História Do crime... Para o amor. - Capítulo 95


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Tags Canaxbacchus, Gravidez, Gruvia, Jerza, Mavisxzeref, Miraxus, Nalu
Exibições 149
Palavras 1.978
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Aventura, Colegial, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Romance e Novela, Saga, Sci-Fi, Shoujo (Romântico), Slash, Suspense, Terror e Horror, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


GENTEEEMMM!!! EU NÃO MORRI!!!!!
Eu sei... devo desculpas demais pelo atraso. Era pra ter postado ontem. E não consegui! Eu sei, me desculpem. Meu pai pegou o note, e mal consegui esse tempo pra postar esse cap. Estou usando a hora da janta para poder publicar. Espero que vocês entendam. Tenho boas notícias. É possível, que se eu conseguir fazer mais caps até domingo. Eu volte a publicar todos os dias. Mas apenas 1 cap. por dia. Enfim... Amanhã tem mais 1 cap. E depois domingo. Ok? Amo vocês me desculpem meso todo o trantorno que estou passando pois acabo demorando pra postar. ME DECULPEM!?!?!

Resumindo... Boa leitura, e bora pro cap. de ontem!!!

Capítulo 95 - Água viva!


Fanfic / Fanfiction Do crime... Para o amor. - Capítulo 95 - Água viva!

Após um tempo... Júvia e Gray estavam brincando com a Wendy. Mira e Laxus estavam brincando com Hiro. Erza e Jellal estavam brincando com Clara. Todos estavam em uma rodinha e as crianças no meio brincando entre si. Enquanto Natsu tinha saído com Tsuna, para trocar a fralda e passar mais protetor. Lucy saiu e foi pra casa pra começar algumas coisas do almoço. Gajeel se acordou e rabugento reclamou por Levy não defendê-lo. A azulada só riu de seu marido e Hana acordou... toda arrepiada... Ela também estava manhosa... Levy fechou o livro, após marcar a página. E guardou... acomodou a pequena meio deitada... E pediu pra que Gajeel a ajuda-se.

Gajeel:

-Pra isso eu sirvo, né?

Levy:

-Sério Gaj! Não complica... Sai logo daí e me alcança a minha toalha dali. Eu vou enrolar ela... Não consegue ver que ela está tremendo de frio?

Gajeel:

-Sim... Não é óbvio...? Na praia tem vento. E você só ficou na sombra... Claro que ela estaria com frio.

Levy:

-Gajeel, Gajeel... Eu estou perdendo a paciência... Vai me ajudar ou não?!

Gajeel:

-Meu amor... ME ENTERRARAM!! Eu não vou conseguir sair daqui tão fácil... Me ajuda aqui... que te ajudo aí.

Levy:

-Seu inútil! Se eu me levantar pra ir aí... Eu mesma pego a toalha e deu!

Gajeel:

-Ah... Muito obrigado pela consideração...

Levy:

-Huf...! Tá... eu te ajudo... Com o pé!

Gajeel:

-Já serve.

Levy levantou com a pequena resmungando no colo... e com o pé começou a desenterrar o marido. Logo ele já conseguia se mover e se levantou. Ele se sacudiu na direção a favor do vento, longe da Levy. Fazendo tudo ir adiante... então ele pegou a toalha e colocou em cima da pequena e Levy ajeitou o resto... A menina que estava toda encolhida, se agarrou forte na toalha quentinha... Mas igual... estava ainda resmunguenta... Levy tocou na fralda... E não estava cheia.

Levy:

-Agora... não sei mais que tu quer filha...

Gajeel:

-Ela não quer mamar?

Levy:

-Será...? Quer mamar filha?

Os olhos da Hana chegaram a brilhar. Levy entendeu... Voltou para debaixo do guarda-Sol. Abriu o colete... e abriu um pouco o biquíni cortininha. Deitou um pouco a menina... que logo começou a mamar esfomeada, enquanto olhava para sua mãe. Gajeel se sentou em uma cadeira ao lado de Levy. E ficou olhando para o mar.

