História Divergente - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Saint Seiya
Personagens Aiolia de Leão, Aioros de Sagitário, Mascára da Morte de Câncer, Miro de Escorpião, Saga de Gêmeos, Shura de Capricórnio
Visualizações 23
Palavras 362
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Caso você não tenha lido o livro, aqui vai a cor que cada facção usa:
Audácia: preto;
Erudição: azul;
Amizade: cores quentes, como amarelo e laranja;
Franqueza: preto e branco;
Abnegação: cinza.
Esta é a primeira fic que escrevo.
Espero que gostem e boa leitura 😘

Capítulo 1 - Teste de aptidão


Ajeito meus óculos mais uma vez. Sou da Erudição. É hoje que faço meu Teste de Aptidão. Tento continuar a ler meu livro, mas não consigo. Estou ansiosa demais. Olho ao redor. Vejo garotas da Amizade cantando, membros da Abnegação olhando para o nada, membros da Franqueza conversando, colegas da Erudição resolvendo cálculos matemáticos por diversão e membros da Audácia fazendo guerra de braço.

Chamam meu nome. Tento permanecer calma. Entro na sala. Um homem de cabelos pretos arrepiados e olhos verdes está sentado em uma cadeira ao lado de uma máquina é de uma espécie de poltrona. Pela aparência é da Audácia. Ele olha para mim.

“Sou Shura” diz “agora sente-se.”

Sento-me. Percebo que tem um símbolo tatuado no braço direito.

“Qual é a do símbolo?” Não deveria perguntar, mas sou curiosa demais.

“Nunca vi um membro da Erudição falar assim.” Comenta “ É meu signo, Capricórnio.” Ele pega um copinho com um líquido azul e me entrega “Bebe.”

“ Por quê?” Pergunto.

“Só bebe.”

Bebo e começo a apagar lentamente.

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Estou em uma sala cheia de espelhos duas mesas à minha frente. Uma com uma faca e outra com um pedaço de carne.

“Escolha” uma voz masculina ordena.

“ Por quê?”

“Escolha!”

“ Quero um motivo primeiro.”

As mesas desaparecem e ouço um rugido atrás de mim. Um leão começa a correr em minha. Tento me manter calma. Não me mexo e fecho os olhos. Sinto algo batendo em meu pé. Olho para baixo e vejo um gatinho. Pego ele no colo e faço carinho em sua cabeça. Ele ronrona. O cenário muda. Estou em um jardim. Alguém aponta uma flecha para mim.

“Não se mova!” Disse com desespero “por favor, me perdoa!”

Não entendo. Não fiz nada para essa pessoa.

“Do que está falando?”

“Por favor!”

“Não fiz nada para você, como posso te perdoar?”

A pessoa está quase chorando. Ela solta a flecha que vem vindo em minha direção.

••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••••

Acordo.

“Vá embora rápido.” diz Shura, digitando algo no computador.

“O que aconteceu?” Pergunto.

“O resultado do seu teste” responde ele “ foi inconclusivo: Audácia, Erudição e Franqueza. Pessoas assim são chamadas de Divergentes. Vá para casa. Diga que passou mal. Vou alterar seu teste para Erudição. E não deve dizer isso para ninguém, entendeu?”

“Tá… valeu.”

Ele sorri. Vou para casa.


Notas Finais


Não tinha muitas ideias para a simulação. Até o próximo capítulo 😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...