História Disfigure: Reset - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Amor Doce
Tags Aion, Amor Doce, Disfigure, Julliet Shuji, Lysandre, Reset
Exibições 5
Palavras 1.364
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Luta, Magia, Mistério, Musical (Songfic), Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oi,oi
Tô de volta bitches
Então...leiam a minha outra fic pliss
The Swimmer Girl, eu reescrevi a história, pois estava insatisfeita com o rumo que ela estava tomando, não estava muito realista sabe!? Dessa vez mal começei e o bicho já ta pegando pro Castiel aubeuaheuha

Leiam, The Swimmer Girl poha

Música do capítulo (pra descontrair) : https://youtu.be/IdVmOyNsN3g

Capítulo 3 - Ciúmes!?


Fanfic / Fanfiction Disfigure: Reset - Capítulo 3 - Ciúmes!?

Leiam as Notas gentch

[...]
Pov's Nathaniel

Durante o pequeno conflito que houve lá em cima, tive de esconder o resto do pessoal na casa principal, meu poder por enquanto seria inútil e não gostaria de que soubessem do que sou capaz de fazer, Armin ainda estava em seu quarto, só o seu irmão Alexy sabe o por quê dele viver o tempo todo naquele quarto e sair apenas pra algo útil, Violette estava tremendo mas tentava o máximo não demontrar que estava assustada, Kentin permanecia calmo como sempre, eu às vezes suspeito um pouco dele, ele sempre fica sozinho e até sai a noite.

É intrigante, todos aqui tem um passado trágico, horas ou outra vejo Violette discutindo com Castiel, Lysandre e Rosalya trocando olhares de cúmplices e eu, bom, estou apenas feliz por estar longe da minha família e agora Julliet, uma bela moça eu confesso, muito misteriosa, adoraria saber o que ela esconde por trás desse rosto inocente…

Pov's Lysandre

- v-você está bem Rosalya? - perguntei um pouco nervoso

- eu apenas estou can…sa..da - antes dela cair no chão eu a segurei e começei a caminhar, vejo Julliet novamente com aquela expressão triste descendo pela escada, notei que seu rosto estava um pouco sujo, suspirei desanimado, fica mais linda sorrindo, logo depois vem Castiel com o rosto e uniforme sujo, na verdade um pouco queimado, eu sei o poder dele e ele sempre diz que é uma maldição, pobre amigo, não merece sofrer, ele desceu as escadas e foi pra algum lugar, desci as escadas e levei Rosalya para o dormitório das garotas, levei-a até o seu quarto e ouvi passos tímidos, olhei para trás e era Julliet sorrindo fraco mas que logo se desfez ao ver sua amiga desmaiada

- o-oque houve com ela? - ela sentou na beirada da cama e fitou a amiga

- ela foi atacada por um dos homens responsáveis da nave, o psicológico dela foi afetado - Julliet fez uma cara de dúvida, desculpe Julliet mas é Rosalya que tem que contar isso pra você não eu - bem, eu não posso ficar aqui, se incomoda de cuidar dela?

- não, claro que não, eu quero que ela fique bem - ela me olhou com os olhos brilhando, sorri e fiz um cafuné nela, corou
- nos vemos por aí senhorita - beijei sua mão e fui embora

Pov's Rosalya

"Estava andando nas ruas de Du Kiss, estava chovendo e eu estava sem um guarda-chuva, mas eu não ligava, não ligava…pra mais nada, sei que já passou um ano mas não consigo lidar com isso, eu estava magra, magra demais, não comia, mas bebia, eu me cortava todo dia, e ninguém me impedia, porque afinal…eu estava sozinha, todos me evitavam, eu odiava aquela escola, nem ia lá mais, minha casa era escura e tinha um cheiro indecifrável, nem sei mais como a sala é, não sei como a cozinha é, eu só fico no meu quarto dia e noite e só saio pra beber como estava fazendo agora….

