História Doce Perigo - Capítulo 4


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lay, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V
Tags Bts, Drama, Exo, Got7, Revelaçao, Romance, Suspense, Tragedia
Visualizações 45
Palavras 1.299
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capitulo amores❤

Capítulo 4 - Presa


Fanfic / Fanfiction Doce Perigo - Capítulo 4 - Presa

Tudo o que eu queria era chegar em casa, tomar banho e dormir, acordar no outro dia e que tudo o que aconteceu era apenas um pesadelo, mas infelizmente não era apenas um pesadelo. E aqui está eu sendo acompanhada até a universidade, por dois membros da maior gangue de narcotráfico da Ásia.

Yoongi- Não vai se despedir de nos s/n? *Pergunta escorando no meu banco.*

-Não sou obrigada. Ainda mais que eu tenho que ver a cara de vocês mais tarde. *Falo pegando minha mochila.*

Namjoon- Estamos tentando ser legais com você e é assim que você faz com nós? *Fala fingindo uma de indignação.* -Sua mãe não te deu educação não?

-Ela deu sim. Mas só uso com quem merece. E vocês não merecem, e nunca vão merecer. *Falo e saio do carro batendo a porta. *

Sook- S/n!! Espera. *Fala se aproximando de mim.* -Quem são aqueles garotos dentro do seu carro? *Fala maliciosa enquanto entramos na universidade.*

São os membros da maior gangue de narcotráfico da Ásia, que você tem tanto medo. Min Yoongi e Kim Namjoon.

-São meus primos. Por que? E pode ir tirando esse sorriso malicioso. Eu odeio eles.*Digo enquanto entramos na sala.*

Sook- Eles parecem ser legais. *Comenta se sentando ao meu lado.*

Talvez isso seria verdade se eles não fossem bandidos.

-Pois eles não são. Eles são uns chatos de galocha. Podemos mudar de assunto por favor. Não quero falar neles. *Falo e ela assente com a cabeça.*

Sook- O que você fez ontem a noite. Você não atendeu minha ligação? *Fala curiosa.*-Você não saiu de casa não né?

Sim sai. E agora eu estou mais encrencadas do que nunca.

-Não, eu fiquei em casa assistindo TV e você? *Minto.*

Sook- Fiz o mesmo. Queria que hoje não tivesse aula. Se não eu iria dormir até mais tarde. *Diz bocejando.*

-Quem dera. Amiga não sei se venho amanhã, pode ficar com o meu caderno e anotar o conteúdo para mim? *Pergunto receosa.*

Sook-Anoto sim. Mas por que você talvez não vem? *Pergunta pegando seu material.*

Porque talvez eu esteja morta por causa da minha teimosia. -Penso revirando os olhos.-

-Talvez eu tenha que ir no banco, resolver umas coisas. *Falo e ela assente.*

[...]

Sook-Vamos almoçar aonde hoje? *Pergunta assim que saímos da universidade.*

-Desculpa Sook, mas não vai dar para mim almoçar com você hoje. Tenho que resolver umas coisas com os meus primos. Não se importa né? *Pergunto e ela nega.*

Sook- Nos vemos amanhã então. Beijos.*Ela se despede e vai para o seu carro.*

Olho em direção ao meu carro e os dois babavas ainda estavam lá. Fui andando ate o carro contra minha vontade. A minha vontade mesmo era de me jogar na frente do primeiro carro que visse andado em alta velocidade na rua.

Entro no carro sem falar com os dois. Seles apenas se entreolham e segue ao galpão onde Park Jimin estava. Que apesar de ser apenas um galpão era mais luxuoso que a minha casa e a dos meus pais junto. E olha que somos ricos.

Depois de quase uma hora andando de carro, chegamos no tal galpão. Saímos do carro sem dizer nada e eles me levaram lá para dentro.

Yoongi- Espere sentada aqui, fala apontando pro sofá. *Apenas assinto e sento no sofá. *

Aonde que eu fui me meter senhor.

Fico esperando cinco minutos e o Yoongi aparece dizendo que eu já posso ir ao escritório do Jimin. Assinto e levanto indo em direção ao escritório, batendo na porta.

Park Jimin- Entre s/n.

-Estou aqui, o que quer. *Digo sem paciência.*

Park Jimin- Calma, só quero conversar. Sente- se. *Fala apontando para cadeira em minha frente.*- Tenho uma proposta para você. E você vai aceitar.

