História Disappeared - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Green Day
Personagens Billie Joe Armstrong, Mike Dirnt, Tré Cool
Tags Billie Joe, Green Day, Jimmy, Tré Cool, Trillie
Exibições 16
Palavras 1.462
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiieee pessoal ^^ Tudo bem com vocês? Espero que sim!

Desculpem se eu demorei e tal, é que eu tive um pequeno bloqueio criativo, mas já voltei rsrs

BOA LEITURA!

Capítulo 4 - Explodindo o Microondas


[Dois Dias Depois]

Eu já estava acordado a mais de 30 minutos, mas eu ainda estava deitado olhando pro teto e pensando, minha mente estava lá nas estrelas até que meu celular começou a vibrar em cima do criado-mudo, eu o peguei e dei uma olhada, finalmente!

Mike: Desculpe não ter te respondido antes

Tré: Até que enfim Mike, eu pensei que tinha te dado na louca de fugir também! O que você estava fazendo?

Mike: Desculpe Tré... Eu estava seguindo um cara, ele se parecia muito com Billie, mas não dei sorte

Tré: Por dois malditos dias? Você está trabalhando bem hein!

Mike: Mas e você Tré? Descobriu alguma coisa ou desconfia de algo?

Tré: Desculpe, mas não, Mike a sua ideia é uma das piores ideias do mundo, você tem demência? Como vamos encontrar Billie em um mundo tão grande?

Mike: Cale a boca Tré, só continue procurando por ele

Tré: Eu já disse que ele nunca iria pra um lugar tão evidente tipo a cidade onde ele nasceu e que traz boas lembranças pra ele, duvido que ele esteja aqui!

Mike: Para de reclamar Tré, só continue procurando ele, eu preciso ir, estou meio ocupado.

Eu nem mesmo respondi Mike de volta, essa história está muito mal contada, ele ficou mesmo perseguindo um cara parecido com o Billie por dois dias seguidos? Eu me senti um lixo por estar fazendo amizades e me divertindo enquanto Mike está trabalhando sério.

Eu me levantei e tomei um banho, então me vesti, mas dessa vez eu pus um casaco com gola alta e um chapéu que escondia meu rosto. Saí e fui até uma cafeteria, comprei um café e algo para comer, me sentei e fiquei observando as pessoas que entravam e saíam da cafeteria.

-Tré? – Levei um susto, olhei pro lado e Jimmy estava ali segurando um copo de café

-Meu Deus garoto – Eu disse pondo a mão no peito, ele riu

-Me desculpe, posso me sentar? – Ele disse apontando pra uma cadeira que estava em minha frente

-Depois desse susto, não pode não! – Eu disse irônico

-Mas vou mesmo assim! – Ele puxou a cadeira e se sentou

-Eu não sabia que você gostava de café – Eu disse

-Eu sou louco por café totalmente puro! – Ele disse dando um gole em seu café

-Sério? Que coincidência, as únicas pessoas que eu conheci além de mim que gostam de café totalmente puro foram Mike e Billie, acho que agora somos um quarteto! – Eu disse

-Desculpe mudar de assunto assim, mas falando no Billie, ele ainda não deu sinal de vida? – Eu acabei ficando triste com essa pergunta, eu suspirei

-Não, acho que ele foi embora para não voltar mesmo, mas se ele foi procurar a felicidade, espero que ele a encontre, eu adoraria saber, só saber que ele está feliz onde está!

-Não precisa ficar triste Tré (...) que tal a gente ir aprontar algumas coisas? – Percebi que ele estava tentando me animar

-Que tipo de coisa? – E eu estava interessado em fazer idiotices

-Termine seu café que eu te mostro! – Ele levantou um canto da boca

Quando eu terminei o café, nós saímos e andamos um pouco, conversamos brevemente, pois rapidamente chegamos á uma loja de conveniência e ficamos parados do outro lado da rua observando a loja.

-O que a gente vai fazer Jimmy? – Eu perguntei

-Eu duvido você entrar lá e roubar uma revista Playboy, elas ficam atrás do balcão – Eu observei a loja, não tinha nenhuma movimentação, porém...

-Como eu vou fazer isso com aquele segurança lá dentro? Cara, eu vou levar uma surra! – Eu disse, o segurança era bem alto e grandão

-Eu não imaginava que você fosse amarelar por causa de um segurança – Ele me encarou com um canto da boca levantado

-Então é assim? Já que você é o todo corajoso, vai lá! Quero ver! – Eu disse o desafiando

-Está duvidando de mim senhor Cool? Então está bem, mas se prepare porque nós teremos que correr um pouco – Ele disse indo até a loja, eu fiquei lá apenas observando

Jimmy entrou na loja e o segurança ficou o tempo todo de olho nele, mas em certa hora o segurança foi olhar pra fora, ele pegou uma lata que eu não pude identificar o que era e pôs no microondas que havia lá, então ele andou um pouco mais pelos corredores.

