História Do not cause problems (Jackbam) - Capítulo 10


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Jackbam got7 yaoi drama
Exibições 61
Palavras 1.048
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


OI GENTE LINDA
EU AMEI FAZER ESSE CAPÍTULO MARAVILHOSO LINDO CHEIROSO.
boa leitura <3

Capítulo 10 - Isso é real?


Bambam Pov's

 

    Sinto algo em minha bochecha, abro os olhos e vejo que Jackson estava me acordando com beijinhos, me viro para ele.

-Bom dia. -Ele fala dando um beijo na ponta do meu nariz, dou um sorriso que me faz fechar os olhos.

-Bom dia hyung. -Falo me encolhendo.

-Dormiu bem? -Ele pergunta me abraçando.

-Sim e você? -Afundo meu rosto em seu peito.

-Também. -Ele diz e ficamos ali por alguns minutos.

     Me levanto e vou até o banheiro, tomo um banho e volto pro quarto.

-Vá tomar seu banho. -Falo para Jackson que estava deitado na cama. Ele se levanta e pega sua toalha, entra no banheiro e eu vou colocar meu tênis.

      Estava sentado com as costas encostadas na cabeceira da cama mexendo no celular quando me deparei com um Jackson apenas com uma toalha amarrada na cintura saindo do banheiro, não pude deixar de olhar, sua abs era definida, seus fios de cabelo molhados o deixavam altamente sexy, ele reparou que eu estava olhando e soltou um risinho, voltei minha atenção para o celular, ele pegou suas roupas e voltou para o banheiro.

~Quebra de tempo~

     O fansign tinha sido cansativo, estávamos voltando para o hotel, nosso vôo seria amanhã às 06:00 horas. Queria apenas dormir.

     Entrei no quarto, tirei meu casaco e tênis, me deitei na cama e adormeci.

04:30 AM

   Acordo com alguém sussurrando em meu ouvido.

-Bam. -Jackson fala baixo.

-O-oi, já é hora de irmos? -Pergunto sonolento.

-Não, ainda são quatro e meia da manhã.

-Então por que me acordou? -Falo.

-Quer fazer uma coisa louca comigo? -Ele pergunta me olhando esperançoso.

-Oque você quer fazer Jackson?

-Só me diga se você aceita.

-Ok, tudo bem. -Falo me sentando na cama.

-Vem. -Ele fala me puxando da cama, pega seu tênis e os coloca, faço o mesmo, depois pegamos nossos casacos.

   Saímos do quarto e entramos no elevador.

-Você é louco, a onde vamos? Os meninos vão acordar daqui a pouco para pegarmos o vôo. -Falo.

-Você fala muito, shiii. -Ele fala colocando seu dedo indicador em meus lábios.

   O elevador se abre e saímos, havia um segurança na porta do hotel, nós nos entreolhamos.

-Onde vão? -O segurança pergunta quando estávamos abrindo a porta.

-Passear. -Jackson fala.

  

    Depois de darmos um depoimento com várias mentiras do que iríamos fazer o segurança nos liberou e saímos, Jackson estava me levando para algum lugar.

-A onde vamos? -Falo, ele não me responde e continua andando.

-Jackson não me ignore. -Falo parando em sua frente cruzando os braços. Ele colocou seus braços envolta do meu pescoço. Percebi que estávamos em uma ponte que passava por cima de um pequeno rio, estava clareando aos poucos. Nos olhávamos intensamente, eu estava um pouco arrepiado pela sua respiração junto a minha, o dia estava frio, saia vapor de nossas bocas, minhas bochechas estavam congelando, estávamos perto demais, sinto algo pousar em meu nariz, olho para cima e vejo que estava nevando, logo começam a cair vários floquinhos de neve em nós.

-Isso é real? -Pergunto olhando para cima.

-A mais pura realidade. -Ele fala.

-É tudo tão... Mágico. -Falo e o olho. Ele dá um sorriso e eu retribuo.

 

     Sinto algo gelado em minhas costas, me viro e vejo Jackson com uma bola de neve na mão me encarando, ele joga a bola que estava em sua mão em mim, o olho com cara de indignação, me abaixo para pegar um pouco de neve mas ele me empurra e eu caio no chão, ele se deita do meu lado e começa a fazer um anjinho de neve, faço o mesmo.

     Depois de tirarmos toda a neve do nosso corpo começamos a andar novamente, pego meu celular e vejo que já eram 05:48, haviam 18 chamadas perdidas de Jaebum e Youngjae, 7 mensagens de Yugyeom. Mostro tudo para Jackson.

-Vamos perder o vôo. -Falo o olhando.

-Eu sei. -Ele fala numa calmaria.

-Jackson!

-Oque foi? Não tem nada de mais perdermos o vôo. -Diz.

-Nada de mais? Os hyungs vão nos matar.

-Calma.

 

     Fomos até um café e nos sentamos em uma mesa no canto. Peço um expresso e panquecas, ele pede um cappuccino e brownies.

   Recebo uma ligação de Jaebum e resolvo atender.

~Chamada On~

-A onde vocês estão? Por que não atendem minhas ligações? Estamos embarcando no avião.

-Calma hyung... É, nós... -Falo confuso e Jackson puxa o celular da minha mão.

-Oi, sim estamos bem, vamos pegar outro vôo logo não se preocupem. -Ele fala respondendo todas as perguntas que JB fazia.

~Chamada Off~

    Ele me devolve o celular e começa a tomar seu café que acabara de chegar.

    Terminamos de comer e saímos, sentamos em um banco que ficava na frente do pequeno rio, encosto minha cabeça em seu ombro.

-Por que quis perder o vôo? -Pergunto.

-Daegu é uma cidade muito especial para mim, mas eu quase não venho aqui. -Ele fala olhando em direção ao riozinho.

-E por que quis ficar comigo?

-Eu não sei, queria ficar com alguém especial.

-Eu sou especial para você? -Falo confuso. Ele olha mim e sorri.

-Não, você é mais que especial, desde os tempos de trainee eu sentia que deveria cuidar de você e por isso sempre me aproximei, eu não sei bem mas tenho você como uma pedra preciosa que eu tenho que cuidar, e mesmo com todos os seus problemas eu não vou te deixar, vou estar sempre aqui para segurar sua mão, não vou deixar você voltar para o poço de lágrimas em que estava, você é realmente muito mais que especial para mim Bhuwakul. -Ele fala tudo, eu já estava chorando. Ele me abraçou de lado e eu chorei em seu ombro.

Depois de parar de chorar e me recompor, o olho.

-Ninguém nunca me disse coisas assim, ninguém nunca se importou em me fazer sentir especial Jackson, obrigado. -Falo e o abraço envolvendo meus braços em seu pescoço.

-Eu te amo. -Ele sussurrou em meu ouvido me fazendo arrepiar um pouco.

-Eu te amo. -Falo no mesmo tom de voz e afundo meu rosto em seu ombro.

Ficamos abraçados por um tempo. Estávamos andando de mãos dadas numa pracinha cheia de árvores cobertas pela neve, haviam crianças brincando. Já eram 10:00 da manhã, alguns raios mínimos de sol batiam em meu rosto.

                        ///

Passamos o dia indo em vários lugares da cidade, Jackson me mostrou quase tudo, também me disse que já havia morado em Daegu quando criança. Era hora de embarcar no avião que nos levaria de volta a Seoul.


Notas Finais


Espero que tenham gostado
Annyeong <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...