História Do You Remember? - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Girls' Generation
Personagens Hyoyeon, Jessica, Seohyun, Sooyoung, Sunny, Taeyeon, Tiffany, Yoona, Yuri
Visualizações 8
Palavras 1.244
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Fluffy, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yuri
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - What?


Fanfic / Fanfiction Do You Remember? - Capítulo 2 - What?

Acordo com a luz do sol batendo em meus olhos. Isso é bom, a quanto tempo eu não acordava assim, de uma noite tão bem dormida, que bom que as férias chegaram, espera. Férias? Mas eu não estou de férias, minha mãe vai me matar, ela odeia que eu me atrase para a escola.

-Droga- falo me sentando na cama e passando as mãos em meu cabelo.

-Acordou meu amor? Tão cedo!

Espera de novo. Meu amor? Neste exato momento que eu percebo que estava sem roupa, sem uma única peça.

Viro o meu rosto lentamente e dou de cara com uma mulher, sei lá quantos anos deve ter, mas tenho certeza que é bem mais velha que eu. Ela estava com um sorriso bobo no rosto, mas havia um detalhe, o mesmo detalhe que eu notei em mim, ela também estava sem roupa, na hora que eu percebi, eu apenas cobri meus olhos. Mas afinal, quem é esta mulher? O que ela está fazendo sem roupas? O que eu estou fazendo sem roupas? E... "MEU AMOR"?

- O que houve? Achei que já tivesse passado pela época de vergonha? - falou em um tom  brincalhão - Ou talvez...- senti um beijo em meu pescoço, neste momento eu paralisei -Você queira... - Outro beijo, porém esse era na minha mandíbula - Apenas... -O que eu estou fazendo? Por que eu ainda não a empurrei? Ela havia dado outro beijo, desta vez no meu queixo. - Brincar um pouco. - Do que ela está fal... Meus pensamentos foram quebrados quando ela me beijou, beijou uma adolescente de 16 anos.

A empurrei, eu não poderia deixar alguém se aproveitar de mim.
Ela me olhou assustada.

-O que houve? Eu fiz algo de errado? Por que se foi, me desculpa mesmo?- o que? Obvio que ela fez algo de errado, ela esta se aproveitando de uma menor. -Espera, eu não fiz nada de errado. Tiff, pode falar o que está acontecendo? - Tiff? Meu nome é Stephanie.

-Q-qu-quem é você?- consegui proferir as primeiras palavras, ela me olhou com um semblante confuso. -É o que está fazendo na minha cama... Esta não é a minha cama. - olho em volta, toda a mobília - Este não é o meu quarto. - Seu olhar havia mudado de confusa, para triste e levemente irritado

-Para Tiff, para com essa brincadeira infantil. Isso por acaso é pelo que eu disse para as meninas na sexta? - agora quem estava confusa era eu, por que dela me tratar com tanta intimidade se nem nos conhecemos, e de que conversa ela está falando. -Meu amor, eu apenas não estou preparada para ter um filho, eu sei que a Seohyun,que é mais nova que nós, já está grávida, e que você queria muito ser mãe, mas eu não estou pronta, achei que você havia entendido.

-O QUE? - foi a única coisa que me veio a cabeça - Como uma criança de quatorze anos pode estar grávida? - Não, ela não faria isso comigo nem com a Jessica, ela nem havia beijado ninguém, ela é, ou era, minha pequena irmã, que eu cuidava, eu e Jessica tínhamos o papel de irmã mais velha e Mãe da Seohyun, isso, após o acidente que matou sua verdadeira mãe e irmã mais velha.

-Quatorze? E desde quando a Seohyun tem quatorze anos? Acho que para madrinha de casamento e Unnie da Seohyun, não pegaria bem errar a idade dela, ainda mais por 10 anos.

10 anos? Como assim, a Seohyun tem 24? Isso é impossível, eu tenho 16 e ela tem 14, mas se ela tiver 24, eu tenho... 26, olho para baixo e vejo um seio avantajado, cheio de marcas roxas e mordidas. Então vamos por partes, de onde saiu tanto seio? E o que são essas manchas?

