História Dois amores meio improváveis ~ Finnceline e Fiolee ~ - Capítulo 30


Escrita por: ~

Postado
Categorias Hora de Aventura
Personagens Ash, Beemo "BMO", Cake, Canelinha, Finn, Fionna, Gunter, Hudson Abadder, Jake, Jake Jr., Keila, Kim Kil Whan, Lady Íris, Litch, Marceline, Marshall Lee, Mordomo Menta, O Lich, Personagens Originais, Princesa Caroço, Princesa De Fogo, Princesa Jujuba, Principe Chiclete, Príncipe de Fogo, Rainha Gelada, Rei Gelado, Sr. Porco, TV, Viola, Yeti
Tags Finnceline, Fiolee, Hora De Aventura
Exibições 35
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Hentai, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico), Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Álcool, Drogas, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Juntos outra vez.....


Fanfic / Fanfiction Dois amores meio improváveis ~ Finnceline e Fiolee ~ - Capítulo 30 - Juntos outra vez.....

      ........CONTINUANDO...... 

       
            - Será? - Pergunta Marco. 
            - Provavelmente - eu falo. 
            - Mas por que então? - pergunta Marco novamente. 
            - Talvez uma " lição de moral " em nós dois..... - Eu falo. 
           - Isso..... é bem a cara dela . - afirmou Marco. 
           - Sem dúvida.... é bem a cara dela - eu afirmo. 
           - Mas se ela já está morta....., como ela poderia fazer isso? - pergunta Marco. 
           - Passando a consciência dela para você. - Eu falo sério. 
          - Mas.... como ela fez isso? - pergunta Marco já desesperado. 
         - Disso eu não sei, mas sei que não devemos duvidar dos poderes Luna tinha . - Eu falo e por alguns segundos fico com um sorriso no rosto. 
         - Sim......, minha esposa era um verdadeiro quebra - cabeça. - fala Marco rindo. 
         - Isso não deixa de ser verdade, Luna além de bela, doce, meiga, inteligente e misteriosa, sempre tentou evitar que nós dois nos matasse, ou então ficássemos de mal um com o outro. - Eu também falo rindo. 
        - Agora que você disse...., me lembro de nossa juventude, quando você, eu e Luna tínhamos 97 anos, você e ela eram apaixonados um pelo outro. - fala Marco coçando a nuca da cabeça e com um sorriso bobo estampado em seu rosto. 
        - Sim.....,ela era perfeita.- Eu falo, e agora estou sentindo minhas bochechas corarem. 
        - Não fique assim.....; Hãm? , mas o que? - fala Marco olhando para uma luz,  que aos poucos acaba se tornando...., eu conheço esse lugar....., era o lugar em que nós......
          - Rápido meninos , falta pouco. - fala Luna, ela está mais jovem para ser específico 97 anos. 
          - É esse cão folgado que me atrasa. - O meu eu de 97 anos fala enburrado .
         - Eu não sou um cão folgado, é esse sanguessuga que me atrasa com essa frescura de sombra. - Fala o Marco de 97 anos. 
         - NÃO ME CHAME DE SANGUESSUGA!!! - O meu eu do passado fala.
         - A boca é minha eu falo o que eu quiser . - fala o Marco do passado. 
         - PAREM!!!, vocês dois parecem duas crianças fazendo birra. - fala a Luna do passado ,enburrada .
         - Desculpa. - Fala o meu eu do passado e o Marco do passado. 

        Me lembro desse dia , estávamos procurando por pedras da lua , foi um dia inesquecível, teve muita briga, muita diversão, muito estresse, tivemos muitos sentimentos nesse dia . Foi também nesse dia em que o Marco a pedio em casamento, eu fiquei triste no começo, mas eu sabia que Marco a amava mais do que eu, também , quem não a amaria? , uma garota com os cabelos longos da cor preta olhos azui, uma pele clara, e com uma voz doce e calma, mas que também era uma espécie de lobisomem.

       Anos se passaram e eles tiveram a adorável Bela, ela era tão linda quanto a mãe, ela puxou mais traços do pai do que os da mãe, puxou a cor dos cabelos do pai, um tom avermelhado, uma pele mais escura, que por algum motivo quando se transformava em lobo , se tornava um albino, mas fora isso..... ele sempre foi um ótimo pai. 

