História Do crime... Para o amor. - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Canaxbacchus, Gravidez, Gruvia, Jerza, Mavisxzeref, Miraxus, Nalu
Exibições 792
Palavras 1.068
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Cap. novo para meu lindos leitores "morceguinhos", assim como eu.^^
Passada meia noite... Aqui está a tão esperada conversa Nalu, que todos estão ansiosos pra saber (eu acho... kkkkk) que iria acontecer...
Boa leituuuuraaa!!! :*

Capítulo 10 - Casar? Sim!!


Fanfic / Fanfiction Do crime... Para o amor. - Capítulo 10 - Casar? Sim!!

 

Chegando em casa... Lucy foi tomar um banho e eu telefonei pro meu melhor amigo, antes que enlouquecesse. Expliquei tudo e ele perguntou:

-E tu vai deixar que ela tenha essa criança?

Natsu:

-Eu não posso fazer nada. Além de que também sou contra aborto.

Gray:

-Tá mas essa criança vai nascer sem pai... E vai viver uma vida de ódio. Pois cada vez que a Lucy olhar pra ela e lembrar de tudo...Nunca conseguirá amá-la. Mas... Isso pode mudar se você assumir...

Natsu:

-Já pensei nisso... Mas não sei se consigo.

Gray:

-Cara... Hoje mesmo você me disse que queria construir tua família. Quem sabe isso não é um sinal que chegou a hora... Claro que não é o esperado por ninguém. Mas dessa forma pode mostrar pra ela o quanto seu amor vale.

Natsu:

-Não sei cara...

Júvia:

-Quem é mor...? (sonolenta)

Gray:

-O Natsu.

Natsu:

-Não conte pra ela o que houve. Quero tentar manter segredo disso. Só contei pra ti. Porque é meu melhor amigo, policial e confio em ti. Falo contigo melhor segunda... Lucy tá saindo do banheiro.

Gray:

-Ok. Pode deixar.

Júvia:

- O que a Lucy tem?

Gray:

-Nada demais... Só um pouco anêmica. Agora.. falou cara. Até segunda.

Ele desligou e eu fui pra sala onde Lucy estava sentada já vestida.

Natsu:

-Você... tá... melhor?

Lucy:

-Sim...

Natsu:

-Ótimo... Acho que temos que conversar agora, sobre tudo...

Lucy:

-EU NÃO VOU ABORTAR ESSA CRIANÇA!

Natsu:

-Acalme-se. Nunca pediria pra fazer algo assim...

Lucy:

-Escuta Natsu... Sei que você só é meu namorado.. Não temos nada mais sério... E que serei mãe solteira. Já sei de tudo isso... Mas por favor.. Tu pode me deixar ficar aqui até eu achar um emprego e alugar um lugar pra ficar? ... Por favor...

Natsu:

-Lucy! Você está me irritando. Quem você pensa que sou? Nunca te abandonaria assim. Muito mais grávida... Minha única indecisão é... Tu deixaria eu assumir você? Quer dizer... Lucy Heartfilia. Você aceita a se casar comigo e eu ser o pai de seu filho?

Ela ficou chocada quando puxei da estante uma caixinha que estava escondida e abri. Continha um anel com um belo diamante em cima. Eu já estava planejando me casar com ela... Só não imaginava que seria tão breve . E nem que teria uma criança, gerada por outra pessoa... Mas igual... Minha vida sempre foi uma caixinha de surpresas ao lado de Lucy. Então após algum tempo... que ficou me encarando ela engoliu o choro e respondeu...

-Eu não posso... Não tenho direito de te levar nessa desgraça que é minha vida. Você sempre foi minha luz nessa escuridão... Não tenho direito de te arrastar pro fundo do posso comigo.

Natsu:

-Cala boca e aceita logo! Porque eu te amo. E ninguém poderá te fazer tão feliz quanto eu. Deixe-me cuidar de você.

Lucy:

-Eu.. Eu... te amo! Por favor... Cuide de mim. Eu aceito!!!

Natsu:

-Até que enfim! Eu levantei em um abraço.

