História Divergente - All For You - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Divergente
Personagens Beatrice "Tris" Prior, Christina, Ezekiel "Zeke" Pedrad, Lynn, Tobias "Quatro" Eaton
Tags Acidente Fatal, Casal, Termino, Traição
Visualizações 132
Palavras 1.264
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Bom dia people!

Então, aqui esta eu mais uma vez, ainda não consegui atualizar a fanfics toda.
Só para situar que a Hope esta no final, mas meu telefone queimou a placa e o rascunho esteve nele.
Enfim , logo terá atualizações.

beijos beijo

Capítulo 4 - Sou uma Vadia ?


Eu estava com aparência multicolor por conta do flagra que havíamos acabado de levar.

Tobias estava achando graça da minha cara e eu estava a ponto de socá-lo sem dó alguma, ele estava me irritando profundamente com aquele sorriso de canto nas feições. Vez ou outra me olhava e beijava o topo da minha cabeça para me tranqüilizar. Ele estava seguro, e tentando me passar confiança.

A garota por sua vez, ainda não havia pronunciado nenhuma palavra desde que saímos da sala de Tobias. Sua cabeça estava abaixada e ela parecia estar tão envergonhada quanto eu, pelo flagra. Entretanto, no caminho até as salas, ela nos observava pelo conto dos olhos, curiosa, talvez ? Eu não sabia dizer.

Havia em mim, uma vontade de me comunicar com ela, assim, talvez eu entendesse o que se passava pela mente dela, e me certificar de que não teria problemas com ela depois dali.

- Por que está tão apática ? – Perguntou-me Tobias falando baixo em meu ouvido.

Olhei para ele mordendo os lábios, não queria falar alto para que ela nos ouvisse, mas eu estava de fato morrendo de medo de que ela desse com a língua nos dentes.

- Amor por Deus, esta com medo ? – Perguntou ele novamente, abraçando-me mais forte.

- Tobias por favor... – Ia eu dizendo quando fomos interrompidos pela garota.

- Olha, eu juro que não vou contar a ninguém o que aconteceu na sala. Não é da minha conta de todo os modos. – Mexeu os ombros desconfortável.

- Nós te agradecemos por isso. – Começou meu namorado. – Tris esta preocupada que isso chegasse aos ouvidos dos reitores...

- Eu imagino que sim. Eu também temeria, mas não quero que se preocupem comigo por conta disso. O segredo de você estará bem guardado comigo. – Sorriu amigavelmente para nós dois, e naquele momento eu me simpatizei pela garota.

- Acho que ainda não nos apresentamos conforme mando o figurino. – Sorri para a garota de cabelos negros. – Eu me chamo Beatrice Prior, mas nossos amigos me chamam de Tris.  E esse é Tobia Eaton. – Apontei para Tobias enquanto o apresentava, e a garota assentia acompanhando meus movimentos.

- Prazer... Eu me chamo Juanita. – Apresentou-se sorrindo de forma mais espontânea para a gente. – Mas eu prefiro que me chamem de Nita. É menor, e eu acho mais bonito.

Rimos juntos com ela, e com a posição dela sobre o nome eu tinha que concordar Nita, era bem mais bonito que Juanita.

- Eu tenho aula agora ... – Apontou para a porta atrás dela. – Nós nos vemos em um outro momento gente.

Acenas para ela em despedida assim que ela adentrou a sala de aula. Respiramos mais aliviados depois disso, e eu quase poderia sorrir, se a vontade de matar meu namorado não estivesse tão fixa assim em minha mente.

*

A chacota foi total entre nosso grupo de amigos, cada um queria opinar e falar gracinha. Eu, ainda estava envergonhada pela situação, e ainda amedrontada com o fato da garota dar com a língua nos dentes, mesmo que ela tenha dado sua palavra que não diria nada.

- Ainda esta preocupada? – Perguntou-me Tobias enquanto andávamos de mãos dadas para o prédio aonde ele residia. Já era fim de tarde e grande parte dos alunos do Campus, estavam em alguma atividade ou dentro de seus quartos.  Balancei os ombros e ele acaba por sorrir. – Eu acho que não tem com o que se preocupar amor. Ela parecia bem sincera quando disse que não diria nada. – Falou passando o braços pela minha cintura e virando-me de frente para ele.