-Pode falar algo, Tiff, esta me preocupando! -falou enquanto colocava sua mão sobre minha cabeça e começava a acaricia-la.

-Para de me chamar de Tiff, meu nome é Stephanie. -retiro sua mão de minha cabeça - Quem é você? Onde eu estou? Por que estamos sem roupa, e tenho essas marcas?

-Ok Stephanie Miyong Hwang, se é assim que você quer? Se por causa de uma criança, qual eu nem penso em ter, pelo menos não agora, você quer discutir. Parabéns você vai discutir. - Se pois de pé, foi até uma das portas daquele quarto, pegou dois roupões, um rosa e um preto, me jogou o rosa, e vestiu o preto.

-Discutir o que, eu nem sei quem é você! Eu não sei como um vim parar aqui. -falei colocando minhas mãos no rosto, já sentindo as lágrimas inundarem meus olhos.

-Olha bem na minha cara, e me diz que você está brincando - sua voz estava impaciente e irritada - por que você esta fazendo isso. Por causa do bebê? É por isso.

-Eu... Nem sei de que bebê você está falando! Era para mim estar agora, na minha cama, no meu quarto, e levantando para ir a escola. Eu tenho apenas 16 anos, como você quer que eu tenha a merda de um bebê - As lágrimas escorriam pelo meu rosto, minhas palavras estavam afiadas e indefesas ao mesmo tempo.

-Tiffany, o que você está falando. Você realmente não se lembra de quem sou eu? - aquele tom irritado dela, se transformou em  um tom preocupado e calmo. Eu simplesmente neguei com a cabeça - Eu... Eu vou ligar para os seus pais.

Falando isso ela saiu do quarto, sem dar nem dois minutos ela voltou.

-Acho melhor você tomar um banho antes deles chegarem, e colocar uma roupa mais comprida. O banheiro é naquela porta. - Falou apontando para uma porta a direita do quarto - Suas roupas estão no closet.

Agora sim ela saiu, eu fiquei parada por um tempo, mas decidi fazer o que ela havia dito. Tomo um banho, de certo modo, mais longo que o normal, saio do banheiro apenas de toalha, tendo certeza de me certificar que ela não ocupava o lugar, quando abro o closet, me deparo com roupas lindas, mas que eu tinha certeza que não eram minhas. Não queria usa-las, então decidi procurar por minhas roupas de ontem a noite, as roupas que eu havia colocado depois de voltar do cursinho, mas eu não havia encontrado.

O quarto já estava arrumado, ela deve ter arrumado tudo enquanto eu estava no banho.

Na cama já feita, eu vi uma muda de roupa, uma blusa rosa de manga comprida e uma calça moletom preta. Era a única roupa ali, dobrada e arrumada em cima da cama.

Começo a colocar aquela roupa, e no processo, ouço a campainha soar e algumas vozes baixas.

Depois que a roupa estava já em meu corpo, eu não sabia o que fazer, então fiquei esperando lá.

Três batidas na porta e a cabeça daquela mulher passando pela porta.

-Eles chegaram. Vem comigo.

Eu segui ela, descemos um lance de escadas, e no sofá, que eu julgo estar na sala, haviam duas pessoas. Eram meus pais.

-Filha o que aconteceu, a Yuri nos ligou preocupada. - falou meu pai se levantando e vindo a meu encontro me abraçar.

-Quem é Yuri? - pergunto inocentemente. O que eu não entendi foi sua reação.

Ele saiu do abraço e segorou meus ombros, olhando diretamente nos meus olhos.

-Como assim: quem é Yuri?

-Era disso que eu estava falando Appa! - quem falava agora era a morena com quem eu havia acordado.

-Appa? - pergunto surpresa, por que ela estava chamando o meu pai de appa?

-Sim Steph...Tiffany, Appa. É assim que, por insistência sua, a sua mulher me chama.

-MINHA O QUE? 


Notas Finais


Espero que gostem ^^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...