História Doce Atração. - Capítulo 15


Escrita por: ~

Postado
Categorias Chaz Somers, Christian Beadles, Hailey Rhode Baldwin, Jaden Smith, Justin Bieber, Kylie Jenner, Pattie Mallette, Ryan Butler, Selena Gomez, Shawn Mendes
Personagens Chaz Somers, Christian Beadles, Hailey Baldwin, Jaden Smith, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Kylie Jenner, Pattie Mallette, Personagens Originais, Ryan Butler, Selena Gomez, Shawn Mendes
Tags Atração, Doce, Justin Bieber, Romance
Exibições 100
Palavras 1.875
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Colegial, Crossover, Festa, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá amores. Espero que gostem.

Não esqueção de falar oque estão achando.
Boa leitura.

Capítulo 15 - Miami, Florida.


Fanfic / Fanfiction Doce Atração. - Capítulo 15 - Miami, Florida.

(...) POV.JADE

Parecia que nos nunca chegaríamos na Florida, especificamente em Miami, onde meu pai morava. Ao decorer da viagem ele disse que está comprometido, porém não mora com a mulher.

Que no caso é bom ,pois não terei que ve-la todos os dias onde eu vou morar, ele me explicou melhor como que ele trabalha la, ela é dono de uma rede de boates e restaurantes bem famosos por la.Sem contar suas empresas.

Falou que se eu quise se me ocupar com alguma coisa por la ele arrumaria algo pra mim, porém ele disse que se depender dele eu não precisaria, so oque ele me pediu é ajuda nas seleção de garotas para a próxima boate que ela irá inaugurar.

Não recusei é claro, porém não fazia ideia de como "selecionar essas garotas". O comandante avisou que ja iríamos aterizar , meu pai ja estava acordado.

(...)

Estamos esperando o carro que viria para nos pegar, percebi que meu pai  estava sem paciência com a demora.

Um carro luxuoso parou e meu pai caminhou até ele e me chamou,logo em seguida confirmando ser seu motorista.

- Senhor me desculpe pela demora, a senhora Ester estava usando meus serviços. - O homem de palito falava.

- Na próxima vez está demitido.- Meu pai respondeu sério.

- Ok senhor, me desculpe.- O homem falou pondo nossas bagagens no porta malas.

- Esta é Jade minha filha, exijo respeito.- Meu pai disse me apresentando.

- Muito prazer meu nome é Roberto. A seu dispor. - O homem respondeu simpático e eu sorri.

O mesmo abriu a porta para mim entrar e meu pai foi no banco da frente com ele. Nos fomos para a casa de meu pai, uma mansão em um condomínio fiquei chocada com a linda mansão, o Roberto levou nossas malas para dentro e meu pai disse para me acompanha-lo até o Jardim. Fomos andando até chegar na frente e uma maravilhosa Ferrari 458 Italia.(#1)

Mano aquela simplesmente era a coisa mais linda, pulei de alegria quando meu pai disse.

- Bem eu não sabia qual cor comprar, resolvi compra preta, toma é sua.- E jogou a chave pra mim.

O abracei com toda a força, e ele retribuiu, até sermos intermpidos.

- Desculpe atrapalhar ,mas a dona Ester mandou avisar que esta esperando vocês na sala.- Deduzi que fosse um mordomo pelos trajes.

- Ok.- Meu pai disse.

Fomos até la, entramos e caminhamos até a sala, tudo la era lindo, do piso ao teto.

- Então é você a garotinha do papai coruja.- Uma voz escrota ecoou pelo cômodo, me virei para encara- la.

A tal Ester estava vestindo um vestido vermelho até o joelho, não era feio, porém nela não favoreceu muito.

- É oque parece.- Respondi.

- Muito bem, Eu sou Ester, mulher de seu pai.- Falou e sorriu falsa.

- Que eu saiba vocês não são casados.- Disse e voltei a andar ,explorando a casa.

- Ainda não meu amorzinho.- Ela disse.

Caminhei por todos os cômodos na parte de baixo, bem grande, o engraçado era quando eu  entrava em algum lugar que tinha empregados eles rapidamente se retiravam me deixando sozinha.

