História Do crime... Para o amor. - Capítulo 89


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Canaxbacchus, Gravidez, Gruvia, Jerza, Mavisxzeref, Miraxus, Nalu
Exibições 177
Palavras 1.966
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIE!! Preparados pro cap. de hoje.. Ele está bem revoltante... Mas a cenazinha final, acho que vai amansar vocês. kkkk
Se estão preparados Então bora ler!! Boa leitura!!

Capítulo 89 - Igneel...


Fanfic / Fanfiction Do crime... Para o amor. - Capítulo 89 - Igneel...

*Brasil*

Natsu:

-Por favor moça... Me deixa entrar!

Enfermeira:

-Não posso. Já passou da hora da visita.

Natsu:

-Pelo amor de Deus. Meu irmão está aí dentro com meu pai. Aquela menininha ali, ela é minha sobrinha. Viemos de New York. Por favor... Abra uma exceção... (Pedia com educação, controlando ao máximo a minha raiva)

Misa:

-...Quero ver papai... E vovô ...

Lucy:

-Calma linda... Tio Nat, está tentando fazer conseguirmos passar. (Disse com Tsuna dormindo meio em pé em seu colo, com rosto e mãozinhas em seus peitos)

Enfermeira:

-Não posso fazer isso senhor. Volte amanhã.

Natsu:

-PORRA! EU ESTAVA NO AR A MAIS DE ONZE HORAS! VENHO DIRETO PRO HOSPITAL COM DUAS CRIANÇAS PEQUENAS! E AINDA ASSIM DIZ QUE NÃO PODE FAZER NADA?! VAI PARA PU—

Enfermeira:

—Pode parar! Não sou obrigada a ouvir isso! Ou você abaixa essa voz e não se dirija mais a minha pessoa assim... Ou serei obrigada a chamar a segurança pra te tirar daqui. (Lucy levanta e vai até ele, põe a mão, que não segurava o Tsuna, em seu ombro)

Lucy:

-Já chega Natsu. Vamos embora... Por hoje a Misa fica lá em casa... Amanhã ela vem ficar com o Zeref.

Misa:

-I want see dad... (Disse chorosa)

Natsu:

-(Se agacha e pega ela e se levanta) Tudo bem... Moça... Pela última vez... Pode pelo menos... Chamar meu irmão lá de dentro pra poder ver sua filha?

Lucy:

-Por favor moça... Ela só tem 3 anos e veio dos Estados Unidos.

Enfermeira:

-...Vou ver que posso fazer por vocês... (Disse contragosto) Já volto. Não saiam daqui!

Lucy:

-Obrigada... (olha pra Misa no colo do Natsu) Viu fofa... Tudo vai ficar bem...

Misa:

-Quero papai...

Natsu:

-(Olha para porta que se abre no fim do corredor) Então olha lá! (aponta para Zeref vindo)

Misa:

-Papai!!

Zeref:

-Misa? (Se aproxima e pega a filha que abraça apertado seu pescoço) Calma querida... (acaricia suas costas, que soluçava de tanto chorar) Não chora filha... (olhou novamente para seu irmão) Então... posso saber... Cadê a Mavis?

Natsu:

-Uma longa história... Mas resumindo ela não pode vir... No entanto Misa queria muito ver o nosso pai... E daí decidimos lá, que ela viria comigo e com a Lu. E quando te encontrássemos... Tu cuidaria dela. Depois quando voltasse pros EUA, a levasse de volta.

Zeref:

-Eu não posso cuidar dela. Primeiro que nunca fiquei sozinho cuidando dela. Eu sou muito destrutivo... tenho medo de machucá-la. E segundo... como podem ver... Eu sou o único que deixam ficar com o pai agora. (Misa chorava ainda mais... Por mais que ele tentasse acalmá-la com carinho)

Natsu:

-Mas Zeref... A Misa veio com intenção de ficar com você. Ela mal queria se despedir da Mavis.

Zeref:

-Então por que ela veio!? (Falou ríspido e a menina se encolheu em seu colo) Desculpa... Não quis te assustar... Mas só vai atrapalhar agora. (Largou a menina no chão... que não sabia pra onde ia... estava com vergonha de ter ido) Deviam ter falado comigo antes de decidirem isso!

Natsu:

-Como íamos te falar alguma coisa se o "querido" esqueceu o celular lá na sua casa?! E depois... teríamos avisado se tivesse nos ligado, depois que chegou aqui, de algum telefone qualquer só pra dar notícias suas e do pai! (O rumo da conversa estava se transformando em outra discussão. Lucy agarrou a mão da pequena, que ficou mais tranquila)

Lucy:

-Dá pra vocês dois se controlarem? Estamos em um hospital. Vocês estão discutindo na frente de uma criança, que nem é uma qualquer é sobrinha e filha de vocês. Por favor! Ajam como adultos, e decidam que farão. (colocou limite neles que se olharam, respiraram fundo e terminaram a conversa)

Zeref:

-É o seguinte: O pai está mal. Mesmo... Mas, consegui com muito esforço, mesmo na UTI, tipo um "cargo" de acompanhante. Fiquei tão ocupado com isso... Que nem me liguei que estava sem celular... Estava até esperando que me ligassem pedindo notícias... Agora... Me aparecem aqui... Com a Misa, dizendo que Mavis não pode vir, mas aceitou essa palhaçada? Eu não tenho como ficar na UTI, como o acompanhante e cuidar dela. Me desculpa filha, mas eu não tinha noção que viria... Se eu soubesse não teria me proposto ao encargo, ou melhor... não teria deixado vocês continuarem com isso.

