História Sweet Revenge - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Demi Lovato, Justin Bieber
Personagens Demi Lovato, Jeremy Bieber, Justin Bieber, Personagens Originais
Tags Vingança
Exibições 96
Palavras 1.135
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Mistério, Policial, Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi minhas amoras!! Aqui está mais um capítulo... espero que gostem!!

Capítulo 2 - Seja leal


Fanfic / Fanfiction Sweet Revenge - Capítulo 2 - Seja leal

P. O. V. Justin

- calem a porra da boca agora! - gritei para os meninos

Estavamos reunidos eu, Alice, Ryan, Chris e Chaz no galpão secreto

- eu já falei que isso ia dar merda caralho! Vc tem duas opções ou você casa com uma cidadã americana ou a gente se muda pro Canadá! - minha irmã falou já explodindo

A situação era a seguinte, quando eu nasci meus pais estavam viajando no Canadá então eu sou um cidadão Canadense já que meus pais nunca se preocuparam em tirar o meu título de cidadão americano, e agora com a morte dos meus pais eu acordei e recebi uma carta do governo dizendo que tenho 90 dias pra ir embora dá Califórnia

Isso estava me matando e eu não podia ir embora a minha vida é aqui e eu tenho assuntos a serem resolvidos e sangue pra derramar

- eu caso! - falei pondo um fim naquela discussão

- essa eu quero vê! - minha irmã disse rindo igual doida sendo seguindo pelos garotos

P. O. V  Madie

Eu estava andando pelas ruas de Los Angeles com o meu fusca amarelo, voltando do meu trabalho de garçonete quando começou a chover muito e foi quando ouço um estalo alto e o carro para.

- Ah não! - gritei e dei um soco no volante eu estava em uma rua deserta pior que isso não dá

Oi meu nome é Madie eu tenho 18 anos e moro com meus pais e meus irmãos, Brenda tem 10 anos e Brandon 2, nós não temos muito dinheiro por isso moramos em uma casinha no subúrbio e se não fosse pelo meu trabalho passaríamos fome, meu pai trabalha como zelador e todo o dinheiro dele vai para o tratamento da minha mãe que sofre de câncer de mama, mas tenho fé em Deus que ela vai sair dessa

- oh garota - ouvi alguém chamar e quando olhei era uma garota em um carro luxuoso, ela era loira e tinha os olhos verdes parecia uma princesa.

- oi - respondi saindo do carro tentando ser gentil

- quer ajuda? - ela perguntou sorrindo de um jeito meigo

- sim! Se não for encomodar - falei com alívio

Ela parecia ser legal e meiga, não sei mas ela parecia ser bem confiável

- não vai incomodar, entra ai te dou uma carona e a gente liga pro guincho vim buscar amanhã, é perigoso ficar aqui está chovendo e você está toda encharcada - ela falou rápido

- muito obrigada - falei entrando no carro

- de nada meu amor - ela sorriu e eu senti alguma coisa no meu nariz e apaguei

(....... )

Acordei em um quarto todo branco, a cama era uma confortável cama de casal com lençóis dourados e do lado havia uma cabeceira com minha carteira e chaves, e haviam três portas, eu acho que eram o closet, o banheiro e a saída

- Bom dia amiguinha - levei um susto quando aquela garota entrou

Ela estava vestida com calça colada preta de brilho, uma regata branca e por cima um colete a prova de balas rosa com um tênis rosa também

- pelo amor de Deus aonde eu estou? - perguntei assustada

- amiga bom dia pra você também, você está na minha humilde residência - ela disse sorrindo e fechando a porta

- o que você quer comigo? - falei me encolhendo

- fazer uma proposta, seu paizinho te vendeu pra pagar o tratamento da sua mãezinha! E adivinha você vai casar! - ela gritou como uma criança animada batendo palmas

- O QUE? - gritei assustada e sem entender nada

- meu irmão ia ser deportado mas pra isso não acontecer ele tinha que se casar em 90 dias, mas daí eu achei você que é linda por sinal amiga! Sua mãe precisava de uma cirurgia e eu paguei em troa de você! - ela falou sorridente como uma psicopata como se fosse a coisa mas normal do mundo e o pior era que ela era direta demais pro meu gosto

MEU PAI ME VENDEU?? com que direito! Ele tá pensando o que? Meu Deus! Não dá pra acreditar, só pode ser uma brincadeira de mal gosto! Eu namoro o filho do meu pastor, tenho os meus irmãos e a minha mãe pra cuidar! Isso é ridículo apesar que o meu pai faria isso com certeza! Ele nunca gostou de mim e me culpa pelo que nós estamos passando

- não vou mesmo - falei me levantando mas algo me fez parar

Ela levantou uma arma em uma mão e a foto da minha família na outra

- calminha, amiga você não quer fazer por você eu te entendo, mas fará pela sua família - ela disse me fazendo parar arregalando os olhos assustada

- sua louca - sussurei aterrorizada

- foda-se agora toma um banho e se arruma, ali no closet tem roupas, e desça estou te esperando lá embaixo para te apresentar o noivo- ela disse pulando

- por que está usando esse colete? - a minha curiosidade gritou mais alto

- eu estava fazendo um serviço - ela sorriu maléfica

- Deus vai condenar você! - falei convicta com o nariz em pé

- como meu pai já dizia, o céu nos condena mas o inferno nos venera amiga

Ela disse e saiu fechando a porta com força

Isso é um pesadelo! Só pode ser!. Entrei no banheiro e ele era branco como o quarto tirando o fato de ter uma escova, um sabonete e um roupão sobre a pia luxuosamente linda, havia uma banheira incrível e um chuveiro, optei pelo chuveiro tomando um banho demorado

Saí e fui ao closet e ele era imenso, era claro com uma luz amarelada em cada compartimento e tinha a parte das blusa, calças, shorts, etc... tinha tudo, mas coloquei um vestido rodado verde de florzinha com um chinelo branco e fiz um coque bagunçado e ficou bom

Abri a porta devagar me deparando com um corredor grande q devia ter umas nove portas e uma escada logo a minha frente, fui caminhando até lá e vi a menina doida jogada no sofá vestindo short e uma camiseta escrito "atire"

- qual o seu nome? - perguntei me sentando ao lado dela

- Alice mas pode me chamar de Alerquina ou amiga se preferir - ela disse com um pirulito na boca

- ok Alice - falei só pra provocar ela

- vamos garota - ela disse me arrastando por aquela sala chique até uma porta dourada

- vocês gostam de dourado né? - perguntei

- sim - ela disse seca abrindo a porta me fazendo me de parar com um menino mais que lindo

- oi querida - ele disse debochado

Continua?


Notas Finais


Então é isso parece que as coisas estão se desorganizando mas Melanie fará mais parte da vingança que tudo! ELA É A PRÓPRIA VINGANÇA!!!!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...