estarei sempre aqui para te alegrar com a minha música. Seu amor é a única coisa verdadeira nesse mundo em que vivo. E é absolutamente recíproco.”– e novamente o emoji de peixinho.

Park Chanyeol tinha declarado um amor sincero a todos os seus fãs como se fossem únicos. Como se digitasse para cada um de nós particularmente. E isso foi o suficiente para tirar aquele peso do meu coração e colocar um sorriso largo no meu rosto. Droga, eu amo muito esse garoto. Com ele pode mexer tanto comigo? Isso não é normal.

– Baekhyun? – soou a voz de Kyungsoo, para à porta do meu quarto.

Me levantei na mesma hora, enxugando as lágrimas.

– O que houve? Por que está chorando? – ele se aproximou, preocupado.

– Lágrimas de fã, só isso.

– É o Park Chanyeol? Aconteceu algo com ele?

– Não, ele só postou uma coisa muito bonita.

Ele riu. Não entendia a situação.

– Por falar em coisas bonitas... não poderia ter dado mais certo com o Jongin!

Foi bom escutar Kyungsoo dizer o quanto eles tinham se dado bem em apenas uma hora e meia de conversa. Descobri que Jongin é ousado, abraçou Kyungsoo quando teve a oportunidade e tocou em suas mãos. O que me fez pensar que seu próximo passo será um beijo na boca. Isso me deixou verdadeiramente feliz.

Como eu já estava melhor, jantei mais uma vez. Eu tinha que aproveitar a carne, né. Não é sempre que comemos carne vermelha. E depois de jantar eu comi dois pedaços de bolo.

Os convidados já estavam indo embora, e Jongin e Kyungsoo tinham “dado um perdido”. Imaginei que deveriam estar beijando a boca um do outro. O que só aumentou a minha ansiedade para o dia de amanhã. Eu não parava de pensar que poderia finalmente perder a virgindade da minha boca. E seria com um garoto lindo!

Minha sorte estava começando a mudar.

 

~~ * ~~

 

Era o dia do meu encontro e eu acordei super nervoso. Despertei às 7h e não consegui mais dormir, só pensava no encontro que aconteceria às 17h. Fiquei olhando para o teto e tentando não imaginar a boca de Sehun na minha. E o que eu faço quando preciso fugir da realidade? Sim, Direct para Chanyeol.

“Estou tão nervoso. Não consigo mais dormir. E, sim, é pelo Sehun.

Ah! Eu esqueci de comentar sobre a sua postagem de ontem. Eu fiquei tão emocionado que acabei chorando. Você se sente invisível porque nós, seus fãs, não conseguimos enxergar o seu verdadeiro eu? Pois eu o enxergo muito bem. Você é especial, tem um bom coração e uma alma linda. Só isso que importa. Não importa a sua comida favorita, nem quanto tempo demora no banho. Essas coisas são apenas detalhes. Ter um bom coração já é tudo que importa. E eu sei que você tem um bom coração porque você se importa com as pessoas, é sensível o suficiente para dizer um “eu te amo” verdadeiro. Acho que o sentimento é o que importa, não é? Eu te amo, e mesmo que não seja realmente reciproco (não da forma que eu queria), eu já me sinto amado por você dizer que ama a todos nós. Portanto, não se sinta mal por isso. Nosso papel de fã é amar sem querer nada em troca. Só queremos o seu sucesso. E, acredite, as ilusões que criamos sobre você são, na maioria das vezes, algo bom. O que seria de nós se não pudéssemos imaginá-lo? Imaginação é tudo que temos. Olhe só para mim, conversando com o nada imaginando que é você quem lê essas baboseiras que falo. Essa fantasia me faz bem, ok? Vamos continuar namorados, mesmo que você e eu estejamos namorando pessoas de verdade. Esse cantinho aqui é só nosso e é secreto.

Eu te amo.”

 

No segundo em que eu toquei em “enviar”, minha mãe apareceu na porta do meu quarto.

– Filho, levanta da cama!

– Por quê? Hoje é domingo.

Ela tinha um sorriso largo no rosto.

– O filho da Sra. Oh está na sala e quer te levar para a casa dele. Por que você não me disse que iam ao cinema hoje?

Me desesperei. Dei um pulo da cama.

– Mas só vamos nos encontrar às cinco da tarde.

– Parece que ele está muito ansioso para te ver. Está perguntando se você pode passar o dia na casa dele.

Ai, Deus!

Continua...


Notas Finais


Pobre Chanyeol, esse sofre kkkkkkkkkk
Como eu disse nas notas iniciais, vou prolongar um pouco a história, porque o jeito que eu tinha pensado ficaria muito corrido, sabe? Mas em breve o Baek vai conhecer o Chanyeol, e aí a coisa vai ficar quente. Só tenham calma <3
Enfim, talvez eu poste o próximo daqui 5 dias u.u TALVEZ. Porque eu tenho a segunda parte do meu TCC para fazer e mais fanfics para atualizar.
Bem, é isso. Espero que tenham curtido.
Beijãooo >3<


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...