História Doctor Oh - Capítulo 5


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens Baekhyun, Chanyeol, Chen, D.O, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Sehun, Suho, Tao, Xiumin
Tags Crack, Doctoroh, Exo, Médico, Tenhoproblemas
Exibições 220
Palavras 370
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Nudez
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Demorei, não gostou me processa q

Amém Jorginho

Capítulo 5 - Paciente Kim Jongin


O terceiro paciente daquele dia era um gostoso que tinha problemas cardíacos - eu que teria um se não conseguisse me controlar diante àquele Deus de pele morena.

Pegava mesmo, não gostou me processa.

- Então, aqui nos papéis mostra que você está com dor no coração.

- Sim.

- E você está?

- É claro que eu estou.

- Por quê? - pensei que ele me responderia com um "você é o médico, deve me examinar pra saber blábláblá".

Mas felizmente Jongin era uma pessoa normal.

- Eu sofro por amor. - ele levou a mão até o lado esquerdo do peito e jogou a cabeça para trás, fazendo uma careta de dor.

Se eu fosse tarado, sairia beijando aquele maxilar, na moralzinha.

- Se você tivesse enviado a palavra Love para 48022, isso não estaria acontecendo.

- Você já enviou? - já.

- Não. Estamos aqui para falar dos seus problemas. - suspirei, ajeitando os óculos de grau na ponta do nariz.

Peguei meu celular e passei a jogar Candy Crush, ouvindo o moreno gostoso pigarrear.

Aff, e eu achando que ele não seria um dos pacientes insuportáveis que atrapalham meus jogos ou minhas nóias.

- Doutor Oh, voc-

- Não. - respondi grosseiro, começando a rir em seguida. - Brincadeira.

Primeira pessoa que me faz rir em dias, acho que com ele eu devia casar.

- Como eu faço pra resolver meu problema?

- Esponja e detergente.

- Como assim?

- Uma louça, criatura. Lave uma. - ele pareceu não entender.

Aproveitei que meu celular começou a bugar e taquei no chão, respirei fundo e ditei alguns palavrões antes de me recompor.

Entreguei um papel para Jorginho que leu em voz alta o conteúdo com o cenho franzido.

- "Traga seu amor de volta com 5 simpatias infalíveis"? Você já tentou? - já.

- Não.

- Então como sabe que funciona?

- Se existe, é porque funciona.

- Mas não faz sentido.

- E o que faz sentido nessa vida? - o deixei pensativo.

Sehun 1, Jorge 0.

- Tudo bem, obrigado.

- Tanto faz. - dei de ombros e ele se levantou para sair da sala. - Se não der certo meu número está atrás da folha.

Não se ganha nada se não for atirado.

Notas Finais


Vamos aprender com a cadelinha oh
sekai sim, n gostou me da um tiro


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...