Gajeel:

-Algum dia tu pensou nisso...? Uma família... Amigos em comum... Tudo isso... Sei lá entende? kk (Olhou para a esposa que o olhava meio confuso) Pensa bem... Aquele dia... Naquele bar... Aquele desafio. Pensou que resultaria nisso tudo? (Só então ela entendeu)

Levy:

-Não... Nem tinha imaginado algo desse tipo. Mas não me arrependo de nadinha. Eu amo cada briga nossa... Amo cada segundo de nosso relacionamento. Amei nosso casamento e fruto dele... (Sorri olhando para a Hana) Gajeel... (Olha para o marido) Tu foi a melhor coisa que aconteceu em minha vida. Seu ogro, eu te amo demais e não te trocaria por nada no mundo.

Gajeel:

-Eu te amo muito sua nerd baixinha. Também não trocaria, nem você e nem a Hana, por nada no mundo. Vocês são as pessoas mais importantes da minha vida. Eu achei que nunca encontraria ninguém que me suportasse... Mas você mesmo brigando... Nunca me deixou. Tu é demais. (Sorri para a esposa) E me deu o melhor presente de todos... Essa pequena linda. (Faz carinho na cabeça de sua filha... que dá um sorriso e volta a sugar o leite materno) Ge he.... Ela estava mesmo com fome... kkkk

Levy:

-É... kkkk Acho que estava mesmo. kkkk (Olha pra pequena que parou de mamar... ela colocou a fraldinha no ombro e fez a bebê arrotar... ou... não...) Não filha... Affs. kkkk Filha... Tu não devia vomitar na mamãe assim... Gajeel: -Ge Hehehe. Pelo menos foi na fraldinha... kkkk

Levy:

-Se não fosse... e tu tivesse rindo... eu dava nessa tua "santa" cara.

Gajeel:

-kkkk Também te adoro.

Levy:

-Kkkk Chato... kkkk

*15 minutos depois*

Jellal sai sozinho... Vai até a Levy e Gajeel... E pedem pra tirar de dentro da mochila de Clara seu roupãozinho. Gajeel o alcança... Ele agradece e vai pra perto da beira. Logo Erza vem com Clara no colo, batendo o queixo e tremendo de frio. Jellal enfia na filha e a pega no colo. Os três foram até o guarda-Sol deles... Erza pegou sua canga e se enrolou. E Jellal, foi só de bermuda molhada mesmo. Eles colocaram os chinelos... Erza enrolou uma toalha no cabelo... depois de se secar um pouco... Pegou tudo deles e foram pra casa, tomar banho, se vestir e ajudar no resto do almoço. Gajeel falou com Levy... E essa disse que ela também ia junto com o casal e com a Hana. Mas ela só ia levar a bolsa e a bolsa de Hana. O resto Gajeel levava depois. O homem concordou e ficou cuidando tudo de todos... Então a azulada e a bebê, dormindo, foram embora. Natsu já tinha ido para casa... Depois que tinha trocado de fralda e soube que a Lucy já tinha voltado... Ele voltou também. Logo que Levy foi embora... Não deu muito tempo... Cana e Bacchus, Lissana e Bickslow, Evergreen e Elfman também foram.

*10 minutos depois*

Wendy:

-AAIII!!!

Júvia/Gray:

-O que foi Wendy?!

Wendy:

-Tá... tá... (Começa a ameaçar a chorar) Ardendo...

Então ela deixa as lágrimas saírem... enquanto chorava baixinho. Ela pediu colo pro Gray, que a pegou automaticamente... Assim que todos ali viram o vermelhidão e inchaço na perna da pequena, ficaram preocupadíssimos. Wendy queria esfregar. Júvia segurou a mão dela rapidamente. Enquanto Laxus pegava o Hiro no colo e tirava de contato a água. Mira estava preocupada... E Wendy começou a chorar mais. Juvia explicou, o que Gray já suspeitava.

