História Do you trust me? {Jikook} - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook, Jktops, Jm!bottom, Kookmin
Visualizações 423
Palavras 1.545
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Slash, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Recomendo que coloque a música para tocar na hora do Lap.
Boa leitura sz.

Capítulo 4 - Filme.


Fanfic / Fanfiction Do you trust me? {Jikook} - Capítulo 4 - Filme.

Jimin Pov's

Estou completamente entediado. São 15:30hr e eu tenho q ir para a casa do JungKook as 18 hr.

Desde ontem ele não me mandou mais mensagens. JungKook me deixa completamente confuso em relação a ele.

Decido mandar mensagem para JungKook e perguntar se posso ir mais cedo para a casa dele fazer o trabalho. Quanto mais cedo começarmos, mais cedo terminamos.

Você: JungKook, posso ir mais cedo para sua casa para fazermos o trabalho?

Você: Tô entediado :/

JungKookie: Tudo bem. Pode vir.

Pego minhas coisas e vou para o ponto de ônibus. Não demora muito até que eu chegue a casa de JungKook. Aperto a campainha, e ele abre a porta. Eu estava hipnotizado pelo corpo dele. Ele estava com uma blusa branca quase transparente - como sempre - e calça de moletom. O seu cabelo estava bagunçado, o que o tornava tão sexy.

— Oi, pode entrar — disse ele meio sem jeito.

— Oi — falo tímido.

JungKook estava diferente. Parecia mais frio. Mas eu deixei isso pra lá, deve ser só impressão minha.

Me deito no sofá, me preparando para começar/terminar o trabalho.

Umas 4 horas depois, terminamos o trabalho. Era quase 20hr e eu tinha que ir embora para a casa.

— Acabamos? Ótimo. Então... acho que já vou indo — digo me levantando e pegando minhas coisas.

— Jiminnie...espera — JungKook disse em um tom baixinho — por que você não fica? Esta tarde e é perigoso andar na rua à noite...

— JungKook, eu sei muito bem me cuidar sozinho! — falo e observo expressão triste dele.

— Fica hyung, só essa noite. Vamos assistir um filme, jogar algum jogo ou sei lá... só fica — ele dizia sendo sincero. Isso estava realmente acontecendo? Jeon JungKook estava insistindo para que eu ficasse?

— Ok, eu fico. Se não for incomodar... — digo observando um brilho em seus olhos e um sorriso tímido.

— Tudo bem, vamos assistir algum filme? — diz JungKook, animado por eu estar ali.

— Vamos! Que tal vermos Ouija? Sempre tive vontade de ver, mas sou muito medroso para ver sozinho — falo, olhando para um JungKook que ria de mim.

— Puff, isso não da medo! Tudo bem, vou por esse — diz JungKook, abrindo a Netflix e colocando o filme para vermos — vou fazer uma pipoca, o que acha?

— Acho ótimo! Quer ajuda?

— Claro, vem — diz pegando na minha mão e me conduzindo até a cozinha dele — fica vigiando a pipoca enquanto eu vou no mercado comprar algo para bebermos. Não vou demorar - faço que sim com a cabeça e ele segue pela porta da frente.

Depois de 15 minutos sozinho, fiz a pipoca e coloquei em algum pote. Fiquei sentado na cozinha esperando JungKook, até que ele chega.

— Comprei refrigerante e uma garrafa de vodka, tudo bem? - diz ele animado, com o sorriso de coelhinho no rosto. Como eu amava esse sorriso.

— Ótimo! Deixa eu guardar isso — falo, tirando as sacolas de suas mãos e abrindo a geladeira. Acho um espaço na segunda prateleira e me inclino, de modo que minha bunda fique empinada, guardando as garrafas. Jeon segue com uma garrafa e o pote de pipocas para a sala e eu vou atrás dele.

JungKook Pov's

Fiquei muito nervoso quando convidei Jimin para ficar. Onde eu estava com a cabeça? Isso não vai dar certo...

Depois de voltar do mercado com o refrigerante e a vodka, entrego-as para o Jimin, que se inclina na minha frente para guarda-las na geladeira. Eu poderia ficar vendo ele desse jeito por uma eternidade. Minha mão coçou para estalar um tapa naquela bunda redondinha enquanto ouvia ele gemendo de surpresa. Mas me segurei e fui para sala, enquanto ele vinha atrás de mim.

Dou play e o filme começa. Jimin estava do meu lado atento na TV.

Depois de meia hora de filme, Jimin estava quase em cima de mim. Se encolhendo atrás de uma almofada. Era fofo demais ele cobrindo metade do rosto e deixando só os olhinhos para conseguir ver o filme.

Como ele já estava quase em cima de mim, me perguntei "por que não?". Então eu puxei ele para o meu colo, fazendo com que ele de um gritinho de surpresa.

— Kookie, o que está fazendo? — me pergunta de um jeito manhoso, quase fazendo um biquinho em reprovação.

— Eu te protejo, hyung. — disse, abraçando sua cintura — No meu colo você fica mais seguro.