Lacei meus braços sobre seus ombros, aproximando meu corpo do dele e sorrindo pelo gesto fofo de me tranqüilizar.

- Eu sei disso, mas ainda assim fico um pouco receosa. – Comento olhando em seus olhos, ele sorri. – Estive pensando que nós poderíamos chamar ela para almoçar conosco qualquer dia desses.

Tobias me observa por um tempo, meio incerto, para em seguida balançar os ombros.

- Eu não acho que seja de todo necessário uma forçada aproximação, apenas pelo receio de que ela possa contar algo. Ainda que eu veja que isso não atrapalhará você em nada nos seus cursos e nem será uma carimbada te classificando como uma aluna...

- Vadia! – Completo a frase.

Seus olhos me censuram, sei que ele não gostou do meu fútil comentário, mas desde o flagra é assim que me sinto.

- Não acho que esse seja o termo correto para o que aconteceu mais cedo, e tenho certeza que nem a própria Juanita te considera assim. – Beijou a minha testa, para em seguida me olhar nos olhos. – Nós somos namorados Tris. Não tem nada de errado em querer namorar um pouco. Todo mundo um dia já ultrapassou uma linha ou outra sobre lugares e ambientes. Não quero que você se sinta uma vadia por conta disso. É uma coisa nossa.

A todo momento em que ele falava, meus olhos ficaram presos aos seus. Tobias tinha o dom de me acalmar e me tranqüilizar a todo momento. Era um jeito único e eu o amava de mais por isso. Sempre tão paciente e carinhoso, era a medida certa para mim.

- Eu já disse que te amo hoje? – Sussurrei próximo ao seu rosto. Vi quando seu olhos azuis se suavizaram com minhas palavras e logo Tobias encostava sua testa na minha.

- Sabe que eu não me lembro ... – Comentou me dando de leve um selinho.

- Como não se lembra? – Fingi uma carranca que o fez rir.

- Você ia dizer, tenho quase certeza, mas me deixou na mão, e não disse. Mas, não seria nada mal se falasse agora. – Apertou-me mas a ele, fazendo-me rir.

- Não sei se você esta merecendo não. Anda muito brincalhão ultimamente. – Comentei roçando nossos lábios.

- Brincalhão? Eu ? Tem certeza ? – Encostou meu corpo na parede próximo a entrada do prédio e antes que eu podesse dizer ou mencionar qualquer coisa, os lábios carnudos grudaram-se nos meus em um beijo de tirar o fôlego.

Eu sempre me perguntava, como seria se um dia nós deixassemo de nos amar. A todo momento em que Tobias me toca, eu me sinto única , me sinto forte para enfrentar Deus e o mundo, mas quando ele não esta perto de mim, me sinto oca e vazia, como se uma peça importante da minha vida faltasse. Não sei se ele se sente assim, e nem quero ficar sendo a garotinha apaixonada, porque sei que garotos não gostam disso, mas, as vezes sinto a necessidade de abrir-me por completo com ele. Sem edições de sentimentos, apenas cartas dadas na mesa para que ele me entenda e sinta o mesmo que eu sinto.

Agora por exemplo, eu não consigo controlar a erupção de sentimentos que repelem pelo meu corpo, apenas pela aproximação e pelo beijo. Tudo é movido a Tobias, e é maravilhoso o sentimento que me invade por conta dele.

- Não consigo não te beijar... – Disse ele entre o beijo, me fazendo sorrir. Ele sabia que me deixava vulnerável.

- Então continue por favor, esta fazendo um ótimo trabalho! – Voltamos a nos beijar esquecendo de todo o resto e focando apena no momento em que estávamos juntos.

- Ops ...

A voz estranhamente familiar nos fez dar um sobressalto de susto. Tobias estava a alguns centímetros de distancia, mas ainda segurando em minha cintura, enquanto eu levava a mão até meu coração para controlá-lo do susto.

Encaramos a garota de cabelos negros parada bem perto da gente, não acreditando que mais uma vez havíamos sido pegos no flagra. 


Notas Finais


O que acharam pessoal ?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...