História Do you love me? - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cameron Dallas, Ian Somerhalder, Magcon
Personagens Aaron Carpenter, Cameron Dallas, Carter Reynolds, Hayes Grier, Jack and Jack, Jacob Whitesides, Kian Lawley, Mahogany LOX, Matthew Espinosa, Nash Grier, Nate Maloley, Sammy Wilkinson, Shawn Mendes, Taylor Caniff
Exibições 109
Palavras 2.925
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Oiiiii Galéurinha! De boas? Não fui para a escola hj, hehehe!
Na verdade não fui a semana toda! Como dizem os mais velhos ''semana do saco cheio''. hihi
BOA LEITURA:

Capítulo 4 - My new neighbors!


Fanfic / Fanfiction Do you love me? - Capítulo 4 - My new neighbors!

Los Angeles. Terça Feira - 9:00

-Já sabem o que irão fazer na sexta? - perguntei. Estávamos no refeitório da escola, era horário do intervalo. Ontem não conversei com Cameron, infantil? Sim, eu sei. Mas se ele acha que eu sou as vadias que ele pega, está muito enganado. As meninas me falaram da sua fama com as 'menininhas' do colégio.

-Não sabemos ainda - disse Nash

-Como não? Vocês sempre tem algum lugar para ir - comentei indignada. Eu acho que peguei a doença deles. De querer sair toda sexta, eu não era assim. Juro!

-Calma! Vamos achar algum lugar para ir.

-Do que vocês tanto falam? - perguntou Kian se juntando na mesa junto a Jc.

-Melanie quer sair sábado. Porém não temos nenhum lugar para leva-la - explicou Lox

-Bom, agora você tem. Vamos sair - falou Kian

-E se eu não aceitar? - arqueei uma sobrancelha

-Você vai aceitar, não só vai como já aceitou - garantiu a mim

-Quem disse que eu vou deixar? - perguntou Sammy o insistente.

-Ninguém! Onde vamos? - perguntei fazendo Sammy e Cameron me olharem indignados. Não esperava o olhar de Cameron sobre mim.

-Surpresa princesinha - bebeu seu suco

-Odeio surpre... - sou interrompida pelo meu irmão.

-Se eu souber que vocês transaram, se considere um homem morto e você mocinha - apontou para mim - estará de castigo

-Pode deixar papai - ironizei e todos riram. O resto do intervalo passou com nós brincando um com os outros. Menos Cameron que ficou emburrado o tempo todo. Agora não me perguntem se foi porque aquela loira oxigenada faltou ou se foi por eu ter aceitado sair com Kian. Mas cá entre nós. Kian é um gatinho.

O dia também passou bem rápido. Tive as últimas três aulas com Cameron e Kian. Cameron e Kian sentaram cada um de um lado meu, eu e Kian ficamos conversando sobre assuntos aleatórios a aula toda enquanto Cameron nos olhava de cinco em cinco minutos. 

Los Angeles. Quarta- feira 21:49

-JÁ VOU - Gritei para meu irmão do andar de cima. Ele estava berrando igual um louco para que eu fosse a sala de estar. Desci as escadas calmamente e devagar, só para irrita-lo. De longe pude avistar Sammy andando de um lado para o outro e Cameron sentado no sofá todo espreguiçado.

-O que vocês querem? - cruzei os braços

-É verdade que você conversou a aula toda e não fez nenhuma lição? - parou em minha frente e fez cara de autoritário. Vou matar Cameron.

-Quem falou essa asneira para você? - perguntei o obvio.

-Não interessa. Agora responde minha pergunta - mandou bravo

-É verdade - me joguei no sofá não querendo nada com nada. O celular de meu irmão começou a vibrar sem parar. Ele leu as mensagens e rapidamente calçou seu sapato e pegou uma blusa indo em direção a porta

-Quando eu voltar vamos ter uma conversinha - disse e saiu. Olhei brava para Cameron que estava rindo igual um louco. Parti para cima dele o distribuindo vários tapas e socos.

-Por que contou? - parei de bater nele e encarei o mesmo

-Porque você tem que ser certinha. Não pode levar um advertência na primeira semana de aula. - respondeu encarando meus olhos

-Isso não é da sua conta - disse entre dentes

-É sim - cruzou os braços

-Desde quando? - perguntei cruzando os braços também

-Desde... Hãm... Desde, olha não importa, ok! Eu só quero que você para de falar com Kian - disse desviando seu olhar do meu.

-Por que? - perguntei

P.O.V - CAMERON

-Porque ... - tentei achar uma resposta para a sua pergunta porém não consegui. Nem eu sabia o real motivo eu ter contado o acontecido na sala para Sammy.

