História Do crime... Para o amor. - Capítulo 12


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Canaxbacchus, Gravidez, Gruvia, Jerza, Mavisxzeref, Miraxus, Nalu
Exibições 676
Palavras 1.545
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Gente linda!!! Eu amo vocês demais <3
Desde o início da Fic até agora:
+de 1500 visualizações.
+de 50 favoritos e 39 comentários.
+Amigos.
+Observadores.
Quem ama seus leitores?? Euuu o/
Pra todos que continuam acompanhando as aventuras de Nalu... Boa leituuuraa!!!

Capítulo 12 - A verdade veio a tona...


Fanfic / Fanfiction Do crime... Para o amor. - Capítulo 12 - A verdade veio a tona...

Natsu:

-Como você está Lucy?... Depois de todo estresse, espero que não tenha afetado o bebê.

Lucy:

-Eu me sinto melhor depois de sair daquela casa ... Natsu... Posso te perguntar uma coisa?

Natsu:

-Se vai me perguntar sobre ter algum tipo de arrependimento sobre minha família. Já aviso que não tenho nenhum... eu nunca gostei de toda formalidade que tinha que cumprir. Finalmente estou livre.

Lucy:

-Não era bem isso que ia perguntar... Mas sim, como a família Dragneel pode ser tão rica, mas tão discreta?

Natsu:

-A história é longa... Mas digamos que no passado minha família ganhou um enorme respeito em negociações e partes burocráticas... Ela ganhava rios de dinheiros de diversos territórios... Ganhamos tanto respeito na época que diziam que éramos os dragões protetores da ordem. Essa tradição e dinheiro foi repassando de geração em geração com algumas regras... Não gastar toda grana. Ter só "sangue puro" na família. Que, para herdarmos tínhamos que crescer e viver uma vida sem luxos , perante a sociedade... Ou seja... trabalhar e estudar como pessoas normais. Resumindo... Você para ser herdeiro Dragneel, tem que ter uma vida impecável. E dupla... Pois se a mídia te descobrir, irá para o herdeiro mais próximo. Entendeu? Então, tirando os que tem associação com eles, ou pessoas da família, ninguém sabe da existência de tamanho poder.

Lucy:

-Quer dizer que você já sabia que iria acontecer por adotar criança que você não fosse o pai?

Natsu:

-Não vou mentir... Mas, eu já sabia. Isso só comprova uma coisa... que você não teve culpa de nada. Eu que assumi total responsabilidade pelos meus atos. Além de me sentir livre... Estou ao lado de quem amo. Só isso já me basta. Agora encerramos esse assunto.

*um mês depois*

Natsu:

-Luce. Bom dia!

Lucy:

-Bom... dia... Onde você vai?

Natsu:

-Eu sei que esse último mês foi complicado... Vivemos só com o que eu tinha na poupança... Mas, hoje tudo vai mudar. Me chamaram na delegacia, aquela que fiz entrevista semana passada. Eu consegui!

Lucy:

-Parabéns!!! Você é mesmo competente, talentoso, trabalha bem e é confiável. Eles vão te adorar. Tenho certeza! ^^

Natsu:

-Obrigado! Tá agora tenho que ir... Qualquer coisa me liga. Tchau Lu, tchau pequeno.

Lucy:

-Tchau mor. "Tchau papai!" kkkk Boa sorte com o primeiro dia.

