História Sweet Revenge - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber
Personagens Demi Lovato, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Vingança
Exibições 148
Palavras 1.147
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi é a minha primeira fanfic então peguem leve kkkkk bjs amo vocês

Capítulo 1 - Seja justo


Fanfic / Fanfiction Sweet Revenge - Capítulo 1 - Seja justo

P. O. V  Justin Bieber

-mãe! O Justin está me irritando! - Alice gritou enquanto eu jogava pipoca nela

Estavamos todos no cinema que tem aqui em casa assistindo "invocação do mal", nessa época eu tinha uns 15 anos e a Alice 13

-Justin! Para com isso! - meu pai falou bravo

- Jeremy amanhã vocês três vão sair cedo é melhor irem dormir - minha mãe disse calma

- Pattie tem razão é melhor irmos dormir - meu pai disse olhando minha mãe

..... na manhã seguinte.....

Estavam eu, meu pai, minha irmã, Jason o chefe da nossa segurança e mais alguns seguranças que nos protegiam em um lugar distante da cidade, era bem grande e coberto de grama e bem longe haviam montanhas

-Justin e Alice, estão vendo aquela garrafa lá atrás quem acertar um tiro nela primeiro ganha! - meu pai disse animado

Como eu e minha irmã éramos antecessores dos meus pais em todo o Império Bieber meu pai fazia questão de nos treinar quando tinha tempo.

Ele conheceu a minha mãe em uma festa e eles eram inimigos mortais já que meu pai mandava em Atlanta e minha mãe em Los Angeles, eles viviam em guerra, meu pai era conhecido como Barão vermelho e minha mãe como viúva negra, isso é estranho. 

todos temem a família Bieber que hoje são os maiores criminosos da Califórnia, às pessoas chamam a mim e a minha irmã de Coringa e Arlequina, apesar da minha irmã  sempre brigar pra ser chamada de Penélope, se eu fosse ela ficaria com Arlequina mesmo
Fui acordado de meus pensamentos pela voz do meu pai

- Eu tenho uma surpresa pra vocês! - ele disse e só então notei que ele segurava duas maletas, uma rosa brilhante e uma prateada

- me dá logo - minha irmã disse animada

-Mas antes quero ouvir qual é o lema da família Bieber? - meu pai perguntou fingindo ter esquecido
- Faça justiça! Seja leal! É não tenha piedade! - eu e minha irmã repetimos juntos

- muito bem agora peguem! - meu pai disse orgulhoso nos entregando as maletas, a rosa pra doida da minha irmã e a prateada pra mim

Quando eu abri era uma pistola de ouro branco com o nome herdeiro Bieber (coringa) escrita nela que era toda cheia de diamantes

- AAAAAAAAAAAH pai eu te amo! - minha irmã gritou pulando em cima do meu pai enquanto ele ria

- eu adorei! - falei animado

A arma da minha irmã era igual a minha só mudava que era dourada de ouro com pedras rosas e estava escrito herdeira Bieber (princesa Arlequina)

- vamos se posicionem - meu pai disse soltando a minha irmã

Como sempre a minha irmã venceu, ela era boa de mira, mas péssima em estratégia já eu era ótimo em estratégia e minha mira não era ruim eu nunca errava, mas ela era anormal

- acabou o treino me devolvam as armas - meu pai disse se aproximando de nós

- A pai deixa com a gente - pedi

- Não vou deixar duas crianças soltas com armas por aí! Sua mãe me mata! - ele disse rindo

- Jeremy Bieber! - Ouvi a voz da minha mãe atrás da gente e meu pai arregalou os olhos

- oi meu amor - meu pai disse tentando esconder as armas atrás dele

- Não me venha com essa de Oi amor! O que  nós combinamos? Nada de armas de verdade para as crianças até os 17 anos! - ela disse brava pegando nossas armas da mão do meu pai

- Desculpa - meu pai disse calmo - mas eles já estão grandinhos

- mãe a agente sabe se virar - Alice disse

- Garota você tem 13 anos! - minha mãe disse brava

-  Senhor Bieber temos que ir agora - Jason disse chegando ofegante até nós quando ouvimos barulhos de tiros

- Vão para o carro agora! - meu pai gritou pra gente e ocorreu na direção do tiroteio

Minha mãe nos levou correndo até o carro e pegou a arma dela no porta luvas e colocou nossas armas no banco da frente

- fiquem aqui! Eu amo vocês - ela deu um sorriso calmo e sereno e foi correndo em direção ao confronto

Naquele dia eu e minha irmã fomos atacados dentro do carro

- Solta ela! - gritei pro homem que tentava levar a minha irmã e ele riu,
Sem pensar duas vezes peguei a arma no banco e apontei pra ele

- solta a arma criança - o homem disse debochado

E por extinto eu atirei nele e tudo ficou em câmera lenta enquanto o homem cai no chão morto com um tiro na testa

EU MATEI UMA PESSOA?! 

Minha irmã correu na minha direção e me abraçou enquanto chorava

- eu matei ele - falei paralisado enquanto meus pais vinham correndo

- você fez o certo! - minha mãe disse me abraçando enquanto eu chorava em seus braços

- Faça justiça, seja leal e não tenha piedade - meu pai disse se juntando a nós em um abraço

E hoje depois de 7 anos eu estou aqui estou eu com 22 anos no funeral dos meus pais que foram brutalmente assassinados na nossa casa

Não sei como conseguiram entrar lá já que a nossa casa é cercada por seguranças 24 horas por dia e isso acaba comigo, naquela noite eu estava em casa e encontramos os meus pais mortos pela manhã, mas quem faria isso? Fui acordado de meus pensamentos quando ouvi o choro da minha irmã, ela estava abraçada comigo chorando horrores ela vestia um vestido preto e mesmo de óculos dava pra ver que ela estava acabada assim como eu, o lugar estava cheio de amigos, família, seguranças e alguns curiosos por que ali acabava o reinado do Barão vermelho e sua viúva negra.

- agora eu gostaria de chamar os filhos do casal Bieber para falarem algumas palavras - o padre disse

Eu fui caminhando em direção dele e senti minhas pernas falharem mas permaneci de pé ao lado da minha irmã que estava caminhando com dificuldades até chegarmos lá

- hoje foi um péssimo dia, não sei se choro, sumo ou finjo estar bem, Hoje é o dia de lhe dizer adeus, o último e mais difícil Vocês se foram para sempre, pois Deus chamou vocês de volta, e agora devemos continuar vivendo sem vocês, Será difícil e algo sei com certeza, e é que nada nunca mais voltará a ser como antes, pois vocês não estão mais entre nós e o mundo ficou mais cinza, não sei quem fez isso, mas sei que iremos nos vingar! - olhei pra minha irmã ela concordou com a cabeça - Faremos justiça! Seremos leais e não teremos piedade! - minha irmã repetiu junto comigo e ali foi declarado guerra!


Notas Finais


Espero que gostem! Favorito e divirtam-se


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...