História Doce Vingança - imagine Kim Taehyung-Bts - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias 4Minute, Bangtan Boys (BTS), Black Pink
Personagens Hyun A, Jennie, J-hope, Jimin, Jin, Jisoo, Jungkook, Lisa, Personagens Originais, Rap Monster, Rosé, Suga, V
Visualizações 717
Palavras 2.054
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Festa, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência
Avisos: Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Por causa da minha ausência, fiz um capítulo maior do que eu estava acostumada a fazer nessa história, espero que gostem.

Boa leitura

Capítulo 5 - Capítulo 5


Fanfic / Fanfiction Doce Vingança - imagine Kim Taehyung-Bts - Capítulo 5 - Capítulo 5

(S/n) pv

Literalmente eu odeio Química, é uma das aulas mais chatas que se pode existir e ainda com um professor velho, gordo e careca, assim não dá.

As duas primeiras aulas eram química e logo depois matemática, matéria que eu amo, mais dava difícil prestar atenção já que havia um pessoa julgo a Jennie me encarando como se fosse me matar alí mesmo.

Quando finalmente eu consigui prestar atenção no professor, uma bolinha de papel cai sobre minha mesa, apenas olho para os lados em busca da pessoa que fez isso e minha visão vai para Jungkook que sorri e aponta para o papel, logo entendo o que ele quis falar com seus gesto.

Você não gostaria de tomar sorverte comigo depois da aula?

Apenas respondo:

Desculpa kookie, eu tenho um compromisso.

Amasso e arremesso de volta, percebo que o mesmo sorri triste ao ler minha resposta e volta a escrever, eu realmente queria ir com ele, mais eu não podia pois eu tenho um encontro marcado com o taehyung, mais quem sabe eu não vou outro dia com o Jungkook, como ele mesmo disse ele agora é meu amigo, estou muito feliz por finalmente ter um amigo, alguém que eu vou poder contar meus segredos, que vai poder me ajudar quando eu precisar e seu meu ombro amigo, sou despertada dos meus pensamentos com a bolinha de papel que contém a resposta do Jungkook.

A tudo bem, mais o que é kookie?

Resposta:

Eu chamei você de kookie? acho que é tipo um apelido, mais se você se sentiu incomodado eu não o chamo mais assim.

Entrego a resposta, que logo é devolvida.

Não tem problema, na verdade até gostei do apelido, mais ainda esta me de vendo um sorverte.

Olho pra o Jungkook e fasso um okay com as mãos, eu realmente estava feliz por ter finalmente um encontro, sabe parece aqueles filmes de romance onde o popular se envolve com a nerd, daí eles tem uma história de amor escondido, aí meu deus, eu vou surtar, tipo eu e o taehyung vamos viver uma história assim.

~~~~~~~TEMPO~~~~~~~

Por sorte as três primeiras aulas já acabaram, geralmente eu ficaria triste por esse momento já que eu ficaria sozinha num canto qualquer dessa escola ou como na maioria das vezes eu seria agredida por hyuna e sua gangue e eu nunca posso fazer nada, já que ela tem a escola inteira ao seus pés, ela é a menina que todas as garotas querem ser e a namorada que todos os garotos querem ter.

Mais hoje e como o resto da semana seria diferente, pois teria o Jungkook para me proteger, eu sei que ontem ele não conseguiu, pois quando ele saiu para buscar o lanche a Hyuna me bateu, mais eu não ligo muito para isso, acho que eu já fui tão agredida que já me acostumei, já tentei fazer ele entender que não a culpa dele, pois ele não sabia que ela ia me prender alí na sala e me agredir, Jungkook se sente culpado por causa disso.

Mais uma vez ele me deixou sozinha, na verdade ele não queria ir mais de tanto eu insistir ele foi, estava perdida em meio a tantos pensamentos que não percebi a presença de outra pessoa..

??: (s/n) - conheço essa voz de algum lugar.

(s/n): Taehyung?

Tae: ele mesmo.

(s/n): O que esta fazendo aqui? Se sua namorada me pegar aqui junto a você, eu vou me ferrar.

Tae: Se ela tentar algo eu vou te proteger - acabo rindo com o seu comentário - Ya por que esta rindo? Eu falei sério ouviu.

(s/n): conta outra taehyung - ouso ele resmungar.

Tae: Eu vim aqui para confirmar algo.

(s/n): o que?

Tae: não me diga que já esqueceu? - concordo com a cabeça - aish, do nosso encontro depois da aula.

(s/n): ah é mesmo - observo que logo em frente o Jungkook vindo - melhor você ir, o kookie ta vindo.

Tae: kookie? Já deu até apelido para ele e para mim não - me olha indignado.

(s/n): ta bom - reviro os olhos e logo depois penso em algum apelido - que tal Taetae oppa?

Tae: esta ótimo - antes dele partir, me rouba um selinho, acabo que fico corada com a ação, minutos depois Jungkook aparece com o meu e o seu lanche.

Jk: ta tudo bem (s/n)? - me olha preocupado.

(s/n): to sim, por que?

Jk: você tá vermelha.

(s/n): teve ser o calor.

Jk: mais nós estamos no inverno.

(s/n): Então o que tem de lanche hoje - tento desviar o assunto.

Jk: Nós temos Comida - pelo menos mudou o assunto, eu não saberia dizer que eu estou assim por causa do beijo roubado do taehyung.

(S/n): ha ha ha que engraçadinho.