Depois que o Natsu acariciou minha barriga, ele saiu. Eu voltei a dormir, sono era algo que continha constantemente no meu dia, desde que fiquei grávida. Também enjoo, dor nos peitos e por vezes no ventre... De vez em quando tinha pequenos sangramentos. A primeira vez, me assustei muito. Acabei apavorando o Natsu também... fomos correndo pro hospital. Depois que me examinaram, me disseram que é porque estou com a placenta deslocada. Avisaram que eu tinha risco de ter aborto espontâneo em alguma dessas vezes. Mas, se eu ficasse repousando, não aconteceria nada grave. Foi assim que sobrevivemos esse mês. Único amigo nosso que sabia de meu estado era o Gray. Ele nos ajudou bastante. E eu ficava muito feliz cada vez que ele trazia a Wendy e a Júvia. Relembrando essas coisas, adormeci. E acordei estranhamente com a campainha tocando. Eu levantei, me enrolei em um roupão e fui atender... Eu fui descuidada... Minha barriga já estava um tanto saliente, e deixei aparecer de relance com o modo que prendi o roupão. Quando abri a porta me surpreendi.

Erza:

-Você tá viva!!!

Lucy:

-Gente... Vieram todos...

Jellal:

-Resolvemos vir te visitar, até a hora da faculdade. Você praticamente abandonou ela. Por quê?

Levy:

-Pois é? Nos preocupamos, porque fui conversar com o Gajeel e ele disse que Natsu se demitiu. Que está acontecendo Lu?

Erza:

-Olha não sei que aconteceu... Mas você engordou. Hein?! kkkkkkk

Lucy:

-Que coisa maravilhosa pra falar pra sua amiga que tempos não vê. Entrem. Podem se sentar na sala. Vou fazer alguma coisa pra comermos.

Jellal:

-Como assim? Você ainda não almoçou?

Lucy:

-Kkkkk Então... Vocês me acordaram sabe. Mas não faz mal...

Erza:

-Claro que não! Afinal... Tu pretendia dormir até quando?!

Lucy:

-Sei lá... kkkk Mas, Levy... Você disse que falou com o Gajeel... então estão a manterem contato depois da festa da Mira? Safadinha. kk

Levy:

-Pois é... você não vai mais pra aula e não sabe das novidades... Eu e Gajeel estamos namorando. kkkkk

Lucy:

-Parabéns Levy! Bem já que estão falando sobre suas vidas... Acho que tá na hora de eu contar da minha... Eu andei piorando depois daquele dia na Mira. Daí nesse meio tempo eu tranquei a faculdade. E fiquei noiva! Entenderam? kkkk

Erza:

-Você nunca mais vai pra faculdade?! Vou chorar.

Levy:

-Parabéns pelo noivado miga!!!

Jellal:

-O que você tem afinal? Piorou de quê? O que está acontecendo?

Lucy:

-Porque não posso só ter amigas mulheres manipuláveis... Porque tenho que ter um amigo homem racional e que liga pros detalhes importantes? Tá... Desisto do meu almoço... Vamos conversar sério então... Sentem-se todos. Pronto. Escutem... Vou tentar dizer resumidamente tudo que aconteceu. Para ser mais rápido e também porque não posso me estressar.

Levy:

-Conta logo! Agora estou preocupada realmente.

Lucy:

-Tudo bem... Vocês lembram do Sting? Então ele é o culpado disso tudo. Tipo a quatro meses atrás... Eu me separei dele. Só que ele é um psicopata. Ele mandou três homens me matarem. Ele disse que se "Você não for minha. Não será de mais ninguém!". Só que esses homens decidiram abusar de mim antes de me matar... (disse isso olhando o chão e segurando as lágrimas)

Levy:

-Que horror Lu! Eu nem imaginava...

Erza:

-Mas eu mato esse loiro azedo!!!

Jellal:

-Lucy.. Eu sei que essa história continua, afinal tu está aqui hoje... diga-nos tudo... Por favor.