A tirando do chão. Depois a coloquei de volta... Enfiei o anel de noivado em seu dedo. E LHE DEI O BEIJO DE CINEMA. Tudo estava um mix de tristeza e felicidade... que houveram emoções que não sabíamos explicar no momento. Depois de tudo... Lucy deitou na minha cama. Eu tomei um banho e deitei junto, nada aconteceu, mas dormimos abraçadinhos. No dia seguinte, tínhamos decidido que contaríamos para nossos pais tudo. Até lá precisamos relaxar muito. Porque a tensão seria alta. Com toda certeza.

Natsu off

Lucy on

Eu acordei... estava chuvosa aquela manhã. Primeiro dia que eu tinha status de "mãe", aquilo era assustador. Mas, ao olhar pro lado e lembrar do homem que havia me pedido em casamento... ganhei forças para levantar. Fiz minha higiene matinal e fui pra cozinha. Tinha que ter algo pra comer que não me deixasse tão enjoada. Peguei um pão e passei somente geleia e manteiga, para beber, preparei um suco natural de laranja. Nisso Natsu entra na cozinha.

Natsu:

-Não precisava levantar tão cedo. E eu ia preparar nosso café da manhã.

Lucy:

-Desculpa... Eu pensei em preparar algo para mim que não me deixasse com vontade de colocar tudo pra fora só com o cheiro.

Natsu:

-Tá... Foi mal o bacon e ovo frito de manhã, no outro dia. Não sabia que te deixaria naquele estado.

Lucy:

-Eu sei que não foi culpa sua... E que estava só tentando me agradar.

Nisso rimos um pouco, Natsu preparou um café pra ele e uma torrada. Nos sentamos no sofá e colocamos num filme. Ele pegou uns travesseiros e uns cobertores, jogou por cima de nós e assim ficamos... Até meu celular tocar. Quando vi o nome de quem ligava... subiu um frio na espinha inteira... Eu olhei pro Natsu e perguntei:

-E agora? Eu atendo?

Natsu:

-Claro! E diz que vamos vê-lo hoje a tarde.

Lucy:

-Tá... Alô? Pai?

Jude:

-Poxa... Lucy... Demorou pra atender. Pela voz não estava dormindo... Está tudo bem?

Lucy:

-Sim...

Jude:

-Escuta Não minta pra mim... Laxus me ligou e disse que ontem você foi no hospital de madrugada... O que você tinha? O Sting reapareceu? fez alguma coisa com você ou com Natsu?

Lucy:

-Não pai... Estamos bem agora...Mas queremos conversar contigo. Hoje você está livre?

Jude:

-Tudo bem... Estou sim. Podemos almoçar juntos se quiserem.

Lucy:

-Pode ser... onde você quer ir?

Jude:

-Pode ser na "Él Toro", perto de sua "nova" casa.

Lucy:

-Ok... Nos encontramos lá as 13 horas. Tchau pai.

Jude:

-Tchau filha. Se cuida.

Dei um grande suspiro ao desligar... logo abracei o Natsu... Que iríamos fazer seria extremamente difícil. Natsu decidiu contar ao pai dele junto. E já chamou e marcou na mesma hora.. Terminamos de ver o filme.. Só que sem dar atenção... E fomos nos vestir. Quando estava enfiando a blusa, eu parei na frente do espelho.... coloquei a mão na barriga e alisei... Saber que tinha um ser crescendo dentro de mim, era algo, no mínimo, diferente... Nunca havia sentido aquela sensação de que outra vida dependesse tanto de mim.

Natsu:

-Vamos?

Lucy:

-Tu tem certeza de que assim será melhor?

Natsu:

-Uma hora eles irão descobrir. E eu estarei ao seu lado todo tempo.

Lucy:

-Sim... vamos.

Chegamos no restaurante de comida mexicana. Tudo era muito apimentado e temperado em geral. E o cheiro era algo bem peculiar do restaurante. De fato, aquilo não acabaria bem... 


Notas Finais


Ah... Acho que eles nem vão ser tão maus... Ou será que não?
.
.
Durante o dia hoje eu vou sair, então vou postar toda essa "conversa" agora de noite mesmo. "Amanhã" poderão ler todas de uma vez, ou separadas... como preferirem. ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...