Juvia:

-Minha linda... Tenta ficar calma. O que encostou aí foi uma mãe d'água.

Gray:

-Nós vamos ir pra casa agora mesmo... Lavar isso aí com água corrente. Não esfrega que piora.

Mira:

-Nós vamos com vocês!

Laxus:

-Com toda certeza!

Wendy:

-Tá... doendo... (chorava)

Gray:

-Nós sabemos filha... Calma... Papai vai te ajudar. (Conversavam já saindo da água e indo pegar as coisas, onde Gajeel viu e logo perguntou sobre a Wendy)

Gajeel:

-Nossa! Que foi isso?!

Juvia:

-Mãe d'água.

Gajeel:

-Tadinha...

Gray:

-Hey... vocês... se importam se eu for na frente? (Perguntou preocupado com a menina que não parava de chorar)

Juvia:

-Vão... Eu já vou.

Mira:

-Eu vou contigo. Gajeel... Laxus... Ajudem a levar as coisas daqui e também a Juvi. Por favor?

Laxus/Gajeel:

-Sim! Vão!

Gray:

-Valeu... Mira... consegue correr?

Mira:

-Sim!

Gray:

-Então vamos.

Wendy:

-Papai...

Chorava muito. A ponto de soluçar a perna estava cada vez mais inchada. Ele saiu correndo com a pequena no colo e Mira estava lado a lado. Eles entraram correndo porta a dentro. Cana veio reclamar que estavam molhando tudo quando viu os dois ofegantes e a menina chorando, viu a perna e entendeu tudo.

Cana:

-Meus Deus!

Gray:

-Natsu! Natsu!

Natsu saiu da cozinha. Foi até a sala... Viu e também entendeu... Nem perguntou nada só fez sinal pro Gray perguntar o que queria.

Gray:

-Mangueira!

Natsu:

-Nos fundos!

Gray passou correndo e foi até os fundos... Achou um tanque e começou a deixar a água mineral a escorrer... A menina gritou ainda mais de dor. Gray ficou confuso... Fechou a torneira e pediu gelo pra Mira alcançar. Mira foi pegar e logo alcançou para Gray. Esse pegou e antes de encostar na pele da menina que berrava de dor... Lucy chegou nos fundos colocou as mãos na cabeça e desesperada gritou para o Gray:

-NÃO FAÇA ISSO PELO AMOR DE DEUS!

Gray:

-O quê?!

Lucy:

-Isso só vai piorar tudo! Oh minha Wendy... Natsu! (Ele vem correndo) Tu vai ir correndo agora mesmo, na máxima velocidade que conseguir... até o mar. Vai pegar com uma garrafa pet, quanta água tu conseguir. Vai muito rápido!

Natsu:

-Tá! (Foi na cozinha, pegou uma garrafa e saiu correndo)

Gray:

-Que tu vai fazer Lucy?!

Lucy:

-Para de queimar tua filha! Tu não sabe que mãe d'água, quando queima... deixa um filamento venenoso... que com água doce piora?!?!?! (Ela se aproxima de Wendy e a abraça) Calma... A titia te promete que o tio Natsu é rápido... ele vai voltar logo.

*1 minuto depois*

Natsu:

-Ahuf Ahuf ahuf Ahuf... (Muito ofegante...) Lu... toma! (entrega a garrafa)

Lucy:

-Obrigada mor. Wendy... A titia vai cuidar de ti.

Lucy foi na cozinha... Enquanto Gray, Natsu e Mira ficaram a observando pra ver que ela faria... Ela voltou com uma buchinha de algodão.

Lucy:

-Mira... Fica derramando a água onde eu esfregar está bem? E Gray... segura a perna dela...

Gray:

-Se tu esfregar vai piorar!

Lucy:

-É bem leve... pra tirar os filamentos que ela possa ter deixado. E a água salgada do mar neutraliza o efeito.

Natsu:

-Quando que você aprendeu tudo isso?

