História Do crime... Para o amor. - Capítulo 90


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Canaxbacchus, Gravidez, Gruvia, Jerza, Mavisxzeref, Miraxus, Nalu
Exibições 149
Palavras 1.833
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OIEEE Minna!!!!!!!!
Essa capa é de outro anime!! Mas na fic, era pra ser a Misaki, tá??

Quem não conhece, está aí um pouco da explicação do anime q retirei essa menina fofa de 3 aninhos, chamada Hina!!

"Sinopse: Yuuta Segawa, um estudante universitário, subitamente se torna guardião de suas três sobrinhas no lugar de sua irmã e seu marido. A mais velha, Sora, tem 14 anos, está no Ensino Médio e tem o cabelo castanho, não muito longo e com um laço azul. A sobrinha do meio, Miu, está no Ensino Fundamental e tem longos cabelos loiros. A mais novinha é Hina, uma angelical menininha de 3 anos da creche. Esta comédia romântica familiar ilustra o caótica porém emocionante vida desses quatro personagens em seu pequeno apartamento de um quarto."

Então, quer ver, está aqui o nome do anime: Papa no Iukoto wo Kikinasai!

E quem quiser ler a fic... Boa leituraaaa!!!!

Capítulo 90 - Um dia para Misa!!


Fanfic / Fanfiction Do crime... Para o amor. - Capítulo 90 - Um dia para Misa!!

*Ruídos altos*

Lucy:

-Natsu... Natsu... acorda... Alguém tá aqui dentro de casa!

Natsu:

-O quê? (Pergunto sonolento já se levantando)

Lucy:

-Não está escutando?

Natsu:

-Parece vir do quarto das crianças. Eu vou ver o que é. Não saia do quarto! Espera eu voltar...

Lucy:

-Tá! Vai logo ver se eles estão bem!

Natsu:

-Tô indo!

Ele foi e abriu a porta vagarosamente com um jarro na mão. Ele suspira e solta o jarro na cômoda, foi até o berço que havia uma "pessoinha" no meio do cercadinho, pendurada quase caindo. Ele foi até a sobrinha e a pegou no colo... Primeiro ela se assustou. Mas logo ela começou a chorar, espantando um pouco ele, e se segurou firme em seu pescoço.

-Misa! Calma minha linda! Sou eu! Não chora. Não... Não chora... por favor... (alisava seus cabelos negros)

Misaki:

-Mamãe... Quero a mamãe...

Chorava mais e mais, Natsu saiu do quarto vendo que Tsuna quase acordou. Ele foi até o corredor e fechou a porta de onde estava e ficou tentando acalmá-la.

Natsu:

-Misa, sua mãe está muito longe agora. Tu não tem como encontrar com ela. Mas eu fico contigo, se está com medo de ficar sozinha... Só... pelo amor de Deus... para de chorar...

Misaki:

-Mamãe! (fazia manha)

Lucy:

-Eu vou ligar para ela. (Apareceu fechando o hobbie de seda, mesma cor da camisola) Se escutar a voz dela... Vai se acalmar?

Misa:

-.......uhum...... (estava cessando o choro aos poucos... ficando mais fungando mesmo)

Natsu:

-Valeu mor.

Lucy:

-Tudo bem. Eu já volto. (Desceu para cozinha pegar o telefone fixo sem fio)

Natsu:

-Tudo vai ficar bem... Não precisa ter medo.

Misa:

-....mamãe.... (ficam um tempo em silêncio escutando ela chorar baixinho)

Natsu:

-Já entendemos... logo a Tia Lu sobe de volta. (Vê ela voltando) Olha ela.

Lucy:

-Mavis, vou passar pra ela agora... sim, sim... só um minutinho... (passa o telefone na mão da Misa) É tua mamãe. Pode falar com ela...

Mavis:

-Filha...?

Misa:

-Mamãe... MAMÃE... CADÊ YOU?! (Voltou a chorar bastante) Quero você!

Mavis:

-Querida... Mamãe está em casa... Aqui em New York. Também estou louca de saudades. E queria muito te ver... Te ter em meus braços... Te ouvir chorar assim... e não poder te abraçar... acaba comigo. Seus tios... deixa eles cuidarem de ti enquanto estou longe. Por favor... Eles são ótimas pessoas... eles te amam também... Dá uma chance pra eles... (filha estava em silêncio, tentando secar as lágrimas e se recompor) Filha... Eu sei que deve ter tido um pesadelo pra estar tão desesperada. Mas eu realmente... não tenho como ir aí te buscar agora. Mesmo que saísse de casa nesse minuto, só chegaria daqui 11 horas. Então... Por favor... conte pra eles que te perturba... e deixa eles te ajudarem. Só hoje... Está bem?