Natsu:

-Agora já eras! Misa está aqui. Se quiser eu posso ficar com ela. Mas... Saiba que está fazendo sua filha sofrer... Um país diferente... que só veio uma vez e nem lembra mais. Sem mãe, nem pai... Não acredito que esteja realmente afim de ficar com a gente. No entanto... Eu entendi que não podemos fazer mais nada sobre isso... Eu cuido dela, com um porém...

Zeref:

-Qual?

Natsu:

-Nesses próximos dias... Todas as vezes que for hora de visita, você vai ter que ficar com ela enquanto eu fico com o pai.

Zeref:

-Mas eu não posso cuidar dela sozinho! Eu vou machucar ela!

Natsu:

-Ela já tem três anos! Tu é pai. Desde que a alimente, não brigue com ela sério e nem bata nela, tu não a machucará! E po... poxa... Ela só quer ficar com o pai, custa muito ficar com ela? Não vai tirar pedaço de ninguém. Eu sei que tu consegue... A Mavis não criou ela sozinha. Até porque tu já teve momentos antes de ficar sozinho cuidando dela.

Zeref:

-E podia tê-la se ferido... Afinal... Na última vez... foi aquela que tu a deu doces, pois ela estava me procurando nos andares e salas da empresa. Eu deixei uma criança de dois anos, sozinha numa sala... Que eu tenho na cabeça?

Lucy:

-Ai já chega né Zeref?! Olha tua filha agora. (ele a olhou ela estava tremendo um pouquinho e secando as lágrimas que insistiam cair... chorava silenciosa) Teu discurso não está ajudando em nada. Está deixando a Misa assustada e culpada. Daqui a pouco ela vai achar que ela é um incômodo em sua vida. Não faça isso... Ou irá se arrepender eternamente. Não afaste sua filha de ti. Ela te ama muito. Dá uma chance pra si mesmo... Deixe-se amar ela de volta, sem medo de machucá-la. Tu é um bom pai e já demonstrou isso anteriormente. Só que ninguém de fora nunca te falaram isso. Agora que eu disse... tu já sabe... Abraça tua filha... E dê boa noite... e saiba que se precisar de alguma coisa amanhã, tu não estará realmente sozinho. Nos chame e te ajudaremos, com que seja. Tudo certo irmãos Dragneel?

Natsu/Zeref:

-Sim.

Lucy:

-Ótimo! Misa... já pode ir abraçar o papai... (Largou a mão da maior... ambas já estavam roxas, com tamanha força que a pequena apertava)

Zeref:

-(se agachou novamente) Desculpa filha... Eu não devia ter dito tudo aquilo que acabei de falar... Seu pai era perigoso... Nunca me dei muito bem com crianças... Eu sei que é você... Mas só estava com medo mesmo de não saber cuidar de você. (Empurra os pequenos ombros para sua frente e encara seus olhos verdes) Por você, vou tentar ser o melhor pai do mundo... Te amo muito filha. Misa: -(Torna a abraçar muito forte o pai) Também te amo muito papai...

Zeref:

-Prometa pra mim que vai obedecer seus tios e se comportar hoje e enquanto eles estiverem cuidando de você?

Misa:

-Misa quer ficar contigo...

Zeref:

-Não dá. Agora promete.

Misa:

-....Eu já... prometi pra mamãe isso...

Zeref:

-Então tá. (Se solta e se levanta) Boa noite filha. (bagunça seus cabelos negros) Eu tenho que entrar novamente...

Misa:

-Fica.... Aqui... mais... um pouquinho... (pediu manhosa)

Zeref:

-Huf...~ Só mais dois minutinhos.

Misa:

-Tá... me pega no ...colo... de novo... ?

Zeref:

-Sobe. (estendeu os braços e pegou, ela logo encostou a cabeça em seu ombro e com suas pequenas mãozinhas ficou brincando com o cabelo do pai e sentia bem seu perfume amadeirado) Vocês vão para casa de vocês? Ou para do pai que é mais perto daqui?

Natsu:

-Pensei em ir pra casa... Mas agora que deu a ideia...

Lucy:

-Nem pensar Natsu. Aquela mansão me dá calafrios. Vamos pra nossa casa.

