História Disaster - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Adolescente, Drama, Romance
Exibições 35
Palavras 1.820
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Festa, Luta, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - Cassie


Ficamos presos por duas horas naquele elevador, Aiden e eu "conversamos" muito, foi o que eu disse pra Tristan, eu vou contar mas não agora, não com Aiden nos ajudando a guardar todas as compras.

"Que porra mora aqui? Um batalhão?" Aiden perguntou jogando a última sacola no lixo.

"Foi o que eu disse" olhei pra ele sorrindo.

"Vocês dois parem, é melhorar do que ficar saindo nesse frio do cacete pra ficar tendo que comprar o que faltou, temos tudo aqui" Ele atira a sacola em mim e me mostra a língua, dou risada. "Obrigada por ajudar Aiden" ele fala e sai da cozinha.

"Obrigada por ajudar, acho que se não fosse você, as coisas estariam todas espalhadas" ele sorri.

"Fica comigo essa noite?" Ele solta e eu quase engasgo.

"O que?" Eu pergunto achando que fantasiei a pergunta.

"Fica comigo hoje, a gente só vai dormir eu juro, posso te fazer um jantar ou sei lá "

"Aiden eu acho que n..."

"Por favor, Cass" 

Respiro fundo e apoio os cotovelos na mesa, monto todos os prós e contras na minha cabeça. Prós, ele beija bem, está sendo gentil, e não parece querer forçar a barra. Contras, não temos um relacionamento, as pessoas vão comentar, e Tristan vai surtar.

Ele se aproxima de mim e me vira de frente pra ele, as mãos dele estão na minha cintura o que me faz quase derreter.

" Não vou fazer nada que não queira"

Porra, porque ele tem que ser tão lindo.

"Tudo bem, um jantar e eu durmo com você" ele sorri "mas vamos só dormir" falei dando ênfase na parte de só dormir. Ele beijou meus lábios de leve.

"Eu sabia" Tristan chegou gritando, dei um pulo e Aiden tirou as mãos de mim 

"Tristan, não"

"Finalmente, vocês dois me dão raiva com essa coisa de se afastarem um do outro, finalmente" achei que ele fosse surtar, mas parece feliz, eu dou risada envergonhada, nós não temos nada, ou temos? Aiden passa os braços pela minha cintura, e me dá um beijo na têmpora.

"Vamos?" Ele pergunta.

" Eu vou depois, preciso acalmar Tristan e tomar um banho"

"Tudo bem" ele parece decepcionado.

"Ei, eu vou" levanto a cabeça dele e faço ele me olhar nos olhos.​

​Levo ele até a porta e parece que ele não quer me soltar nunca, ele me dá vários beijos até eu interromper.

" Meu deus vamos com calma bad boy, vamos nos ver daqui alguns minutos"

Ele ri e me da um aperto na bunda, dou um pulinho surpresa com o gesto.

"Te vejo daqui a pouco" ele sai e quando me viro Tristan está com um sorriso divertido no rosto 

"Te vejo daqui a pouco é?" Ele me provoca eu reviro os olhos, vou em direção ao banheiro e ele me segue tiro a roupa e Tristan se senta no vaso.

​Começo a contar sobre o elevador e sobre a cachoeira, conto tudo até as minhas incertezas sobre ele.

"Não sei onde isso vai dar Tris" confesso enquanto enxaguo o cabelo.

"Como assim, vocês se gostam, no mínimo vão acabar juntos"

"Esse é o problema ele é o Aiden Scot, tenho medo que só esteja brincando comigo" Tristan ​demora pra me responder e meu peito afunda, eu estou envolvida demais nisso se tudo for uma brincadeira eu vou desmoronar, de uma vez só. Por fim ele responde.

"Ele quebrou a cara do Logan quando fez aquela piada sobre você, te chamou pra sair duas vezes, ele não forçou a barra pra transar com você naquele elevador ou forçou?"

Fico corada quando lembro dele com a mão dentro da minha calcinha, isso eu não contei pra Tristan é muito... íntimo. Mas ele não me forçou em momento nenhum, perguntou todas as vezes se eu queria que ele fizesse, e eu que tomei a iniciativa dos beijos sempre, forçar a barra estava longe.

" Não." Respondo por fim.

"Então linda, ele é Aiden Scot, se quisesse só transar com você ele ja tinha desistido ou forçado a barra naquele elevador" ele tem razão, mas tem um motivo que ninguém pode contestar, Aiden não namora, ninguém nunca viu ele com ninguém ele só trepa com as garotas e depois pouco se importa com elas .

" Não podemos esquecer do grande detalhe" digo me enrolando no roupão " ele não namora"

" Talvez você seja a primeira" ele da de ombros, me deixando sozinha no banheiro.

 

Até tentei me arrumar mais para esse "encontro", mas está um frio do caralho, coloco uma calça jeans preta uma blusa branca de renda de manga longa e meu moletom da UW,seco os cabelos e faço alguns cachos, passo um pouco de rímel e calço as botas, enfio na bolsa uma camiseta e uma leggin caso eu realmente decida dormir lá.

" Até amanhã pegadora" Tristan brinca quando passo pela sala. Dou um beijo nele e saio.

Primeiro cogito em ir de elevador mas ao julgar pelo episódio mais cedo não sei se é totalmente seguro, então decido ir pelas escadas já que são apenas dois andares.

Quando bato na porta, Aiden está com um guardanapo no ombro os cabelos meio úmidos e com uma camiseta branca, que faz com que as linhas em seu peito fiquem um pouco a mostra, mordo o lábio, ele é tão gostoso.