Misa:

-.........Tá.......... (Disse contradita)

Mavis:

-Obrigada... Assim a mamãe fica mais tranquila. Minha flor ... a mamãe tem que desligar. Vai ficar bem?

Misa:

-...uhum... (disse tristonha)

Mavis:

-Que bom. Boa noite filha. Mamãe te ama.

Misa:

-...I love you too...

Mavis:

-Querida, só mais uma coisinha... Antes de desligar... passa pra tia Lu.

Misa:

-Tá... Bye bye...

Mavis:

-Bye bye....... (Misa alcançou para Lucy e, no mesmo instante, escondeu o rosto no pescoço do tio, que voltou a acariciar seus cabelos com a mão livre)

Natsu:

-Melhor?

Misa:

-....xim..... (falou abafado sem descolar o rosto do pescoço)

Natsu:

-Ótimo. Assim fico menos culpado de tê-la trago junto...

Lucy:

-Sim.... Sim... Não, tudo bem... Mesmo... kk Boa noite. Até. (desligou) Misa, minha florzinha, tua mamãe pediu pra que eu deixasse que você dormisse com nós dois hoje... Tu quer?

Misa:

-QUERO! (Quase gritou com todas as forças)

Natsu:

-Ok. kk Se isso vai resolver tudo... então vamos logo deitar...

Misa:

-Tia Lu...

Lucy:

-Sim?

Misa:

-Me....Me... leva... no banheiro... antes de deitar...?

Lucy:

-Ah... Claro. kkkk Dá ela Mor. (Ele alcançou) Então... pode ir deitando... mas fica bem na ponta, que hoje nossa "visita mais que especial" (sorri meigamente para a pequena) vai ter direitos sobre maioria do território. kk

Natsu:

-Tá bem. kk Esperando vocês. (Falou já voltando para o quarto)

*10 minutos depois*

Natsu:

-Deita aqui Misa.

Misa:

-Posso mesmo...?

Lucy:

-Claro linda. ^^

Misa:

-Papai... Nunca deixa eu dormir no meio...

Natsu:

-Aqui você pode fazer o que preferir. Quer deitar na ponta, no meio, aonde? (falava quase perdendo a paciência, pois estava muito cansado)

Misa:

-No meio...

Falou envergonhada. Então se deitaram. Na manhã seguinte... Lucy tinha se levantado e foi no banheiro do próprio quarto. Misa se acordou com o movimento e viu que seu tio ainda a abraçava de modo protetor. Ela saiu de fininho e desceu da cama devagar e cuidando pra não cair. Ela andou pelo quarto, afim de encontrar algum brinquedo escondido. Afinal, na casa dela... Sempre tinha alguns brinquedos dela espalhados nos quartos de todo mundo. Ela começou a mexer cuidadosamente, até achar uma gaveta do armário, com uma caixa média... Ela abriu achando que encontraria uma Barbie ou algo assim... Mas ela encontrou algo... "novo" pra ela. "Tinha uma parte cilíndrica... De metal.. Meio pesada... Tinha uma alavanca... Que aprecia encaixar três dedinhos finos dela... Tinha peças pra encaixar dentro dos 6 buraquinhos um pouco a frente... " Ela pegou aquele objeto e se sentou no chão... Ficou remexendo no "brinquedo" e de repente... "BANG!!!" e um choro foi escutado. Lucy abriu a porta do banheiro em disparada e paralisou ao ver a pequena. E Natsu se levantou correndo assustado e olhou para um buraco no chão do quarto, acompanhou o ângulo dando para a menina sentada no chão chorando... Ela estava mais assustada que os dois juntos:

-Misa!! Eu não sei quem te deu a minha arma, mas, larga ela no chão. AGORA!!! (Ela tentou olhar pro seu tio, mas era tudo embaçado por conta das lágrimas... Natsu respirou fundo e tentou não berrar pra não assustar mais ela... ) Larga querida...

Ela aproximou do chão as mãozinhas e meio que jogou a arma... se levantou e ia sair correndo quando Natsu a segurou pela braço e a levantou do chão, pegando-a no colo. Ela se retorcia toda clamando pra ele não brigar com ela... Ela estava desesperada total... Lucy continuava olhando tudo do banheiro... do buraco do chão... pra arma... pros dois. Natsu pegou a menina que esperneava pra se soltar... Ele olhou bem no rosto dela e ela congelou. Então ele fez o que queria... Abraçou ela com toda força... Quase que a machucando um pouco.

-PELO AMOR DE TODOS OS SANTOS, NUNCA MAIS FAÇA ISSO.......... (Ela ainda estava estática achando que era um modo dele brigar... quando na verdade ele estava só "desabafando") Tu podia ter se machucado sério... Já pensou que teu pai faria comigo, se acontecesse algo com você? (Ela abraçou o tio de volta... agora ele a consolava... ela soluçava de tanto chorar) Eu nunca iria me perdoar se algo acontecesse contigo. Misaki, olha pra mim. (Afastou um pouco seus rostos e olhou pra ela) O que você estava fazendo? Diga a verdade. O tio não vai te bater nem nada assim... Só fala a verdade.

