História Do Nada Você Se Tornou Tudo - Capítulo 18


Escrita por: ~

Postado
Categorias Fairy Tail
Personagens Aquarius, Aries, Bacchus Groh, Bisca Connell, Cana Alberona, Charlie, Elfman Strauss, Erza Scarlet, Eve Tearm, Evergreen, Flare Corona, Freed Justine, Gajeel Redfox, Gildartz, Grandeeney, Gray Fullbuster, Happy, Hibiki Lates, Igneel, Jellal Fernandes, Jude Heartfilia, Juvia Lockser, Laxus Dreyar, Layla Heartfilia, Levy McGarden, Lisanna Strauss, Loki, Lucy Heartfilia, Makarov Dreyar, Mavis Vermilion, Metalicana, Mirajane Strauss, Nashi Dragneel, Natsu Dragneel, Rogue Cheney, Romeo Conbolt, Scorpio, Silver Fullbuster, Sting Eucliffe, Ultear Milkovich, Ur, Virgo, Wendy Marvell, Yukino Aguria, Zeref
Tags Gale, Gruvia, Jerza, Miraxus, Nalu, Romendy
Exibições 225
Palavras 3.137
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Oie!
Boa leitura!

Capítulo 18 - Jantar em família


  NATSU POV´S

 

 Bem, acordei bem cedo, hoje já não tinha aquela nevasca de ontem, mesmo ainda estando frio. Tomei um banho bem quente e sai do banheiro correndo para colocar minha roupa. Por mais que o aquecedor estivesse ligado, a água gela numa velocidade impressionante, mais rápida que o flash até. A Luce ficou toda agasalhada depois de muita insistência minha. Ela dizia que não estava sentindo tanto frio, mas eu não podia deixa-la sair com um simples agasalho, então a empanturrei de roupas. No final, ela estava mais agasalhada que eu até.

 Terminei de por meu casaco, meu precioso cachecol que meu pai me deu e que a muito tempo não uso e sai do quarto junto da Luce. Ao chegarmos na cozinha, vimos Happy e Virgo servindo a mesa, mas logo se juntaram a nós para o café da manhã. Haapy estava bem agasalhado e tremia bastante, já Virgo, estava com apenas um casaco e uma calça de moletom. Assim que saímos de casa, demos uma carona a Happy até a escola e depois fomos até o trabalho de Luce.

   - Bom dia, amor! - lhe beijei.

   - Bom dia! - sorriu depois do beijo.

 Luce saiu do carro e fui para o meu trabalho, que exigi muito de mim, infelizmente. Entrei na empresa e cumprimentei as pessoas pelo caminho, não era acostumado a fazer isso, por isso muitos estranharam. Ao entrar na minha sala, sou surpreendido por Gray que entra igual a um adoidado na minha sala.

   - Aaaah! Parabéns! Finalmente descobriu que vai ser pai! - se jogou em cima de mim.

   - Como? - não estava entendendo.

   - Bom, antes mesmo de sair essa matéria nessa revista de fofoca hoje de manhã... - me jogou uma revista. - A Juvia, que virou uma grande amiga da sua " Luce ", havia descoberto e me contou tudo, me pedindo segredo, é claro! - sorriu. - Parabéns! - pulou em mim de novo.

   - Obrigado! - sorri. - Só estou meio triste de você ter descoberto antes de mim e que ainda por cima, não havia me contado! - falei fingindo tristeza.

   - Háháhá! Bocó! - se jogou um uma cadeira.

 Me sentei na minha e peguei a revista, aonde tinha a minha foto com a Luce no parque no dia do passeio, e era bem visível o tamanho da sua barriga. Sorri e guardei a revista em uma gaveta da minha mesa e me virei para o gelinho a minha frente que me encarava sem parar.

   - Que é?

   - Não vai ler a matéria? - perguntou com as mãos atrás da cabeça e os pés na minha mesa.

   - Vou!

   - Então lê logo! Estava esperando por isso. - se aproximou da mesa.

   - Você não leu?

   - O que acha? Se estou esperando você ler, é óbvio que não, né!

   - Ok, estressadinho!

