História Do crime... Para o amor. - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Canaxbacchus, Gravidez, Gruvia, Jerza, Mavisxzeref, Miraxus, Nalu
Exibições 727
Palavras 1.270
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Segundo cap. de hoje. ^^

Capítulo 11 - Grávida?!?!


Fanfic / Fanfiction Do crime... Para o amor. - Capítulo 11 - Grávida?!?!

Natsu:

-Se você não estiver bem me avisa. E saímos daqui e conversamos com eles em outro lugar, outra hora.

Lucy:

-Tá... Mas estou bem. Não se preocupe.

Natsu:

-Tudo bem então. Mas, me avise caso algo aconteça.

Lucy:

-Aviso. Meu Deus... Esperava que eles chegassem atrasados... Mas, ambos já estão sentados. Huf~~~... Vamos.

Jude:

-Filha! Natsu. Tudo bem? Como você está filha?

Natsu:

-Oi chefe.

Lucy:

-Estou melhor. Oi senhor Dragneel.

Igneel:

-Olá. Natsu, vamos ser diretos... Porque você me chamou pra vir ao encontro de vocês? Aparentemente, isso foi um convite do Jude para vocês. Por que eu tinha que vir?

Natsu:

-Podemos nos servir primeiro? Enquanto estivermos comendo, conversaremos.

Igneel:

-Tudo bem. Eu espero vocês se servirem. Mas vocês dois estão tramando algo.

Nós fingimos não escutar a última parte. Nos servimos e voltamos pra mesa.

Jude:

-Você só pegou salada Lucy e um pedaço de carne? Ainda está se sentindo mal? Porque... até onde te conheço... você ama Nachos e tacos.

Lucy:

-Ordens do médico...

Igneel:

-Já chega! Escutem bem... Já notei que estão escondendo alguma coisa grande. Contem de uma vez. O que está acontecendo?!

Lucy:

-Eu tô –

Natsu:

--Noiva. Sim. Eu reuni vocês dois aqui, para oficializar meu pedido de casamento a Lucy Heartfilia. Vocês permitem nosso noivado?

Jude:

-Eu acho ótimo que vocês oficializem esse relacionamento... Mas... –

Igneel:

--A Lucy iria falar outra coisa. Diga. Alto e em bom tom.

Lucy:

-Eu... eu... eu tô... eu tô...

Natsu:

-Pode dizer Lucy. Eu estou aqui contigo, lembra? (ele me deu a mão)

Lucy:

-Tá... eu tô me sentindo mal Natsu. Me tire daqui, por favor...

Natsu:

-Tudo bem. Eu disse que faria isso se pedisse. Desculpem-nos todo transtorno... Mas por hoje é só. Vou leva-la para casa.

Jude:

-Não.. agora eu que vejo que isso é teatro pra esconder algo.

Lucy:

-Não é teatro! Eu não estou mais suportando esse ambiente, esta situação... Este cheiro. Por favor Natsu... Me tire daqui.

Natsu:

-Sério. Vocês não podem ignorá-la. Ontem acabamos em hospital por isso. Por subestimar os efeitos... Me deixem levá-la embora!

Igneel:

-Eu já tenho certeza que está acontecendo... Mas quero ouvir dizê-la. não sairá daqui antes de falar. Quanto mais rápido disser... Antes sairá. Agora. Diga de uma vez!

Lucy:

-Se é assim... Eu não posso desmaiar de novo... Eu estou grávida!!!!

Igneel:

-Eu estava certo afinal... Huf~

Jude:

-Eu vou matar você Natsu Dragneel! Você pediu ela em casamento porque agora quer assumir uma responsabilidade por um ato irresponsável?!

Meu pai levantou Natsu pelo pescoço o deixando sufocar fora do chão... Aquilo me deixou em pânico.

-LARGA ELE! ELE NÃO FEZ NADA!!!

Meu pai largou... Ele ao pousar no chão deu uma cambaleada, mas ficou de pé...

-Natsu!

Natsu:

-Lucy... não chore. Eu estou bem...

Seguranças:

-Senhores... Vocês estão brigando dentro deste estabelecimento. Isso é totalmente contra as regras. Pedimos que se retirem.

Igneel:

-Já estávamos de saída. Tome... o dinheiro por tudo. Fique com o troco. E nós todo vamos para minha casa. Esse assunto só começou.

Como senhor Dragneel tinha a ligação de maior autoridade em cima de nós... O seguimos em silêncio cada um em seus carros... Depois de uma hora e pouco de viagem... Eu chorando o percurso todo e o Natsu dirigindo e me acalmando... Chegamos. Entramos naquela bela casa, uma mansão. Nos dirigimos para sala. Senhor Dragneel se serviu um copo de Whisky, se sentou, mandou-nos sentar e começou o interrogatório.

-Então você disse que está grávida... Mas meu filho não tem culpa. Ou seja... Você quer dizer que pretende se casar com ele estando grávida de outro homem...?

Natsu:

-Pai. Fui eu que propus o casamento e assumir a criança. Não deixarei a Lucy sozinha nessa, nem nunca.

