História Do Amor à Redenção - Capítulo 79


Escrita por: ~ e ~GabrieleBastos

Postado
Categorias Supernatural
Personagens Adam Milligan, Bobby Singer, Castiel, Charlene "Charlie" Bradbury, Crowley, Dean Winchester, Gabriel, Lúcifer, Michael, Miguel, Personagens Originais, Rafael, Sam Winchester
Tags Destiel, Sabriel
Exibições 53
Palavras 1.053
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Famí­lia, FemmeSlash, Hentai, Lemon, Romance e Novela, Slash, Universo Alternativo, Yaoi, Yuri
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Olá queridos!

Capítulo 79 - Capítulo 73


Fanfic / Fanfiction Do Amor à Redenção - Capítulo 79 - Capítulo 73

                                                                   Capítulo 73

 
Doía-lhe fisicamente essa situação, não conseguia entender como pessoas que se amam conseguem viver separadamente, pois lhe era demais estar tão perto do seu amor e entretanto estarem numa distância do tamanho de um abismo. Sam não tinha certeza se iria conseguir o perdão, se poderiam voltar a ser um casal, mas de qualquer forma não iria desistir, mesmo que cada dia fosse uma prova de força e paciência não poderia viver sem Gabriel, não poderia aceitar não estarem juntos, só queria ter um pouco de paz junto ao sua filha, e de preferência junto a seu amado. 
O Winchester mais alto estava na cozinha olhando para o nada e nem percebeu que seu irmão mais velho tinha entrado no mesmo cômodo, só percebendo Dean quando este se sentou ao seu lado. 
- Alex já está aprontando muito? – O Winchester sorriu de lado, mas não negava sua preocupação com o irmão. 
- Que? – O caçador mais alto que estava perdido em seus pensamentos virou-se para o irmão. 
- Perguntei sobre a Alex. - Dean disse calmamente. 
- Está ótima! A cada dia parece mais esperta! - Sorriu, pois apesar de sentir a estranheza da paternidade que não esperava, não negava seu amor por sua filhinha. 
- E você? 
- O que tem eu? – Perguntou curioso. 
– Pensa que não percebi que tem algo estranho acontecendo entre você e o Gabriel? 
- Eu... Vou resolver isso não se preocupe! - Sam disse dando um sorriso fraco. 
- Olha você mente muito mal! Na verdade pode até mentir bem, mas não para mim, posso ver através de você, sempre pude - Disse Dean indo até a geladeira para pegar duas cervejas. - Mas tem razão, você vai conversar com aquele tampinha e vocês vão se resolver, afinal não teve culpa de ser enrolado por uma sereia. 
- Bem não é exatamente só esse o problema. - Disse o moreno sem jeito. 
- Sempre tem um problema maior, isso é estar casado! – O loiro riu. - Mas hora ou outra os problemas se resolvem. 
- Espero. - Disse Samuel depois de dar uma golada na cerveja.

 
Assim que viu Emma entrar na sala, Angel afastou sua mesa para quase em cima da mesa da amiga, estava muito ansiosa, era segunda e ainda faltavam três semanas para a festa da escola, mas a morena não podia lidar com tanta ansiedade que sentia, afinal era a primeira vez  em sua vida que faria uma coisa normal como comparecer a um baile, pois se uma coisa que pode estragar sua vida social era ser filha de caçador, fora que seu pai, como todo caçador era bem neurótico e não a deixava participar por segurança, afinal as criaturas que vagam por ai podem atacar em qualquer canto.

- Até que enfim Emma! Pensei que não ia chegar, estou super ansiosa para escolher que fantasias podemos usar!
 - Tá mas ainda não falei com meus pais e não sei se vão deixar eu vir. - Emma falou pensativa, sabia que seu pai era terrivelmente protetor. 
- De verdade Emma, pelo que você fala de seus pais eles parecem incríveis! - A morena exclama. 
- Eles são! Mas você sabe como são os caçadores né? 
- Como sei! - As duas riram, mas logo o professor chegou e tiveram que parar de conversar.

 
Na hora do intervalo, as duas como sempre sentaram juntas, mas logo um dos garotos do time, Tom Wyllis, se sentou com elas. Foi educado o suficiente para dizer um "Oi" para Emma, mas a loira percebeu que a atenção do rapaz ruivo estava focada em sua amiga e a loira não gostou disso, se incomodava com a intimidade que o menino parecia achar que tinha. 
- Então... Sei que ainda está meio cedo, mas queria saber se você quer ir comigo.... 
- Então. ... Tom? - A morena demorou um pouco para se lembrar o nome do rapaz, afinal eles nunca haviam se falado. - Eu já tenho par. - Disse a dona dos encantadores olhos azuis. 
- Ok, mas você quem sai perdendo! - Ele deu uma piscadinha e levou tudo na brincadeira, era um bom garoto afinal. 
- Espera, você tem um par? - Perguntou Emma totalmente incomodada e mais incomodada ainda por não saber o motivo de seu incomodo. 
- Tenho. 
- E posso saber quem é? 
- Você ué! Afinal quem mais séria?


Emma não sabia o que dizer, se sentiu feliz por ser a acompanhante de sua melhor amiga e então lembrou do quanto mentiu para a amiga, se sentia tão mau por isso. 
- Ah temos que ver nossas fantasias e eu pensei em melhores amigos da ficção, mas amanhã eu trago uma lista e aí a gente escolhe juntas que tal? - Perguntou Angel sem perceber o sorriso sem graça da outra.

 

 

Elisabeth olhou-se no espelho pela terceira vez, conferiu novamente se suas meias e cinta liga estavam no lugar e não apareciam já que seu vestido branco era curto e evasê, respirou fundo e pegou seu casaco amarelo antes de ir à sala onde Lúcifer a esperava, o Arcanjo tinha convidado para um encontro e como era o primeiro que ia na vida estava muito nervosa, as meninas haviam ajudado a arrumar-se com um lindo conjunto de saia e blusa mas logo alterou quando o Caído bateu na porta do quarto avisando que o lugar que iriam exigia algo mais confortável e básico por isso as meninas rapidamente a colocaram dentro de um vestido curto e branco com um par de tênis Converse combinando. Estava feliz com a escolha até Hela aparecer com uma sacola rosa que continha a logo de uma loja de lingerie, dentro da mesma um conjunto de corset e calcinha que deixou tanto ela quanto as meninas Winchester de bochechas vermelhas. Por conta disso estava um pouco tensa, já tivera envolvida fisicamente com seu amado, afinal tinham até um filho, mas sendo um encontra despertou seus nervos os deixando em frangalhos. Assim que chegou na sala, encontrou amado a esperando, vestia algo casual o que a fez relaxar um pouco.

- Você está linda, embora seja a criatura mais bela que já! – Ele disse serio antes de sorrir de lado. – Está pronta?

-Sempre! – Ela aceitou a mão estendida e logo sentiu o incomodo do voo.


Notas Finais


Gostaram do capítulo?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...