Abri a última porta e adentrei na cozinha, la tinha 3 mulheres, elas rapidamente começaram a limpa para sair do cômodo com fizera os outros.

- Não precisa se retirarem, eu so estou olhando.- Disse e sorri simpática recebendo sorrisos em troca.- Meu nome é Jade.

- Ficamos sabendo de sua vinda.- Uma delas disse.

- Seja bem vinda aqui.- Outra disse.

- Você é muito bonita.- A última se pronunciou.

- Obrigada.- Disse. - Bem ,eu já vou.

Sai de la deixando elas continuaram seus serviços, vou até onde estavam meu pai e a Ester.

- Vem, vamos até seu quarto.- Meu pai fala.

Ester se despede e vai embora, para o bem e todos, vamos até meu quarto, entramos e é simplesmente maravilhoso, tudo delicado e etc...

- Foi o senhor que escolheu a decoração? .- Pergunto indo até o closet minhas malas estão la.

- Não, apenas algumas coisas, a maioria foi a arquiteta.- Ele responde.

- Ah ta.- Digo. - Muito obrigada pai.

Dou no mesmo um abraço, e vou para o closet e ele me segue, começo a desfazer a mala e ele me interrompe.

- Não, deixa isso para Maria, ele irá cuidar de tudo, você tem que descansar,  vamos para a seleção dentro de 3horas.- Ele diz.

- Ainda tenho que ver uma roupa. - Digo.

- No closet tem uma, reservada.- Ele aponta para a porta.- Ester que escolheu.- Abri a porta me separando com um vestido preto (#2).

- Pai eu não usar isso não. - Digo e ele ri.

- Eu sabia disso, - Viro me para encara-lo .

- Vou de jeans.- Disse.

- Ta minha querida, faça oque quiser ,vou descansar um pouco.- o mesmo me deu um beijo e saiu do quarto.

Tomei um banho demorado, relaxando na banheira, sai do banheiro e quando fui para o closet tinha uma mulher arrumando.

- Oi, meu nome é Jade.

- O meu é Maria, não se preocupe ja estou terminando.

- Tudo bem.- Vou até a cama e me deito de roupão.

Acabo cochilando la, me levanto com algumas batidas na porta.

- Quem é? - Pergunto.

- Seu pai mandou avisar que daqui a 30 minutos vocês vão sair.

- Obrigada. - Respondo.

Vou par o closet e pego uma roupa e minha necessaire, visto-me (#3) e me maquio (#4) e prendo meu cabelo em um coque alto . Pego meu celular e desço.

Na sala me deparo com um rapaz lindo de olhos castanhos , magro e alto, Quando ele abre a boca na intuição de se apresentar meu pai aparece.

- Shawn essa é Jade minha filha, Jade este é Shawn Mendes, ela é meu braço direito, supervisor das minhas boates.

- Prazer.- Falamos juntos e rimos também.

- Vamos.- Meu pai diz.

Entramos no carro e vamos para o local da seleção, meu pai atende um telefonema de Ester pra falar que ela ja está no local e já tem garotas la.

Não demora muito chegamos ao local, descemos e seguimos para dentro do prédio. Chegando lá Ester me olha dos pés a cabeça.

- Cada a roupa que eu separei para você?.- Ela diz séria.

- Não gostei.- Digo .

- Ela era linda.

- Mas eu não gostei. - Digo novamente.

Ela assentiu e foi até meu pai, vamos a sala da seleção e começa o teste ,entro pela porta e uma das garotas dispara.

- Eu pensei que so éramos nós, agora já tem outra pra concorrer a vaga.- Ela fala irônica.

- Não se preocupe, se ela estivesse concorrendo a vaga você não estaria mais aqui.- Shawn diz para ela.

Ela desfilam e dançam, no término da seletiva eu escolhi 5 garotas, a Ester não gostou de 3 e meu pai aprovou as que eu escolhi, elas eram bonitas e com o corpo bem definido, suas curvas eram impecáveis.