Lucy:

-tá... continuando... Naquela noite Natsu estava só voltando pra casa a pé depois de uma festa.. E ele me salvou. Os três homes foram presos... Infelizmente... Sting fugiu... Tudo tinha só acabado como um belo trauma... Graças a isso... Não consigo avançar com o Natsu... Fico lembrando dos caras... mas tudo tinha acabado... Até mês passado. Quando passei mal, Natsu me levou no hospital e descobrimos que estou grávida... Acho que já entenderam de “quem é...” Apesar de tudo, ele me pediu em casamento e disse que iria assumir esse filho. Mesmo quando isso ocasionou um briga entres nós e nossos pais, porque eu decidi que não abortaria e continuaria com ele . Natsu nesse período, foi demitido, mas ficou falado como se tivesse pedido demissão... Faz um mês que eu descobri que minha gravidez é de risco.. E que preciso de repouso absoluto... Faz um mês que tranquei a faculdade. Faz um mês que não falo com meu sogro, nem com meu pai. E faz um mês que Natsu vem procurando emprego. A última notícia boa desses últimos tempos é que Natsu conseguiu achar e hoje foi chamado pra trabalhar. Após um mês... é a primeira vez que iria ficar sozinha em casa. Bem... essa é minha vida agora... (disse tristonha)

Levy:

-Lu... Porque não nos contou antes...?

Lucy:

-Eu tive vergonha... medo... sei lá... Só não conseguia ser sincera com vocês. Me desculpem? (levantou a cabeça e encarou seus amigos)

Erza:

-Óbvio que nós te perdoamos! E desculpa te chamar de gorda antes... não imaginava que estava grávida.

Lucy:

-Kk Quanto isso... kk Não tem problema...

Jellal:

-Lucy. Pode contar sempre com a gente. Estaremos sempre ao seu lado.

Erza:

-Mas, por favor... Nunca mais suma , de novo, sem dar notícias!

Levy:

-Se sumir. Eu não te perdoarei. u...u

Lucy:

-Tá... Oh Céus... Não liguem pra minhas lágrimas... É que grávidas são muito emotivas. E não consegui segurá-las após saber que tenho amigos tão maravilhosos.

Depois de todo aquele falatório os três se levantaram e me abraçaram... Chorei ainda mais, por estar feliz de contar toda verdade pros meus melhores amigos. Até meu celular tocar...

Lucy:

-Alô?

Natsu:

-Luce. Oi. Estou no intervalo de almoço... Resolvi te ligar pra saber se está tudo bem aí... não te acordei né?

Lucy:

-Não me acordou... e estou bem. Na verdade... Jellal, Erza e Levy estão aqui em casa no momento... Eu já contei tudo pra eles. Estou feliz agora. Então como está sendo teu primeiro dia?

Natsu:

-Aqui é bem mais agitado... Bem maior também... Mas, estou gostando. kkkk Existe um clima "FBI" aqui. kkkkk Bom... Vou ter que desligar agora... Tchau. Se cuida.

Lucy:

-Você também. Tchau ..........Então... Ele desligou... Onde paramos?

Levy:

-Lu. Queremos saber... Se nós faltarmos hoje a faculdade... Será só um diazinho. Tu teria como sair com a gente só pra jantar fora?

Erza:

-Queremos comemorar seu noivado.

Jellal:

-Te ver mais feliz também... Você parece muito triste ficando só aqui... Seria bom sair e ver pessoas de vez em quando. Mas só se tu estiver bem...

Lucy:

-Não... É mesmo uma boa ideia... Podemos esperar o Natsu voltar e também chamar toda galera.

Levy:

-Boa... Vou chamar também o Gajeel e o pessoal do trabalho deles. Estão com saudades do Natsu e de você.

Lucy:

-Perfeito...

Então ficamos conversando após combinar com todo mundo. Decidimos fazer surpresa pro Natsu quando chegasse... Iríamos nós cinco no mesmo carro. Ia pedir pro Natsu dirigindo. Ele chegou e nos viu na sala e eu bem arrumada, veio perguntar curioso oque estávamos aprontando. 


Notas Finais


O casal está dando "seu jeitinho". Será que tudo... finalmente... acabará bem?
Deixem os palpites nos comentários!! ;)
Kisses meu lindinhnos!!! Até o próximo cap. ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...