História Dois Haréns, Uma Confusão - Capítulo 9


Escrita por: ~

Postado
Categorias Omamori Himari, To Love-Ru: Trouble
Visualizações 18
Palavras 2.110
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Colegial, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Famí­lia, Fantasia, Harem, Luta, Romance e Novela, Seinen, Violência, Yuri
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 9 - Na Mira da Morte


Kaya havia acabado de intervir na luta de Himari contra Yami, a bakeneko não podia cuidar de Yami e Tama ao mesmo tempo para salvar Yuto.

KZZZZT! (campo de força rachando)

Kaya: Não consigo aguentar por mais tempo. Himari-san, ajude Yuto o quanto antes!

Himari: Entendi, mas estou desarmada e sem minha espada.

Kaya: Eu pensei nisso, e tem uma coisa para você. (entrega para Himari um envelope, que na verdade era Aya)

Himari: Aya-san, preciso de uma arma qualquer. Trouxe minha espada?

Aya: Sim, sabe que não sou uma mensageira qualquer. Lembra?

Himari: OK! Vou te levar comigo, para o caso de necessário. (colocando Aya nos seios)

Aya: (pensando) HMM! AHH! Os peitos da Himari-san são quentinhos...

Yami tentava deter Himari que fugia para salvar Yuto, mas Kaya impedia de qualquer ação hostil, principalmente por saber do estilo de luta da loira que diferenciava de Mea. A ruiva era especialista em ataques de longo alcance enquanto a irmã foi feita para combates corpo-a-corpo.

Yami: Sai da frente, zashiki-warashi!

Kaya: Nem se quisesse.

Kaya estava apenas munida de uma espada e seu poder de criar campos de força, mesmo sabendo que não era páreo para a arma trans. Enquanto isso, Tearju e Ryouko levam Oshizu com a ajuda de Lala e Rito para a enfermaria.

Lala e Rito: Oshizu-chan!

Oshizu: (arfando) Rito-san… Lala-chan… Eu vi o passado da Tama e vi que ela não é ela mesma como imaginam.

Rito: O quê?

Tearju: Como assim, Oshizu-chan?

Oshizu: Uma aura negra estava tomando conta do corpo dela. Mas sobre o passado: Ela era um ayakashi que lutava para sobreviver e acredito que Nemesis tenha a ver com isso.

Lala: Foi isso que Yuto não queria nos contar, ou foi ameaçado de não falar?

Rito: Não sei, mas com ele nas mãos da raposa de 9 caudas, tudo pode piorar.

Ryouko: Saiam daqui e ajudem Yuto, Tear e eu cuidaremos da Oshizu.

Tearju: Alguém tem que aparecer para convencê-la da verdade. Eu vou lá...

Celine: MAU! MAU! MAU! (aparece de repente e chupa os seios de Tearju)

Sae: Me desculpem! Eu estava cuidando dela e isso aconteceu comigo também...

Yu: Mikado-sensei, precisamos de mais dois leitos... (chega com Saruyama e Taizo feridos).

Taizo: Que loira bonita aquela...

Saruyama: Queria estar nos braços dela agora.

Sae: Mikado, eu ajudo a cuidar de Oshizu. Shimamura, cuide dos rapazes.

Yu: Sim. (pensando) Tomara que Rinko e Yuto fiquem bem.

Himari voltava a enfrentar Tama, mas isso não era o único problema. Kuesu, que estava a caminho do Colégio Sainan, teria um contratempo: Kuro.

(silêncio)

Hyogo: Senhorita, estamos chegando.

Kuesu: Kaburagi, não vou demorar muito. Apenas preciso ficar de olho se Yuto não está...

BANG! (tiro no parabrisa)

Kuesu: Deixa para lá! (sai da limusine) Quem é você?

Kuro: Sou o assassino Kuro, não pode passar.

Azenda: HMMHMMHMMHMM! Crepúsculo da Lua, parece que não tem saída.

