História Doce Submissão - Capítulo 11


Escrita por: ~

Postado
Categorias 50 Tons de Cinza, Amor Doce
Personagens Castiel
Tags Castiel, Dominação, Erótico, Hot, New Adult, Romance, Sr C, Submissão, Tragedia
Visualizações 163
Palavras 405
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


Opa! Mais um, curtinho mas vou compensar o tempo perdido. <3

Boa leitura.

Capítulo 11 - Obsession - A Sombra...


00/00/00

Querido diário... 

Nenhuma mulher deveria tocá-lo! Só de pensar nisso eu sentia um ódio mortal me revolver, eu desejava meu meio-irmão com uma intensidade fora de controle, mas claro que ele nunca se importou comigo ou com meu amor... Tinha que me controlar ou acabariam percebendo, notando algo que eu desejava esconder até de mim mesmo.

Eu o amei desde a primeira vez que o vi, foi diferente de tudo que senti em minha vida e acabamos desenvolvendo uma amizade, ele na época começou a sair com uma garota mas como era fogosa nem acreditei quando um dia sugeriu que a dividissêmos mas ao imaginá-lo nu, ver sua expressão de prazer meu pau endureceu e não hesitei em aceitar. Rapidamente nos tornamos um trio inseparável, a dividíamos e muitas vezes eu sentia seu pau roçando no meu enquanto fodíamos sua boceta em dupla penetração, meu prazer era senti-lo, aquela puta que fosse para o inferno desde que o sentisse em meu corpo.

Mas quando ela começou a se apaixonar por ele, senti meu ódio atingir picos alarmantes e fui excluído do trio, claro que ela se apaixonaria pelo homem perfeito! Na época fiquei na minha, observando tudo à distância, seguindo-os como uma sombra enquanto planejava algo para afastá-la dele de uma ver por todas. Convidei-a para sair, disse que como amigo e consegui convencê-la, fomos a um bar, nos divertimos, bebemos, dançamos e eu a seduzi, ela se entregou a mim naquela noite talvez por ainda haver algo em mim que a atraísse, filmei tudo e enviei para ele no anonimato. Mas ele me culpou, me agrediu e passou a evitar aquela vadia com ódio. Mal acreditei na minha sorte, mas ela foi insistente e o perseguia como um cão sarnento implorando seu perdão.

Mas uma vez tive que intervir, o vídeo vazou para a escola toda através de um E-Mail desconhecido, todos viram, ela virou motivo de chacota e para minha surpresa acabou se matando dias depois. Estava feliz com a morte dela, isso significava que ele era meu, ninguém nunca soube quem filmou e vazou o vídeo, aquele assunto nunca mais foi comentado, não de maneira aberta, todos se sentiam culpados pela morte de Mary Ann Grey, menos eu, que queimasse no inferno!

Agora havia uma distância entre nós... Mas ao menos ele não estava com aquela vadia, eu eliminaria cada uma delas, se ele não fosse meu, não seria de ninguém!


Notas Finais


Surpresas...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...