História Doce Obsessão (Livro II) - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias 5 Seconds Of Summer, Ian Somerhalder, Justin Bieber, Miley Cyrus
Personagens Ian Somerhalder, Jazmyn Bieber, Justin Bieber, Luke Hemmings, Michael Clifford, Miley Cyrus
Tags Andy Biersack, Anjos, Demonios, Ian Somerhalder, Justin Bieber, Luke Hemmings, Miley Cyrus, Modelo
Exibições 25
Palavras 3.084
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Paparazzi


P.O.V. Charlotte Villegas


"Um fato maravilhoso para refletir é que toda criatura humana é constituída para ser o grande segredo e o mistério para todas as outras."




   — Não precisa se preocupar, Charlotte. Seu próximo compromisso marcado será daqui a um mês. —Nicolas, meu empresário, me confortou.


   — Ótimo. —tentei mover o mínimo possível a minha boca, Gabbe ainda não havia terminado a minha maquiagem para o ensaio. — Nick, como está a sua esposa? —olhei-o pelo espelho, ao invés do terno grafite que ele geralmente usava, seu look era apenas uma camisa branca folgada, uma bermuda escura de praia, e um par de chinelos azuis.


   — Fazendo compras, como sempre. —revirou os olhos com um sorriso no rosto. — Sofia ainda irá me falir.


   — As mulheres fazem isso mesmo. —me virei para ver quem estava na tenda junto conosco e dei de cara com um par de olhos castanhos esverdeados. — Oi. —Logan sussurrou encostado numa das colunas da armação, mordi o lábio tentando conter o sorriso e me levantei para abraçá-lo. Suas mãos pararam na minha cintura puxando-me para mais perto, apoiando o queixo na curvatura do meu pescoço. — Caramba, uma semana longe de você parece uma eternidade. —murmurou passeando com os lábios pela minha clavícula, suspirei antes de ouvir uma tosse forçada. Me afastei recebendo um sorriso malicioso de Nick e uma careta de Gabbe. — Quanto tempo, Nicolas.


   — É bom revê-lo, rapaz. —o sorriso malicioso deu lugar a um pequeno contorno no canto da boca. — Senhorita Striker, ainda temos muito que fazer. Melhor se adiantar. —os dois saíram da tenda nos deixando sozinhos, Logan foi o primeiro a se manifestar voltando a me abraçar apertado.


   — Como conseguiu uma folga da empresa?


   — Não consegui. —deu de ombros de forma descontraída enquanto brincava com os dedos na minha cintura descoberta. — Um dia sem mim não fará tanta falta assim. —esbarrou os lábios nos meus, suas mãos desceram até minha bunda apertando-a de leve, suspirei e contive um sorriso.


   — Vai estragar minha maquiagem.


   — Não vou não. —riu, me prensando na mesa improvisada repleta de cosméticos. Segurei a gravata cinza que já estava um pouco frouxa em torno do seu pescoço e o puxei para perto.


   — Você tem dez minutos. —sussurrei quando ele sorriu cheio de malícia, uma das mãos na minha nuca pronto para me beijar. — Dez minutos. Ouviu, Logan?


   — Sim. —as íris esverdeadas cintilaram antes da minha boca encontrar a sua, de novo.




P.O.V. Luke Hemmings




   Fiquei sentado em um dos bancos de madeira na orla da praia, fitando o horizonte azul esverdeado. Palhaçada. Esperar nunca foi meu ponto forte, muito menos enquanto a raiva apenas se acumula dentro de mim, aumentando a cada segundo.


   Charlotte saiu da tenda arrumando o curto cabelo loiro, quando seus braços se erguiam o robe rosa levantava revelando parte de um biquíni azul turquesa...Quando notei já caminhava apressadamente em sua direção, os punhos cerrados e me segurando para não entrar naquela droga de cabana improvisada e quebrar a cara do Logan.


   Ele sempre tinha de estar lá quando eu decepcionava a Charlotte, sempre. Agourando, pronto para consolá-la, nunca magoando-a e sempre com o sorriso que dizia tudo: não importa o quanto vocês tentem, ela sempre acabará nos meus braços, te odiando.


