História Doce Amizade - Imagine do Jungkook - Capítulo 29


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens BamBam, D.O, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Kai, Mark, Rap Monster, Sehun, Suga, V, Xiumin
Tags Brigas, Bts, Drama, Exo, Got7, Jungkook, Paixões, Pegação, Você
Exibições 303
Palavras 2.434
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Escolar, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Cheguei com mais um capitulo
("EEEEEH")
Não é hot
("AAAAAH")
Bom tem essa belezura ai e é isso.
Quero lembrar que tudo que eu posto nessa fic, não tem o conceito de insultar ninguém, tipo no shipps, nas palavras no modo que eu escrevo algumas coisas. Eu falo algumas coisas na pura diversão, então se você sei la é asiática ai eu falei umas coisas que te ofendeu, mil desculpas e tente levar na brincadeira. Isso serve pra todo mundo.
Bom se ofender alguém e der problema, eu apago a fic e acabou o problema.
✳ Boa Leitura ✳

Capítulo 29 - Pancadarias


Fanfic / Fanfiction Doce Amizade - Imagine do Jungkook - Capítulo 29 - Pancadarias

Eu estava tonta de mais, de repente comecei a ver tudo embaçado e depois preto.
-S/N OQUE ACONTECEU?- pergunta Jungkook que pelo o que parecia, vinha em minha direção.
-E-eu f-fui....- antes de eu terminar caio no chão desmaiada.

O PORRA DE VIDA!!

...

Acordo meio zonza, oque aconteceu?
Olho ao meu redor e não vejo ninguém, cade eles?
Tento pegar o meu celular, quando me deparo com meus braços cheio de creme, parecia pomadas. Me estiquei mais e percebi que estava coberta dessa pomada.
Eu: Que isso godi?
Pego meu celular e vejo varias mensagens.

            ~MENSAGENS   ON~

         ∞Pessoa desconhecida∞

-Você não vai escapar.
-Vamos te pegar.
-Quando menos esperar, vai ser nossa.
-Vamos te tortura e depois te vender, como qualquer uma.
-Você vai perder tudo, um por um.
-Sua família, seus amigos, tudo...
-Não brinque com a gente, não brinque comigo!

            ~MENSAGENS. OFF~

Que? Eu não tinha raciocinado ainda, estava olhando fixamente para a parede perdida em meu mundo dos pensamentos, até Taehyung entrar no quarto. Ele não tinha me visto, apenas entrou foi para seu guarda-roupa, pegou umas roupas e entrou no banheiro. Eu fiquei quieta, com todos os movimentos dele, eu apenas o observei.

...

Depois de alguns minutos escuto que ele já havia saído do banho, aish será que ele me verá agora?
Espero alguns minutos até escutar a porta ser destrancada.
Ele sai e....
Me deparei com ele só de toalha, com aquele lindo abdómen pra fora.
PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU!!
Eu: Que audácia em!- digo
Ele me olha assustado e por sorte deixa a toalha cair, mostrando o seu lindo e grande membro.
Mordo o meu lábio inferior e fico fixada naquele lugar.
Tae: Não tinha visto você ai!- diz ele demorando para pegar a toalha de propósito
Eu: Tem problema não.- digo dando um sorriso de lado.
Tae: Oque isso significa.- ele arqueou as sobrancelhas.
Eu: Você pode inventar um significado.-digo mordendo mais ainda os lábios e olhando sexy para ele.
Ele da passos para mim, eram lentos, ele chegava cada vez mais perto. Chegou sobre a cama e se apoiou com um braço e o outro acariciava o meu rosto,chegou perto do meu ouvido e disse
Tae: Isso significa Sexo!
Na hora fiquei arrepiada, mas depois relaxei.
Eu não queria parecer aquelas meninas dadas, sabe? Então fiz o máximo de cu doce possível.
Eu: Aé? Então você vai ter que me convencer!
Tae: Convencer? Haha você não era assim antes.- arqueia a sobrancelha.
Eu: Isso é passado...vamos viver no presente...
Ele se aproxima e tenta me beijar,viro o rosto e ele bufa. Ele começa a beijar meu pescoço, deixando uma marca de chupão ali. Ele foi subindo ate minha boca, mas revirei de novo.
Tae: Porra S/N, para de frescura, vamos fazer logo.
Eu: Me convença!
Ele começou a passar a mão no meu corpo coberto de creme fazendo ambos ficarem lambuzados.
Eu: Num faça isso.- faço bico.
Tae: Você não gosta? Ótimo!
Ele começa a subir e coloca a mão sobre minha nuca, eu deixaria ele me beijar, fomos nos aproximando e quando iriamos
J-Hope: V você já tomou banho?
Demos um pulo, fingi que estava mexendo no celular.
J-Hope: To atrapalhando...?
Eu: Atrapalhando oque? Eu mexer no celular? Ta atrapalhando não.
J-Hope: Vocês estavam....bom deixa pra lá, irei tomar banho.- ele olhou torto para Tae.
Assenti e tentei levantar da cama, mas Tae me impede.
Tae: Porque vai sair?
Eu: Porque ele vai tomar banho.
Tae: Mas não precisa sair, ainda esta machucada.
Fiz bico e fiquei no lugar. Tae saiu do quarto.
J-Hope pegou suas roupas e foi se banhar.