-Tenho opção? *Digo fazendo um coque mal feito.*

Park Jimin- Não muitas. É o seguinte, você vai trabalhar para mim. E eu lhe darei dinheiro por isso. Antes que você interprete mal, vou explicar agora de uma vez só. Você apenas vai fazer o que eu mandar, não se preocupe, você não vai entregar drogas e nem vender, você apenas será como minha secretaria pessoal. *Diz se levantando e andando em volta de mim.* -Você vai assinar esse contrato, e depois de assinar esse contrato você será apenas minha. *Diz no meu ouvido e eu arrepio.*-Alguma duvida?

-Quais as regras do contrato? *Pergunto seria.*

Park Jimin- Direta como sempre. Você terá que vim até mim sempre que eu precisar, fazer tudo que eu mandar, não poderá trabalhar para mais ninguém e absolutamente tudo que você fizer eu terei que ficar sabendo. Caso o contrario você não poderá sair daqui até eu deixar, como punição. E mais uma coisa, que não deixa de ser importante, você terá que me respeitar e respeitar os meninos. *Fala e eu bufo.* -Sem bufar, princesa. *Fala se sentando em sua cadeira com um sorriso cínico. *

-Então quer dizer que agora eu estou presa a você ?

Park Jimin- Exatamente isso. Você me pertence agora, e assina logo isso dai. Você tem muita coisa para fazer.

-E se eu não assinar? *Pergunto o desafiando.*

Park Jimin- Sua amiguinha, junto com o seus pais morrem. Simples assim. *Diz colocando o revolver em cima da mesa.*

Sem pensar duas vezes, assino porra do contrato.

Park Jimin-Boa garota. Vamos ao que interessa. *Diz se levantando.*-Me siga. Vamos para minha casa. *Diz saindo do escritório acompanhado por mim.*

[...]

Porra! Ser traficante tem seus lucros. -Penso ao olhar para “casa” mansão dele.

A mansão dele tem o dobro do tamanho do galpão dele. Ao entrarmos na mansão ele me leva para uma sala.

Park Jimin- Limpe tudo e organize esses papéis em ordem alfabética. Você tem ate as seis e meia da tarde. Aproveite que já são... *Diz olhando no relógio.*- Duas horas, você não tem muito tempo, melhor começar logo quero tudo pronto hoje. *Diz me deixando sozinha naquele lugar imundo.

-Mas que inferno. Maldito seja esse cretino miserável. * Digo indo em direção ao produtos de limpeza que já estavam ali.*

Começo a limpar tudo. Para quem acha que isso é fácil esta muito enganado.

-Merda a poeira está toda grudada. *Digo esfregando a sujeira.*

Depois de três horas consigo limpar o local. Ainda falta colocar os documentos em ordem. E so tenho uma hora. Então começo a organizar.

Com muito custo termino de arrumar os papeis que eram muitos, digamos que eram três pilhas enormes de papeis. E sabe o que continham nesses papeis, isso mesmo, pedidos de drogas, armas, esquemas de assaltos a bancos e por ai vai.

Agora além de escrava de narcotraficante, sou cúmplice também, por saber de tudo isso e não entrega-los a polícia.

Estou morta. Não literalmente mais quase.

Penso deitando em cima de um monte de pacotes, que eu julgo ser drogas, para descansar um pouco. Quando estou quase cochilando alguém abre a porta.

Namjoon- Já terminou? *Pergunta entrando na sala.*

-Já, são quantas horas? *Pergunto de olhos fechados.*

Namjoon- Nove e quinze da noite. Finalmente essa sala esta realmente limpa. *Diz observando o local.* -Vamos o Jimin está te esperando.

-Me ajuda? Não sinto os meus braços. *Digo e ele vem até a mim.*

Namjoon- Claro. *Diz esticando os braços para mim pegar.*

Pego em suas mãos e ele me puxa para mim levantar.

-Obrigada... *Digo em sussurro por nossa a proximidade.*

Ele apenas sorri e me leva para sala de estar.

Namjoon- Ele esta resolvendo umas coisas e já vem espere ai. *Diz e sai.*

Namjoon não parece ser tão ruim assim. Só parece mesmo.

Sento no sofá e espero até o Jimin vim ate aqui. Se passam mais de meia hora e ele não aparece, então acabo pegando no sono de tão cansada que eu estava.

PARK JIMIN P.O.V ON

CONTINUA...


Notas Finais


Espero que tenham gostado. Bjs❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...