História DoceTortura - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Tags Algemas, Brinquedos, Hentai, Sexo
Exibições 39
Palavras 1.485
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Romance e Novela
Avisos: Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas da Autora


oi, desculpem por te deixarem no vácuo com essa história aqui.
é que fiquei brigando com ela um tempinho. mas finalmente fizemos as pazes.
e agora ela está ai.
espero que adorem.
e aprovem a minha criatividade que retornou nessa ai. ;p

Capítulo 5 - Extra - senta, senta, senta


NA: (primeiro, leia devagar... lentamente. E aproveite. ;) )

Ela subiu em cima de mim e me deu um beijo lânguido e profundo, se roçando em cima de mim, quando o fôlego some, ela desce os beijos por meu pescoço dando lambida e chupadas, e vai descendo e me lambe os mamilos lentamente, me fazendo dar gemidos baixos. Depois se cansa e faz o mesmo no outro e vai descendo a mão pelo meu corpo e desliza a mão por meu membro devagar me torturando, faz movimentos de vai e vem e depois vai rodeando a glande com o dedo. Mordi os lábios e deixei a cabeça pra trás quando ela aumentou um pouco e deu uma mordida no meu mamilo com uma puxada devagar.

Foi descendo e me lambendo e mordendo lentamente, foi descendo beijos e sugadas por meu abdômen devagar, rodeou a língua por meu umbigo, me fazendo tremer e deu uma leve mordida em meu baixo ventre. E foi descendo e pegou meu membro com as mãos, o que me fez abrir a boca num gemido curto e arquear pra trás. Ela fez um barulhinho para olhá-la, e ela foi descendo com a boca devagar sorrindo maliciosa pra mim, e deu uma lambida nele curta e deu uma risadinha quando me retesei, olhou pra mim e o colocou com a boca toda com a língua indo na frente, ainda me olhando, fazendo lentamente até o fim, me fazendo arquear de boca aberta.

E ela foi subindo sugando até a glande onde rodeou com a língua, e sugou lenta e forte. E depois desceu rodeando com a língua, me fazendo estremecer inteiro e soltar um gemido rouco pela garganta. E foi alternando entre lento e rápido e me sugando, e depois foi mais rápido com sugadas, quando viu que estava quase enlouquecido e gemendo alto foi diminuindo aos poucos, e depois só ficou rodeando com a língua pra cima e pra baixo e quando me acalmei um pouco, ela rodeou a glande e deu uma sugada. E depois deu uma lambida curta por ele inteiro e depois veio lambendo meu corpo inteiro e deu uma risadinha quando dei um gemido por ela ter parado. Me lambeu os mamilos e os sugou lentamente. Depois subiu e me deu um beijo sugador e possessivo e quando o fôlego sumiu me deu uma sugada na língua e me mordeu de leve meu lábio inferior e o puxou devagar. E saiu de cima de mim e foi escolher uma música.

– Aaah... qual é...? vai sair assim é? – reclamo meio besta por ela por me acordar desse jeito.

Ela da uma risada alta e sensual, piscando pra mim colocou a musica, mas deu pause e veio me ajudar a sentar melhor na cama. Piscou e saiu rebolando e riu um pouco antes de colocar a música.

NA: (https://www.youtube.com/watch?v=RnWY3TjCqeI), sério, abrem ai enquanto lêem, ;p ) (´"musica da branca de neve")

– Ah! Cara, não acredito...- falei meio pasmo e rindo.

Ela veio com uma cara séria e sensual, e ficou do meu lado da cama, dando os passos e dando reboladas. No -eu vou...- ficou requebrando aquela bunda pelada na minha frente, e virou pra frente e deu reboladas, pra ver seus seios quase pulando e... tudo mais. E depois virou novamente, e no paratir... ficou jogando a bunda pra perto de mim, que deu pra ver ela toda.

E depois veio e subiu na cama, e ficou dançando em cima de mim. E no -eu vou- virou de frente requebrando e indo até embaixo quase me tocando. E sobe me lambendo a cara e se requebra mais, e se vira de novo e rebola pros lados quase no meu rosto. E na parte do -senta, senta...- literalmente ela sentou a bunda na minha cara, pra cima e pra baixo aquela bunda na minha cara, que deu vontade de morder, depois afastou um pouquinho e requebrando ao som da musica, e no taram bateu as bandas da bunda na minha cara. E nas outras partes foi mais a frente e ficou requebrando ao ritmo da música, e as quicadas quase ia na minha cara e abaixava quase indo no meu falo, dando uma requebrada nele rebolando e depois subindo e empinando a bunda e requebrando e rebolando, me deixando maluco.

