História Dirty Mind - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), Haruma Miura
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 8
Palavras 1.153
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Harem, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Hope


Fanfic / Fanfiction Dirty Mind - Capítulo 2 - Hope

POV HOSEOK

         - Hoseok? – Jihuan disse meio tímido e entrando no quarto em que eu dividia com Yoongi e Namjoon – Se prepare, hoje você tem cliente novo?

         - Cliente novo?! – ele saiu sem me responder e confesso ter ficado intrigado com isso, eu era de difícil acesso então não tinha o costume de ter muitos clientes novos.

         Eu só esperava que não fosse nenhum louco ou velho asqueroso, algumas pessoas ricas tinham... Hã... Gostos peculiares e nem sempre eram agradáveis para mim, mas como esse era meu emprego, eu fazia o meu melhor para satisfazê-los.

         “Christian.” Esse era um nome diferente, será que ele era estrangeiro? Provavelmente seria um nome falso, a maioria das pessoas usava esse método e eu não as julgava, eu mesmo protegia o pouco da minha identidade com um nome falso.

         Especificação: Usar o uniforme de marinheiro, isso é obrigatório.

         Certo, isso era estranho... Não tanto quanto outras coisas que já fui obrigado a fazer, no entanto eu era muito bem pago para me dar ao luxo de não agradar meu cliente, não gostava de perdê-los, minha renda era muito boa para isso.

         Aproveitei que havia acabado de sair do banho, penteei meus cabelos castanhos e coloquei o quepe, depois a camisa branca, seguida da calça e terno brancos, os sapatos negros lustrosos e brilhantes, por um breve momento eu parecia realmente um marinheiro.

[...]

O quarto que eu usava para o “trabalho” ou encontro como quiser chamar, era grande com paredes vermelhas e negras, móveis antigos e pesados, dava um ar de realeza antiga e mesmo estando ali várias vezes, ainda sentia o coração acelerar com a espera do novo cliente.

E meu coração deu um pulo no peito quando vi a figura alta e esbelta saindo das sombras e se aproximando de mim. Era uma mulher! Uma linda e jovem mulher! Eu não poderia estar mais surpreso e um pouco intimidado confesso, ela tinha uma aura impenetrável e inabalável de poder que me fazia arrepiar dos pés à cabeça.

- Christian? – perguntei com a garganta arranhando e apenas ganhei um sorriso malicioso como resposta – Desculpe, eu não esperava alguém como você...

- De que modo? – seu rosto continuava inexpressivo e isso me deixava ainda mais nervoso.

- Uma mulher. Linda e jovem. – comentei com o rosto corado e isso pareceu agradá-la.

- Qual seu nome, meu bem? – ela estava impecável com um terninho preto feminino que marcava bem suas curvas, então se aproximou ainda mais e colocou o blazer na poltrona ao seu lado – Agradeço o elogio.

- Hope. – disse engolindo seco e a encarando meio ansioso.

- O verdadeiro. E me diga... Já esteve com mulheres antes? Eu preciso saber antes que nossa brincadeira realmente comece.

- Hoseok. – meu corpo todo se arrepiou com seu olhar sobre mim – Sim, já estive com mulheres há muito tempo.

- Bom vou dizer as regras para a nossa brincadeira tudo bem, Hoseok? – perguntou com voz suave e provocante, apenas acenei com a cabeça – Ótimo, então lá vai: Eu mando aqui e você é meu escravo. Vai me chamar de milady, só fale e me toque com minha autorização verbal. Se você for um bom garoto será recompensado, se não for será punido entendeu? – mais uma vez tudo o que pude fazer era concordar com a cabeça – Sua palavra de segurança é vermelho.

[...]

POV S/N

O garoto parecia tão adorável e perdido ao mesmo tempo isso me deixava internamente animada, ele parecia ser um submisso nato e eu sentia que poderia me divertir com isso, me sentei ao lado na cama e com a mão fiz um gesto para que ele se levantasse.

Na minha frente ele parecia tímido e sem saber o que fazer e para onde olhar, sorri brevemente e passei os dedos pelos lábios enquanto o encarava intensamente.

- O que devo fazer milady?

- Soube que gosta de dançar não é mesmo? – seus olhos se arregalaram e suas bochechas coraram. Tão adorável. – Dance para mim, Hoseok.

Ele foi até a cômoda e ligou o som, colocando uma música bem sensual e começou a dançar de forma mais sexy e provocante, cobria seu rosto com o braço e levava uma mão até a virilha e simulada algumas estocadas.

         Não que eu fosse admitir, mas esse garoto estava realmente me excitando com tão “pouco”, digo pouco, no entanto ele sabia muito bem como remexer o corpo e incitar a imaginação, sem ser vulgar em momento algum. Meu pouco controle foi embora quando ele jogou o quepe para longe, e apoiou uma mão no chão enquanto ondulava seu corpo em minha direção.

         - Tire o paletó e a camisa lentamente. – seus olhos estavam me encarando ardentes enquanto obedecia minha ordem – Se aproxime mais, agora tire o restante da sua roupa.

         Ele agora estava nu e lindo na minha frente, seu corpo era magro e bem definido, seu abs me dava água na boca, seu membro era mediano e com a ponta levemente mais escura. Não resisti e dei uma leve lambida em seu membro, o pegando de surpresa e arrancando um gemido gostoso de seus lábios.

         - Sente-se na cama Hoseok, você foi um bom garoto. Será recompensado.

         Sorri provocante e lentamente fui tirando minhas roupas, fui engatinhando até ele e beijei seus lábios doces rapidamente antes de seguir caminho por todo seu corpo até seu membro ereto e pronto para mim. Sem pensar duas vezes o abocanhei e um gemido abafado saiu de meus lábios ao sentir o seu gosto em minha língua, ele era realmente muito gostoso.

         - Você é muito gostoso, meu garotinho.

         Não aguentava mais e estava mais do que excitada, me posicionei sobre meu membro e desci lentamente, sentindo-o me preencher de modo delicioso, me inclinei e mordisquei seu pescoço enquanto rebolava em seu colo, desci mais os lábios para os seus mamilos, mordendo-os e sugando de leve como podia.

         Hoseok estremecia abaixo de mim e agarrava os lençóis com força, não sabia se podia me tocar e como ele estava bem obediente, guiei suas mãos até meus seios, o rapaz não perdeu os apertando e massageando com vontade, logo suas mãos iam ousadas pelo meu corpo e agarravam com força minha cintura, fazendo com que eu me movimentasse ainda mais rápido.

         - Ah Hope... – sussurrei extasiada por um momento e um sorriso malicioso saiu de meus lábios – Você estava indo tão bem, da próxima eu irei puni-lo, garotinho.

         Então levei minha mão até o meu clitóris e o massageei rapidamente, quase seguindo o ritmo de suas estocadas em meu íntimo e logo senti o orgasmo arrasar meu corpo, perdi o sentido brevemente enquanto meu corpo ainda sofria com os espasmos, meus e dele.

         - Oh milady. – ele comentou ofegante enquanto me abraçava e afundava seu rosto entre meus seios – A senhora irá voltar não é?

         - É claro, eu não disse que te puniria Hoseok?

         - Mal posso esperar por isso milady.

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...