 Peguei a revista novamente e comecei a ler.

 

Flagramos o casal mais querido de Fiore, neste sábado, em um passeio romântico pelo parque da cidade de Magnólia. Pelo sorriso dois dois, o relacionamento vai de vento em polpa, ainda mais agora, que a princesinha de Fiore, aparece publicamente com um barrigão à mostra. Será que esse é o motivo da felicidade dos dois? Será que a nossa querida Lucy H, está grávida do herdeira ou da herdeira dos impérios Dragneel´s e Heartfilia´s?

 

   - Nossa, as noticias correm rápido! - comentou Gray.

   - Ô! Só espero que a Luce não tenha parado de ler na parte em que perguntam se ela está grávida, pois se não ela pode insinuar que pensam que ela está gorda! - disse.

   - Nem me diga! Tudo a Juvia reclama que está gorda, que eu não ligo pra ela por causa que está parecendo uma bola de basket e tal! - ele revirou os olhos.

   - Háháhá! Nem me diga! Ontem antes de dormir a Luce fez o maior escândalo por causa disso. Ainda gritou comigo dizendo que não tinha culpa por estar mais cheinha por conta da gravidez! - ri.

   - O que você fez? - ele me perguntou.

   - Acalme a fera, e você?

   - Dei um sorvete de chocolate com morango! - riu e não me contive em rir também.

   - E resolveu?

   - Mais ou menos! Ela disse que eu queria engorda-la mais! - riu.

   - Que coisa! - parou de rir.

 Ficamos em silêncio um pouco e logo, Gray se pronunciou, dizendo que tinha que ir trabalhar, e não ficar vagabundeando por ai. Rimos mais um pouco e voltei ao meu trabalho.

 

                                                                                 (...)

 

 Já era 12:27, estava me arrumando para poder sair para o meu almoço, quando a porta do meu escritório é aberta por Ultear. A coitada da porta chega até bater na parede, com risco de ter dado até um arranhão em ambos.

   - Meu Kami! - disse.

   - Surpreso? - riu com sarcasmo.

   - Muito! Se quebrasse a minha porta, como eu iria fazer? - disse olhando para a porta e ela me olhou com uma cara de bunda.

   - Você está assim por causa de uma porta?

   - Pelo que mais seria?

   - Aff!

   - Não entre na sala do seu chefe fazendo esse escândalo, eu posso muito bem demiti-la!

   - Háháhá! Você não faria isso, não faria porque me quer por perto! - disse vindo até mim.

   - Sonhe! - me afastei. - O que quer? Sua ala está pegando fogo? Alguém te roubou? Algo sério a esse nível? - perguntei arqueando uma sobrancelha.

   - Vim falar disso! - jogou a mesma revista de hoje de manhã. - Que palhaçada é essa? Aposto que só está com essa mulher por causa da gravidez, não é?

   - Tsc. Olha, a minha vida amorosa e pessoas não te diz respeito, então só venha me perturbar com o assuntou for de extrema importância, sim? - disse a olhando frio. - Agora, por favor! - disse lhe apontando a saída.

   - Isso não vai ficar assim! - saiu pisando duro.

   - Não mesmo, daqui a um tempo a barriga cresce e a matéria muda! - sorri fechando a porta.

 

   LUCY POV´S

 

 Estava servindo algumas mesas bem calmamente, já que eu não podia me esforçar muito. Mira e Lisanna estão se desdobrando em dois e eu tenho pena delas, pois as duas tem que pegar pelo menos cinco 5% do trabalho que era feito por mim e Levy. Nos engravidamos praticamente juntas e bem, não vai ser fácil assim que sairmos, o senhor Yajima-sama terá que trazer mais pessoas para trabalharem aqui, se não elas estão ferradas. Já indiquei a Flare, que conseguiu um emprego em outro Café, e que poderá muito bem se mudar e ajudar as meninas com todos esses afazeres.

   - Lucy, meninas, como vão? - perguntou Erza cumprimentando as meninas.

   - Oi Erza! Bem e você! - cumprimentamos.

   - Bem! - sorriu.