   Estávamos a menos de um metro de distância, ambos parados, ela com um olhar confuso e eu ofegante.


   Encarei os lábios rosados e brilhantes por causa do gloss de morango. Suas íris azuis acinzentadas me fitavam acompanhando o lento movimento que os cílios faziam. Engoli em seco tentando manter minha pose de irritado, porém sentia a raiva se dissipando a cada segundo que continuava a admirá-la.


   Não podia dar o braço a torcer.


   — Se você não me queria de volta, era só ter falado. —disse entre dentes, sem ao menos perceber eu já segurava seus pulsos, com força.


   Silêncio. Lottie olhou para meu tronco nu, desceu o olhar até a bermuda branca e mordiscou o canto da boca, sem saber o que dizer.


   — Eu quero, é que ele não sabe que você voltou.. —ela parou e comprimiu os lábios, seu olhar desceu até minhas mãos que a mantinham imóvel. — Não sei porque estou te dando satisfação da minha vida. —ri com escárnio, meus dedos pressionaram mais ainda sua pele. A raiva voltava a me dominar.


   — O que sentiria se me visse agarrado com a Scarlett?


   — Que você continua sendo um babaca. —deu de ombros, indiferente.


   — Um babaca que nunca te traiu. —abri um sorriso afetado e ela tentou se soltar, porém apenas fez com que a distância entre nós diminuísse. Charlotte respirava pesadamente, suas íris totalmente cinzentas e sua pele parecia queimar de raiva. — Fala o que você está pensando, Charlotte. Se for para jogar alguma coisa na minha cara, a hora é agora.


   — Eu nunca reclamei de nada. —rosnou, soltou o pulso esquerdo e esmurrou meu braço que a prendia, o rosto vermelho de irritação. — Eu não queria estragar nosso namoro por causa dos seus defeitos. Como o fato de você ser extremamente possessivo, manipulador, canalha e..e.. —puxei-a pela cintura e pressionei minha boca contra a sua. Ela me deu mais três socos, um mais fraco que o outro. Seu corpo foi relaxando nos meus braços enquanto parava de lutar. Lottie cravou as unhas nos meus ombros e levou-as até meu rosto, puxando-o para si. Puxei seu lábio inferior de leve fazendo-a suspirar e arquear as costas pouco antes de se afastar ainda de olhos fechados. — Talvez você não se importe... —começou. — Mas nossas vidas são observadas por milhares de pessoas e fazer esse tipo de coisa em público pode não ser grande coisa para você, Luke, mas para mim é algo que eu evito ao máximo: expor minha vida íntima. —assenti lentamente e observei a pequena ruga que se formava entre suas sobrancelhas quando ela franzia a testa. Charlotte suspirou e passou os dedos pelo cabelo quase platinado, o corte a deixava com uma aparência mais jovem e a tintura parecia tirar o foco da pele pálida. — Você vem? —concordei novamente antes de olhar ao redor para ter certeza de que éramos os únicos na redondeza.


   Caminhamos durante poucos minutos sem pronunciar nenhuma palavra, ergui o olhar para o tumulto de pessoas praticamente no final da praia, tripés e refletores no lado oposto dos modelos.


   — Cadê o seu cachorrinho amestrado?


   — Se você estiver se referindo ao Logan, ele não é meu cachorrinho. E deve estar no meu quarto.


   — Manda ele embora. —chutei uma pequena concha esverdeada conforme íamos nos aproximando do aglomerado de cores vibrantes.


   — Você deveria ser mais...simpático com ele. —me segurei para não soltar uma risada de descrença. Só isso que me faltava, ter que tratar aquele traste como se fossemos melhores amigos.


   — É claro que eu vou virar amigo do seu primeiro namorado.


   — É por isso que você não gosta dele? —ela tampou a boca com as costas da mão, porém eu podia ver o seu sorriso, neguei lentamente e diminuí meu tom de voz ao perceber que estávamos mais próximos de Nicolas, que nos encarava com o semblante sério.


   — Entenda que para eu criar algo negativo em relação a alguém são precisos muitos motivos, e não apenas um. —ela me olhou de soslaio pouco antes de abrir um sorriso em direção a Mills.


