História Doce Erro - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Abo, Mpreg, Taekook, Vkook
Visualizações 33
Palavras 2.876
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Famí­lia, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Gravidez Masculina (MPreg), Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Essa vai ser a primeira parte na perspectiva do Jung Kook, até o momento do incidente com a possa de água.
Espero que gostem

Capítulo 2 - Capitulo 2 - Começo de tudo (Part. 2)


 Jung kook

Universidade Nacional de Seul, 16/11/17 às 8:15 a.m

Essas últimas semanas na faculdade estavam sendo muito cansativas. Ter que fazer trabalhos em grupos diferentes do que Jung Kook esta acostumado, esta sugando toda a energia do jovem, e, por conseguinte a vontade de viver. Como ele esta no 6° semestre do curso de administração da universidade de Seul, só dele imaginar que precisa frequentar a universidade por mais dois anos, ele só quer sentar e vegetar.  Se ele tivesse que lidar apenas com a faculdade estaria tudo bem para o alfa, mas precisa trabalhar na corporação da família que nem um condenado.

 Mesmo que Jung Kook ame administrar a corporação, e o fato de poder fazer muitas coisas boas para sociedade ao mesmo tempo em que aumenta a fortuna da família, ainda preferiria fazer uma coisa de cada vez. Embora que sempre soube que é o herdeiro natural de tudo que seus pais e avós construíram, e desde cedo já foi envolvido com os negócios e treinado, não imaginou que teria a vida tão ocupada e estressante como esta ela no momento.

Na opinião do jovem alfa, passar por uma universidade nem era tão necessário. Não desmerece tudo que vivenciou e aprendeu. Sabe que teve muitos ensinamentos dela que são importantes, mas cinco anos é muito tempo. Gostaria de ter tido a escolha de poder fazer ela mais tarde. Quando tivesse tempo e disposição para ela. Porém, seus pais, para não fugirem do habitual, o intimaram a entrar logo que terminasse o colegial, e se graduar antes de participar de vez na empresa.

 Se soubessem que trabalhar no ritmo que esta trabalhando estudando ao mesmo tempo, não cobrariam mais tanto dele.  Não esta sendo nada fácil para ele aguentar a barra. Tudo que gostaria, era que sua mãe não ficasse pegando no pé dele por não ter compromisso com as pessoas que leva para cama ou por acordar um pouquinho mais tarde.

Essa, na verdade, é melhor forma que Jung Kook achou de relaxar e aliviar o estresse do dia-a-dia. Transar com quem aparecesse em sua frente, e queira dar para ele  de bom grado. Claro que não é qualquer uma pessoa literalmente. O alfa têm seus critérios na escolha do parceiro ou parceira da vez, mas sempre têm alguém para curtir e relaxar

 No momento, Jung Kook encontra-se sentado de baixo de uma árvore do campus, só observando as pessoas, enquanto tenta desfrutar a bela manhã ensolarada. Desejando, um bom ômega carinhoso ao seu lado lhe dando carinho. Porém o destino é uma bitch mesmo, e só seu amigo ogro, Min Yoongi esta do seu lado.  Irritado como sempre e, um doce a cada respiração que dá.  

Jung Kook nem pode reclamar muito, esta no mesmo estado de espirito que o amigo.  O trabalho em grupo da matéria de psicologia organizacional esta, basicamente, sob-responsabilidade dele. Em outras palavras, as pessoas de seu grupo, só deixaram nas mãos dele, pois sabem sobre a obsessão com a perfeição que ele tem. Não pode negar esse fato, acabaria de qualquer forma como o líder do grupo. Mesmo assim, só consegue pensar que eles são um bando de inúteis. Um dia terão que administrar algo e irão se foder idiotas.

— Jungkook, esta tudo bem? — Yoongi pergunta

— Claro, só um trabalho ridículo fodendo com minha vida, e um bando de inúteis que não me mandam nem um "A" de resposta. — JungKook exclama enfurecido.

— Calma aí besta, não quero ter que aguentar um lúpus bravinho — Suga diz cortando o amigo.

— Como se você não tivesse ataques de raiva, lupinho — zomba Jung Kook, da altura do amigo.

— Vai se foder!

— As crianças já estão discutindo — Kim Namjoon exclama ao se aproximar dos amigos que estão d descansando de baixo de uma árvore do campus.

— Nem vem Nam-hyung, nem vêm — Suga diz irritado para o amigo — Já basta o Cookie estragado aqui, para acabar com a vibe toda.

— Concordo, ele esta com uma energia estranha hoje — Namjoon diz — Já está dando a hora do final do intervalo. Vamos voltar para aula vocês dois.