...

Ele saiu só de calça do banheiro. Que corpo maravilhoso. Fiquei olhando profundamente para ele mordendo o lábio inferior. Ele não disse nada, apenas pegou sua blusa, olhou para mim, sorriu e saiu.

...

Eu queria sair dali, aish estava um tédio. Meu corpo tinha secado a pomada, fazendo ter umas escamas em minha pele. Minhas feridas já havia cicatrizados por causa disso.
Pego meu celular e vejo que horas são, eram 16:29, ainda?! Me levanto e vou em direção a porta. Vejo Suga sentado no sofá, me aproximo e sento.
Eu: Olá
Suga: Oi...
Eu: Onde estão os outros?
Suga: Saíram...
Eu: Hm...posso saber pra onde foram?
Suga: Nem eu sei, acho que foi para uma festa....bom, só sei que eu não fui.
Eu: Hm.....
Que merda de festa é essa caralho?
Aish, se tiver bebida, eu quero que o Jungkook engravide alguém, eu só iria com o pedaço de pau bater nos dois.

...

Eu: Essa festa tem bebida?
Suga: Sim
Eu: Aish, merda...- digo baixo.
Suga: Merda mesmo....

...

Suga: Vamos sair?
Eu: Vamos...pra onde?
Suga: Dar uma volta enquanto eles não vêem..
Eu: Okay, irei me arrumar.
Me levantei e fui tomar banho. Eu estava toda grudenta. Peguei um vestido rodado azul bebê, um sapatilha branca com florzinhas bege, e uma blusinha leve de meia manga. Fui para o banheiro e ajeitei tudo lá.

...

Terminei o banho e me troquei. Sequei meu cabelo deixando-o liso e minha franja caída sobre a testa, coloquei um colar de coração, um brinco de laço e passei meu perfume favorito, uns dos mais doces que tenho.
Sai do quarto e me deparo com Suga sentado no sofá que quando o mesmo me viu, olhou de cima a baixo.
Suga: Esta bem bonita.
Eu: Obrigada.
Suga: Se Jungkook não fosse chato ate pegaria....então vamos?
Eu: Vamos.
Ele se levantou, pegou minha mão e saímos dali. Pegamos o elevador e já estávamos la em baixo. Saímos e ficamos andando pelas ruas.
Suga: Me conte mais sobre o Brasil.
Eu: Bom, lá é legal, tem uns lugares bonitos e acho que só...
Suga: Hm, e la tem muita gostosa?
Eu: Suga!
Suga: S/N!
Eu: Não deve perguntar sobre isso...!
Suga: Ué porque não? Sou homem, tenho os meus defeitos de querer comer toda mulher que fica ao meu lado...
Eu senti aquilo pra mim,pois eu estava realmente do lado dele, então apenas dei um sorriso envergonhado e continuamos andando.
Eu: Então me conte mais sobre a Coreia agora.
Suga: Aqui é bem legal, tem umas comidas ótimas, o estilo de musica é bem legal e só tem menina reta.
Eu ri daquele comentário.
Eu: Como assim reta?
Suga: Sem bunda, elas usam uns shortinhos que da impressão que tem uns bundao, mas é tudo cu seco.
Eu: Socorro.
Eu estava tentando não dar risada daquilo, eu ria bastante junto dele. Me sentia alegre, ate esqueci por um momento que o Jungkook existe.
Aish eu só penso nele, mas ele nem pensa em mim. Vai para diversas festas e tipo que me esquece. Vida de trouxa não é fácil.
~SUSPIRO~

...