-Nunca mais faça isso - começou a me socar de novo -Agora vou ter que ouvir o Samuel a noite toda falando em meu ouvido.

-Eu não tenho culpa - encarei aqueles lábios rosados que estavam me chamando. Ela só ai percebeu que estava em meu colo, especificamente em cima de meu pênis.

-Eu... Err... Hãmmm, desculpa - pediu olhando minha parte intima já querendo dar sinal de vida

-Tudo bem - respondi e me levantei afinal estava deitado no sofá.

-Eu vou... Vou subir, tchau - falou rapidamente e subiu as escadas correndo, logo desaparecendo de minha vista. Fui até a cozinha pegar algo para comer, e ri do que acabou de acontecer.

Fiquei no sofá assistindo um filme qualquer que passava na tv e lá adormeci.

P.O.V - MELANIE

Minha barriga roncava pedindo comida. Desci a escada devagar com vergonha de que Cameron poderia estar em casa ainda. Ouvi o barulho da tv ligada e deduzi que ele está em casa. Terminei de descer e encontrei Cameron dormindo, e jogado no sofá. Ignorei e segui para a cozinha indo ver algo para comer. Esquentei uma pizza que estava na geladeira e comi. Espero que não esteja estragada, pois o sabor estava bom. Subi para meu quarto porém parei na metade do caminha me virado e vendo Cameron ainda desacordado. Fui até ele e o chamei.

-Huuum? - murmurou

-Vem deitar na cama - disse puxando seu braço

-Não... Aqui, bom, quentinho - murmurou e ri de sua frase mal formulada

-Vem logo - puxei ele que se pois em pé. Conduzi ele até o quarto de hospedes, e deitei-o na cama. Tirei seu tênis e peguei uma coberta, o cobrindo. Beijei sua testa e sai do quarto fechando a porta atrás de mim. 

-Melanie, eu realmente não sei... - Sammy entrou em meu quarto mais se calou em me ver deitada, ''dormindo''.  -Eu te amo tanto - ouvi-o dizer de longe. Logo senti algo quentinho sendo posto sobre mim, deduzi ser uma coberta. - Não quero que você volte ao Brasil, quero que fique comigo. Está tão bom com você aqui -deitou ao meu lado e se cobriu após ter tirado seu sapato.

-Eu também te amo - disse virando para seu lado e o abraçando. Sammy e eu sempre fomos muito próximos um ao outro, porém ele se mudou mas não perdemos a intimidade afinal nós falávamos todo dia por mensagens e pelo Skype.

-Então você não está dormindo? - apertou meu nariz e eu ri

-Não - disse

-Então vou começar a sessão de broncas - falou

-Não, não, não. Vamos dormir estou com sono - disse

-Ah é? - perguntou e eu assenti. Ficamos conversando até o sono vir e dormirmos abraçados um no outro.

O despertador tocava sem parar, indicando que estava na hora de acordar para a escola.

-Desliga logo essa porra - reclamou Sammy, e logo fiz o que ele pediu. Levantei da cama e sai correndo do quarto não antes de chaquoalha-lo para ver se ele acordava. Peguei uma caixa de cereal no armário e puis em uma tigela junto com morangos e uva que estava na geladeira. Subi a escada indo buscar meu celular. Quando desci Cameron e meu irmão estavam na cozinha. Tinha esquecido que Cameron dormiu aqui.

-Devolve - peguei minha tigela de sua mão e sentei para comer

-Bom dia - disse humorado e eu dei o dedo do meio. -Viu isso Sammy? - fez drama

-Eu que ensinei - respondei pegando suas torradas já prontas da torradeira

-Vejo que estão contra mim - foi até a geladeira e pegou algo para comer. Eu e meu irmão comemos mexendo no celular enquanto Cameron nos olhava com cara de bunda.

-Dá para parar de encarar? - perguntei irritada. Odeio que me observam.

-O que você tanto faz nesses celulares? - perguntou

-Nada demais - respondemos juntos. Terminei meu café e fui para meu quarto me arrumar. Enquanto estava subindo as escadas senti o olhar de Cameron em minha bunda, apenas me virei para ele e taquei meu chinelo porém não acertou pois ele desviou.

Los Angeles. Sexta-feira

A semana passou muito rápido, e a cada dia que se passa eu fico mais próxima do pessoal. Eles são legais e super engraçados.

-Vocês não vão acreditar - disse Lox se juntando a nós no estacionamento da escola.

-O que? - perguntou Matthew

-A diretora se demitiu - disse animada

-Mentira? - me soltei de Kian e me posicionei na frente Lox.

-Verdade - começamos a pular igual duas retardadas

-Vocês conhecem elas? - perguntou meu irmão

-Não e vocês? - disse Nash. O pessoal negou e começaram a caminhar para seus carros deixando eu e Lox ali.

