História Do You Love Me? - Capítulo 24


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Alfa, Alfa Lúpus, Beta, Bissexualidade, Daddykink, Homossexualidade, Lemon, Ômega, Romance, Texting
Visualizações 5
Palavras 1.206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Escolar, Festa, Fluffy, Hentai, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Self Inserction, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


Eu vou explicar o vexame que eu passei pra postar este capítulo.
A primeira vez que eu tentei postar, o spirit excluiu.
Só que eu fui sortuda e consegui salvar metade.
Por que se apagasse tudo, eu não iria fazer mais.
Eu comecei a escrever as 4 horas da tarde por aí.
Só vim acabar agora.
Por favor colaborem comigo.
Por que eu to quase desistindo do spirit.
Essa é segunda vez que ele faz isso comigo.
E sobre esse capítulo...
Só não me matem pls.
Ta tudo mal feito, tudo mal sincronizado...
Mas da pra ler.
Boa leitura.
E spirit, vai tomar no Afonso.
To com preguiça de revisar...

Capítulo 24 - 24: Lolita. (Minardo)



                                                                              Leonardo POV.

-Ajeitando minhas coisinhas, ajeitando minhas coisinhas~ -Cantarolava enquanto eu ajeitava minhas coisinhas botando-as da mala para o guarda-roupa.

-Dá pra calar a boca? Tô tentando ler. -Fala a chata da irmã, lendo a besta de um livro.

-Ave Maria, você é muito chata lendo esse livro... -Falo me jogando na cama.

-Eu tô estudando.

-Estudando? Oush, amanhã é sábado! Querida se toca.

-Eu estou estudando para ser ALGUÉM NA VIDA PRA NÃO FICAR VAGABUNDANDO COMO VOCÊ!! -Ela começa a aumentar o tom de voz se aproximando de mim.

-Poxa, joga na cara mesmo -Me fingir chateado.

-Foi mal. -Ela suspira e se afasta, fechando o livro colocando o mesmo do lado da cômoda. -Bem, tivemos um dia longo de viajem, e já são 23:30 vamos dormir, como Kay havia dito.

-Horay... -Falei prolongado, me ajeitando nas cobertas para poder dormir. -Boa notche!

-Boa. -Fala ela sonolenta.
                                                               4 horas depois

 

Acordei da cama em um pulo, eu havia ouvido um barulho lá em baixo, eu olhei pro celular que o mesmo marcava 03:33 eu pensei: "Demônio veio fazer uma visitinha logo agora? Só por que eu tô com sede, ai,ai,ai. Eu quero beber águaaaaaa! Se não eu vou morrer de sede mas eu tô com muito medo de ir lá embaixo...Eu vou chamar a Rose pra ir comigo", cutuco Rose, remexo-a, tento falar com ela mas parece que essa égua caio no sono de vez!

Eu decidi ir sozinho mesmo, só que com o flash do celular e cantando música de Deus, eu tava todo encolhido, pior que todas as meninas saíram pra uma festa, sim, uma festa, umas horas dessas, e a mãe da Sol não tava dormindo aqui.
Aí eu pensei: "Pronto fudeu, se não tem ninguém em casa e minha irmã ta dormindo, é satanás, ou uma alma penada."

Cheguei na cozinha, aleluia, e rapidamente peguei meu copo de água e tomei, corri pra sala só que na hora que e cheguei em frente a escada, eu parei e engoli o seco, eu vi uma figura negra lá encima da escada, pela a luz da Lua, parecia está de capuz. Eu dei um grito, o mais alto que pude.

Na hora que eu gritei, a figura negra veio até mim como uma sombra e ficou tudo negro até eu perceber que era tudo um sonho. Rose estava me empurrando pra frente e pra trás na tentativa de me acordar, eu acordei gritando e dei um pulo da cama dando direto com o chão. (-AU- Chão! Saudades! :D)

-AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA! -Grito assustando-a, logo todas as meninas adentram o quarto.
 

-QUE FOI?! O QUE ACONTECEU?! -Fala Sol extremamente preocupada.

-Sei lá! Ele começou a falar "quero água, quero água" aí começou a se contorcer na cama...

-Leo! Tá tudo bem?! -Pergunta Kay

-Tá sim... Só foi um sonho ruim...

-Ah! Pelo amor de Deus! Não nos dar um susto desses!

-Foi mal...Me controlarei da próxima vez.

-Do que foi seu pesadelo? -Pergunta Jheni

-Nada de mais.

-Ok...Só queremos falar pra você uma coisa. -Fala a tal Rayane.

-Falem.

-Nós iremos sair hoje a tarde, então você ficará sozinho -Fala Rose.

