História Doce Perigo - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Chanyeol, Jackson, J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Lay, Personagens Originais, Rap Monster, Sehun, Suga, Suho, V
Tags Bts, Drama, Exo, Got7, Revelaçao, Romance, Suspense, Tragedia
Visualizações 63
Palavras 2.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Luta, Policial, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Espero que gostem do capitulo de hoje, desculpem a demora pela postagem do capitulo.
Leiam as notas finais.
#NãoSejamLeitoresFantasmas.

Capítulo 5 - Ciúmes


Fanfic / Fanfiction Doce Perigo - Capítulo 5 - Ciúmes

Após fazer uma lista de drogas e armas fui falar com a s/n. Entrando na sala a encontro dormindo no sofá. Até que ela é bem linda dormindo, parece um anjinho, nem parece que ela é uma pessoa que me xinga de cinco em cinco minutos.

Ela deve ter cansado mesmo, aquela sala estava uma bagunça. Vou até ela e a pego no colo, e levo ela para o meu quarto. Coloco ela na minha cama e a embrulho.

-Podíamos ter nos conhecido em outras circunstancias... Não sou uma pessoa de pedir desculpas, mas você não merece isso daqui. Porém você guarda meu maior segredo. E agora irá guardar outro, mesmo que inconscientemente, eu não mato mulheres inocentes, já mais mataria você sem você ter feito nada para mim. *Deixo um selar na sua testa.* -Agora tenho mais você para proteger, e se depender de mim você estará sempre segura. Esse mundo em que eu te obriguei a entrar, é muito perigoso. * Me levanto da cama e saio do quarto.*

Quando aponto nas escadas Namjoon aparece nas escadas preocupado.

Namjoon- Cadê a s/n? *Pergunta curioso.* -Ela estava aqui na sala e agora não esta mais. *Fala pondo as mãos na cabeça.*

-No meu quarto. *Falo e ele faz uma cara desconfiada.*-Ela dormiu e eu levei ela para lá. Quando ela acordar, se ela perguntar algo, você ira dizer que foi você que a levou para o quarto. Entendidos ? *Pergunto e ele assente.* - Vou tomar um banho e nos vamos jantar. Algum problema pra você ? *Ele nega.*- Ótimo chame os outros. *Falo e saio da sala indo em direção ao banheiro do andar.*

[...]

S/N P.O.V ON

Acordo com um raio de luz nos meus olhos, me levanto sentando na cama, coçando os meus olhos para me acostumar com a claridade.

Me levanto da cama e vou direto ao banheiro, que por algum motivo tinha minhas coisas lá. Tomo um banho e escovo os dentes. Lavo o cabelo e o seco com a toalha. Pego minha regata preta, e minha calça vermelha, visto minha lingerie que sempre guardo na mochila se algum imprevisto acontecer. Visto a roupa e pego minha jaqueta branca. Penteio o meu cabelo e deixo solto, calço meu all star preto e faço uma maquiagem leve.

Saio do banheiro tentando entender como fui parar nesse quarto. Pego a mochila para pegar meu celular. Pego o mesmo e olho as horas sete e dez.

Ótimo vou me atrasar hoje, já que essa bendita mansão e longe da universidade.

Saio bufando do quarto, e desço as escadas encontrando Park Jimin lendo um jornal.

Não sabia que narcotraficante lia. Dou de ombros.

-Park Jimin, pode me dizer como eu fui parar naquele quarto, se eu dormi na sala ? *Pergunto e ele desvia o olhar do jornal pra mim.*

Park Jimin- Namjoon te levou. E bom dia pra você também. *Fala e se levanta.*- Vou chamar os meninos para te levar para universidade. *Fala e vai para fora.*

Dois minutos se passaram e quatro meninos passam pela sala parando na minha frente.

