História Doce, doce Arlequina - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Batman, Esquadrão Suicida
Personagens Bruce Wayne (Batman), Coringa (Jack Napier), Harleen Frances Quinzel / Harley Quinn (Arlequina), Personagens Originais
Exibições 106
Palavras 318
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Drama (Tragédia), Festa, Luta, Policial, Romance e Novela, Violência
Avisos: Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 2 - Capítulo 2


Harley P.O.V
-Doce Arlequina!
Saímos do tanque, minha camisa social que era azul marinho ficou azul bem claro,meus sapatos de salto se perderam no tanque,estava muito pálida meus cabelos loiros estavam quase brancos e ganhei minhas mechas azuis e rosas lindas. Dava risadas sem motivo (efeito dos choques) na lamborghini roxa do Mr. J
-Mr. J pra onde vamos?
-Me chame do que quiser!- aos poucos fui lembrando das coisas até que lembro do meu doce preferido, PUDIM!! Do nada dou um grito:
-Puddin!- um grito que fez ele freiar com tudo e me dar um tapa na cara.
-Harley! Cale a boca!
-Desculpe,Puddin...
-Puddin? Puddin?
-Disse que posso te chamar como quiser...
-Puddin...- suspirou -Vamos para a minha adorável mansão! Harley...
-Sim?
-Tem tatuagens?
-Não, por que?
-Vou eu mesmo a tatuar?
-Mas Puddin...-colocou o dedo indicador nos meus lábios
-Shiuuu...
-Puddin,não quero...
-Eu mando em você agora...- injetou uma substância no meu pescoço, fazendo com que desmaiasse. Acordo em um porão, provavelmente na mansão, uma dor de agulhadas no meu braço olho e vejo Puddin na poltrona e um desconhecido me tatuando.
-Puddin!
-Harley!
-Do..i...
-Vai passar,falta nas costas,na bochecha...
-Na bochecha?!
-Sim,tenho a melhor palavra... ROTTEN...
A sessão das tatuagens terminou,estou tatuada nos braços,nas costas,na nuca e a palavra na minha cara.
-Puddin! Arde demais!
-Não terminei!- me joga na maca e me prende- Vou aumentar a potência
Ele pega os malditos aparelhos elétricos. Uns dez minutos,sinto que meu cérebro vai explodir.
-Vamos tomar um belo banho!
Me leva até o segundo andar e me coloca na banheira. Acordo,na banheira e meus dedos estão enrrugados. Estou em um banheiro branco com detalhes verdes. Me enxugo e abro a porta. Vejo um quarto grande,com varias janelas,uma cama de casal bem grande,uma penteadeira,uma pequena cômoda com abajur ao lado de uma poltrona e logo vejo um closet gigante! Cheio de roupas lindas com muitas delas de festa...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...