Amanhã seria a inauguração, então meu pai pediu para Shawn me levar para conhecer o lugar. Eles se  despediram de nos na frente do prédio.

Shawn pegou seu carro e eu entrei no mesmo, seguimos calados até a curiosidade falar mais alto.

- Qual a sua idade?.- Pergunto.

- Tenho 18 anos .- Ele diz e eu não acredito.

- Fala sério. - Digo.

- Estou falando. - Responde.

- E você trabalha com meu pai a quanto tempo?

- 2 anos. - Ele responde sem interesse

Paro de fazer pergunta pois ele não está afim de responder e nem conversar, pelo menos eu acho.

Chegamos ao tal local, uma rua movimentada, na frente do local a uma espécie de "coberta" para deixar um suspense na decoração meu pai disse antes de virmos .Entramos e eu reparo em cada detalhe, está tudo muito bonito e chique.

Me dirijo até o bar onde tem um rapaz limpando e organizando as bebidas.

- Olá, pode me servir um pouco de água .- Digo e ele se vira para me olhar.

- Posso ,so um minuto.- Responde.

Ele e loiro e tem um corpo bonito, pelo menos é o que parece nesse uniforme.
Ele volta com uma garrafa de água e me da a mesma, notei que Shawn está me olhando e o olho de volta. Ele se aproxima.

- E você tem quantos anos?.- dispara.

- Tenho 18 também. - Digo.

- Com todo respeito você é muito bonita.- Ele diz , um fofo mesmo.

- Você também é bonito.- Sorrio envergonhada.

Meu celular toca e eu me afasto para atender, minha mãe, ela diz que Bruna ja voltou para Califórnia e diz que está tudo normal até agora,e que ja está com saudade.

Não sei ao certo por quanto tempo ficarei morando com meu pai, Só sei que está ótimo aqui. Pergunto dela como os meninos estão e ela diz que Ryan não esta em casa parece que estava com eles.

Término a ligação pois já quero ir embora, estou cansada.

- Vamos embora?. - Sugiro a Shawn.

- Vamos amanhã será um longo dia.- Ele diz.

Vamos para casa, no caminho ele parece bem curioso em relação a mim.

- Você tem namorado?.- pergunta.

- Não e você? .- Respondo e pergunto.

- Sim .- Responde.

- Porque veio morar com seu pai?.-

- Ele pediu pra mim vim e eu estava desconfortável com umas coisa e resolvi vim. - Falo. A conversa acaba.

Chegamos em casa e eu saio do carro  e agradeço a ele por ter me levado.

Entro na casa e vou para meu quarto sendo avisada que meu pai não está em casa,já é de noite quando ele me liga.

(...) Ligação on

- Oi pai.

- Filha vou avisar que não dormirei em casa hoje.

- Ah tá, tudo bem.

- Tá vejo amanhã. Os empregados ja estão sabendo e estão a seu dispor.

- Ok, Tchau pai.

- Beijo.

(...)Ligação off

Que ótimo ficar sozinha nessa das enorme, tomei banho e estou com uma roupa mais confortável, desço as escadas e vou até a sala.

- Senhora queria saber se ja posso servi o jantar. - Uma mulher diz.

- So se você comer comigo,  não quero comer sozinha.- Respondo. Ela fica calada. - por favor.

- Não posso, dona Ester não vai gosta de saber que empregados estão jantando com patrões.

- A Dona Ester não ta aqui, e eu to pedindo pra você comer comigo.

Ela pensa um pouco .

- Tudo bem.

Vamos para a sala e jantar e servimos a comida, a ajudo mesmo ela falando aí não precisa.

Terminamos e jantar e fico conversando com ela e ela diz que mairoria das vezes meu pai não dorme em casa. O que me deu uma ideia.

No caso seria trazer Bruna pra cá ,pois o relacionamento dela com sua mãe não é la aquelas coisa e ela adoraria vir, pelo menos eu não ficaria sozinha. E sua mãe adoraria também. Eu acho.

Bem vou esperar amanhã pra conversa com meu pai.

Subo para meu quarto e começo a assistir filme na TV enorme que tem instalada no mesmo.


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...