História Dirty Little Bitch - Capítulo 39


Escrita por: ~

Postado
Categorias Jaden Smith, Justin Bieber, Kendall Jenner, Kylie Jenner, Lana Del Rey, Lucas "Luba" Feuerschütte
Personagens Jaden Smith, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Kendall Jenner, Kylie Jenner, Lana Del Rey, Lucas "LubaTV"
Tags Daddy Kink, Justin Bieber, Sexo, Tumblr
Exibições 809
Palavras 862
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Crossover, Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Incesto, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Eu não sei escrever essas coisas, por isso ficou uma merda, mas eu não me importo pa eu to louca que a fic acabe logo bjs

Capítulo 39 - 38th chapter


Justin Bieber POV.
 

    *uma semana depois*

Alana está muito estranha, ela não fala comigo com tanta frequência, sei lá, parece que ela está me evitando.

Mas hoje eu vou pegar ela pra conversar.

Alicia Collins (Anônimo) POV.

Esses dias andam muito corrido, depois que o cara que contratamos foi preso, estamos tomando muito cuidado.

Eu estava saindo da lanchonete em que eu trabalhava e caminhava para casa, quando eu entrei em um beco, para cortar caminho,  eu senti alguem agarrar meu braço e colocar um saco preto em minha cabeça.  Gritei e senti uma pancada me fazendo desmaiar.

Eu acordei e senti que estava amarrada, eu olhei para os lados e vi Beatrice e Kazzio também amarrados.

Meu deus, será que alguem descobriu?

-Hey, acordem seus inúteis,  o que aconteceu??- gritei e eles nem se mecheram.

-Hmmm....Vejo que a loirinha já acordou- ouvi uma voz desconhecida e senti uma mão firme pegando em meu ombro.

Tranquei o cu, namoral, nessa hora não passava nem agulha...

-Pra ameaçar outras pessoas a gatinha tem língua né? - o cara falou e veio para a minha frente.

Eu olhei em volta e percebi que estavamos em algum tipo de fabrica abandonada, algumas janelas estavam quebradas, o que permitia a luz do sol entrar e me dar plena visão do lugar.

O homem em minha frente é alto e extremamente forte, uau.

- O que estou fazendo aqui? - perguntei e me remexi na cadeira.

-Você está pagando pelos erros...

-Ah, pelo amor de Deus... vai dar uma de religioso? Diga logo o que quer de mim e solte eu e os meus amigos...

-Eu quero a sua morte, amigos? -ele riu alto- você não tem amigos, apenas parceiros... e eu sei que logo depois que você conseguisse o que queria, iria dar o fim neles.

- Uau, se você quer me matar, por que não acaba com isso logo? - o desafiei e ergui minha sombracelha.

-Você quer que isso seja rapido? Eu também agradeço- ele tirou uma arma do bolso e deu cinco tiros no Kazzio e na Beatrice.

Eu senti o sangue dos dois se misturando em minha pele, e sabia que o meu não demoraria para ser derramado também. 

-Qual as suas últimas palavras? - falou e se virou para a minha direção e apontou a arma em minha testa.

-Vai todo mundo se foder, principalmente Alana Campbell que sempre teve o que eu mais queria: os pais mortos, Justin e todo o dinheiro do mundo.

Ele sorriu e eu fechei os olhos quando senti o impacto das balas em meu rosto,  a cadeira caiu no chão e eu não sentia mais nada.

   Narrador POV.

Após verificar que os três estavam mortos, o homem colocou os corpos em um carrinho de mão e saiu puxando ele até um penhasco, aonde tinha um grande buraco cavado.

Ele jogou os três corpos ali e os cobriu com terra.

-Gentinha assim não precisa nem de enterro...- ele falou e limpou o suor que caia de sua testa.

Ele jogou o carrinho pelo penhasco que iria cair em um rio que ia parar em outra cidade.

Ele tomou o rumo do galpão de volta e pegou sua van, e voltou para a cidade.

Quando ele chegou em seu esconderijo, procurou seu celular em meio de uma imensa bagunça e mandou uma mensagem para sua cliente.

*O serviço já está feito, vá amanhã a parte isolada da praia para fazer o pagamento*

E desligou seu celular.

Justin Bieber POV.

Esperei Alana chegar da escola para podermos conversar.

A porta da frente abriu e ouvi ela cantando alguma música estranha que ela gosta.

Ela jogou a bolsa no pé do sofá e se sentou na poltrona.

- Não vai me comprimentar? - falei e ela tira o fone do ouvido.

-Oi Justin

-Fala comigo direito, você está estranha desde do dia que foi na delegacia, qual é o seu problema?

-Nada ue

- eu repito: QUAL O SEU PROBLEMA? -gritei e me levantei do sofá 

-VOCÊ QUER SABER QUAL É O MEU PROBLEMA? VOCÊ FICA NO MEU PÉ ACHANDO QUE MANDA EM MIM E QUE EU TENHO QUE CONTAR TUDO O QUE ACONTECE NA MINHA VIDA, E VOCÊ QUER SABER QUEM ESTAVA ME AMEAÇANDO? A ALICIA, SIM, A SUA PUTINHA PARTICULAR ESTAVA ME AMEAÇANDO E VOCÊ NEM SABIA - Ela gritou comigo e subiu correndo para o quarto. 

- ESCUTA AQUI ALANA, EU NÃO SOU SUAS AMIGAS PRA VOCÊ FICAR GRITANDO COMIGO- entrei no quarto e vi ela entrando no closet, ela abriu a minha parte e começou a jogar minhas roupas no chão.

-PEGA AS SUAS COISAS E VAI EMBORA DA MINHA CASA.

-EU VOU MESMO, MEUS PAIS NÃO ME CRIARAM PARA FICAR PERTO DE CRIANÇA MIMADA.

-VOCÊ SÓ VEIO PRA OCUPAR MEU CLOSET, TIVE QUE DOAR ALGUMAS ROUPAS PARA POR AS SUAS AQUI- Ela falou e saiu do closet se jogando na cama.

-E VOCÊ SE ENCOMODA COM ISSO? MAS CLARO QUE SIM, SUA CONSUMISTA DE MERDA- Gritei pela ultima vez e sai do quarto com a minha mochila cheia. Bati a porta do quarto e a ouvi fungar.

Isso, pode chorar, faz bem pro coração.


Notas Finais


Não me chinguem.

Eu já tenho a capa e a sinopse da segunda temporada e tenho que escrever alguns capítulo pra terminar logo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...