História Do lado de lá. - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 8
Palavras 399
Terminada Não
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Essa é uma história da qual eu já tinha vontade de escrever a muito tempo. Os personagens são todos criados por mim, assim como os ambientes e todo o enredo. Caso queiram repostar, só entrar em contato e aplicar os devidos créditos a história.

Capítulo 1 - Lá,la,lara. Não adianta se esconder, eu vou te pegar.


Fanfic / Fanfiction Do lado de lá. - Capítulo 1 - Lá,la,lara. Não adianta se esconder, eu vou te pegar.

Correr. Era a única coisa em que eu conseguia pensar. Correr o mais rápido que eu podia para o mais longe que eu conseguisse, meus pulmões não aguentavam mais. Aquele cheiro impregnado em meu nariz... Cheiro da madeira de carvalho queimando... junto com corpos. Isso mesmo. O cheiro da morte a cada passo mais próximo de mim.
- 1, 2, 3... Não adiante se esconder, eu vou te achar...
Então tudo apagava e eu acordava sem saber o que acontecia. Como  em todas as noites.
-Dandara! Filha,acorda! Vamos!
Sussurrava minha mãe, e percebendo o tom de sua voz, levantei na hora pondo meus chinelos de pom pom rosas que tinha ganhado de natal. Ela me pegou pela mão afoita e eu pude perceber o pavor e desespero em cada ato de seu corpo.
Me levando para fora de casa, ela pediu para que eu ficasse atrás de uma árvore, fez uma prece sobre mim, e voltou para dentro de casa. Mas antes, ela disse suas últimas palavras.
-Fique aqui! Não saia da qui até eu voltar, entendeu Dandara?! Eu volto pra te buscar. Eu prometo filha. Eu te amo.
E assim eu vi a minha mãe pela última vez. Sem nem se quer ter tempo de me despedir.
E então, ao vê-la entrar na casa, ouvi um grito, e junto com a minha lágrima, escoava um pedaço da minha alma, e da minha humanidade.
Minha primeira reação ao vê-lo, foi de gritar, mas era como se cada pedaço do meu corpo estivesse congelado ao ver os olhos dele. Era um anjo? Um demônio? Será que foi ele quem provocou o grito da minha mãe? Eu não conseguia pensar em nada, apenas fiquei parada o observando. Seria completamente impossível que ele não me visse ali, mas ele não viu. E então, ele voou batendo suas asas negras que faziam com que cada músculo de seu corpo se mechece também.
Assim que o vi ir, fui direto ao encontro da minha mãe, e logo ao entrar na cozinha, escorrego na sua poça de sangue que diretamente passa a se misturar com as minhas lágrimas.  Então, ao olhar para meus chinelos que ganhei de natal justamente dela e que agora estavam cheios de seu sangue, vi em sua mão um bilhete.
"No alto da colina é a onde se encontra a sua coroa. Não se engane, este não é o seu povo."



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...