Eu estava com um mau pressentimento, sério. Então Jimmy parou pra falar com o balconista e o segurança voltou a encará-lo, do nada, o microondas explodiu, enquanto o balconista e o segurança foram tentar apagar o fogo, Jimmy passou pra trás do balcão e pegou uma revista, então saiu correndo, o segurança saiu atrás dele.

-Vamos Tré! – Ele gritou, então eu comecei a correr junto com ele

Corremos por um longo tempo, acho que corremos umas cinco quadras, então entramos em um beco e despistamos o segurança, nos sentamos no chão para descansar, então Jimmy pôs a revista no meu colo.

-Está aí senhor duvidoso! – Ele disse retomando o fôlego

-Jimmy, você é louco, mais louco que eu! – Eu disse pegando a revista e atirando no lixo

-Não vai dar uma olhada na revista Tré Cool?

-Não, obrigado, eu gosto de fazer e não de ficar olhando! – Eu disse irônico

-Esperto! – Ele disse rindo – Então, está melhor?

-Bem, mais ou menos, foi engraçado ver você explodindo um microondas, mas sei lá... – Eu disse

-Por que fica tão triste pelo Billie ter sumido? Quero dizer, eu sei que todos os amigos e família devem estar muito tristes agora, mas parece que você é o que mais sofre! – Eu suspirei

-E- Eu acho que você não entenderia. Ninguém além de mim mesmo sabe disso...

-Se quiser me contar, sou todo ouvidos e, mesmo que eu não entenda, eu me esforçarei! – Eu o encarei, ele parecia confiável

Sim! Se passou pela minha cabeça que ele poderia estar mentindo pra mim e que logo depois iria divulgar pra mídia toda saber, se passou tudo isso pela minha cabeça, mas eu não aguentava mais guardar aquilo pra mim, eu precisava por pra fora.

-Okay! Eu sinto falta dele, do sorriso dele, daquele otimismo que ele tinha, sinto falta de tê-lo por perto, Jimmy, eu me apaixonei pelo meu amigo! – Eu disse, Jimmy ficou extremamente surpreso

-S- Sério? – Ele estava muito surpreso, parecia até mesmo assustado

-Sim, eu o amo desde a primeira vez que o vi e agora ele simplesmente sumiu deixando aquele bilhete e aquela música, eu me sinto mal porque eu acho que ele se apaixonou por outra garota e abandonou tudo e todos, e eu nunca consegui contar o que sinto pra ele – Eu disse

Jimmy pegou em minha mão, me senti estranho quando ele fez isso, era como se ele estivesse me confortando sem dizer nada, eu me senti muito melhor. Encarei Jimmy

-Não se preocupe, não contarei a ninguém, eu prometo! – Ele ficou pensativo – Você quer beber? Não é a melhor solução, mas sei lá, você quer? – Eu balancei a cabeça positivamente

Nós nos levantamos e caminhamos até o lugar onde Jimmy passava suas noites, ficamos a tarde toda lá, era cedo ainda quando uma festa começou, nós descemos e fomos beber, mas acho que eu exagerei... Acho? Quero dizer... Eu tenho certeza!

Em certo ponto da festa, eu estava muito bêbado, Jimmy não estava tanto, eu não estava muito consciente do que eu estava fazendo, Jimmy e eu estávamos pulando no meio das pessoas dançando, então Jimmy se aproximou do meu ouvido

-Eu quero te mostrar uma coisa, quer ver?

-Claro, por que não? O que foi? – Eu disse

Jimmy pegou em minha mão e me puxou pro seu quarto, entramos lá e assim que ele fechou a porta, ele me beijou, eu não soube como reagir, então tentei me afastar

-J- Jimmy, e- eu acho que não deveríamos – Eu disse o parando, então Jimmy começou a beijar meu pescoço

-Nós não faremos nada se você não quiser Tré – Jimmy falou sussurrando em meu ouvido, eu tive um calafrio nesse momento, então ele parou pra me encarar – Você quer, não quer?

Eu não deveria fazer isso, mas simplesmente o beijei, eu estava o desejando, Jimmy e eu fomos andando até que eu caí sentado em sua cama, ele me deitou e voltou a me beijar, então ele abriu o zíper da minha calça e as abaixou um pouco

-J- Jimmy, não... – Eu estava sendo muito bipolar, eu sei!

-Não se preocupe Tré, não vou te machucar! – Ele disse e então começou a me chupar

De repente, eu queria aquilo, eu gemia seu nome, não demorou muito para eu gozar, então Jimmy pôs minhas calças novamente, ele se aproximou de mim e me beijou rapidamente

-Boa noite Tré! – Eu o ouvi dizer, então eu adormeci.


Notas Finais


Bom, eu estou com medo de continuar a fanfic, eu sei que vocês começaram a lê-la por causa de Trillie e, poxa escritora, mas o que está acontecendo não é Trillie... Okay, eu sei... Mas espero que vocês continuem lendo ela porque isso tudo será explicado, eu prometo! ^^ E espero que não se cansem de Trimmy (Eu amei esse shipp kk)

Bom, muito obrigado por terem lido até aqui. Críticas, sugestões e opiniões serão sempre bem-vindas!

Bjss meus amores e até o próximo capítulo <3333


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...