   — Pelo visto não precisarei apresentá-los. —sorriu em direção a Charlotte, apoiando a mão na cintura dela ao me cumprimentar com a outra, com uma certa força. Aquilo estava longe de ser um aperto de mão amigável.


   — As meninas já estão prontas? —Mills concordou ao indicar com a cabeça uma das tendas próxima de nós. — Espero que você se dê bem com todas as modelos, Luke. —Charlotte lançou-me um olhar cúmplice e caminhou para longe de nós. Quando percebi que Nicolas também a observava com mais fascínio do que deveria, resolvi chamar sua atenção.


   — É um prazer trabalhar com uma marca tão valorizada mundialmente como a Victoria's Secret. —aguardei por longos segundos até seu foco sair da Lottie para mim, um sorriso misterioso bordava seu rosto.


   — O prazer é todo nosso em ter um contrato com a sua agência. —ele não parava de sorrir por um segundo sequer, e não eram um daqueles sorrisos simpáticos. Era aquele minuciosamente pensado, nem muito simpático nem muito misterioso. — Agora, se me der licença, preciso resolver a reserva do salão de festas. —empurrou o óculos de modo que ficava impossível ver a cor de seus olhos e reduziu o sorriso a um leve contorno dos lábios. — Foi bom conhecê-lo, Luke. E seja bem-vindo a nossa família. —observei o modo como Nicolas andava e o seu semblante estranhamente calmo. Havia algo errado naquela voz..algo que me dizia para manter a guarda, para não relaxar quando estiver por perto..Algo que parecia cutucar minha mente em alerta máximo.


   Saí dos meus devaneios e continuei caminhando até as várias cadeiras reclináveis de praia e tendas rosadas. Todas as Angels tiraram os robes rosas, cada uma com um biquíni ou maiô de modelo e tons diferentes, mas eu só conseguia prestar atenção em uma delas.


   Lottie vestia um maiô azul turquesa de alça única, setenta por cento do tecido era totalmente azul, a outra parte era uma estampa em vários tons de azul, e logo abaixo do ombro direito havia uma abertura que criava um caminho ondulado por entre os seios e terminava no lado esquerdo, no quadril.


   Nas costas era praticamente a mesma coisa, tirando o fato de que a fenda era maior, quase no formato de uma lua minguante. Podia ver quase todos os pássaros que iam do seu ombro esquerdo até o final da coluna.


   Ashton parou ao meu lado, os braços malhados cruzados e os cachos loiros penteados para trás. Ele olhava para todos os cantos, nunca fixando o olhar em nada nem em ninguém, trabalhávamos juntos há mais de dois anos e ele sempre foi assim, tinha dificuldade em se manter quieto.


   Quando seus olhos pararam, ele sorriu sem mostrar os dentes e acenou, segui seu campo de visão e percebi que Charlotte também sorria, ela acenou de volta antes de virar para Stella e voltarem a fotografar.


   Coloquei o óculos de sol enquanto me afastava de todos, fitei os diferentes refletores que formavam um círculo irregular no chão sentindo meus olhos queimarem com toda aquela claridade.


   Esbarrei em alguém sem ao menos perceber.


   — Foi mal.


   — Luke Hemmings finalmente aprendeu a ter modos? —virei o rosto para encarar o dono da voz. Logan tinha um misto de surpresa e raiva no rosto.


   — Se soubesse que era você eu já teria passado por cima. —abri um sorriso cínico.


   — Você não devia estar aqui. —rosnou deixando a raiva e o ódio transbordarem aos poucos... Ergui uma sobrancelha em sinal de divertimento.


   — Vim a trabalho, se alguém não deveria estar aqui, esse alguém é você.


   — Então é mera coincidência você assinar contrato com a Calvin Klein pouco antes da marca virar sócia da VS? —dei de ombros, ainda com um sorriso debochado na cara. Logan bufou e soltou uma risada seca. — Você acha que a Charlotte vai voltar correndo para os seus braços e vocês vão formar uma família feliz?


   — Eu não disse isso. —murmurei tirando o óculos. — Nunca forcei a Lottie a fazer nada, se ela quiser voltar comigo, o que provavelmente acontecerá, você voltará ao cargo de apenas melhor amigo.