Misa:

-Eu... Eu... Só queria brincar!! E... daí... Eu procurei brin...brinquedo... E achei... aquele ali... Eu... Eu... nunca vi... igual... Nem... sei que é... mas quando... Blooooft.... Eu... eu... me assustei... Eu...

Natsu:

-Tá...Tá... (Acolheu sua cabecinha em seu ombro e afagando seus cabelos) Calma... Já passou... (Se sentou na cama com Misa no colo e olhou para Lucy, fez sinal para se aproximar) Temos que conversar Misa. Lu, pega a arma do chão por favor... Cuidado... Não sei se está engatilhada ou não... (Ela o alcançou e ele revirou... Nem tinha mais balas) Ótimo... melhor assim... Misa olha pra mim. Tá vendo isso aqui?

Misa:

-....Uhum.... (Ela tremia nos braços do tio)

Natsu:

-Não precisa tremer... pois está em MINHAS MÃOS. Não nas suas... Nem das da Lucy. Por que nas minhas não tem problema? (Ela fez sinal que não sabia) Isso é uma arma. Eu sou um policial. Eu trabalho com isso... Mas não deixa de ser perigosa. Seu avô tá no hospital por causa de uma dessas... Em mãos erradas... Elas podem ser muito, muito, muiiitoo perigosas. Entendeu? (Ela confirmou envergonhada) Então promete pro tio que tu nunca mais vai brincar e pegar numa arma? E muito menos contar para seu pai, que pegou em uma hoje?

Misa:

-Pro...Pro...Prometo... (Ainda ofegava um pouco por conta do choro)

Natsu:

-Melhor... (Limpou as últimas lágrimas que escorriam, no rosto dela, com sua mão) Calma linda... (Abriu a gaveta e guardou dentro e chaveou) Está tudo bem... O chão, o tio conserta. Desde que tu não esteja ferida, o tio fica tranquilo.

Ela o abraçava de novo... e ele olhava a Lucy... Que não sabia que fazer, nem falar desde o ocorrido. Natsu tomou de novo a atitude da vez... Entregou a Misa no colo de Lucy e desceu as escadas... Ambas o ficaram olhando... sair e voltar com um pedaço de madeira média... porém, meio fina. Ele pegou os pregos e a tábua e largou em cima do buraco... Se sentou do lado no chão e começou a martelar... Colocando um "remendo temporário no buraco". Misaki saiu do colo da Lucy e ficou atrás do tio... o cutucou tímida... Ele olhou para trás e ali estava ela...

Natsu:

-Que foi Misa...?

Misa:

-Quero te ajudar...

Natsu:

-A consertar?

Misa:

-Sim... >\\<

Natsu:

-Vem cá...

Esticou um braço e a puxou pela cintura. Colocou-a sentada em uma de suas pernas. Passou o braço do martelo por trás de suas costas até a frente... Então a explicou que poderia fazer.

Natsu:

-Segura o martelo com o tio... (Colocou a mãozinha dela na ponta do cabo do martelo e ele, no cabo, porém, mais perto da ponta de ferro) ÓH o tio vai martelar esse preguinho que estou segurando. Me ajuda... ?

Ele ficou martelando mais devagar, pra ela poder acompanhar só o movimento, já que a força era ele que fazia. Depois dos quatros pregos bem martelados... Dava pra ver que ela estava satisfeita, de pelo menos ter ajudado a consertar a "merda" que fez. Lucy saiu do quarto, no meio tempo, e tinha descido com o Tsuna que chorava por carência... fome... fralda... e barulho. Natsu foi no banheiro, depois de toda confusão. Escovou os dentes.. tomou um banho meio rápido e saiu do banheiro, só depois de vestido de bermuda... chinelo e regata. Desceu onde encontrou o café da manhã pronto... Misa e Tsuna se comunicando... Como dava... E Lucy sentada vendo desenho com os dois na sala. Misa estava mais tranquila... E isso era aliviador. Ele pegou suas panquecas da mesa da sala de jantar e o copo de suco... e levou pro sofá. Se sentou do lado de sua esposa... e todos os quatro estavam vendo desenho juntos. Natsu por um minuto esqueceu de todos os problemas e pensou que a felicidade era viver pequenos momentos em família, como aquele ali.


Notas Finais


Entoncesss ???????? Quem curtiu o cap.???? E quem quis me matar, achando que eu tinha matado a Misa?? Pois é... está tudo bem, acalmem-se minna!! kkkkk

Quem quiser e achar que eu mereço, deixem comentários!!
Até amanhã!! beijos a todos vocês lindyuuuss!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...