Natsu:

-Bem... ouviu né... kk Vou chamar um táxi. Fica com elas enquanto espero lá na frente?

Zeref:

-Tudo bem...

Lucy:

-Fico mais feliz que se entenderam... E que... (falava mais baixinho) Misa finalmente dormiu... Ela ficou inquieta toda a viagem... e não dormiu nem um segundo.

Zeref:

-Nossa.. e eu agindo como um egoísta... Desculpa pela minha reação... Só não esperava tamanha surpresa.

Lucy:

-Eu entendo. Mas não se preocupa... Assim como eu disse... Tu é um bom pai... só não tinha consciência disso ainda.

Zeref:

-Obrigado por acreditar em mim... A única que tinha feito isso até hoje, tinha sido a Mavis.

Lucy:

-Agora eu entendo... Mas não... Você... por meio da frieza e racionalidade extrema... parece um homem mau... Só que já nos conhecemos a um tempo... até na sua casa já morei. Eu sei, você não é nem um pouco mau. (Sorriso)

Zeref:

-Huf! Valeu... kk

Lucy:

-Não precisa agradecer... Só estou falando a verdade. ^^

Zeref:

-Kk Ok kk (falavam tudo baixinho)

Natsu:

-Chegou. Já coloquei as malas. Ah! (baixou a voz) Ela finalmente dormiu...

Lucy:

-Foi que eu disse...

Natsu:

-Tudo bem... Me passa ela. (Zeref alcançou a filha cuidadosamente pra ela não acordar... e assim Natsu pegou) Boa noite Zeref. Cuida bem do pai.

Zeref:

-E você... da minha filha.

Lucy:

-Até amanhã.

Zeref:

-Até...

*Em casa*

Lucy:

-(Larga Tsuna no berço) Finalmente... Ai que alívio para meus braços... Estavam doendo já de ficar carregando ele.

Natsu:

-Mor... onde eu deixo a Misa?

Lucy:

-Pensei em deixá-la aqui junto do Tsuna...

Natsu:

-Será que não seria melhor deixar com a gente, pelo menos hoje?

Lucy:

-Não precisa. Ela vai ficar bem aqui. Até que o berço é bem grande... Dá para colocar os dois juntos ainda...

Natsu:

-Se tu acha... Será que não tem perigo dela sufocá-lo se deitando por cima?

Lucy:

-Não tem não... (Um gatinho veio circular os pés da loira) Olha só quem veio ficar com eles?

Natsu:

-Happy! Peraí "filho". Bem... já que tu acha Lu... (puxou o filho mais para esquerda e deitou a Misa com cuidado)

Lucy:

-Vou pegar uma cobertinha pros dois e um travesseiro pra ela.

Natsu:

-Tá. (Se abaixou e pegou o Happy) Está com saudades de ficar comigo, né amigo? Desculpa... ando muito ocupado... Mas vou te dar biscoito de peixe agora mesmo. (foi descendo as escadas.) Espero que não tenha acabado com a ração toda que te deixei.. por que foi bastante. (olhou o pote, quando chegou na cozinha e tinha só um restinho e pouquinha água) Ainda bem que voltamos antes... (pegou o pote com biscoitos de peixe e deu três de uma vez para o gato e colocou, em outra tigela, leite) Boa noite Happy. (Soltou o gato e esse lambeu sua mão e depois foi comer) Tenho que tomar um banho... (Subiu as escadas novamente e foi para o banheiro... viu Lucy trocando de roupa, colocando uma camisola de seda azul) Linda.

Lucy:

-kk Obrigada. kk

Natsu:

-De nada... Vou tomar banho... Já deito.

Lucy:

-Tudo bem... Eu vou deitar porque ... (boceja) Estou morrendo de sono e cansaço.

Natsu:

-Ok. Boa noite linda. (Dão um selinho)

Lucy:

-Boa noite mor.

***

Mensagem no celular do Natsu: (Extra para fãs, não altera na história ;P )

Kitsune: 

-Oie... está tudo bem por aí...?

Natsu: 

-Tudo péssimo. 

Kitsune: 

-Fiquei sabendo do teu pai... Sinto muito por tudo que tem acontecido. 

Natsu: 

-Pois é... Está bem complicado... Mas eu vou dormir agora... Lucy já até dormiu aqui.

Kitsune: 

-Falo amigão. Até. 

Natsu: 

-Até amigão. Boa noite. 

*** (Fim do extra. Dedicado ao ~Kitsune9920 que pediu ser chamado de amigão por Natsu. Está aí. Espero que tenha curtido!! :D)


Notas Finais


Então que acharam?? Lembrando que também estou aceitando pedidos de beijos, ou esses nomes especiais pelos personagens ou por mim. Pedir pra lembrar ou dedicar episódios a alguém. É só deixar nos comentários. Se for pra mim falar ou mandar algo, aparecerá nas notas. Se for sobre algum personagem, aparecerá em fomra de "mensagem" no meio da história. Beijooosss lindooossss!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...