História Doentia obsessão - Capítulo 44


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Lucy Hale
Personagens Personagens Originais
Tags Criminal, Justin Bieber, Lucy Hale, Obsessão, Romance
Exibições 1.500
Palavras 733
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Colegial, Crossover, Drama (Tragédia), Escolar, Famí­lia, Fantasia, Festa, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


NOTAS FINAIS

NOTAS FINAIS

NOTAS FINAIS

Capítulo 44 - O que essa merda ta fazendo na sua gaveta?


Fanfic / Fanfiction Doentia obsessão - Capítulo 44 - O que essa merda ta fazendo na sua gaveta?


Iríamos jantar na casa da mãe do Justin, que segundo ele viria hoje para Chicago. Sim, Justin tinha uma mãe, sim, eles tinham uma relação boa, na medida do possível, é claro. 


Só não sei porque Justin escondeu isso tanto tempo. 


Ele entrou no quarto, eu estava retocando o batom vermelho quando ele diz: 


- Que roupa é essa? - veio em minha direção. 


- Um vestido - respondi meio óbvia - E eu não vou trocar - falei firme pegando minha bolsa - Vamos? - sorri um tanto... debochada. 


- Eu acho que você deveria tomar mais cuidado com suas roupas - falava enquanto descíamos a escada. 


- Então o tamanho da minha roupa é o tamanho do meu cuidado?


Ele revirou os olhos abrindo a porta do carro para eu entrar.  

A viagem foi mais rápida do que eu esperava. 20 minutos, no máximo, foi o tempo gasto para chegar até a casa, uma bela casa, por sinal. 

Desci do carro juntamente com o Justin caminhando em direção a porta da mansão. 



- Oi - uma mulher muito bonita veio em minha direção assim que entramos. 

A mesma nos esperava na porta, meio ansiosa. 


- Oi - respondi meio sufocada com o abraço. 


- Oi, filho - foi em direção do Justin dando um abraço ainda mais apertado. 


- Oi, Pattie - falou seco o afastando. 


E aquele comportamento me intrigou: Por que Justin agiria assim com a mãe dele se ela parece ser tão boa?


As vezes as aparências enganam


O jantar foi meio quieto, as vezes Pattie comentava sobre a infância do Justin, mas ele logo fazia questão de corta-la. 


Nesse momento estávamos ouvindo o irmão adotado do Justin, Pratick, se gabar. 


- Mas mudando de assunto - Patrick olha para mim, fazendo Justin olhar também - Você tem muita sorte quando o assunto é mulher, não é, irmãozinho? - aquela ultima palavra esbanjava sarcasmo. 


Justin apenas o fitou sério, e aquele olhar fez com que Patrick ficasse com medo. mas não demonstrou aquilo em momento nenhum. 


- Você nunca me disse que tinha outro irmão, amor - tentei mudar de assunto, sorrindo pacífica. 


- É porque eu não tenho - Justin abre um sorriso vingativo - Meus irmãos são a Jasmini e o Jaxon, esse dai é só um bastardinho que foi adotado por pena e pensa que faz parte da família - Justin olha Patrick com nojo. 


Exagerou? Exagerou. 


- Você é daqui mesmo? - Patrick continuou com as perguntas. Provocando o Justin. 


- Sou - respondi rápido. Pois eu percebia o olhar de Justin sobre mim e sobre o Patrick. 


- Antes de ir embora deixa seu endereço, quem sabe qualquer dia eu te faço uma... visitinha - sussurrou a última palavra olhando pro Justin, que, automaticamente levou a mão na minha perna por debaixo da mesa, apertando a mesma com força logo sem seguida. Aquilo ficaria marcado com certeza. 

Ele estava me punindo por aquilo, mesmo sabendo que eu não tinha a menor culpa.


Justin se levanta me puxando pelo braço. 


- Foi- foi um prazer conhece-los - Falei enquanto Justin me arrastava até a porta. 


- Qualquer dia eu te mostro o prazer que foi - Patrick diz provocativo. 


Justin me "joga" dentro do carro acelerando o mesmo rapidamente. 


Chegamos na sua casa e ele foi direto pro banheiro tomar um banho. Pelo silêncio do caminho todo e o fato do Justin não ter ao menos olhado na minha cara já demonstrou a raiva que ele estava de mim. 


Ele estava achando que eu iria atrás dele como eu sempre fiz? Ele queria que eu pedisse desculpas por uma coisa que eu não tenho culpa? Ele queria que eu implorasse por amor e por atenção? 
Se essa for a intenção do Bieber, ele está perdendo o seu precioso tempo.

 
Fui em direção ao seu closet. Eu queria me distrair com algo, tirar toda aquela tensão da cabeça. 


Abri suas gavetas do mesmo, me deparando com cuecas Calvin Klein variadas na cor branco e preto. Eu sorri com toda aquela organização, com todo aquele perfeccionismo. Sério que ainda existia homens assim?


Mas meu sorriso começou a se desmanchar. 


Peguei aquela maldita fotografia. 0 que essa merda ainda fazia aqui?


Peguei a mesma na mão e andei até o banheiro. Aquela cena era familiar para mim. 


- O que essa merda ta fazendo na sua gaveta? 
 


Notas Finais


EU SEI QUE EU SUMI, NÃO ME MATEM, MAS É PORQUE ESTA TENDO VOTAÇÕES E EU NÃO ESTOU PARANDO DE VOTAR EM UM SÓ SEGUNDO.

MAS SOBRE O CAPITULO>> estão percebendo uma mudança na personalidade da Carter? Ela se impõe, não faz tudo que o Bieber pede e ainda não esta sendo idiota. SO QUE EU TO AMANDO?

E pra quem não lembra dessa fotografia, é a mesma do capitulo 11


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...