Lucy:

-Quando pequena... minha... minha mãe cuidou de mim. Agora... olha nos meus olhos linda... Não precisa chorar... se doer demais tu avisa que eu paro... Tá?

Ela concordou com a cabeça... todos estavam admirados como a Lucy, sabia bem o que estava fazendo... e como fazer. Logo... ela parou de esfregar... e Wendy tinha se acalmado um pouco. Lucy pegou a garrafa e despejou o resto dela. Então... Só depois disso... ela disse que daria banho na Wendy. Todos aceitaram depois que viram que a pequena tinha melhorado realmente com aquilo... Mas ela ainda estava sentindo dor... Lucy pediu para Cana, que estava seca totalmente... pegar as coisas da Wendy no quarto. E que desse preferência... a vestido ou saia. Ela entrou no banheiro e ligou o chuveiro no morno para frio... não no quente... deu banho na pequena... e se molhou um pouco.. mas tudo bem. Ela saiu com a azulada, enrolada em uma toalha... pegou a roupa e saiu dali do primeiro andar pro quarto dela. Wendy... caminhava com um pouco de dificuldade... Gray... então já de banho tomado e seco... somente o cabelo molhado... ele agradeceu a Lucy e pegou Wendy no colo... estilo princesa. E subiu as escadas. Juvia, Laxus e Mira já estavam no seus banheiros... tomando banho. Gray e Lucy, vestiram Wendy tomando cuidado com a perna machucada... Lucy então pegou uma pomada pra queimadura... e umas gases... Colocou bem de leve em cima do machucado da Wendy. E então falou com Gray...

-Olha... estou achando... que não foi uma queimadura comum... É melhor levá-la num postinho daqui... (Finalmente Natsu entra no quarto)

Natsu:

-De queimaduras eu entendo... Pode levar que isso aí ta sério mesmo.

Gray:

-(Ele se agacha perante a Wendy) Desculpa filha... O pai não pode te ajudar como disse... ele só piorou tudo... Me perdoa Wendy?

Wendy:

-...Sim papai...

Gray:

-Obrigado. (Abraça a filha) Eu te amo.

Wendy:

-Eu também... (Solta o abraço)

Natsu:

-Eu levo vocês lá. Eu sei onde fica o postinho. (Juvia aprece no quarto)

Juvia:

-Eu quero ir junto!

Natsu:

-Tudo bem.

Lucy:

-Tá doendo muito, meu bem?

Wendy:

-Não... Graças a ti... Obrigada tia Lu!

Lucy:

-Que isso... Então... vão rápido.. que logo está saindo o almoço. Tá?

Wendy:

-Sim!

Lucy:

-(Se aproxima do ouvido da pequena) Eu vou fazer batata frita pra nós... mas farei mais, só pra ti. (Afasta e fala normal) Então até daqui a pouco. (Todos estão descendo e Juvia fica por um momento) Que foi Juvi?

Juvia:

-Obrigada pelo que fez com a Wendy hoje. Eu nunca vou esquecer... Nem sei como te agradecer...

Lucy:

-Me deixando alisar tua barriga enorme... eu já ficarei bem.. kk Posso?

Juvia:

-Claro! kk (Lucy alisa o barrigão de 7 meses)

Lucy:

-Linda demais. Agora vai... antes que eles te deixem pra trás. ><

Juvia:

-Kkkk Tô indo. Bye bye. (Diz saindo do quarto)

Lucy:

-Boa sorte! (Diz escorada na porta)

Juvia:

-Obrigada!! (Agradece já na escada)

 


Notas Finais


Então que acharam???
Se ainda estiverem com raiva de mim pelo atraso.. SORRY!!! Agora se tiverem brabos comigo pelo que fiz com a Wendy... GOMEN!!!
Resumindo... Me perdoem por tudo, mas deixem comentários. Assim que eu finalmente reconquistar meu notebook, eu volto a postar regularmente. :) AMo vocêssss!!!! Até amanhã!!! :*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...