Por que tinha que ir embora? Por…que"

Eu acordo levando um susto, eu estava suada, meus cabelos estavam grudados no meu rosto, tirei umas mechas pra poder ver melhor, eu estava no meu quarto, na escrivaninha tinha um remédio e um copo d'água, "quanto tempo estava dormindo?" perguntei pra mim mesma, tratei de levantar mas foi só fazer um esforço pra ficar em pé que eu cai no chão

- ghh - grunhi de dor, ouvi passos apressados e lá estava Julliet com um olhar desesperado

- Rosa não se esforçe, me deixe te ajudar - ela me levantou e me colocou de volta na cama - você deve ter bastante perguntas pra fazer né, mas antes tome o remédio, você vai ficar bem com isso - fiz o que ela pediu

- por quanto tempo eu dormi? - soltei, precisava saber, Julliet ficou na defensiva era como se ela pensasse em contar ou não

- dois dias - falou baixo, arregalei os olhos - mas está tudo bem, a parte quebrada da nave foi concertada e plantamos novas sementes na horta, tudo está em ordem de novo - ela respondeu rápido, suspirei aliviada - você precisa se alimentar e descansar mais um pouco

- eu não tenho tempo pra descansar preciso saber mais sobre aquele cara misterioso, e o que ele quer dizer com "verdadeira imagem do mundo" - já estava levantando de novo quando Julliet me põe de volta na cama

- você não vai - Julliet falou num tom intimidande, estremeci, nunca a ouvi falar daquele jeito, ela suspirou pesado - descanse, que aí você irá pensar melhor, quero minha amiga bem - ela sorriu por fim

- obrigada Ju - abraçei ela e ela retribui afagando meus cabelos, me soltei e deitei de novo

- durma bem Rosa, volto daqui a pouco - ela levantou e saiu do quarto e eu adormeci rapidamente

//-----------------//-----------------//

Pov's Julliet

Depois que sai do quarto de Rosalya fui procurar pelo Lys pra dar notícias, me escondi num lugar e imaginei o pomar onde ficava as cerejeiras, logo cheguei na mesma e lá estava ele, me aproximei lentamente, ele parecia pensativo

- Lys? - ele se assustou - desculpe por chegar assim

- ah, não tudo bem - ele sorriu - e então?

- ela acordou e está bem - sorri, ele suspirou aliviado

- que bom - ele me fitou, corei

- Lys, você namora a Rosa? - falei, eu achava eles próximos de mais

- o que? Claro que não, por que acha isso? - respondeu rápido

- vocês parecem bem próximos - sentei do lado dele e olhei as estrelas

- talvez um dia ela te conte o segredo dela e o motivo de sermos tão próximos, não precisa ter ciúmes - piscou pra mim, corei violentamente

- n-não é ciúmes, é-é só curiosidade - fiz biquinho

- que fofa - afagou meus cabelos - sabe Julliet, eu queria… - ele parou de falar e corou - q-quero é-err - ele pensou em algo - UM ABRAÇO, sim isso - pulei de susto

- t-tudo bem - ele me envolveu em seus braços, era tão aconchegante, dava aquela sensação de segurança, me permitia sentir aquele cheiro de baunilha de novo, lentamente fecho os meus olhos e durmo

Pov's Lysandre

O que eu estava pensando!? Eu estou doente só pode, não acredito que estava prestes a dizer à ela que queria beijá-la, eu não sou assim, estou ficando que nem o Castiel, credo, e agora ela está aqui nos meus braços, tão leve, tão frágil, com aquele cheiro de Lavanda, ela é irresistível

- J-Julliet? - chamei ela, mas a mesma não respondeu, olhei para ela, ela estava dormindo tranquilamente, ela parecia cansada nos últimos dias, preocupada com Rosalya

Ela parecia um anjo, eu amo aqueles olhos azuis que outra hora parecia lilás, aquelas pernas, ui…Lysandre pare com isso, suspirei pesado, carreguei Julliet no estilo noiva e a levei para o seu quarto, deixei ela na cama e já estava pronto pra ir quando ouvi ela dizer "mãe, pai, não me deixem sozinha", o que ela quis dizer com isso? Na verdade, qual o sobrenome dela? Lembro-me que ela não disse no dia, é um milagre eu me lembrar de alguma coisa, por fim sai de seu quarto e voltei ao dormitório dos garotos, caminhei até meu quarto e Castiel estava lá

- tive outra briga com Viollete - dei de ombros, eles brigam todo dia - dessa vez ela estava ignorando tudo que eu dizia, ou sei lá, ela parece muito pensativa

- nossa, você está reparando muito ela, não? - o olhei com um sorriso malicioso, ele corou

- e você está andando muito com a Julliet não? - rebateu, corei ao lembrar do que ia dizer à ela

- cala a boca e saia do meu quarto, quero dormir - tirei a blusa

- nossa já tá me expulsando, que bonito - falou se fingindo de ofendido - vou indo então boa-noite

- tchau - tirei o resto da roupa e vesti o calção, deitei na cama/futon e pensei até dormir


Notas Finais


Vai la 7u7
Leia The Swimmer Girl
Flw, te amo vocês


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...