História Direito Carnal - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Bigamia, Carnal, Direito, Incesto, Original, Poligamia, Prima, Sexo
Exibições 40
Palavras 1.115
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Fantasia, Festa, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Todo Domingo um novo capítulo

Capítulo 3 - Eu nunca...


Eu e Yasmin assentimos, concordando em jogar, mesmo sem Helena ter explicado que jogo era e quais as regas.

- O jogo é o seguinte... se chama “Eu nunca” – Explicou Helena – Cada um de nós vamos dizer coisas que nunca fizemos e os demais caso tenha feito deve tomar uma taça de vinho, mas a melhor parte é agora, toda vez que um de nós completar três taças de vinho deve tirar um peça de roupa, ganha o jogo que for o ultimo a ficar com no mínimo uma peça de roupa e o ganhador terá o direito de pedir para que os perdedores façam qualquer coisa...

- Qualquer coisa mesmo? – Quis saber Yasmin

- Sim, qualquer coisa, esta valendo tudo! – Confirmou Helena

- Então vamos começar logo – falei eu empolgado

            Tiramos na sorte para ver quem começaria e foi eu que ganhei

            - Eu nunca fiquei bêbado – e elas duas tomaram um taça de vinho, comecei bem

            - Eu nunca tomei banho pelado na chuva – Helena falou com um sorriso estampado no rosto lembrando que na nossa infância um vez tomei banho pelado na chuva, antes deu eu tomar a o vinho Yasmin já tinha tomado, pelo visto eu não era o único que curtia um banho de chuva e ela esta a uma taça de tirar uma peça de roupa.

            - Eu nunca quebrei nenhum osso – Agora e Helena tomamos mais uma taça, acabou a primeira roda e estava tudo empatado e agora seria minha vez novamente e eu teria a chance de ver elas começarem a se despir, só bastaria pensar no complemento ideal para a frase eu nunca...

            - Eu nunca viajei para fora do Brasil – Falei lembrando que mais cedo na pizzaria elas tinha me falado que junto com mais três amigas passaram uma semana em Bariloche na Argentina e me contaram com riqueza de detalhes o quanto tinha sido agradável a viagem.

            Elas beberam o vinho e prontamente tiraram a parte de cima da roupa de dormir, e agora estavam as duas com os seios expostos e a menos de 40 centímetros de mim e na minha cabeça já estava passando muitas ideias do que eu queria que elas fizesse se eu ganhasse esse jogo...

            Helena antes de falar passou a mão nos seios e acariciou lentamente os mamilos, se a intenção dela foi me excitar, eu já estava excitado desde o começo do jogo com a possibilidade delas se despirem.

            - Eu nunca fiz sexo anal – Falou ela, e somente eu tomei vinho, mas era um informação interessante de saber que ambas tinha o C*zinh* virgem. Tirei a camisa.

            - Eu nunca beijei um primo – Yasmin falou quase rindo e olhando para nós enquanto bebíamos mais uma taça.

            - Eu nunca vi ninguém usar drogas ilícitas na minha frente – Só helena bebeu.

            - Eu nunca chupei uma b*cet* HAHAHA! – Helena falou e deu uma risada maldosa e sarcástica ao mesmo tempo, ela estava relembrando meu aniversário de 18 anos, no final da festa ficou só eu, ela e a a minha colega de escola que eu comia, perguntamos a Helena se ela topava nos ver transar e ela nos assistiu.

            - Eu nunca tive um relacionamento sério – Falou Yasmim e foi mais uma taça de vinho para mim e para Helena e ela foi logo tirando a parte de baixo da roupa de dormir, agora estava só de calcinha fio dental, uma cena linda de se ver e eu tirei a calça, com a ereção perceptível a elas.

            - Parece que estou ganhando o jogo – Yasmin falou em tom brincalhão

            - Eu nunca assisti a um casal trepar na minha frente – Eu queira ganhar o jogo, mas pelo visto estava difícil, mas então eu amo menos veria Helena nua primeiro.

            Helena bebeu mais uma taça e em seguida já foi falando – Eu nunca transei na frente de ninguém – muita sagacidade dela e pelo visto ela também queria me ver nu primeiro. Mais uma taça de vinho para mim.

            Eu nunca beijei mais de uma pessoa em um dia – disse Yasmin, e foi mais uma taça somente para mim, e agora eu estava a apenas uma taça de ficar nu e perder o jogo.

 – Eu nunca fugi escondido no meio da noite para ir a um show – falei e as duas beberam mais uma taça, e agora eu empatei o jogo, mas agora era a vez de Helena e ela podia desempatar.

- Eu nunca tive catapora -  mais uma taça de vinho para Yasmin e para mim e oficialmente perdi o jogo.

- Agora é a hora que você tira a cueca – falou Yasmin seguida de uma gargalhada de Helena

Pois não senhoritas! – Falei enquanto tirava a cueca e joguei no sofá – satisfeitas com o que veem?!

- Eu já conhecia – Falou Helena – Mas parece que você cresceu mais um pouco desde a última vez que o vi...

- Estou gostando do que estou vendo, mas fiquei curiosa para ver do que ele é capaz...

Nesse momento projetei meu corpo até ela e tentei beijá-lá, mas ela afastou meu corpo e disse – vamos com calma... Temos de terminar o jogo e é minha vez agora.

Ela tinha chance de acabar nosso joguinho agora, mas pelo visto a brincadeiras estava só começando.

- Eu nunca fiz sexo – ela falou e Helena tomou uma taça de vinho e tirou seu fio dental vermelho, agora eu estaca em um estado de dupla admiração, uma contemplado a perfeição daquele corpo de Helena, como ela era uma obra prima, além dos seios lindos ela tinha uma vagina linda, delicada e lisinha e que eu estava querendo penetrar e estava admirado também pensando no que Yasmin tinha acabado de falar, que nunca tinha feito sexo, eu que desde cedo já estava desejando ela agora só me sentia mais estímulado, Afinal Yasmin devia ter a mesma idade de Helena se fosse mais velha era no máximo um ano e apesar dela apresentar ter uma malícia por si só, na verdade ela era pura, inviolada e agora eu estava obstinado a conhecer esse paraíso proibido.

- O divertido vai ser agora - falou Yasmin nos observando despidos – primeiro Felipe contenha seus instintos enquanto eu dou uma conferida no seu “instrumento”- Meu ser se encheu de satisfação a ouvir isso, pelo visto logo eu conheceria o paraíso proibido.

Então ela se aproximou devagar perto de mim e colocou a mão no meu pênis, começou apalpando, depois deslizou a mão sobre ele, pegou também nos meus testículos, eu percebia sua respiração ofegante e que os mamilos delas estava rígidos, não só os dela, mas o de Helena também estavam rígidos. Então Yasmin falou:

- Vai começar a diversão...

 

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...