   - Que barrigão! - disse Mira. - Como vai o pequeno Reiki? - sorriu docemente.

   - Bem! - passou a mão na barriga. - E doido para mais um bolo de morango da tia Lucy! - sorriu com os olhos brilhando.

   - Pode deixar! - sorri e fui buscar a o bolo.

 Assim que voltei, encontrei Erza conversando com Levy sobre as coisas de bebê, então lhe servi o bolo e um suco natural de maracujá. Ela agradeceu e sorri, indo atender outras pessoas.

   - Lucy! - alguém em chamou animado.

   - Hibiki, oi! - sorri e o abracei.

   - Nossa, sua barriga está enorme! - disse. - Posso tocar? - fez gestos.

   - Hai!

 Hibiki sorriu ao passar a mão na minha barriga e logo depois me perguntou:

   - Menino ou menina?

   - Menino! - sorri. - Meu Luke!

   - Belo nome! - sorriu. - Bem, eu vim levar um bolo para a minha namorada!

   - Huuuum! Então arrumou uma namorada senhor, Hibiki! - sorri e constrangendo.

   - Hai! Bem, como com você não deu muito certo, resolvi partir para outra! - comentou sem graça.

   - Pois fez muito bem! Espero que ela te faça feliz! Não quero ver meu amigo triste!

   - Digo o mesmo! - sorriu.

   - Então, que bolo vai querer?

   - Hum, chocolate! - riu. - Quem não ama bolo de chocolate, né?

   - Sim! - ri.

 Fui até a o balcão, aonde tirei uma linda torta de chocolate, com alguns morangos em cima e depois embrulhei entregando para o Hibiki. Desejei um " boa sorte " e sai dali de trás, pegando um bloco de notas e indo até os clientes que iam chegando.

 

                                                                                     (...)

 

 Cheguei em casa super cansada e assim que abri a porta, vi Happy correr pela casa cheio de energia. Coitado, se soubesse que daqui a alguns anos chegará acabado em casa por conta de um dia cheio no trabalho. E pensar também que daqui a um tempo, o Luke vai estar aqui para correr por essa casa inteira.

   - Boa noite, Happy! - chamei sua atenção.

   - Boa noite, tia Luxy! - sorriu. - Vamos brincar?

   - Eu até brincaria Happy, mas meus pés estão inchados e eu estou morta!

   - Como você está falando comigo se está morta?

   - Maneira de dizer! - sorri.

   - Hum! - olhou para o lado. - Fruuuuummm! - abriu os braços e saiu correndo.

 Sorri e subi as escadas para o meu quarto. Só quero saber se daqui a um tempo eu poderei fazer essas coisas, pois está difícil, muito difícil! Tomei um banho, coloquei meu pijama, meu chinelo e me sentei na cama lendo as mensagens, mas uma em questão chamou a minha atenção.

 

   Filha, estamos indo te visitar ai! Como que você fica grávida e não avisa a família? Deixa a gente descobrir tudo por causa de uma revista de fofoca, que feio, Lucy Heartfilia! Beijos da mamãe. - Layla.

 

 Meu Kami, como eu posso ter me esquecido de avisar a minha família? Com toda essa novidade e confusão, eu nem ao menos avisei a minha mãe e o meu pai que eu estava grávida. Agora eles vão querer me matar, mas por sorte eu tenho a desculpa do neto que eles sempre quiseram por minha parte depois que o Laxus, inventou de fazer o meu pequeno Yuri.

 Aposto que eles vão querer morar por aqui por causa dos netos, ainda mais agora que a minha mãe vai ficar me mimando e mimando o Yuri, assim como o meu pai, sempre foi assim. Laxus, vai ficar num canto olhando e quando menos esperar, já vai estar no meio da baderna. Só quero ver nossos pais se reencontrando, a Grandeneey e a dona Layla são inseparáveis, o mesmo eu digo do Igneel e do senhor Jude, eles se reencontrando vai ser uma comédia.

   - Cheguei! - disse Natsu entrando.

   - Oi! - sorri. - Chegou cedo?

   - Nem tanto! - sorriu e me deu um selinho.

