História Do not drive me crazy - Imagine Jungkook - Capítulo 72


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Jungkook, Você
Visualizações 1.362
Palavras 1.163
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Hentai, Romance e Novela, Saga, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Boa leitura! ^^

Capítulo 72 - Memories


POV’S ___

Ouvi o barulho da porta sendo aberta, meus pais devem ter chegado.

Eu: Kookie, acho melhor levantarmos agora, meus pais já estão em casa.

Jungkook: Mas já? Eu quero ficar abraçando você pra sempre!

Eu: É uma criança mesmo! – O empurrei e me levantei.

Jungkook: Amor...

Vou até o espelho que havia ali e começo a arrumar meu cabelo para prendê-lo.

Eu: O que?

Jungkook: Está acontecendo alguma coisa?

Eu: Por que essa pergunta de repente?

Jungkook: Bom, apenas... Ah, você sabe que pode confiar em mim, né? Se estiver acontecendo alguma coisa...

Eu: Kookie! – O interrompi e fui até ele, me sentando ao seu lado na cama. – Por que está dizendo essas coisas?

Jungkook: Eu só estou curioso.

Eu: Curioso sobre o que? Eu que devia estar perguntando se aconteceu alguma coisa pra você estar agindo assim!

Jungkook: Está bem, só... – Suspirou. – Esqueça!

O que é isso? Por que ele está assim?

Eu: Ei, tem alguma coisa acontecendo?

Jungkook: Não, não se preocupe!

Beijou minha testa, se levantou e foi para o banheiro, apenas fui cumprimentar meus pais e voltei para o quarto.

POV’S JUNGKOOK

Fechei a porta do banheiro e fui até a pia, joguei um pouco de água em meu rosto.

Eu: Aish, por que não tive coragem de perguntar a ela sobre aquelas mensagens? Isso me incomoda, mas não quero que ela comece a brigar comigo por eu ter mexido nas coisas dela...

O que está acontecendo? Que merda, estou até falando sozinho agora.

Sinto meu celular, que estava no bolso da bermuda, vibrar, era uma mensagem do Hoseok.

Hobi: O Jimin me ligou mais cedo e me disse para te avisar que ele estava indo para Nova Iorque amanhã, ele disse que precisa cuidar dos negócios de sua família. Jungkook, não sei se é por que os pais dele faleceram recentemente, mas eu o achei meio estranho...

Como assim? Ele está indo para Nova Iorque amanhã e só vem avisar isso agora?

Eu: Por que ele mesmo não me ligou?

Hobi: Ele disse que não queria se despedir de você se não ele não seria capaz de ir.

Ah, esse idiota... Então ele quer ir sem se despedir?

Eu: Ele falou mais alguma coisa?

Hobi: Não.

Eu: Okay, obrigado por avisar!

Hobi: De nada!

Eu: E ESPERO QUE VOCÊ E O TAEHYUNG NÃO ESTEJAM FAZENDO NADA ERRADO NA MINHA CASA! E NUNCA ENTREM NO MEU QUARTO!

Depois de mandar essa mensagem, liguei para Jimin imediatamente, o mesmo não atendeu, então resolvi mandar uma mensagem.

“Ei, seu merda! Estava pensando em ir sem se despedir de mim?” – Isso foi o que eu pensei em escrever, mas acho que não é o momento para xinga-lo.

Eu: Jimin, atenda o celular!

Ele demorou bastante para responder, até me sentei no vaso para esperar.

Jimin: Estou ocupado!

O que? Aish, eu devia ter xingado mesmo!

Eu: Por que quer ir viajar sem antes falar comigo? Não quer mais me ver?

Jimin: Não é isso...

Eu: Então me diz o que é!

Jimin: Eu sei que o Hoseok já deve ter dito!

Eu: Você tem mesmo que ir?

Jimin: Sim, preciso resolver vários assuntos que meus pais deixaram para trás.

Eu: Hm, você nunca me falou com o que ele trabalhavam...

Jimin: Nada importante.

Eu: Eu vou te ligar de novo, é melhor atender!

Então logo em seguida liguei para ele.

Jimin: Alô?

Eu: Vamos pelo menos nos ver por um instante antes de você ir!

Jimin: Melhor não, Jungkook...

