História Dirty talk ( Jikook) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Jikook, Jimin, Jungkook, Sexo, Yaoi
Visualizações 108
Palavras 1.132
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ecchi, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


OLHA QUEM VOLTOU E VOLTEI CEDO NÉ MORES?
Minha semana de provas acabou, finalmente né menines, não aguentava mais ainda mais por causa daquela embuste da minha professora de matemática ( sim eu falo tanto mal dela que até aqui eu reclamo amamamam), bom gente esse capítulo acredito que irão gostar, confesso que me superei nos hot, eu acho né '-'

Enfim gente, o Jimin e Jungkook são reflexivos ( ou seja eles dão e comem dizendo de modo mais rude), eu achei interessante fazer desse modo pois a maioria geralmente escreve fanfic com passivo e ativo, mas eu sou a louca piradona nas coisas diferentes.

Músicas recomendadas para este capítulo:

- Champagne & Sunshine ( PLVTINUM feat Tarro)

-Tequila ( G.Soul feat Hoody)

Capítulo 4 - CHAPTER 4- Make me cum


Fanfic / Fanfiction Dirty talk ( Jikook) - Capítulo 4 - CHAPTER 4- Make me cum

P.O.V Park Jimin

Eu estava completamente nu em sua cama, ele estava sobre o meu corpo, beijava meu abdômen e deleitava de todo o meu corpo, sentia calafrios e uma gostosa sensação quando seus lábios tocavam minha pele desnuda, eu não conseguia enxergar seu rosto, apenas imaginava a sensação de seus toques e o som do voz.

— Com a apenas alguns beijos, já está entregue para mim Jimin? — Ele diz enquanto arranha levemente as minhas coxas desnudas.

— Sim… Você mexe tanto comigo…— Digo arfando quando ele começa a lamber meu abdômen.

— Me diz o que você quer Jimin?— Ele diz acariciando minhas coxas, indo diretamente para a minha virilha.

— Me alivia, eu preciso gozar.—

— Implore…— Diz ele pegando na base de meu membro e fazendo leves movimentos.

— Por favor, eu preciso tanto disso.— A dor que eu sentia em meu pau era imensa, eu precisa gozar, sujar toda aquela boquinha com o meu gozo.

— Já que insiste tanto…—

Ele começou a masturbar meu pau lentamente, quando deitou-se inclinado na cama, olhando diretamente nos meus olhos. Lambeu lentamente a cabeça do meu pau, enquanto me punhetava, era excitante demais, os barulhos de sucção de sua língua, o modo como me olhava cheio de desejo.

— Eu vou engolir seu pau todinho Jimin, seja um bom menino e goze na minha boca! — Diz ele com aquela voz extremamente rouca.

Ele começou a me chupar em uma velocidade extremamente rápida, eu empurrava sua cabeça contra o meu pau e sentia minha glande batendo em sua garganta, era tão fodidamente excitante. Comecei a agarrar os seus cabelos com força, eu sabia que estava próximo de gozar.

— Eu vou gozar, ah, meu Deus!—

— Deixe vir Jimin, goze na minha boca.—

Após o incentivo não aguentei e gozei em sua boca, derramando sêmen para fora de sua boca, sujando todo o seu queixo. Era uma visão excitante e sexy demais, eu não conseguia identificar a face dele, porém a sua voz, ah aquela voz, eu a reconheceria de longe, era do meu pecaminoso e gostoso atendente.

------------------------------------------------------

8:00 A.M Seul

Acordo suado e ofegante, olho para o meio de minhas pernas e identifico uma ereção, que parecia que iria explodir.

“Droga de garoto, da voz excitante olha o que você fez.”

Depois de o praguejar mentalmente, decidi ir tomar meu banho, para ver se me acalmava, se é que me entendem.

Entro em meu box deixo as águas caírem sobre meu corpo, a sensação da água quente caindo sobre meu corpo é indescritível, meus músculos ficam extremamente relaxados.

Após tomar meu banho vou até meu guarda-roupa escolhendo o que iria usar hoje, como é um dia ensolarado de sábado, eu optei por usar somente uma bermuda, camiseta branca e meus tênis, acompanhado de um óculos escuros. 

Pego meu celular e noto que não há nenhuma mensagem interessante e decido ir até o café perto de minha casa, que coincidentemente ficava ao lado da empresa, e além da praticidade o café ainda era delicioso.

