História Doce com Amor(Futanari) - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Escolar, Futanari, Hentai, Original, Yuri
Visualizações 57
Palavras 823
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Comédia, Ecchi, Escolar, Fantasia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Sobrenatural, Yuri
Avisos: Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aki estou com a segunda parte da história
Espero q gostem e comentem

Capítulo 2 - O segredo do vestiário


Após o incidente na pscina eu tive que ir até o vestiário pra me trocar e, por algum motivo a Margot me seguiu
Quando eu estava me trocando eu percebi que ela estava atrás dos armarios olhado para mim, com seu rosto inteiramente vermelho
Então eu me dei conta de que ela estava me espionando enquanto eu me trocava, que safadinha.
-Ei, ei Margot vai ficar ai me observando até eu terminar?

Eu ja estava prestes a vestir outra camisa

-E-eu não estou te espionando... Eu só queria te pedir desculpas por ter te molhado!

-Não foi culpa sua-Na verdade depende de qual tipo de "molhar" ela se refere-, Pare de se esconder ai atras e venha cá

-E-eu acho melhor não...

Ela não vai correr dessa vez!!
Quando ela começou a dar os passos eu rapidamente peguei a mão dela

-Não corra de mim novamente... Margot

-E-eu preciso ir ao banheiro

-O que você tem contra mim?

-Nada, não é nada... É q você faz meu corpo ficar estranho, Erika-san

-Diferente como...?

Eu dei uma olhada em sua saia e percebi uma pequena elevação, Então concluí

-M-margot v-você é uma futa?-era uma pergunta retórica, por que eu sabia oque eu tinha visto em sua saia-E você estava exitada ao me ver trocando de roupa?

-E-eu não...-eu a interrompi com um beijo, o beijo mais caloroso e gostoso que ja dei em toda a minha vida Minha língua dominava a boca dela inteira ela apenas aproveitava a sensação que meu beijo passava
Senti a minha calcinha cada vez mais melada e minhas pernas cada vez mais trêmulas
Eu passava minha mão per seu rosto... Ah sua pele é tão macia. Comecei a descer com beijos curtos, beijei seu queixo e fui para seu pescoço e começei a tirar sua camisa

-Por favor Erika-San, p-p-pare.

-Seu corpo esta diferente ainda Margot... Você não quer que eu pare de verdade, oque você quer é que eu a satisfaça aqui e agora.

Finalmete tirei sua camisa e seu sutiã e os joguei ali no chão memso, então abocanhei o seu seio enquanto eu massageava o outro, ela soltava gemidos abafados mas ainda assim fofos, eu lambia ele todo e dei uma sugada forte que ele chegou a dar uma estralada.

-Venha cá Margot sua vez.

Desabotoei minha camisa deixando meus seios fartos a amostra e peguei em sua cabeça e a afundei em meus seios, ela me chupava toda e mordia as vezes. Minha calcinha ja estava toda melada e escorria por toda a minha perna chegando a pingar no chão, por que a Margot me deixava tão exitada?
Eu poderia gozar ali mesmo, eu queria mais e mais, então eu desci a minha mão até sua saia, ela tampou com a mão envergonhada.

-Por que você dificulta tanto Margot, eu sei que você quer-disse isso tirando suas mãos da sai O tecido da saia dela estava úmidecido, eu me ajoelhei na frente dela e tirei sua saia, passando a língua em seu membro que pulsava por baixo da calcinha, ela não conseguiu abafar o gemido. Tirei sua calcinha finalmente vendo seu membro, não era grande mas parecia ser tão saboroso eu estava até babando Comecei a passar a língua por todo ele até q ficasse totalmente lambuzado com minha saliva -O-Onegai Erika-San mais, mais Atendendo ao seu pedido, eu o abocanhei por inteiro até q chegasse no fundo de minha garganta,ela soltou um gemido tão alto que fez eco no vestiário. Eu acariciava meu sexo com uma mão enquanto brincava com as bolas dela com a outra fiquei assim por alguns segundos, depois passei a masturba-la com meus seios, e lamber a cabeça de seu membro. -Erika-San Ikku, Ikku Ela me segurou pela cabeça e forçou sua cintura contra meu rosto, fazendo com que seu membro ficasse inteiramente em minha boca, Seu gozo encheu toda a minha boca e escorreu em meus seios. Eu peguei-a e deitamos no chão, com ela em cima de mim, ela me beijava sentindo seu próprio gosto e me acariciava, mas dessa vez era eu que precisava de mais -Ma..Margot, mete em mim, mete forte em mim. Ela não pensou duas vezes, e colocou seu pênis em mim, eu estava prestes a derreter com a Margot dentro de mim, essa sensação era tão boa Suas estocadas estavam cada vez mais fortes e nossos gemidos cada vez mais altos As mãos dela estavam em meus seios, e as minhas unhas arranhavam suas costas, eu sentia todas as paredes do meu corpo se chocando em seu membro ereto, não demoraria para que gozassemos, e quando isso aconteceu ela me deu um beijo caloroso, abafando nossos gemidos, eu senti todo seu leite escorrendo pra fora de mim e pingando no chão.
Quando acabamos ficamos deitadas no chão, pra recuperar o fôlego

-E-Erika-San, agora estamos namorando?

-Claro que sim Margot-não era bem assim que eu achava que ia acontecer, mas aconteceu e estou feliz

Notas Finais


Se gostaram comente e favorite
Obrigado por seu tempo e até


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...