Eu: Ah, por que?

Jimin: Esquece esse assunto!

Suspirei.

Eu: Ei, se cuida, está bem? Não faça nenhuma besteira!

Jimin: Irmão...

Eu: O que?

Jimin: Você sabe que eu te amo, né?

Aish, por que ele tinha que dizer isso? Acabei deixando algumas lágrimas caírem.

Eu: Eu também... Também te amo!

Jimin: Espero que você e a ___ sejam muito felizes!

Eu: Valeu! – Funguei. – Também espero que você seja feliz, muito feliz!

Jimin: Cuide sempre dela e do Hoseok também, não deixe que ele faça nenhuma besteira! – Percebi pela sua voz que eu não era o único que estava chorando.

Eu: Aish, você tem mesmo que ir?

Jimin: Sim...

Eu: Vou sempre estar te ligando e enviando mensagens, não vamos perder contato, por favor!

Ele demorou um pouco para responder, pude ouvir vários suspiros.

Jimin: Está bem!

Eu: Se cuida!

Jimin: Okay, você também! – Fungou. – Tenho que ir agora.

Eu: Ah, está bem, até mais então...

Jimin: Até...

Antes que eu pudesse dizer mais alguma coisa, ele encerrou a ligação. Fiquei sentado ali por mais alguns minutos.

“Jimin: Ei, está vendo aquela garota ali? – Apontou na direção dela.

Estávamos em uma boate, pra dizer a verdade quase morávamos dentro de uma, sempre estamos por aqui.

Eu: Sim, o que que tem?

Jimin: Vai lá e tenta ficar com ela!

Eu: Isso é fácil, você sabe que nenhuma mulher resiste a Jeon Jungkook!

Jimin: Aham, tô sabendo! – Riu. - Vai lá!

Sai de onde estávamos e fui até a tal garota.

Eu: Olá, como você está? – Cheguei por trás dela, o que a assustou um pouco.

Xxx: Bem, quem é você?

Eu: Jeon Jungkook, mas pode me chamar de seu... – Beijei seu pescoço. – E o seu nome é...?

Xxx: Choi Ae Ra.

Eu: Belo nome...

Começamos a dançar, de vez em quando eu tentava beija-la mas ela desviava, isso é meio estranho, não tem motivo para ela não querer me beijar.

Senti alguém cutucando meu ombro e me virei para ver quem era.

Xxx: O que você está fazendo com a minha namorada?

Ae Ra: Oppa!

Eu: Eita!

O cara era gigante, acho que tinha quase uns dois metros de altura, ele usava uma regata que deixava seus braços musculosos a mostra, meu cu trancou de uma forma...

Xxx: SAI DE PERTO DELA! – Me empurrou.

Eu: Qual é, cara? Como eu ia saber que ela tinha namorado?

Ae Ra: Oppa, vamos embora!

Eu: Vadia! Nem pra ter me contato... – Falei para mim mesmo.

Xxx: VOCÊ CHAMOU ELA DE QUE, SEU IMBECIL?

Socorro!

Ele desferiu um soco em meu belo rosto fazendo com que eu cambaleasse um pouco.

Jimin: Ei seu mané! Quem você pensa que é pra bater nele? – Veio até nós.

Xxx: E quem você acha que é para me enfrentar, baixinho?

Puta merda, ele não o chamou disso...

Jimin: V-você me chamou e que? – Ele já estava vermelho de raiva.

Xxx: Baixinho!

Jimin: Filho da puta!

Ele pulou em cima do cara e mordeu sua orelha, eu aproveitei e dei uma rasteira no cara, o que fez ele cair no chão.

Ae Ra: YA! PAREM COM ISSO!

Jimin: Quem é baixinho aqui? – Socou a cara dele.

Eu: Isso ai, Jimin! Acaba com ele!

Xxx: Seu Desgraçado! – Conseguiu se levantar.

Eu: Dashi run, Jimin! Dashi run!

Então saímos correndo no meio daquela gente toda, felizmente conseguimos sair da boate sem sermos pegos por aquele cara.”

Ri ao lembrar desse momento, ele sempre me ajudou a sair dessas encrencas que eu arrumava.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, desculpa qualquer erro...
Comentem o que estão achando, isso é muito importante!
Beijos! s2


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...