???- Olha se não é a esquentadinha. *Diz o homem de sorriso quadrado.*

Jk- Olá s/n. Bom te ver de novo. *Diz rindo cínico.*

-Oi palhaço. *Falo emburrada. *

???- Bem que você disse que ela era estressada. *Disse um dos morenos.*

???-Deixem a garota em paz. *Falou o mais alto deles.* -A propósito me chamo Kim Seokjin mais pode me chamar de Jin. Prazer em conhece-la. Aquele doido de sorriso quadrado e o Kim Taehyung e esse daqui é o Jung Hoseok. *Aponta para ele.*- e o Jeon Jungkook você já conhece.

-Prazer em conhece-lo, pelo menos você é educado. Diferente de certas pessoas. *Falo respirando fundo.*

Jin- Foi difícil me acostumar com esses animais, quando entrei para gangue. Mais mudando de assunto você já comeu? *Pergunta me encarando.*

-Não e nem da tempo. Já estou atrasada para a universidade. *Falo e ele sai correndo da sala.* -O que deu nele?

Kim Taehyung- Você se acostuma. Ele é como se fosse nossa mãe, provavelmente foi pegar algo para você comer no carro. *Fala se sentando no sofá.*

Jung Hoseok- Típico dele. *Se joga ao lado do tal Taehyung.*

Jeon Jungkook- Verdade. Ai que cansaço! S/n, você não quer fazer uma massagem nos meus ombros para mim não. *Diz massageando de leve os ombros.*

-Não, por mim que você morra com essa dor nos ombros. *Falo e o Jin e o Yoongi aparece na sala.*

Min Yoongi- Vamos você já está atrasada. *Fala indo em direção a saída.*

-Não me diga. *Digo sarcástica.*

Jin- Toma, pra você comer no caminho. *Diz me entregando um suco de caixinha e um saco de batatinhas. *

-Obrigada Jin. *Dito isso saio correndo atrás do Yoongi.*

Entro no carro no lugar do passageiro e Namjoon senta atrás, e o Yoongi no lado do motorista. Durante o caminho da universidade foi um completo silêncio confortável. Na metade do caminho liguei o som na música do Exo- Ko Ko Bop. Cheguei na universidade cinco minutos atrasada e fui correndo para sala. Sorte que não era só eu que estava atrasada, a professora do curso se atrasou mais que eu.

[...]

Sook e eu passamos a primeira aula interfira conversando sobre o novo trabalho que a professora passou. Quando bateu o sino a Sook teve que ir direto para casa já que a mãe dela estava doente.

Sai para fora da universidade, E um garoto esbarrou em mim fazendo com que as folhas dos trabalhos que a professora passou se esparramassem no chão.

Eu mereço. Bufo e começo a recolher as folhas.

???- Desculpa moça eu não te vi. Você está bem? *Diz um homem de cabelos pretos.*

-Não se preocupe estou bem sim. *Digo e ele me ajuda a recolher as folhas dos trabalhos.*

Jackson Wang- A propósito me chamo Jackson Wang. Muito prazer. *Fala assim que nos levantamos do chão.*-Aqui suas folhas.

-Me chamo s/n, o prazer é meu. *Falo pegando as folhas.*-Você é novo na universidade?

Jackson Wang- Sou sim e na cidade também. * Fala sorrindo.*

-Assim, bem vindo a melhor universidade de Seoul. Bem se você quiser eu apresento a você a universidade amanhã. Porque agora eu tenho que ir trabalhar. *Digo e ele sorri.* - De qual curso você é?

Jackson Wang- Medicina, estou no quarto período e você ? *Diz sorrindo de lado.*

-Também, provavelmente somos da mesma sala. Se você for estudar esse turno. *Digo e o sorriso dele se alarga.*

Jackson Wang- Isso será ótimo. Bem acorda eu preciso ir até a secretaria. *Fala e da um beijinho em minha bochecha. * -Até amanhã pequena. Posso te chamar assim?

Pode me chamar do que você quiser lindo.