Ficamos em silêncio, já estávamos bem longe da BigHit. Suga não falou mais nada e eu ficava toda hora perdida nos meus pensamentos.

...

Andamos mais alguns pouquinhos e Suga pegou na minha mão.
Suga: Vem, irei te mostrar um lugar.
Apenas assenti e ele me puxou. Fomos para um tipo de praça com parque. Tinha uns balanços e uns brinquedos, parecia estar vazio. Não tinha ninguém ali, bom só uma senhora que fazia crochê e cantava umas musicas lá.
Suga se sentou no balanço e eu também. Era aqueles balanços de duas pessoas. Me sentei virada pra ele. Suga ficava com um pé pra fora, empurrado lentamente o balanço.
Suga: Então sabe cantar?
Eu: Não muito.
Suga: Sabe dançar?
Eu: Sei um pouco.
Suga: Toca algum instrumento ou algo do tipo?
Eu: Sim, piano e violino.
Suga: Eu também sei tocar piano, é o meu preferido.- diz animado.
Eu: Sério é o meu também.
Suga para de balançar fazendo eu dar uma leve ida pra frente. Meus cabelos ficaram bagunçados por conta daquela freada e pelo vento.
Eu: Oque aconteceu? Falei algo de mais?
Suga: Não, apenas pensei em algumas coisas.- diz tirando meu cabelo do rosto e acariciando o mesmo.
Eu: Posso saber oque pensava?
Eu estava adorando aquele carinho, ele parecia ser um tipo de namorado pra mim. Bom a gente já se beijou, mas foi por engano, mas mesmo assim...
Suga: Pensava em você!
Ele disse isso e eu gelei, depois ele fez uma cara de surpreso, acho que pensou no que havia falado.
Suga: Erh, quer dizer, eu estava pensando nas coisas que nós gostamos, tipo eu gosto de piano e você também, isso se combina.
Eu: É.- dou um sorriso meigo e meio envergonhado.

...

Continuamos conversando, a gente se balançava, Suga soltava umas cantadas de vez em quando, mas não eram aquelas pesadas, eram leves do tipo :" Eu não sou um floricultor e nem você uma rosa, mas estou fascinado por você."- " Suga: Você quer ver uma coisa maravilhosa? Eu: Quero. Suga: Se olhe no espelho."
Foi esses tipos de cantada, bem brega e com certeza se ele falasse isso para alguma menina, levaria um fora.

...

Continuamos a conversar, o dia passou rápido, era Domingo e no dia seguinte eu teria aula. Iriamos embora, os meninos já deviam ter voltado da tal festa.
Suga: Vamos?
Eu: Sim.
Suga: Pode sair primeiro.
Me levantei e quando iria sair, Suga tira o pé de fora fazendo o balanço ir para a frente deixando eu escorada sobre o colo dele e em um só movimento, nos beijamos.
Era um beijo calmo, com prazer, foi por acidente,  mas ficamos desse tal jeito como se fosse proporcional. Ele pedia passagem e eu cedia. Explorávamos cada parte de boca um do outro, era um beijo calmo, carinhoso, com sentimentos, quente, molhado e prazeroso. Eu ainda estava sobre o colo dele, o mesmo colocou a mão sobre minha cintura e foi descendo, alisando minhas coxas. Eu senti umas coisadas,  durante o beijo, eu me sentia excitada, eu tipo rebolava sobre o colo dele, mas era bem de vagar. Quando percebi estava toda molhada, minha calcinha não estava do tipo" molhada" e sim encharcada. Paramos o beijo por falta de ar, Nos encaramos e Suga soltou um sorriso feliz de orelha a orelha.
Suga: Agora podemos ir.
Me levantei percebendo que havia molhado a calça dele, eu ri baixo e o mesmo percebeu
Suga: Oque aconteceu?
Eu: Nada, vamos?!
Continuamos o caminho, passamos por ruas e mais ruas. Chegamos em um farol, ele estava aberto então esperamos o fechar. Olhei para o lado e vi uma van branca.
PUTA QUE PARIU EM BAIXO DA CAMA!
Era a van dos meninos, olhei para o Suga e falei.
Eu: Olha para o lado.
Suga: An, ata- ele olhou.- Acho que encontramos alguém.
Eu: Isso não tem problema? Tipo a gente juntos.
Suga: Não, não estamos fazendo nada.- ele sorri.
Eu estava torcendo para o farol fechar depois deles passarem, mas pra minha "sorte" na hora certa, o farol fechou. Estávamos bem no lado da van, senti meu estomago revirar,iria rolar treta. Suga me olhou e segurou minha mão, entrelaçando nossos dedos. Quando iriamos atravessar, tropeço em um grande buraco me fazendo quase cair, por sorte Suga me segurou pela cintura. Nos encaramos e ele me rouba um selinho. Demos a mão de novo e Atravessamos aquela rua e seguimos em direção à BigHit.