   - Hum! Acho que estou viajando a muito tempo então!

   - É, parece! - riu tirando a gravata.

 Coloquei o meu casaco, troquei meus chinelos por pantufa e fiquei esperando Natsu sai do banheiro para a gente jantar. Assim que ele saiu, ele entrou no closet e depois saiu com uma calça de moletom e uma blusa de manga cumprida. Ele pegou nas minhas mãos e nos guiou até a sala de jantar, aonde a janta já estava servida.

   - A minha mãe e o meu pai estão vindo! - comentei.

   - Normal eles querem ver como está, não é? - limpou a boca sorrindo.

   - Sim! - sorri. - Podemos fazer um almoço ou um jantar para as nossas famílias, o que acha? Nossos pais vão gostar de se reencontrar!

   - Sim! Acho uma ótima ideia, só assim eles não ficam muito em cima da gente, principalmente de você!

   - Ótimo! Assim que souber quando eles veem, marcamos!

   - Ok!

 Terminamos de jantar e fomos para o nosso quarto descansar, pois o dia seguinte seria mais um dia cansativo de trabalho.

 

                                                                     Uma semana depois

 

 Sábado, que alivio, que alegria! Por mais que eu trabalhe sábado, o meu dia não é tão estressante e tão longo como se fosse o resto da semana. Concordo que por muita das vezes o final de semana são os dias que mais lotam, mas pelo menos não é aquela coisa sem graça de sempre, parece que o final de semana, principalmente é o dia que mais me alegra, assim como muita gente. O aniversário de Yuri está chegando e Mira quer fazer uma festinha para comemorar os cinco aninhos do nosso pequeno. Lógico que concordamos com a ideias e eu fiquei encarregada de fazer o bolo e alguns quitutes para a festa, enquanto o resto do povo ficava com o resto. Eu e Mira prepararíamos tudo na casa dela, já que a festa seria lá mesmo, pois é mesma é grande, espaçosa e tem um enorme jardim para as crianças.

   - Só quero ver a cara do meu pequeno quando ver a decoração, a festa, os amiguinhos! - disse Mira sonhadora.

   - Ela vai ficar tão entusiasmado que não vai parar de falar um só minuto! - disse Lisanna nos fazendo rir.

   - Ele vai ficar muito feliz! Ainda vou fazer aquele bolo favorito dele! - disse.

   - Ai que ele pira de vez. - disse Mira e rimos novamente.

   - Nossa, não vejo a hora de fazer a primeira festa dos meus gêmeos! - disse Levy sonhadora. - Lu-chan, você que vai fazer os comes, tá? - disse e rimos.

   - Por falar em festa, quando será que vai ser a festa de aniversário de casamento da Erza? - perguntei.

   - Ela disse que deixará para depois que o pequeno Reiki nascesse! - disse Lisanna.

   - Hum! E você Lisanna, quando vai aumentar a família? - perguntei.

   - N-não sei! - disse envergonhada.

   - Não se preocupe, daqui a pouco você aparece com uma notícia boa e surpreendente para nós. - disse.

   - Hai! - disse.

   - Bem, vamos? - perguntou Mira.

   - Vamos! Todos já devem estar se aprontando para o jantar. - respondi me levantando.

 Nos despedimos das meninas e fomos cada uma para a sua casa, logo mais encontraria Mira junto do Laxus e Yuri lá me casa para o jantar em família que teremos. Logo que cheguei, fui para o banheiro tomar um banho quentinho de banheira, depois coloquei um vestido de manga comprida, coloquei uma sapatilha, prendi meu cabelo em um coque e desci para ajudar Virgo na cozinha.

 Natsu chegou alguns minutos depois e mal teve tempo para falar conosco, pois o mesmo foi correndo tomar seu banho e se arrumar. Assim que ele desceu, ele nos cumprimentou direito e fui ajuda-lo com a blusa que estava com a gola desarrumada.

   - Nervoso? - perguntei.

   - Um pouquinho!

   - Por?

   - Não sei, é a primeira vez que janto em família! - sorriu nervoso. - Ainda mais agora que é para apresentar que teremos uma família!