-Vocês não fazem ideia de como essa diretora me odeia - falei entrando no carro de meu irmão, onde estava Cameron e Nate

-Ela odeia todo mundo - disse Nate

-O que vamos fazer agora? - perguntou meu irmão mudando completamente de assunto

-Eu não sei vocês mas estou morrendo de fome - disse pegando meu celular que tocava

-Não sei como não engorda. Só come - ouvi Cameron dizer  e revirei os olhos.

                                    CELLPHONE ON:

-Alô - disse

-Só te liguei para lembrar que vamos sair hoje. - disse a voz do outro lado

-Quem é? - perguntei olhando para a paisagem de Los Angeles fora do carro

-É a sua mãe... - respondeu-me e lembrei quem era

-Ahh, é você - comecei a rir

-Não conhece minha voz? - perguntou

-Conheço mais por telefone fica completamente estranha - comentei

-Ok, passo para te pegar as sete em ponto - disse

-Tudo bem. Mas com que roupa eu vou, já que você não me disse onde vamos - desci do carro, já que chegamos em casa

-Vai com uma roupa confortável - respondeu-me

-Ok, até mais tarde - me joguei no sofá

-Até - e desligou

                                     CELLPHONE OFF.

-O que vamos comer? - perguntei já que Maria não vinha de sexta e nem de fim de semana.

-Não sei, mas se bem que você poderia cozinhar algo - disse Nate se sentando ao meu lado

-Você e essa mania de jogar tudo em cima dos outros - disse indo para a cozinha preparar algo. Amarrei meu cabelo em um coque desajeitado e lavei as mãos, logo pegando os ingredientes para fazer creme de milho e bife milanesa. Depois de quase uma hora estava tudo pronto. Coloquei os pratos na mesa, junto com os talheres e copos. Chamei os meninos que estavam jogando videogame na sala.

-Já tá comendo - disse Nate

-Cala a boca - levei a boca um pedaço de bife

-Pela cara deve estar ótima - disse Cameron se servindo

-É claro que está. Eu que fiz - respondi o mesmo

-A síndrome do ego fortalecido - disse Nate se servindo com Coca-Cola

-Puxou pro Samuel - disse Cameron

-Calem a boca e comem - eu e meu irmão falamos ao mesmo tempo causando em nossas risadas

-Educados e gentis - disse Nate mas se calou ao experimentar minha comida - Wow

-Quer casar comigo? - perguntou Cameron saboreando o bife junto com o creme de milho

-O que é isso? - perguntaram juntos se referindo ao molho branco

-É uma comida popular no Brasil onde eu morava - respondi. Terminamos de comer rapidamente afinal estávamos todos com fome.

-Agora podem lavar, secar e guardar - disse autoritária colocando tudo na pia

-Nem fudendo - disseram juntos

-Nem fudendo o cacete - disse

-Ah não - reclamaram

-Se todos ajudarem vocês terminam rápido.

-Então ajuda a gente - disse Cam

-Já fiz a minha parte. Agora um lava, outro seca e outro guarda - taquei um pano de prato para Nate que pegou reclamando. Sai dali e fui para a sala jogar algum jogo. Alguns minutos depois eles voltaram e se sentaram a meu lado.

-Você joga? - perguntou Cameron se referindo ao eu estar jogando Cross Fire em meu notebook

-Sim - respondi e matei dois com um tiro na cabeça, fazendo um double kill

-Ela é boa - disse Nate

-Eu que ensinei - falou meu irmão

-Fica quieto que você nem joga - falei e os meninos riram da cara que ele fez. O restante da tarde ficamos jogados no sofá jogando e comendo doces e salgados. Quando deu cinco e meia fui me arrumar. Tomei um banho bem demorado. Sai do banheiro penteando meu cabelo, coloquei uma lingerie rosa clara e passei creme corporal. Vesti um roupão para eu poder fazer minha maquiagem. Só fiz minha pele e coloquei cílios-postiços o que foi rápido porém empaquei na escolha da roupa. Estava muito indecisa então coloquei a primeira peça de roupa a minha frente. Era uma calça jeans junto de um cropped preto, e vans de cano alto também na cor preta. Peguei uma bolsa da Chanel e coloquei alguns dinheiros junto ao meu celular.  Desci as escadas e só encontrei meu irmão na sala.

-Os meninos foram embora? – perguntei estranhando o fato deles terem ido embora, já que sempre ficam.

-Não. Foram buscar sorvete - disse me olhando dos pés a cabeça. -Essa sua blusa não está decotada não? - perguntou e eu neguei. Ouvimos o som da buzina de um BMW e eu me despedi do meu irmão antes que ele me obrigasse a ir trocar de blusa.