~~~~~~~TEMPO~~~~~~~

As aulas já tinham acabado, e eu já estava ansiosa para o encontro, embora eu não esteja vestida adequada para isso, já que um uniforme não é a melhor opção mais prevejo que ele também vai estar de uniforme já que o encontro é depois da escola.

Espero ansiosa por ele nos portões da escola, sinto a presença de outra pessoa, penso ser taehyung, mas era apenas Jungkook.

Jk: vamos senhorita, temos que deixar você em sua casa - lembro que ele me levava em bora desde ontem.

(S/n): Não vai dar, lembra do meu compromisso.

Jk: ah sim, lembro, mais você ta esperando alguém?

(S/n): meu pai - odeio mentir para os outros.

Jk: posso esperar com você então?

(S/n): NÃO - acabo gritando com ele sem querer - quer dizer, não precisa.

Jk: Ok então... eu já vou indo - ele beija a minha testa - se cuide - vejo que ele sai andando cabisbaixo, minha vontade agora era de ir até lá e abraçar ele, me sinto culpada por deixar ele assim, mais meu encontro é mais importante ou não, aish, eu não sei o que eu faço, se eu vou embora com o Jungkook ou seu eu vou ao tal encontro com taehyung, droga de hormônios.

Já fazia uns 20 minutos que estava esperando ele aparecer e nada, já estava quase indo embora quando vejo ele vindo, arrumando sua camisa e seus cabelo que estava bagunçado.

Tae: Desculpe o atraso - percebo agora mais de perto que ele estava suado e com um cheiro estranho, acredito que seja suor, mais acho que era por que ele estava correndo.

(S/n): Não, tudo bem - sem eu esperar ele agarra a minha mão e me puxa para andar, atravessamos a rua e saímos em rumo ao um lugar que até agora era desconhecido por mim.

Ele parecia estar com pressa, como se estivesse tentando se livrar de mim ao mais rápido possível, mais deve ser em pressão minha.

Durante o caminho, nós conversamos assuntos aleatórios, apesar dele parecer uma pessoa ruim, ele é legal e engraçado, coisa que eu nunca vi nele, já que na escola ele fazia o papel de pegador de todas as garotas, mais vejo que ele ta mais pra um pirralho do que um adolescente.

Paramos em frente ao um estabelecimento colorido e cheios de unicórnios espalhados pela entrada, eu conhecia bem aquele lugar, era a sorveteria que fica há cinco quadras da escola, sempre vinha aqui com meu irmão quando eramos mais jovens, eu pedia o de flocos e ele o de uva, era um costume vir aqui todo final de semana, para ser mais precisa todo sábado, mais isso parou quando eu entrei na sexta série e ele na sétima, achamos que era melhor para de ir, por medo que achassem que fossemos um casal, já que só casais e crianças frequentavam aquele lugar.

Ao entrarmos, percebo que tudo esta igual a como era antes, fico feliz em saber que o dono não mudou, ele fez questão de escolher lugar que ficava de frente ao grande janela, que dava visão do parque e o pequeno lago que ficavam logo em frente, pelo que eu me lembre, eu vinha aqui passear sozinha depois das aulas, o lugar era calmo e sem gritaria das crianças, não é que eu não gostasse de crianças, eu só não sou muito fã de bagunça e de gritaria, estava tão perdida em meios em tantos pensamentos que não notei que taehyung já havia pedido os sorvertes.

Tae: eu pedi pra você o de morango, espero que não se importe.