Jude:

-Você me dá nojo Lucy, de trair este homem. E não consigo vê-lo estar tão apaixonado a ponto de pegar uma criança, pra cuidar, que não é seu... Mas... espera Lucy... Se não é do Natsu... Não me diga que esse filho é do Sting?!

Lucy:

-Não! Jamais! Eu nunca faria nada com ele! Aquele monstro! A culpa é toda dele... Se ele não tivesse mandado... fazerem aquilo... Eu não estaria agora, fazendo papel de vagabunda que nem sabe quem é o pai de seu filho... (disse com voz chorosa e rancorosa)

Natsu:

-Lucy...

Igneel:

-Eu odeio quando estou certo... Este filho é de algum dos estupradores. Não é? (confirmei com a cabeça... as palavras doíam pra sair)

Jude:

-Mas que caralho!!!! Tudo acontece por causa daquele merda!!! Tu vai tirar essa criança. Vou te levar em um lugar que eles fazem isso. No seu caso é dentro da lei, então não fará nenhum tipo de crime.

Lucy:

-NÃO!!!!!! EU NÃO VOU MATAR MEU FILHO!! ELE NÃO TEM CULPA DISSO TUDO!!! (Falei com todo o pulmão e deixando as primeiras lágrimas caírem)

Jude:

-Você chama isso aí de filho?! O que você tá gerando é um monstro! Não dizem que filho de peixe, peixinho é? Saiba que você irá parir um futuro estuprador!

Natsu:

-CHEGA! Cansei de ouvir vocês perguntando e falando o que quiserem. Gostem ou não... eu e Lucy iremos nos casar e cuidaremos dessa criança!

Lucy:

-Natsu... Obrigada por nos defender...

Igneel:

-Lucy... Você sabe que eu não sou nada teu. Mas, tenho um nome de uma família nobre. Temos um sobrenome para proteger. Não posso te impedir de ter ou não esse filho. Porém não deixarei que você manche o Natsu na família Dragneel, adotando um bastardo. Vocês decidem. Ou você tira essa criança e fica com o Natsu. Ou você fica com ela e larga meu filho. Ou você fará meu filho te acompanhar nessa "aventura" e ser deserdado de tudo. Se escolherem a última opção... eu considerarei pai de filho único.

Jude:

-Não largue o Natsu filha... ele foi o único homem que já te vi fazer feliz. Pelo amor de Deus. Tire esse bebê.

Lucy:

-Me desculpem... Natsu, eu não posso acabar com sua vida... Mas também não matarei meu filho. Eu te amei tanto... No entanto... já te atrasei demais. Obrigada por tudo. Adeus...

Jude:

-Você é uma idiota! Orgulhosa besta!

Natsu:

-Espera! Lucy! Essa decisão também cabe a mim! Quem disse que ligo pra esta herança e coisa toda?! Ou pra honra do sobrenome Dragneel! Eu já tenho uma carreira. Eu não me importo em deixar toda essa grana, patrimônios e responsabilidade, para meu irmão mais velho. Tudo que me importa nessa vida é você! Por favor! Deixe-me cuidar de vocês. De mostrar a ti que posso conquistar o mundo inteiro por meu próprio merecimento... E só para te dá-lo depois.

Lucy:

-Natsu!!!! Eu te amo!

Jude:

-Arrrggg!!!!

Igneel:

-Tudo bem Natsu. Foi sua escolha. A partir de hoje estará abrindo mão de seis trilhões de dólares. Oito casas. Um navio. Um jatinho. Uma empresa. Várias filiais. Uma família e de um pai. Pode se confirmar órfão. E também... Por pedir demissão da delegacia. Acredito que esteja querendo seu merecimento por completo. Escreverei, por reconhecimento de sua coragem, uma carta de recomendação. Você poderá continuar trabalhando nisso em outro lugar. Seu apartamento e carro, não posso tirar, pois comprou com seu próprio dinheiro. Parabéns... Você terá uma família, classe média. Agora que já acertamos tudo. Peço que se retirem todos de minha casa. Segunda, senhor Natsu, apareça apenas para recolher sua coisas. E nem pense em me procurar. Adeus e Boa Sorte para vocês.

Natsu:

-Sinto muito Senhor Heartfilia. Vamos meu amor.... Adeus, “Lorde Dragneel”.

Eu estava espantada... Eu não tinha tamanho conhecimento, sobre a questão financeira e status da família Dragneel. E agora, estava totalmente desesperada.


Notas Finais


MDS COMO ASSIM?!
É isso que todos devem estar pensando agora.. Pois bem... vamos confirmar alguns fatores...
Sim, os Dragneel são trilionários disfarçados!
Sim, Natsu é um lindo que enfrenta a qualquer um para ficar com o amor de sua vida!
Sim, tudo está acontecendo bem rápido!
Sim, Igneel é alguém pavio curto... até demais...!
Natsu, falido e sem emprego. Lucy, grávida do modo mais horrível possível e ainda universitária. Ambos brigados com os pais... Será que isso vai dar certo?
Palpites nos comentários!!! Até o próximo capítulo!!!
Beijos meus lindinhos :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...