-Oi - disse para Kian, que estava encostado em seu carro.

-Está linda - me deu um beijo na bochecha

-Você também está um gatinho - rimos. Kian abriu a porta para mim e eu agradeci entrando no carro. -Onde vamos? - perguntei depois que Kian deu partida saindo do condomínio onde morávamos.

-Não posso dizer. É surpresa - falou

-Odeio surpresas - comentei

-Eu já sei disso. Fiquei sabendo quando você perguntou onde iriamos na terça. - falou

-Para de graça e fala onde vamos - cruzei os braços e me virei no banco.

-Só vou dizer que iremos em dois lugares. Um é público e o outro é um lugar onde ninguém conhece, apenas eu - falou

-Ok. - pensei por alguns estantes e então disse: - Você vai me levar ao parque e depois a algum lugar abandonado - falei

-Você é algum tipo de bruxa? - e olhou incrédulo

-Intuito de mulher - disse e empinei meu nariz igual a uma patricinha.

-Nunca mais te chamo para sair - rimos. O resto do caminho ficamos conversando sobre coisas aleatórias que passavam por nossas cabeças naquela hora.

-Nunca mais entro nesse brinquedo - levo as mãos a minha cabeça e inclino meu corpo para frente como se fosse vomitar.

-Você está bem? - pergunta Kian com a mão em minha costa.

-Sim. Eu estou com fome - digo me recuperando da tontura em que o brinquedo me causou.

-Vamos passar em um Drive Thru - falou e pegou em minha mão me arrastando para fora daquele parque. Entramos em seu carro e ele deu partida indo ao Mc.

-O que vai querer? - perguntou se virando para mim, escolhi um lanche qualquer junto com batata e um copo grande de Coca-Cola. Peguei o dinheiro e entreguei a Kian que recusou.

 -Pega logo - bufei ao ver que ele não iria pegar e guardei o dinheiro. - Eu vou comer também tenho direto de pagar - reclamei

-Mas quem te chamou para sair fui eu - falou dando partida com o carro após pegar os lanches e me entregar.

-Teimoso - reclamei novamente ouvindo Kian revidar. No caminho roubava algumas batatas ouvindo Kian dizer que vou acabar com todas. Dramático? Imagina!

-Chegamos - diz Kian me fazendo despertar. Saio do carro e olho o que tem a minha volta: mato e um lugar enorme totalmente abandonado e malcuidado.

-O que era isso? - perguntei me aproximando de Kian que observava o lugar

-Era um hotel. Nos anos 90s era muito conhecido porém com a modernização ele ficou do jeito que está! - me ajuda com as sacolas - Entre - me deu passagem e assim fiz. Observava todos os detalhes maravilhada com o local. Por mais que esteja podre por fora, dentro ele parece um castelo de princesa. Não! Esquece o que disse. Exagerei demais.

-Vamos lá em cima - me puxou para o elevador e apertou o botão da cobertura.

-Funciona, ainda? - apertei vários botões os fazendo brilhar

-Sim - riu. O elevador se abriu revelando um espaço com dois grandes sofás e um mesa de centro. Sai do elevador e só ai pude ver pelas janelas de vidro: Los Angeles.

-Wow - digo

-Lindo, não? - pergunta

-Sim - me sento ao lado de Kian

-Vamos comer - tiro minha atenção da paisagem e volto ela a comida a minha frente.

                                                                              (...)

-Que roupa é essa? - pergunta meu irmão. Usava um short curto e um blusão branco.

-Blusa short. Short, blusa - digo normalmente me servindo com as gostosuras que haviam ali na mesa do café da manhã.

-Eu sei - revirou os olhos - É que... Agrr, esquece - bufou

-Que humor - empurro de leve seu ombro

-Vocês são muito complicadas - reclama meu irmão

-Que? - arqueio uma sobrancelha não entendendo nada

-Vocês, mulheres. - olha para mim

-Quem é a sortuda que ganhou o coração de meu irmão? - brinco com ele.

-Anastásia Karanikolaou - suspirou. Eu iria perguntar mais coisas porém Cameron surgiu das cinzas e me interrompeu.

-Adivinham quem será o novo vizinho de vocês - Cameron entrou na cozinha todo gosto... Digo, todo confiante.

-Zac Efron? - pergunto animada com sua resposta

-Não - revira os olhos

-Fala logo - diz meu irmão

-Uma dica. - disse me fazendo arquear uma sobrancelha - Estão olhando para ele!


Notas Finais


GOSTARAAAAAM? Hoje é niver da minha mamis! Iria postar mais tarde porém eu, mamãe e papai vamos sair...
Bjsss! Até o próximo cap...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...