-Pode. *Sorrio e coloco uma mecha do meu cabelo atrás da orelha.* -Nos vemos amanhã então Jack. *Aceno e vou em direção ao carro.*

Mas para minha surpresa nem Yoongi e nem o Namjoon estavam lá. Quem estava lá era o próprio Park Jimin. Esse cara não vai me deixar livre dele nem na universidade? Bufo e entro dentro do carro.

Park Jimin- Quem é aquele que você estava conversando? *Indaga sério.*

-Meu futuro namorado, algum problema? Porque eu não vejo nenhum. *Pronuncio ríspida. *

Park Jimin- Todo problema. Você não pode se envolver com ele. Entendeu? *Indaga nervoso ligando o carro.*

-Não pode fazer nada. Você não manda na minha vida amorosa. E não eu não entendi, você pode me privar do que quiser menos disso. Eu fico com quem eu quiser. E você não pode fazer nada. *Falo seria enquanto ele dirige um caminho pouco conhecido por mim.*

Park Jimin- Se você se ficar com ele, eu o mato sem pensar duas vezes. A decisão é sua. *Pronuncia ríspido, apertando as mãos no volante.* -Vamos uma festa hoje a noite. Vou comprar umas coisas para você. *Fala parando em frente ao shopping. *

-Eu tenho escolha? *Pergunto ele nega.*

Que ótimo.

Park Jimin- So pra você saber, irá somente eu e você. *Fala saindo do carro.*

[...]

Após andar por várias lojas para escolher um vestido, acabo escolhendo um vestido preto rendado, ele é colado ate na minha cintura e rodado na saia. O vestido era aberto nas costas e com um pequeno decote. Compramos também um salto dourado, e algumas joias para mim usar. Ele me levou no salão de beleza e lá eu arrumei o meu cabelo e minhas unhas, e por fim fizeram uma maquiagem de festa em mim.

Chegando na mansão dele, fui direto para o quarto tomar um banho. Tomo um banho e coloco o vestido que o Jimin me deu e logo em seguida ponho os saltos. Antes de descer coloco meu celular para carregar.

Desço as escadas e espero Jimin terminar de se arrumar. Por sorte a sala estava vazia, ou o que eu pensava estar, pois na hora que eu sento no sofá o Jin vem em minha direção e senta ao meu lado.

Jin- Você está perfeitamente mais linda que o normal. *Diz e eu fico um pouco corada.*

-Obrigada Jin. *Viro o rosto para ele, e ele me lança um sorriso amigável.* -Achei que nenhum de vocês teria educação mas vejo que me enganei, bom pelo menos com você. *Falo e ele ri pondo a mão na minha coxa.*

Park Jimin- Atrapalho em algo? *Indaga entre dentes olhando para mão do Jin em minha coxa.*

Jin- Não saeng. Oh você esta impecável, na verdade vocês dois. Bem vocês já estão atrasados. Irão demorar lá saeng? *Pergunta fazendo um carinho na minha coxa.*

Observo o Jimin que estava ficando vermelho, ao ver que ele continuava com a mão na minha coxa. Arqueio uma sobrancelha, o que esse cara tem? Ate parece que é meu namorado. Cruzes.

Park Jimin- Não pretendo demorar muito. Já que a s/n vai me acompanhar e ela tem aula amanhã. Agora vamos s/n. *Eu levanto do sofá, e me despeço do Jin com um beijo na bochecha e escuto o Jimin bufar e sair andando até a garagem.*

Assim que chega na garagem, observo os carros dele.

Puta que pariu a garagem dele toda vale mais que a minha vida, ele só tem carros caros. Realmente ser narcotraficante tem seu lado bom. So que é claro que eu nunca irei admitir isso em voz alta.

Park Jimin- Para de babar e entra logo. *Fala e entra na Ferrari azul dele.*

-A educação mandou lembras, idiota. *Falo assim que entro no carro.*

Park Jimin- Legal. Fala pra ela que mandei lembranças minhas também. *Diz bufando.*

-O que deu em você ? Esta mais imbecil e nervoso que o normal. *Indago ríspida.* -Só para te lembrar, não pedi que me levasse nessa festa idiota.