" Oi Cass" ele diz dando espaço pra eu entrar, o apartamento está absurdamente quente e agradável, ele deve ter aquecedor, tiro meu moletom e deixo ele no sofá junto com a minha bolsa. O apartamento está arrumado demais pra ser de um garoto, não tem os famosos pôsteres de mulheres seminuas, não cheira a cerveja e nem tem pilhas de roupa sujas pelo chão.

Ele me leva até a cozinha é o cheio está maravilhoso eu me sento em uma das cadeiras e observo ele cozinhar.

" O cheiro está ótimo" eu digo apoiando os cotovelos na mesa.

Conversamos um pouco enquanto ele termina o jantar, quando ele finalmente termina ele coloca dois pratos um pra mim e um pra ele e se senta na minha frente. A aparência está tão boa quanto o cheiro.

Ele passa as mãos no cabelo.

" Hã...eu só tenho cerveja pra beber... você... hã... quer?" Ele parece nervoso rio um pouco da situação.

" Cerveja parece ótimo, não está querendo me embebedar não é?" Ele coloca a mão no peito como se eu o tivesse atingido.

" Você acha que sou homem disso, Cassandra?"

Ouvir ele dizer meu nome fez meu corpo arrepiar. Ele me entregou a cerveja e se sentou na minha frente, dei uma garfada no macarrão, o gosto estava ótimo, por um segundo me senti meio mal por não saber cozinhar tão bem.

"  É fettuccine a carbonara" ele disse.

" Está incrível, você cozinha muito melhor que eu " ele ri, e da uma garfada.

" Minha mãe me ensinou" ele da de ombros.

" Da onde você é?" Pergunto tentando puxar assunto.

"Inglaterra" Deveria ter percebido pelo leve sotaque.

" Porque se mudou prós Estados Unidos?" Ele deu de ombros.

" Escolha da minha mãe, eu me mudei pra cá antes de terminar o ensino médio, morava com uma tia, minha mãe achou que eu fosse ter mais oportunidades aqui" ele toma um gole da sua cerveja parece incomodado então não pergunto mais nada. " E você, da onde é?"

" Wichita"

" E o que veio fazer em Seattle?"

" Fugir, eu acho" remexo a comida no prato antes de levava a boca. " Meus pais não eram os melhores, quer dizer a única notícia que tenho deles é quando meu irmão mais novo Mike me manda umas mensagens"

Ele suspira e coloca a mão sobre a minha, não gosto de falar sobre isso, meus pais me rejeitavam a vida toda.

" Sinto muito, linda" eu sorrio.

" Tudo bem, e daí que meus pais são uns cretinos cheguei até aqui sozinha, e pelo menos meu irmão me ama"

" Como ele é?" Ele pergunta ainda com a mão na minha.

" Mike é loiro e tem olhas verdes, puxou minha mãe, ele é muito carinhoso e divertido, não vejo ele já faz 3 anos"

Pego o celular e mostro uma foto dele.

" Ele se parece com você"

" Todo mundo diz isso, sinto falta dele" 

Mike sempre foi a única pessoa da minha família que não me rejeitava, ele sempre me amou pelo o que eu era, lembro que na época que meus pais me expulsaram, Mike chorou feito criança, ele tinha 6 anos quando aconteceu, eramos muito apegados um ao outro, fazíamos quase tudo juntos, até minha mãe decidir que eu era má influência pra ele e me expulsar.

" Tudo bem, linda?" Sou despertada do meu devaneio.

"Tudo, só estou cansada" minto.

" A gente pode dormir se quiser"

" Acho que sim" 

Ajudo ele a colocar os pratos na lava louça e a guardar a comida que sobrou.

Pego minha bolsa e vou até o banheiro tiro minha calça jeans e minha blusa e me enfio na minha camiseta de algodão e minha leggin, prendo os cabelos em um rabo tiro a maquiagem e vou pra sala. Aiden me olha com os olhos arregalados.

" O que foi?" Pergunto meu análisando.

" Nada você está, incrível"

Reviro os olhos, estou horrível. Ele levanta e toma minha mão me puxando pro seu quarto, quando entro me surpreendo ele tem uma prateleira enorme com livros, romances eu acho.

"Eu leio bastante" ele diz quando me vê olhando.

Ele joga as almofadas no chão e tira a camisa e a calça, ele fica tão gostoso de box, mordo o lábio. Em seguida ele me puxa pra cama. Deito de lado olhando pra ele que faz o mesmo.

"Obrigada pelo jantar" Ele sorri.

" Você é a única garota que ja provou da minha comida, e a primeira a vir aqui" reviro os olhos.

"Até parece"

"É sério Cass, eu como elas na suas casas ou no lugar que estamos se der, depois vou embora, nunca trouxe ninguém aqui, você é a primeira"

Me sinto enjoada quando ele fala dessa maneira sobre as garotas que dorme.

" O que foi?" Ele pergunta lendo minha expressão.

" Nada é que, elas são filha de alguém Aiden, e se fosse sua filha?" me encolho um pouco 

"Elas sabem que eu não quero compromisso Cassie, deixo isso bem claro, e se fosse minha filha ela iria saber que não se pode abrir a perna pra qualquer um"

Faz sentido, meus olhos começam a pesar. Me viro de costa pra ele.

"Boa noite, Aiden" 

"Boa noite, linda" 

Quando estou prestes a cair no sono, sinto os braços dele em volta de mim me puxando pra perto, eu não protesto estou muito cansada pra isso, alguns minutos depois sinto a respiração pesada dele no meu pescoço e acabo adormecendo também.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...