...

Chegamos lá e fomos pegar o elevador. No estacionamento eu vi a van dos meninos, isso significa que eles chegara, logico eles estavam com carro. Entramos e subimos. Eu acho desnecessário usar o elevador, já que tem escadas curtas. Subimos ate o ultimo andar onde ficava a sala, o elevador chegou e apitou fazendo tomarmos a atenção de todos os meninos. Ele nos olharam e Jungkook me olhava furioso.
Jungkook: Posso saber onde o novo casal estavam?
Eu: Não somos um casal...
Jungkook: Não? Acho que casal se beijam né
Eu: Pois é, mas não somos um casal...
Suga: Qual o problema de sermos um casal ou não?
Jungkook: Todos, o problema começa quando o seu amigo de 3 anos, tenta pegar a menina que você gosta.
Suga: O dó, se você fosse maduro de verdade, ja teria pegado ela faz tempo.
RM: Erh, ela não é objeto para ser pegada...
Suga-Jungkook: Cuida da sua vida!
RM: ...
Eu: Pois bem, não tem nada de mais em um selinho, e aliás foi por acidente.
Jungkook: Acidente? Não pareceu por sua cara de gosto.
Eu: Agora devemos fazer cara de gosto e de não gosto pra coisas? Me poupe.
Jungkook: Não disse isso, apenas que você aparentou ter gostado daquele selinho...
Suga: Oque que tem nisso? Ela é gostosa, bonita e tem uma bela boca....
Jungkook: Do que você chamou ela?- ele fecha os punhos.
Suga: De GOSTOSA!
Jungkook: Sua disgraça!
Jungkook parte pra cima de Suga desferindo um monte de soco em seu rosto, Suga conseguia se esquivar de alguns. Os dois começaram a se socar, a boca dos dois estavam sangrando e muito. Suga começou a dar murros forte em Jungkook.
Eu: Parem com isso!
Eu tentava separar eles. Coloquei minhas mãos sobre a cabeça e observei o que havia montado.
Jin: Parem com isso estão assustando a menina!
Os meninos tentam separar a briga, mas foi tentativa falhada.
Eu estava atrás deles, cada vez mais os mesmos iam para trás. Foi ai quando Suga foi dar um soco, mas Jungkook se abaixou fazendo ele pegar em mim. Por um momento senti minha boca formigar e sangrar. Eu ia para trás lacrimejando de dor com os olhos fechados. Quase cai da escada, eu fui para trás e bati minhas costas no corrimão, eu iria tropeçar nos degraus mas Tae me segurou.
Taehyung: Vamos, vou cuidar de você.
Ele me puxou e me levou ate um quarto onde tinha uma cama, me sentei ali e ele pegou um paninho molhado. Passando sobre o machucado. Depois ele se levantou e foi ate uma caixa, tirou uns remédios e veio em minha direção.
Taehyung: Isso pode doer um pouco.
Assenti e ele passou tipo de uma pomada liquida. Ardeu um pouco, eu estava com a mão na coxa dele, então apertei de acordo com a dor. Ele acabou, colocou umas fitas pequenas sobre minha boca, depois arrumou as coisas. Ele se sentou do meu lado. Eu escutava a gritaria na sala, eu estava com medo, estava me encolhendo.
Taehyung: Não precisa ficar assim, logo logo ele voltam a ser amigos.
Eu: E se eles não voltarem? Ai Meu Deus olha oque eu fiz. Iria ficar com peso na consciência.
Taehyung: Calma.- me abraçou .- vai ficar tudo bem.
Ficamos abraçados ate meus olhos fecharem. Eu estava com sono só de ficar daquele jeito, acabei dormindo nos braços dele.


Continua......


Notas Finais


Gente desculpe-me por quaisquer erro.
E desculpe-me se ofendeu alguma coisa.
Votem no BTS para o MAMA que já esta chegando, não deixem de votar, votem umas 10-20 vezes.
Como eles vão vir para o Brasil ano que vem, vamos mostrar que amamos votando para eles ganharem.
Confio em vocês ❤
Chupões em todos ❤🌟


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...