   - Fica calmo! Não vai acontecer nada demais. Apenas perguntas, um pouco de constrangimento, lembranças do passado, um pouco de negócios e o básico do básico. - arrumei sua gola e lhe dei um selinho.

   - Nossa, já passou por isso? - me perguntou.

   - E eu tenho cara de quem já foi mãe, Natsu? - disse e rimos.

 Subi e terminei de me arrumar, ou seja, passei um pouco de maquiagem para não ficar com aquela cara limpa e depois eu fiquei sentada na cama, olhando as mensagens ou algo do tipo. Troquei mensagens com as meninas e logo Natsu veio me chamar dizendo que todos haviam chegado e juntos. Assenti, respirei fundo e peguei a sua mão que o mesmo estendi, rumando para a sala, aonde todos provavelmente estariam.

 Descemos todas as escadas e ao chegar lá em baixo sinto Natsu dar uma leve apertada na minha mão e não deu para evitar um risinho baixo da minha parte. Minha mãe e meu pai vieram correndo na minha direção, me fazendo com que eu soltasse a mão do Natsu e os abraçasse. Nos separamos e minha mãe começou a babar na minha barriga, enquanto o meu pai beijava a minha testa.

   - Ficamos muito tristes por ter que saber que estava grávida através de uma revista! - repreendeu minha mãe.

   - Desculpa, mãe, pai! Eu ia avisar, mais aqui estava nevando muito e o sinal do celular quase não pegava, fazer uma ligação de longa distância então. - disse me desculpando.

   - Ok, ok! - disse. - Só porque eu vou ganhar mais um netinho, ou netinha! - disse minha mãe.

   - Então, o que vai ser? - perguntou meu pai.

   - Menino! - disse e os homens vibraram.

   - Meu Kami, mais um netinho! - disse minha mãe com os olhos brilhando. - Você estão precisando trabalhar nas meninas também! - disse apontando para mim e para Mira, que corou.

   - A Levy, a Erza e a Juvia também estão grávida! - comentei.

   - Meninos também?

   - Sim, menos a Levy que também vai ter uma menina! - disse.

   - Oh meu Kami-sama, quanto menino! Pelo menos uma menininha! - levantou as mãos.

   - Tadinha, ela vai se sentir dão deslocada no meio de tantos meninos! - comentou Wendy.

    - Hai! - dissemos.

 Bem, minha mãe me puxou para um lado do sofá, enquanto do outro ficou Natsu, meu pai, o senhor Igneel e o Laxus. Eu estava sentada no meio, cercada por minha mãe e a senhora Grandeneey, e no outro canto Wendy e Mira com Yuri. Nós começamos a falar de coisa de gravidez, sobre o pequeno Luke, sobre o Yuri, sobre a Wendy, sobre tudo, inclusive as suas mais velhas que falavam sobre suas gravidezes. Confesso que fiquei meia deslocada em alguns assuntos, imagina a coitada da Wendy, que não entendia nada a respeito.

 Cansada desta conversa, ela pegou o Yuri e foi para um outro canto brincar com ele e com o Happy que apareceu meio de surpresa e ficou animado de ter a companhia de Wendy e Yuri.

   - Vamos Happy! - disse Wendy carregando Yuri.

   - Aye! - a seguiu.

 Rimos da pequena e continuamos conversando. Minha mãe e tia Grandeneey conversavam tão animadas, que nem perceberam que nos deslocaram completamente. O bom foi que eu e a Mira tínhamos assuntos para por em dia. Conversámos até Virgo, nos chamar para jantarmos, já que estava tudo posto na mesa. Todos nós nos dirigimos em direção à mesa, e como estava sendo uma das últimas, Natsu se aproximou, pegou minha mão e cochichou no meu ouvido.

   - Tens razão! Eles só falam daqueles assuntos, não todos, mais boa parte! - disse e ri.

   - Eu falei! Confias em mim!

   - Eu confio!

   - Ei casal, vão ficar para trás! - Mira nos chamou.

   - Estamos indo! - rimos indo até eles.


Notas Finais


`3`


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...