            - Finn? , o que está acontecendo com você? - pergunta Luna apavorada. 
            - Mamãe, o que ouve com o tio Finn ? - pergunta Bela com uma voz de choro. 
           - FINN, EU SEI QUE VOCÊ AINDA ESTÁ AÍ DENTRO, POR FAVOR, VOLTE PARA NÓS , VOCÊ NÃO É UM MONSTRO SUGADOR DE SANGUE. - falava o Marco do passado tentando me trazer de volta do meu transe. 
          - Finn, por favor... volte para nós... - fala a Luna entre lágrimas.
          - Tio Finn ? - pergunta a pequena Bela .
          - SE AFASTEM .- Fala o Marco do passado , e antes que ele pudesse falar ou fazer qualquer coisa, o meu eu do passado o golpeia, e ele cai no chão, eu vou na direção do Marco do passado, eu iria mata-lo, mas eu me lembro o que aconteceu.

        Quando eu estava prestes a sugar o sangue de Marco...., Luna se transforma e me ataca, então eu vou em sua direção, ao chegar nela..... eu....eu..... eu quebro o pescoço dela, e arranco a sua cabeça, logo vou na direção de Bela, e então..... eu sugo o seu sangue por completo, Marco estava com fogo nos olhos , teria vingança, mas antes que ele pudesse fazer alguma coisa...., o sol nasce e eu volto ao normal.....

       - Isso.....- Eu falo cabisbaixo
       - Sim...... , foi assim que você as matou. - fala Marco também cabisbaixo. 
       - Mas a culpa não foi sua Finn.... - fala um voz familiar que eu conheço bem. Eu e o Marco olhamos para trás e a vimos nos olhando, nós ficamos espantados e falamos ao mesmo tempo. 
       - LUNA ?!- Eu e o Marco falamos. 
       - Marco....., estou muito triste...., você nunca machucou inocentes, mas agora...., por que?, por favor , não me diga que foi por vingança. 
       - Me perdoe Luna, eu..... - Marco fica quieto, ele está tentando juntar palavras para falar.
       - Ah Marco...., eu te perdôo, mas eu acho que você tem que perdoar outra pessoa.....- fala Luna com uma voz calma e doce, ela estava se referindo a mim. 
       - Mas Luna...., eu não mereço perdão. - Eu falo entre lágrimas, e com os punhos fechados e olhando para baixo. 
       - Merece sim, você não tinha controle do que estava fazendo. - Fala Marco. - Eu fui um tolo, eu deveria ter notado...., que você nunca iria fazer algo assim, durante a minha vida toda eu queria te matar, procurei vingar, fiz todos os seus amigos sofrerem, por isso..... me perdoe. - Fala Marco chorando. 
       - Você sabe que eu não preciso falar para que eu te perdoe. - Eu falo o abraçando entre lágrimas. 
       - Agora eu poderei voltar com a minha família em paz.....- Fala Marco, e então a Bela aparece do lado do Marco, Luna aparece do seu outro lado, Marco pega Bela no colo e começa a sorrir e a chorar de emoção. 
         - Adeus Finn...., meu velho amigo sanguessuga. - Fala Marco com um sorriso. 
        - Adeus Marco...., seu cão preguiçoso. - Eu falo rindo. 

        Então vejo eles sumirem aos poucos, eles estão juntos de novo, a cena que eu nunca vou esquecer. Algo está me chamando? 
       - FINN, POR FAVOR FINN, VOLTE PARA NÓS, FINN!!!!!- É a Marcy , ela está desesperada. Não se preocupe Marcy.... estou voltando para você....
     
        Então eu abro aos poucos meus olhos, estou vendo tudo enbaçado, e pelo barulho.... tem muita gente ao meu redor...., estou na Ala - hospitalar pelo que consigo ver....
        - Finn.....? - pergunta Marceline com os olhos cheios de lágrimas. Eu levo minha mãe para seu rosto e enxugo as suas lágrimas com o meu dedo.
        - Por favor...., não chore - eu falo com uma voz fraca.
        - Graças a Glob você acordou. - Fala Marceline me abraçando e soluçando por causa do choro. 
        - Sempre estarei com você. - Eu falo em seu ouvido. 
        - Assim espero, e nunca mais faça isso comigo, já é a segunda vez que isso acontece. - Ela fala enburrada .
       - Kkkkkkkkkkk, vou tentar. - Eu falo rindo. 

       Marco....., você nunca será esquecido, não em quanto eu existir....., obrigado por você ter sido o meu amigo. 

   
       
         .....CONTINUA.......



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...