 Saio de meu apartamento e o tranco, pego o meu elevador até o térreo, cumprimento meu porteiro e vou até meu carro dando partida.

— Droga de trânsito, não aguento mais esperar.—

Praguejo em voz alta. Eu amava Seul, mas o trânsito em horário de pico era um verdadeiro desânimo para qualquer um. Após meia hora finalmente consegui chegar ao café, onde sentei- me em uma mesa perto de uma imensa janela de vidro que dava visão para a rua.

— O que vai querer Senhor?— O atendente pergunta.

— Senhor eu perguntei o que vai querer?—

Perdido em meus pensamentos noto quem estava parado ao meu lado, era o mesmo atendente do dia anterior, um tal de Jungkook.

— Quero um latte por favor, sem espuma.— Digo olhando no cardápio.

— Mais alguma coisa Senhor?— Diz anotando na prancheta.

— Dois muffins.—

Por fim após anotar o pedido ele vai para o balcão onde outro funcionário começa a preparar a refeição. Após 10 minutos de espera ele chega trazendo meu pedido, e olho embaixo da embalagem do muffin, e vejo um número anotado com algo escrito.

“Esqueci de pegar seu numero, então me ligue, estarei ansioso para que possamos conversar. Ass: Jungkook”

Aquele garoto era realmente estranho, quando cheguei me tratou extremamente sério, agora me manda seu número, ai será que devo ligar para ele?

Bom, vou anotar o número e quem sabe mais tarde mando uma mensagem para ele.

------------------------------------------------------

P.O.V Jungkook

Após mais um dia de trabalho cansativo no café, vou para casa, tomo um banho e fico somente com uma box, agora já iria começar os horários de meus atendimentos.

Após algumas ligações, ouço uma voz que em tão pouco tempo, já tenho gravado o som em minha mente.

— Alô, sou eu Jimin, nos falamos outro dia…— Sinto o nervosismo em sua voz, por que diabos sempre que me ligava ficava nervoso?—

— Ah olá Jimin, sentiu saudades da minha voz, ou da minha boquinha no seu pau?— Digo com uma voz lenta e arrastada.

— Droga…Senti falta dos dois.— Sua respiração acelerou levemente, ele estava começando a se excitar e a brincadeira não havia começado, tão sensível Jimin…—

— Hoje eu vou te propor algo diferente Jimin, eu irei me masturbar junto com você, irei enfiar meus dedos dentro de mim, imaginando seu pau me fodendo deliciosamente.

— Droga, eu já estou latejando, minha cabeça está escorrendo já, meu pau está dolorido.— Diz quase que sôfrego, sei que ele precisava tanto quanto eu, é isso deixava as coisas mais excitantes ainda.

—O que você quer Jimin?—

— Você sentando no meu pau, lentamente para que eu possa te foder…—

— Eu vou colocar um dedo dentro de mim Jimin, eu vou adicionar conforme pedir e só irei aumentar o volume se implorar.

— Coloque dois dedos dentro de si e mova bem devagar.—

— Estou colocando meus dedos dentro de mim Jimin, está tão bom.— Eu começo a gemer, enquanto penetro lentamente dois dedo dentro de mim.

— Isso não seria nem a metade do meu pau, te deixa duro pensar em como eu irei te foder, hum? — Droga, Jimin não faça isso comigo, quem tinha que perder a sanidade aqui era você…

— Droga, se toca para mim, eu quero ouvir você gemer para mim.

— Eu quero você cavalgando em mim, enquanto eu marco a sua bunda com as minhas mãos.

— Porra, eu queria sentir cada centímetro seu dentro de mim.

Ele começa a se masturbar em uma velocidade alta, gemendo descontroladamente e gemendo coisas sem sentidos, eu já não aguentando mais, aumentei a velocidade e comecei a empurrar os dedos em meu interior com mais força.

— Eu irei gozar, Deus…— Em um gemido arrastado ele finalmente goza, e eu também logo em seguida.

— Deus, eu sujei todo o meu abdômen, olha o que fez comigo garoto.

— Eu sei que você amou Jimin… Amou gozar para mim.—

— Aliás atendente, qual o seu nome?

— Por enquanto me chame de Jeon.

— Até a próxima Jeon.


Notas Finais


Bom gente é isso, espero que tenham gostado, até o próximo, ah leiam também a minha nova fic que eu estou escrevendo com a minha namorada linda e maravilhosa.

https://spiritfanfics.com/historia/flor-de-lotus-10858251


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...