— Aigoo, idiota — disse ele rindo e corando, se lembrando do dia que caiu em cima de mim. Se as coisas continuarem assim, não sei o que pode acontecer...

O que está havendo comigo?

Jimin Pov's

JungKook está totalmente fora de si. Onde está com a cabeça em me colocar em seu colo? A cabeça de cima eu não sei onde esta, mas a de baixo eu sei onde eu quero que esteja.

Resolvo provocar JungKook. Enquanto ele prestava atenção no filme, dou leves reboladinhas na virilha dele. No começo ele acaba ignorando, mas conforme eu rebolo pressionando forte minha bunda na virilha dele, ele para de prestar atenção no filme e sinto uma ereção se formando em baixo de mim.

— Ji-Jiminnie, o que está fazendo? — diz ele, arfando com a voz rouca.

— Nada de mais, Kookie — falo, dando um olhar inocente — vamos jogar um jogo? O filme ta tão chato...

— Tudo bem, que jogo? — pergunta, me olhando curioso.

— Você teria um Hand Spinner aqui?

— Sim, está na gaveta - diz ele, enquanto saio de seu colo e vou andando até a gaveta que ele apontou.

Pego na minha mochila uma folha e uma caneta. Faço uma roda, e setas apontando para as seguintes frases:

- Tire uma peça de roupa.

- Beijo de língua.

- Beba duas doses.

- Gire novamente.

- Beije o pescoço e dê uma mordida no lábio.

- Lap Dance.

- Beba uma dose.

- Outro jogador decide.

Pego um pedaço de fita e março uma das pontas do brinquedo para que marque a frase que irá cair.

— Preparado? — falo vendo JungKook rindo malicioso para mim.

— Ok, tô preparado. Você primeiro. — diz ele me olhando curioso.

Poisiciono o brinquedo no meio do círculo e giro-o. Olho surpreso para a frase que caiu. "Outro jogador decide". Fudeu.

— Interessante — diz JungKook me olhando malicioso.

— Anda não enrola, o que vai querer de mim, uh? — falo fazendo uma cara inocente, percebendo que JungKook morde o lábio com força.

— Vou ser bonzinho com você — ele me dá medo as vezes — Beba uma dose.

Pego o copinho na minha frente, encho ele de vodka e viro.

— Ok, sua vez — falo fazendo uma careta pela ardência em meu estômago, o que faz JungKook rir. Ele gira o Spinner, e cai bem na que eu queria. "Tire uma peça de roupa".

Quando JungKook tirou a sua camisa, eu fiquei bem a ponto de soltar um gemido de satisfação. Ele é gostoso no ponto certo: nem muito musculoso, nem muito magro. Do jeito que eu gosto.

— Vai ficar só babando ou vai girar também? — diz ele me fazendo corar ao perceber que estava olhando de mais para ele.

Giro novamente o Spinner. Abro um sorriso malicioso quando vejo no que caiu. "Beije o pescoço e dê uma mordida no lábio"

Vou engatinhando até JungKook, que está mordendo o lábio de novo. Passo uma mão em seu rosto, fazendo carinho e indo em direção ao cabelo dele. Puxo para trás, fazendo com que seu pescoço fique totalmente à mostra.

Beijo o pescoço de JungKook com carinho e calma, que soltou um leve gemido de surpresa. Dou uma leve sugada deixando uma marca clara, que provavelmente sumiria depois. Depois que beijo o pescoço dele, vou  em direção a sua boca e dou uma mordida forte e demorada. Depois que termino, vou em direção a orelha dele é susurro:

— Sua vez, Kookie.

JungKook me olha hipnotizado e sem reação. Ele gira o brinquedo e cai em "Beba duas doses". Ele enche o copinho e vira uma vez. Enche e vira de novo.

Antes dele dizer que era minha vez, girei o brinquedo. "Lap Dance".Olho malicioso para JungKook e mordo o lábio. Ele vai até a cozinha e volta com uma cadeira, colocando-a no meio da sala. Coloco Daddy Issues do The Neighborhood para tocar no meu celular.

JungKook senta na cadeira, esperando por mim. Ando em direção a ele e sento no seu colo com o rosto virado para ele. Começo dando reboladas lentas e fortes, fazendo com que ele jogue a cabeça para trás e solte um gemido baixo, quase inaudível. Conforme a música toca, aumento a velocidade das reboladas. Nunca deixando de olhar em seus olhos observando sus expressão que indicava que queria mais. JungKook segurou em minha cintura, fazendo força para baixo, tentando mais contato com nossos corpos. Ele me olhava profundamente, com suas pupilas dilatadas e a boca entreaberta, segurando seus gemidos a cada vez que eu rebolava mais forte em cima dele. JungKook agarra meus cabelos e puxa meu rosto e direção ao seu, selando nossos lábios. Ficamos assim o resto da música inteira: nos beijando, eu rebolando em cima dele e ele arfando. Ele da um tapa forte em minha bunda, fazendo com que eu solte um gemido manhoso de surpresa. A música acaba e eu encosto minha testa na dele. Nós dois estamos ofegantes.

Ficamos assim por um tempo, até a campainha tocar.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...