Park Jimin- O que deu em mim? Você que está agindo como uma qualquer. Deixando outros homens tocarem em você. Sei que você não é qualquer uma então haja como tal. Não deixe outros homens tocarem em você sua idiota. *Pronuncia ríspido apertando o volante com força, enquanto dirige a caminho da tal festa.*

-Se estou agindo como qualquer uma ou não, isso não é problema seu. *Alfineto.*

Park Jimin- VOCÊ É MINHA ENTENDEU CARRALHO OU EU VOU TER QUE DESENHAR, PARA VOCÊ ENTENDER. VOCÊ PERTENCE A MIM DESDE QUE ASSINOU AQUELE MALDITO CONTRATO. *Diz gritando.*

-EU NÃO PERTENÇO A VOCÊ SÓ POR CAUSA DAQUELE MALDITO CONTRATO. O CONTRATO FALA PARA MIM TE OBEDECER NÃO FALA ESPECIFICAMENTE QUE EU SOU SUA. *Esbravejo gritando também. *

Ele para o carro de repente no acostamento.  Ele é louco ?

-QUAL É A MERDA DO SEU PROBLEMA? *Pergunto com a mão no painel.*

Park Jimin- A MERDA DO MEU PROBLEMA É VOCÊ! POR QUE VOCÊ TEM QUE SER ASSIM, PERFEITA PRA MIM. VOCÊ É A ÚNICA QUE CONSEGUE ME FAZER PERDER A PORRA DA MINHA PACIÊNCIA. A ÚNICA QUE ME DESAFIA SEM TER MEDO DE MORRER, VOCÊ ME TIRA DO SÉRIO. E SIM VOCÊ É MINHA E DE MAIS NINGUÉM, SAI DA PORRA DO CARRO AGORA. *Fala nervoso.*

O grande Park Jimin nervoso. Isso é épico.

-NÃO. NÃO VOU SAIR DA MERDA DESSE CARRO. *Retruco e ele tira o sinto e sai do carro, batendo a porta com força.*

O que essa praga vai fazer.

Ele da volta no carro respira fundo e abre a minha porta, tira o meu cinto de segurança e me puxa pra fora fado carro.

-ME SOLTA PRAGA DOS INFERNOS. *Começo a empurra-lo mas sem sucesso.*

Park Jimin- PARA DE GRITAR PORRA!*Grita e fecha a porta do carro.*

-PARAR! FOI VOCÊ QUE COMEÇOU A GRITAR COMIGO SEU CRETINO. *Grito e ele põe a mão na minha boca e prensa o seu corpo no meu.*

Mais que merda ele está fazendo?

Park Jimin- Se algum homem te tocar assim... *Tira a mão da minha boca e me beija afoito.*

De início não retribuí, mas ele desce a mão para minha bunda e aperta a mesma, fazendo com que eu abrisse a boca. Então comecei a retribuir o beijo, mas somos seres humanos e precisamos de ar ele separa a sua boca da minha.

Park Jimin- Se algum homem te tocar assim que não seja eu, eu mato sem ter dó nem piedade. Você é totalmente minha. Entendeu agora? *Pronuncia ofegante.*

-Quem você pensa que é para fazer isso? *Indago nervosa.*

Park Jimin- O seu dono, ninguém mandou você me provocar desse jeito. *Disse roçando o seu nariz no meu. *

Maldito cretino irresistível.

CONTINUA...


Notas Finais


Bem obrigada por lerem. E me digam se estão ou não gostando da fanfic, se esta precisando melhorar em algo. Bem é só isso, me desculpem demorar a postar. Como já disse eu meio que dependo de credito então é meio difícil de eu conseguir postar frequentemente.
Kiss no core. :3 #NãoSejamLeitoresFantasmas.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...