E veio a parte do -senta, senta...- de novo e ela veio e fez a mesma coisa e ficou mais próxima, mas eu pra provocar deixei a língua de fora e fiquei lambendo enquanto abaixava e ela deu um gemido abafado e lhe dei um sorriso sacana e dei a língua provocativo pra ela. Mas ela continuou com as reboladas na minha cara até a musica acabar. E ela rebolou mais provocativa e mais dentro da minha cara e eu estiquei ainda mais a língua pra fora e a toque lambendo e quando a musica acabou a peguei desprevenida e lambi de cima a baixo e ela deu uma leve arfada.

E ela esticou as pernas ficando reta, e sua intimidade na minha cara, - deu um nó meio frouxo no cabelo – e pôs a mãos nas minhas coxas e me olhou de baixo das suas pernas pra mim e me piscou dando um sorriso safado e foi se abaixando até alcançar meu membro.

– Que saúde hein!? – falei vendo essa disposição toda.

Ela deu uma risadinha antes de o abocanhar por inteiro, quase em pé, num 69 tipo ioga, e eu não me fazendo de rogado a peguei também e lambi sua intimidade toda. Fui no seu pontinho e fiquei lambendo e sugando com vontade. Mordi de leve seu ponto e puxei a fazendo dar um gemido fino e a mim também quando ela me rodeou a língua e deu uma sugada na glande.

E fomos fazendo trocas provocativas. Enquanto eu lhe lambi e enfiei minha língua o mais que pude em seu centro e lambendo e dando sugadas em seu ponto. Ela me lambia e sugava inteiro e apertava as unhas nas minhas coxas quando eu a penetrava com a língua. E ela me lambia inteiro e quando a penetrei com a língua, ela lambeu e chupou com vontade minhas bolas, quase colocando inteiro na boca, enquanto fazia isso, a segurei em seu clitóris e fiz lambidas rápidas, e sugando a ponta com maestria.

Nessa hora quase chegando ao clímax com nossos gemidos abafados na intimidade do outro. Quando sentimos que não estávamos quase não agüentando aumentamos a velocidade. Ela me colocou inteiro na boca e ficou sugando até a garganta com vai e vem e o lambendo na glande quando quase saia. E eu ia lambendo e sugando mais forte seu ponto de prazer, e lhe enfiando a língua fundo e sugando. E nos fazendo gemer e se contorcer.

E chegamos ao orgasmo juntos quando ela estava com ele inteiro na garganta sugando com vontade, enquanto eu lhe segurei no clitóris e lambi e suguei com vontade como se estivesse beijando. Nos contorcemos e o orgasmo nos atingiu completamente um derramando na boca do outro. Dando um alto gemido na intimidade do outro quase aumentando um pouco mais o estimulo até sair a ultima gota de prazer liquefeito.

E ela quase não se aguentando nas pernas quase cai em cima de mim, mas se vira e deita ao meu lado esparrama e fechando os olhos com respiração irregular mas com um sorriso no rosto. E eu o mesmo, com a cabeça jogada pra trás com a respiração rasa e sentindo a eletricidade de prazer passar por meu corpo.

Depois de um tempo, com a respiração normalizando ela deita de lado e coloca o braço a minha volta e fica um tempo assim, pra descansar um pouco, e fica deslizando os dedos por meu tronco fazendo carinho. E depois pega a câmera do lado e tira foto da gente naquele estado, joga a foto pro lado e depois a guarda novamente.

– Foi bom pra você? - pergunta ela com um sorriso largo pra mim.

– Foi ótimo! – falo com um sorriso de lado.

Ela sobe em cima de mim e cruza os braços sobre meu tórax, e fica me olhando, e ficamos conversando sobre nada por um tempo. E quando viu que eu estava mais relaxado, não conseguiu segurar um sorrisinho de lado.

– Que foi? – questioneis com uma sobrancelha arqueada, mas já temendo a resposta.

– Nada. É que eu fui boazinha e deixei você descansar mais. – fala e depois sobe e sussurra no meu ouvido. – Se prepara que tem mais um round pela frente e esse vai ser na pressão. – fala quente em meu ouvido.

E eu me arrepio por inteiro, e dou uma contorcida com o pescoço por onde ela falou. E ela lambe minha orelha e a puxa devagar e sobe mais sobre mim e me beija profunda e gulosamente, enquanto sua mão passeava pelo meu corpo o fazendo acordar.

n/a: obrigada nossa senhora da iluminação!! kkkk


Notas Finais


o que acharam?
minha criatividade ta boa não? kkkkkkkkkkk ;)
.
deu meio vergoinha, que essa música é meio antiguinha.
mas ai ouvi ela e coloquei ai no meio.
.
gostaram??
kkkkkk
.
comentem


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...