— Vamos! — responde Jung Kook se levantando junto com o Yoongi começando a seguir  Namjoon

— Vão ir na festa final desse ano, não é? — pergunta Yoongi para os outros dois alfas.

— Obvio, né — Jung Kook responde — É a clássica, não dá para faltar. Diz para seu pai caprichar nas bebidas que vai por no clube Yoongi.

— Não sei se vou esse ano gente— Namjoon diz, soltando um suspiro — Sempre é a mesma coisa. E nunca acho meu ômega nelas.

— Só se o hyung vai para achar um. Todo mundo sabe que a história toda de “encontrar a sua alma gêmea” é marketing — Yoongi diz — É uma festa, hyung!  Só dá para foder qualquer um mesmo. Vai ser um milagre se achar alguém que sirva para ser um parceiro, em um lugar assim.

— Porém eu quero um ômega — Namjoon diz — Eu cansei de casos só para foda. Tudo seria melhor se eu tivesse alguém do meu lado. Já vou me formar. Acho que quero uma família, sei lá...

— Hyung, vira essa boca para lá. O hyung é muito novo para isso! — Jung Kook solta. Abismado pelas ideias de seu hyung querer casar e ter uma família tão cedo — Você mesmo disse. Precisa se formar e se estabilizar antes de ter uma família. Até antes mesmo de ter um ou uma ômega. Vamos à festa com nós, não vai ser a mesma coisa sem o hyung!

— Tá Jung Kook. Eu vou ir — Namjoon diz derrotado — Só porque é para ser minha última. E cara, idade não interessa nessas coisas do coração, eu acho que to pronto, e que chegou minha hora. Você também vai sentir isso um dia. Provavelmente mais cedo do que imagina, já que é herdeiro de uma corporação tão grande como a Jeons’s. E sim, eu esperava encontrar um ômega para mim nessa festa.

— Pelo menos na última eu esperava — Namjoon diz depois de uma pausa, causando a risada dos outros dois.

— É. Porque antes, tenho certeza, que só estava interessado numa foda boa — Yoongi diz baixo para o amigo antes de entrar apressado para sala, seguido de um Jung Kook risonho com as palavras dele.

 

            Quando a aula acabou, Jung Kook levanta e arruma suas coisas dentro da mochila. Como tem um tempo antes de ter que ir para empresa, pensa em convidar Yoongi para almoçar na Universidade com ele. Procurando o amigo, vê que este esta conversando com um colega bastante seriamente. Curioso para saber do que tratam, coloca a mochila nas costas e se aproxima dos dois

— Cara, tem que levar um lote dos ingressos na Hankuk

— Eu sei, mas não tem como eu ir agora. E outra, a venda só vai poder ser feita daqui uma semana. Dá para levar outro dia.

— Sabe como os caras de lá são chatos, tem que levar hoje. O cara quer hoje Min. Eu to com eles aqui, mas não tenho como ir. Vai, a festa é no teu clube, faz esse esforço porra.

— Olha como fala comigo. Eu vim sem carro, merda. Dá para entender. A puta que eu tava ontem me deu a carona. E não me associa com essa droga. O clube é dos meus pais não meu — Yoongi diz irritado.

 

Jung Kook sabe bem que esse é um assunto delicado para o amigo. Não apenas para ele, mas para si também. Não é como se fossem donos do que os seus pais possuem, ainda tornaram-se. Em algum momento muito distante. Por agora, querem conquistar seus próprios méritos. Principalmente Yoongi, que largaria administração sem pensar, para poder fazer música.

 

 — Yoongi, eu vim de carro. Eu tenho um tempo. Vamos lá levar os ingressos.  — Jung Kook sugere tentando acalmar a raiva do amigo, que já podia ser sentida.

— Você tem que trabalhar, como vai me levar lá? Para depois ficar me enchendo que tá atrasado e papai vai brigar...

— Hey, se acalma aí Suga, eu tenho tempo para te levar. Pega os ingressos e vamos.

— Só quero que vêm me reclamar depois Cookie, eu te como vivo — Yoongi diz por fim, arrancando uma risada de Jung Kook. Ele adora ver o amigo perder a paciência. Coisa que ocorre com bastante frequência.

Yoongi pegou o lote de ingressos, colocou dentro da sua mochila, e seguiu Jung Kook para o estacionamento esterno da Universidade. Namjoon que também já estava indo embora resolveu se juntar a eles, para almoçarem juntos depois. Quando chegaram onde o carro estava estacionado, tiveram que pedir para dois ômegas que estavam encostados no carro se retirarem. Provavelmente por terem sentido a áurea maligna que Yoongi exalava, saíram rapidamente sem nem ao menos dizer uma palavra.