-Affs, sério?

Kay arregala um pouco os olhos parecendo lembrar de algo importante ou preocupante.

-E-Ele não pode ir com a gente? -Fala ela nervosa.

-Não, lá só pode entrar meninas. Por que você quer que ele vá? -Questiona Jheni.

-P-Por nada não... -Responde Kay.

-Já vi que terei que me virar sozinho...

-Uhum, já ta na hora viu? -Fala Rose.

-Vamos tomar café da manhã, já são 08:12.

-Tudo bem -Falo. 
                                                                   5 horas depois...

Já era 13:15, as meninas estavam prontas para saírem, eu apenas me despedi delas e me joguei no sofá começando mexer no celular, já que era o melhor que tinha pra fazer.

Eu me lembro que a Kay havia me avisado para eu não chegar perto do porão, eu pensei: "Casa chique! Até tem porão, mas por que ela não queria que eu fosse no porão?"  será que foi por isso que ela havia ficado com aquela cara? Por que ela queria me levar junto pra eu ficar longe do porão? Eu queria saber por que! Bom, como a pessoa obediente que sou, eu fui atrás do bendito porão, eu sentia uns friozinhos e uns arrepios mas eu não ligava, podia ser o vento.

Eu decidi voltar para meu quarto, já que não achava esse porão. Se tinha uma coisa que sentia saudades, era de vestir minhas roupinhas femininas, sim, eu vestia roupas de meninas, eu só vestia elas quando eu estava só, eu tinha vergonha de aparecer com essas roupas na frente dos outros, por que eu sei o quanto o povo é preconceituoso e tenho medo de apanhar na rua.

Bom, eu vesti um vestido lolita azul bebê, meias 8/8 de gatinho brancas, e um sapatinho com um lacinho azul. Eu adorava vestir estas roupas, me sentia mais "eu" não o Leonardo. Coloquei uma música suave no meu celular e comecei a dançar no ritmo dela.

Mal percebo que a porta estava aberta por completa:

-Ué? Eu tinha deixado esta desgraça fechada... -Fecho-a, mas quando me viro dou de cara com o miguel. -AAAAAAAAAAAAAAAAH! -Grito -O QUE VOCÊ TA FAZENDO AQUI?! -Nada ele responde, apenas me empurra contra a parede me prendendo (-AU- Miguel gosta de prender os outros) fazendo eu ficar de costas pra ele.

Ele prendia meus braços, também, contra a parede os amarrando com uma fita e amarrando a mesma no prego que tinha ali. Ele havia retirado o meu vestido fazendo eu ficar apenas com as meias e meus sapatos.

-O QUE ESTÁ FAZENDO?! ESTÁ LOUCO?!

Novamente ele fica calado, eu começo gritar, e ele me impede dando um forte tapa na minha bunda, mordo um de seus dedos, o mesmo que fica com raiva e me beija a força. Aquele era um beijo muito necessitado, e foi descendo até meu pescoço onde mordia o mesmo. Suas mãos geladas brincavam com meus mamilos o que fazia eu ficar completamente arrepiado e começar a sentir prazer, gemia e grunhia bem baixinho.

-Vai doer, só um pouquinho bonequinha -Fala ele finalmente descendo o zíper da calça.

-O-O q- GYAAAAAAAAAAAAAAH! -Grito quando ele enfiava algo muito grande e grosso todo dentro de mim me rasgando por inteiro.

Ele começou a ir lentamente, até eu me acostumar. Quando eu finalmente conseguia aguentar aquele volume em mim, eu peço por mais.

-Ooooh, M-Miguel, mais fundo, mais rápido p-por favor -Falei em forma de gemido.

Ele começou a ser mais bruto, indo mais rápido, forte e fundo como eu havia suplicado para ela.

-Own, aaah, y-yah, mais d-daddy, eu quero mais -Peço gemendo manhoso.

Começamos a suar, ele começa a masturbar meu membro, logo fazendo eu gozar na sua mão.

Eu estava quase lá, e ele também.

-Ahn, hmm, oh daddy eu não aguento mais...

Eu falo e logo tenho meu prazer por completo, ele também goza dentro de mim.

O chão estava todo sujo, eu estava preocupado se alguém chegasse e visse aquilo o que fizemos

Tomamos banho juntos e nos deitamos, eu deitei minha cabeça em seu torso.

Estava quase pegando no sono, quando alguém abriu a porta:

-Leo, cadê a Ka- QUE QUI VOCÊS ESTÃO FAZENDO?!

-MARY?!

 


Notas Finais


Vou durmi, já são 22:44.
Bye!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...