(S/n): não tem problema, eu gosto do sabor de morango - na verdade eu nunca gostei muito do sabor de morango, chocolate e de creme, sempre achei esses sabores enjoativos, mais não ligo muito para o sabor.

Tae: então (S/n)...Você estuda na nossa escola faz quanto tempo? - tava mais que na cara que ele nunca me notou, mais por quê ele me notaria agora? Amor, talvez.

(S/n): entrei quando estava na sétimo.

Tae: ah bom - ele faz um expressão pensativa, o que me confundiu um pouco - que estranho você entreu no mesmo ano que jimin entrou, a três anos atrás se eu não me engano.

(S/n): ... - fico sem palavras, acho que o assunto morreu aqui, ficamos um tempo em silêncio, até que nosso pedido chega, começamos a comer o Sorverte ainda em silêncio, fico observando ele comer o seu, ele realmente tem uma beleza diferente da maiorias dos orientais, vamos dizer que ele conseguia ser sexy, mais fofo ao mesmo tempo, observo cada detalhe do seu rosto, e percebo um pinta em seu nariz, coisa que eu nunca tinha reparado.

(S/n): pintinha fofa, essa no seu nariz - ele me olha um pouco assustado pela pergunta, que saiu de repente quebrando o clima de silêncio que se exalava pelo loca, onde só se podia ouvir conversas alheias das mesas próximas na qual onde estávamos.

Tae: ah obrigado - ele fala corado, isso é estranha, ele nunca ficou corado, nem mesmo quando estava perto da Hyuna, mais antes de eu responder, vejo ele levantar as pressas, chamando a atenção das outras pessoas.

Tae: eu vou ao banheiro e já volto - ele sai sem deixar eu responder.

Espero por alguns minutos, mais ele não aparece, sinto alguem segurar as minhas costas, olho para trás e vejo Hyuna.

Hy: olá querida - ela sorri doce para mim, estranho.

(S/n): bom eu estou tomando sorverte.

Hy: mais então por que tem mais um sorvete aí em cima - fala apontando para mesa - não vai me dizer que estava num encontro - apenas abaixo minha cabeça - meu deus, você esta, quem nesse mundo se atreveria a querer sair com você?

??: eu - olho pro lado e vejo Jungkook.

Hy: ah você - ela ri baixo - só ele também, eu ia responder ela mais taehyung aparece, olho para ele, ele olha para mim e depois Jungkook.

Tae: o que ele ta fazendo aqui (S/n)?

Hy: amor eu to aqui sabia - vejo que ele olha para o lado e finalmente vê a Hyuna alí.

Jk: (S/n) vamos embora daqui - ele tem razão, melhor sair daqui antes que a treta fique maior.

(S/n): já vou, espere - Jungkook me olha confuso, só pego o sorverte e ando em direção a saída.

(S/n): o que foi? você não vem - chamo atenção dele, já que o mesmo continua parado.

Jk: sim vamos - saímos da sorveteria, andamos até o outro lado da rua e sentamos na grama perto do lago, enquanto eu ainda continuava comendo o meu sorverte de sabor enjoativo.

Jk: então você rejeitou meu convite pra sair com ele? - agora que percebi, que o mesmo chorava.

(S/n): Jungkook por que você ta chorando? - pergunto preocupada.

Jk: será que você não percebe?

(S/n) percebo o que Jungkook?

Jk: que eu gosto de você, desde que te vi pela primeira vez entrando pela porta da escola, encolhida e parecia que estava com medo das pessoas, eu senti que devia te proteger, sempre te observei de longe, sempre pensei em um jeito de eu me aproximar de você sem te assustar, mais sabe o que é o pior? - neguei com a cabeça - ver você indo atrás de outro, sabe o quanto dói aqui?- coloca sua mão em seu peito, na direção do seu coração - dói muito sabia? Dói amar alguém e não ser amado da mesma forma - fico sem palavras com o que ele acabou de responder.

Jk: por favor me responda - ele chorava muito, não só ele com eu também cchorava, não aguentei e o abraçei, como se a minha vida dependesse disse, será que eu devo dar uma chance para Jungkook? Ou devo desenvolver um romance com taehyung?

(S/n) Jungkook eu...



A partir desse momento a minha vida ficou mais confusa, tentei buscar respostas para as minhas dúvidas, mais como sempre, sem respostas.


Notas Finais


Desculpa qualquer erro.

Meu perfil para mais histórias: @sara_choi

Kiss

ヽ(*´з`*)ノ


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...