   — Dessa vez esse papo furado não vai colar com ela. -murmurou Logan, com um sorriso debochado no rosto e as mãos nos bolsos da calça jeans escura. Abri um sorriso, maior e mais afetado que o dele antes de responder.


   — Pode dizer o que quiser, mas eu sou o motivo pelo qual o coração dela acelera. E nem depois de seis anos você conseguiu fazê-la sentir um terço do que ela sente por mim. -dei de ombros de novo, ainda sorrindo para o horizonte azul esverdeado. — Aliás, eu estou sendo amigável. Um terço é mais do que você jamais conseguirá.


   — Se você realmente a amasse não teria largado-a grávida. —cerrei os punhos e respirei profundamente para não fazer nenhuma besteira e sair como o errado da história. Então apenas assenti esperando por suas próximas palavras. — Sejamos sinceros, você voltou apenas para desestabilizar a vida dela outra vez.


   — Se algo der errado e eu descobrir que tem dedo seu no meio, as coisas vão ficar ruins para o seu lado. —avisei em tom calmo. — Você está avisado, Logan. Não sou o Dennis, sou um homem de palavra e se eu digo que vou acabar contigo, é porque eu vou acabar contigo.


   Ele balançou a cabeça em divertimento fazendo-me cerrar os punhos e abri-los antes de puxá-lo pela gola da camisa.


   — Entendeu?!


   — Ei, fica calmo, Hemmings. Ainda temos cinco dias em Male.


   — Acho melhor vocês dois pararem antes que alguém leve um soco meu.


   Não precisei me virar para confirmar que Michael estava a poucos metros de nós, com os braços cruzados e uma expressão séria.


   — Achei que você fosse contra a violência.


   — Sou totalmente contra, mas você levaria por merecer, Hemmo. —a menção ao meu antigo apelido me forçou a revirar os olhos e bufar, seguido por uma debochada.


   — A gente se vê qualquer dia desses, Mike. —eles fizeram um toque de mão inventado, Logan me lançou um olhar de ódio e caminhou em direção a área cheia da praia.


   — Que palhaçada foi essa, Gordon?!


   — Tudo bem você sentir ciúmes da Charlotte, mas até de mim? —Michael sorriu enquanto ajeitava o cabelo recém tingido de loiro.


   — Não sinto ciúmes de você. —cerrei meus olhos e ergui meu dedo médio. — E vai se foder.


   — Você nunca aprende, não é? —Michael passou o braço direito por cima dos meus ombros e me segurou pela nuca e me forçou a inclinar o tronco para a frente, como se faz com cachorros. Quando me preparei para desferir um soco certeiro no estômago dele, seu aperto aumentou de intensidade e ele prendeu meus braços nas minhas costas, me imobilizando. Bufei tentando me desprender da droga de aperto e só recebi uma risada em resposta. — Apenas vira-latas reagem a isso, Hemmo. —apesar de não estar vendo, pude sentir o sorriso debochado implícito em sua voz, isso só fez com que minha frustração se elevasse. — Anthony me pediu para te vigiar. Isso é vergonhoso, ainda mais para alguém da sua idade.


   — Me solta, caralho. —disse entre dentes, sentindo a veia próxima à minha sobrancelha pulsar com maior intensidade.


   Michael tornou a ficar sério ao me soltar e recuou um passo. Seu all star preto agora parecia uma mistura de cinza com marrom.


   — Veio aqui apenas para mandar o recado do Anthony pessoalmente? —bati as mãos na minha bermuda tentando limpá-lá. — Então já pode voltar para lá.


   — Pretendo ficar por aqui até vocês voltarem para San Francisco.


   — Me vigiar é o cúmulo.


   — Para de reclamar, ele poderia ter enviado a Scarlett para te vigiar. Você iria gostar daquela maluca como sua segunda sombra? —um calafrio percorreu minha coluna ao ouvir esse nome que só me trouxe problemas atrás de problemas.


   — Quase agradeci a Lúcifer quando ela foi para a Itália.


   — Foi o que pensei. —um sorriso iluminou mais ainda a pele pálida de seu rosto redondo. — Vamos, você ainda precisa se preparar para as fotos.