— Tenta não arrumar briga lá, né? — Jung Kook diz para Yoongi, quando termina de se ajeitar no banco do motorista, e checando se os outros dois também já o tinha feito.

 — Não enche Jung Kook, que eu não to bem.         

— Eu sei, estou vendo. Não tomou os remédios hoje? Se quiser, tenho os meus aqui. Eles são só mais fortes — Jung Kook diz enquanto começa a dirigir para a outra universidade

 — Eu esqueci essa droga. Valeu depois eu tomo.

 — Ah, é nessas horas que fico feliz em apenas ser um alfa. — Namjoon diz do banco de trás do carro — Sem estresses com ataques de raiva, e todo o resto.

 — Realmente, nisso eu te invejo hyung — Yoongi revela

 — Porém, vocês dois são bastante calmos. São raros lúpus, e com o controle de vocês mais ainda. Se orgulhem meninos — Namjoon diz tentando animar os dois amigos.

  Namjoon sabe bem pelo o que os dois passaram para ser o que são hoje.  Mesmo vindo de uma família com dinheiro, e com uma linhagem de sangue bastante forte, eles se diferem bastante da maioria dos herdeiros, vindo dessa mesma situação. Não são perfeitos, porém não são animais ou mimados. Conseguem ter um controle excelente de sua parte animal.

— Valeu hyung, somos mesmo os diferentes estranhos — Jung Kook diz rindo.

— Vocês intenderam o que eu disse — Namjoon diz tentando ser sério, mas acaba rindo junto com eles.

— Jung Kook cuidado — Yoongi exclama olhando para fora.

Sem perceber o alfa tinha passado rápido demais em uma curva, que tem na entrada da universidade, e que estava cheia de água. Dando uma jorrada de água nas pessoas que estavam na calçada. Olhando pelo retrovisor com o carro parado, percebeu que a bagunça foi grande.

 — Vamos cara, entra na Universidade, quer que venham atrás de nós — Yoongi diz apressando Jung Kook para andar com o carro.

 — Melhor ir pedir desculpas para eles, e ver se deu algo. Aquelas duas garotas parecem ter recebido água nos olhos. Vai que dá alguma coisa — Nanjoom sugere

 — Tá vai encostar mais para frente e vou lá. Também penso que é melhor ir lá.

Depois de estacionar, Jung Kook segue sozinho aé o local que ocorreu o incidente. Aparentemente, não foram muitas as pessoas atingidas. Ele aproximou-se das duas garotas e perguntou como estavam. Pediu desculpas, e ofereceu para pagar a lavagem da roupa. Pela linguagem corporal que as duas apresentaram na presença dele, soube logo de cara que estava tudo bem, e que elas estavam interessadas nele.  Como não eram nada feias, ele conversou um pouco a mais com elas, e pediu os números delas. Disse que ligaria mais tarde para ver se estava tudo bem com elas.  Jung Kook sabia que essa era uma desculpa horrível, mas as duas eram bastante atraentes. Ter uma noite com elas, valia apena ter que fazer algum charme.

— Ótimo, nem posso bater boca com o desgraçado — Jung Kook ouve um dos rapazes do incidente dizer

— Pelo menos esta se desculpando — O outro responde o colega — Bastardo desgraçado.

Parece que a próxima conversa não seria tão amigável, e prazerosa quanto a que estava tendo. Desculpando-se mais uma vez ele se despede das duas e começa a andar na direção dos dois rapazes que estavam visivelmente irritados. Jung Kook deixou seu olfato mais sensível para sentir o aroma dos dois, e ver que categoria pertence. Quando o aroma adocicado e cítrico preencheu seu sentido, ficou satisfeito ao notar que eles eram ômegas, e muito cheirosos. Seus corpos também não eram nada ruins.

— Me desculpem pelo incidente. Eu não estava prestando atenção na estrada, não vi a poça de água ali — Jung Kook diz sério, passando a mão no cabelo com uma expressão arrependida.

 O alfa os olha firmemente, esperando por suas respostas. Logo sentiu os feromônios do ômega de cabelos pretos, e as expressões do rosto dele se suavizarem. O outro, com os cabelos num tom de castanho claro, por sua vez revirou os olhos ao perceber ele os olhando, e continuou com uma expressão fechada. Problema, Jung Kook pensou. 

— Sem problemas... Como é o seu nome mesmo? — o ômega simpático pergunta, mas logo sendo interrompido pelo o outro.

— Ah, sério isso Jinyoung hyung

— Ele esta se desculpando Tae — Jimyoung diz para o outro

Achando graça na situação que se desenrola em sua frente, Jung Kook acaba soltando uma risada. O que não passou despercebido pelo mau humorado, que logo lhe reabateu:

— Do que você esta rindo alfa? Tem algo ingressado nisso? Deixa-me molhar tuas roupas de grife então?

