História Do You Believe? ¦ YoonMin - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Exibições 244
Palavras 711
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Universo Alternativo, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Estupro, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


A imagem que eu coloquei nesse capítulo é como eu estou imaginando cada um deles para a história.

Como o primeiro capítulo é bem pequenino, resolvi postar outro.

Capítulo 2 - 0.1


Fanfic / Fanfiction Do You Believe? ¦ YoonMin - Capítulo 2 - 0.1

Jimin nunca mais viu aquele belo garoto. Se se lembrava bem, seu nome era Yoongi. Mesmo depois das palavras dele continuava a ser uma pessoa completamente sem fé. Vida após a morte não existia, anjos e demônios também não.

Hoje tinha 24 anos, terminava sua faculdade de psicologia e morava sozinho em um apartamento pequeno perto da faculdade. Só faltava as provas finais para que pudesse pegar seu diploma.

Trabalhava como professor de piano no antigo orfanato onde morava. Adorava aquele instrumento e aquelas pequenas crianças, por isso achou que esse seria o melhor emprego para se manter até ter seu diploma.

Tinha seis anos quando perdera seus pais em um incêndio, ninguém o havia encontrado, pois conseguira fugir pela árvore próxima a sua janela. Desde então pedira a Deus para que ele lhe ajudasse, para que o desse um teto e pessoas que se importassem com ele, mas tudo que ganhou foi o duro e gelado asfalto. Perdera sua fé, Deus não existia, o anjo da guarda para quem sua mãe o mandava rezar toda noite havia simplesmente dito para ele se foder. Um mês depois de sofrer sozinho nas ruas, conheceu Yoongi, ele era um pouco mais alto e tinha um rosto delicado. O garoto insistia em dizer que Deus existia e que se ele estava sofrendo tudo aquilo era para que ele tivesse um futuro brilhante. Sempre revirava os olhos e falava que não acreditava em nada daquilo.

Passou um ano nas ruas até que fosse enviado para um orfanato. Lá novamente esteve solitário, ninguém se aproximava do garoto sem fé. Ninguém o adotava também. Ficou preso naquele orfanato até seus dezenove anos. Logo tratou de arrumar um emprego, alugou o apartamento em que mora e fez um concurso para uma bolsa gratuita em uma das melhores faculdades do país.

***

Acordou suado, sonhara com sua mãe novamente. Ela lhe dizia as mesmas palavras:

"Lúcifer era um anjo e ainda por cima o preferido de Deus, então por que todos sempre lhe caracterizam como um monstro? Ele na verdade deve ser um dos mais belos seres da terra."

Não entendia o que aquilo queria dizer e nem se esforçava a entender, afinal, nada disso existia, certo? Certo.

Se levantou da cama e começou a se arrumar preguiçosamente. A última semana antes das provas era a mais irritante. Tomou um longo banho, colocou uma calça jeans preta com um pequeno rasgo na altura dos joelhos e uma blusa regata na mesma cor. No pé um allstar. Tomou um rápido café, pegou sua mochila e saiu do apartamento, descendo pelas escadas.

Ao chegar a faculdade avistou Jungkook e Hoseok. Caminhou até eles e se sentou ao lado do mais novo. Sorriu para ambos e tentou entender o assunto, que descobriu ser sobre o trabalho que tinham que entregar. Os dois cursavam jornalismo. Não queria nem se lembrar do próprio trabalho, só de pensar sentia sua cabeça latejar. Um dos seus professores mais excêntricos pediu que fizesse um trabalho sobre "Como a fé ajuda no tratamento mais eficaz de um paciente". Revirou os olhos.

- Ainda com problemas com o trabalho? - Jungkook perguntou, o tirando de seus devaneios.

- Obviamente. - suspirou cansado.

- Eu já te dei o meu relato. A fé me salvou, meu amigo. - Hoseok falava com uma expressão séria. - Lembra quando eu entrei em depressão profunda por causa do meu último namorado? Eu tive fé que ele iria broxar com todos que ele tentasse comer.

Jimim e Jungkook olharam para o mais velho procurando qualquer tom de brincadeira, mas ele estava assustadoramente sério enquanto dizia aquilo.

- Que eu lembre sua depressão profunda durou meia hora. - Park revirou os olhos. - Assim que o Jungkook chegou com aquela pizza gigante você esqueceu ele.

- Pizza antes de boyzinhos, pequeno gafanhoto. - Jimin abaixou a cabeça, balançando e pensando o quanto era inútil discutir com Hoseok.

- Uhm, enfim, eu preciso ir pra minha aula, vocês não vão? - se levantou, jogando a mochila novamente nas costas.

- Não temos a primeira aula hoje. - Jungkook deu de ombros. - Vamos sair hoje à noite?

- Claro. - sorriu e se despediu rapidamente.

Só mais algumas semanas, pensou, e seria finalmente um psicólogo formado.


Notas Finais


Então é isso, até o próximo. XOXO


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...