[...]


P.O.V. Charlotte Villegas




   Entrei na sala tirando o sal do cabelo, fiquei por quase quarenta minutos para escová-lo, para depois fotografar na água.


   — Acho melhor você ver isso. —Nick me entregou o iPhone prateado onde havia um site de fofocas aberto no navegador, rolei a página até encontrar o título da manchete.



Novo affair entre Angel da Victoria's Secret e modelo masculino da Calvin Klein?



   Rolei até encontrar três fotos, uma minha em um dos ensaios da VS, uma do Luke nos ensaios da CK e uma de nós dois na praia mais cedo, enquanto nos beijávamos. Ele segurando minha cintura e meus braços em torno de seu pescoço.



Charlotte Villegas e Luke Hemmings foram vistos aos beijos em praia na capital de Maldivas, Male. Fontes informaram que os dois sequer se conheciam até a assinatura do contrato entre a VS e a CK.


Após uma pequena investigação sobre o passado de ambos, descobrimos que além de terem entrado no mundo das passarelas praticamente juntos, Charlotte e Luke cursaram o último ano do ensino médio no mesmo colégio, Forks High School.


E as revelações não param por aí, eles namoravam nesta época. A grande dúvida dos fãs é em relação à semelhança entre Hemmings e a filha de cinco anos da Angel.


Coincidência ou não, só eles podem nos dizer.



   Permaneci em silêncio, meus pensamentos estavam sobrecarregados. Como conseguiram descobrir essas coisas?


   Rolei a matéria até encontrar os comentários, algumas pessoas falavam coisas irrelevantes, outras simplesmente colocavam emojis de surpresa, mas a maioria me xingava. Diziam que não tinham percebido nada em relação a minha filha até ver fotos minha e do Luke de anos atrás, todas em anexo.


   Respirei fundo três, quatro vezes ao apertar o aparelho por entre meus dedos, apertei até sentir os nós ficarem dormentes e começarem a formigar.


   — Charlotte. —Nick me segurou pelo braço, olhei atordoada para sua expressão preocupada enquanto ele me ajudava a me sentar na cadeira mais próxima. — Isso que colocaram na manchete é verdade?


   Engoli em seco e fechei os olhos ao esconder meu rosto entre minhas mãos, com os cotovelos apoiados nas minhas coxas, expirando e inspirando, com curtos intervalos de tempo.


   As batidas na porta madeira maciça fizeram minha cabeça reclamar e espiei para ver com quem Nicolas conversava.


   Ele estava de costas para mim, o cabelo negro penteado totalmente para trás com uma pequena quantidade de gel e a roupa leve, específica para passeios ao ar livre.


   Nick recuou doi passos e saiu da sala, Luke me encarou por tempo suficiente para me deixar incomodada, ele parecia quase..nervoso.


   O que quer que fosse importante o bastante para despertar a preocupação em seus olhos, era realmente sério.


   Tentei levantar, porém meu corpo continuava fraco por causa do mal estar, então ele puxou uma cadeira e ao se sentar passou as mãos pelo rosto repetidas vezes, até algo sair de sua boca.


   — Precisamos conversar.


Notas Finais


Não, eu não morri
E não, eu não esqueci nem abandonei a fanfic

Demorei esse tempo todo para dar um sinal de vida porque eu estava tendo um bloqueio de criatividade monstruoso desde o início do ano e não consegui escrever nada descente durante esse período. Também demorei porque não estou tendo tempo para criar coisas novas, minhas ideias não ficam boas no papel e parece que qualquer frase que sai fica deplorável, maaas, parte desse capítulo já estava escrita desde março (sim, desde março) e eu apaguei, reescrevi, apaguei e reescrevi de novo.

Fiquei por tanto tempo sem escrever D.O. que simplesmente não consegui manter a linha de raciocínio do Luke na fanfic, sei lá, pra mim não está a mesma coisa.

Esqueci de explicar uma coisa muito importante: o paradeiro de alguns personagens, como o Robert, a Scarlett e o Anthony.
Isso será explicado no próximo capítulo, meu celular está quase descarregando então me desculpem por qualquer erro ou se o capítulo não ficou lá essas coisas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...