— Me desculpe, foi um incidente — o Jung Kook diz novamente, voltando a ficar sério, e começando a tentar se explicar  — Eu não quis fazer isso. Bom se quiser, posso pagar pela lavagem da sua roupa. Creio que é a única coisa que eu possa fazer.

— Bom, não vamos fazer uma tempestade aqui — Jinyoung diz tentando acalmar a situação — Esta tudo bem alfa. Eu e meu colega aqui já vamos indo, não é Taehyung?

— O hyung só esta agindo assim porque ficou interessado nele, se não estaria querendo arrancar os cabelos desse bastardo, com cara de coelho também — Taehyung resmunga, o que fez Jung Kook começar a perder a compostura

— Atrevido do caralho, olha como fala seu mimado. Eu já pedi desculpas. Saiba agir como gente — Jung Kook explode com ele          

— Tae, eu sei que você esta estressado, mas não vamos nos exceder aqui. E você alfa, deveria ser mais condescendente com ele, e não o chamar de mimado, já que nem o conhece — Jinyoung diz olhando para os dois — Agora, aceitamos suas desculpas bonitão, mas já vamos indo.

— Hyung!

— Vamos Tae, não vamos causar problemas. Todo mundo esta olhando — Jinyoung diz enquanto arrasta um Taehyung muito irritado para longe da cena.

Jung Kook não estava se acreditando no que tinha acontecido. O cara era um fresco de primeira qualidade pensa.

— Hey Jung Kook, o que houve? Você brigou com aqueles caras? — Yoongi diz ao se aproximar de Jung Kook, com o Nanjoon. Os dois decidiram e ver o porque da demora do amigo.

— Não...Sim, na verdade não sei. Briguei com um. Perdi a cabeça, e o chamei de mimado. Porém estava tudo bem com eles. Agora vamos entregar esses ingressos e cair o fora daqui.

— Já entreguei, você estava demorando, mandei mensagem para o cara ir  pegar ali no carro.

— Ok, vamos então— Jung Kook diz  indo para o carro, sendo seguido pelos outros dois.

Jung Kook sai apressado daquele local. A raiva quase o consumiu por um segundo. Seria muito ruim se isso tivesse acontecido. Aqueles dois não pareciam saber se defender de um alfa descontrolado na opinião dele. Jung Kook lembrando que não tinham almoçado nada ainda checou as horas vendo se estava muito atrasado. Como já era quase uma hora tarde, perguntou para os amigos se poderiam comer em algum fast food. Os outros dois aceitaram a sugestão, e comeram em um Subway perto de onde estavam.

 — Cara, que merda, estou atrasado — Jung Kook reclama depois de terminar seu terceiro sanduiche — Mais ainda quero mais um.

 —  Nem vem, eu disse tu me pagava se reclamasse — Yoongi diz olhando para o amigo.

 — O problema não foi você, foi aquela confusão desnecessária lá. O pior é que vai cair na boca do pessoal da universidade, tenho certeza — o alfa diz reclamando outra vez

— Claro que vai, o famoso Jung Kook jogou água suja em omegas indefesos e ainda brigou com um — Namjoon provoca.

—  Verdade — Yoongi diz rindo

— Porra, só me fodo mesmo — Jung Kook diz, fazendo o vitimísimo básico dele.

 — A Namjoon hyung ficou caidinho por um ômega daquela universidade. Você tinha que ver como ele quase babou vendo ele passar — Yoongi conta para Jung Kook, que fica surpreso mas logo também começa a provocar o seu hyung  

— Não exagera Yoongi, não fiquei babando.

 — Não, só pediu para o cara do ingresso dar alguns para ele. Sabe que o hyug não podia fazer isso, né? Se descobrirem vai dar problema.

— Ninguém vai saber Min, ele vai dar depois. Eu só paguei adiantado.

— Ah, não vejo a hora das férias de inverno chegar — Jung Kook diz suspirando, vendo os  outros dois concordarem com um sinal afirmativo — Vamos, tenho que ir trabalhar , e receber uma bronca por atraso.

— Vou ficar por aqui, só começo as duas hoje — Namjoon diz fazendo graça com o Jung Kook

— Vou ficar também. Hoje não tenho nada para fazer. Só o trabalho de psicologia, mas meu grupo já esta se mexendo — Yoongi diz entrando na onda do seu hyung

— Que hilário vocês — Jung Kook diz — Vai ter volta, tá. Já vou então.

         


Notas Finais


A historia não irá seguir muito a linha do hate/love. O que aconteceu aqui, é só o primeiro contato deles. A festa mencionada é que será o verdadeiro, começo do relacionamento dos dois.
Obrigado por lerem!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...