Kuesu: Droga! (remove a pistola do coldre) Um atirador. Se quer um duelo de armas de fogo, por mim tudo bem!

Azenda: Nem tanto assim!

CHOPF! (uma chicotada de Azenda acerta Kuesu e expõe um dos seios dela)

Voz: Eu nunca pensei que passaria por isso de novo...

Azenda: A hinoenma!

Ageha: Quem mais?

Kuesu: Queria ver o Yuto também?

Ageha: Não, eu estava com a Lizlet. E percebi uma vibração estranha nesse momento. Sasa ficou no restaurante.

Azenda: Devia saber, dois contra dois!

Kuro: Muito bem, eu queria ficar e conversar. Mas o prêmio maior será a cabeça do matador de ayakashis e sua amante.

Kuesu: Como quiser...

Kuro e Kuesu trocavam tiros um com o outro, a vantagem era da feiticeira que usava magia também para se defender. O problema é que o assassino intergaláctico sabia daqueles truques, mesmo desconhecendo assassinos de ayakashis.

Enquanto isso, Ageha passava por problemas sendo controlada por Azenda. A desvantagem era que o chicote da mercenária também podia ser controlado mesmo que não fisicamente. Hinoenma tentava pegá-lo com seus braços mas só conseguiu ficar presa em um nó com os mesmos.

Kuesu: O que você quer com o Yu-chan?

Kuro: Não tenho que responder nenhuma pergunta. (troca o pente do revólver) O que tem a dizer?

Kuesu: (vendo o ambiente) Nada a dizer, mas devia ter cuidado.

PLAAAASH! (um jato d’água corta as armas de Kuro)

Shizuku: Nem pense nisso...Nano.

Kuro: A mizuchi. Por que você...

Shizuku: Yuto demorava a chegar e comecei a suspeitar. Além do mais, posso dar conta de vocês dois ao mesmo tempo. Mas não pode dar conta delas e de mim ao mesmo tempo...Nano.

Azenda: Cale a boca, sua pirralha! (saca o chicote e atinge Shizuku, que não sente nada)

Shizuku: Ataques físicos não me afetam, sua peituda irritante...Nano.

Ageha: Pode me dar uma ajuda aqui?

Shizuku. Como não? (liberta Ageha) Eu vou ajudar Yuto, podem continuar o serviço...Nano. (se desmaterializa)

Ageha: Obrigada! (vendo Shizuku sair) Somos só você e eu agora, sua covarde.

Azenda: Verá quem é a covarde quando acabar com você.

SWAP (chicotada)

Ageha: Droga! (vendo o ferimento e parte de seu traje rasgado)

Sasa: AGEHA-ONEE-CHAN!

Ageha: SASA, NÃO VENHA!!!!

Azenda: Melhor ainda...

POW! POW! POW! (pilares de madeira caíam sobre Azenda e, ao mesmo tempo, distraem Kuro)

Kuesu: Temos de ajudar o Yu-chan!

Ageha: Sim. (fugindo com o grupo)

Kuro: (se levanta) Isso não acabou! Mas foi um aquecimento.

De volta ao Colégio Sainan, Himari focava-se em Tama, enquanto Yami tentava mas não se livrava de Kaya nem quando Mea interfere.

Mea: Yami-onee-chan, não se a treva a machucar o Rito-senpai!

Yami: Mea, saia agora.

Kaya: Quem vai sair é você, sua assassina de uma figa! Ninguém machuca o Yuto... Além de mim e a Himari.

Yami: Então você tem uma atração secreta por ele, zashiki-warashi. Não quer admitir que, apesar dos ciúmes, queria ser mais uma com ele.

Kaya: (lembra de alguns fatos e quando tentou evitar que Rinko e Yu entrassem em seu quarto quando visto com 7 garotas) ISSO NÃO É DA SUA CONTA!!!!

Mea: Nem mais um passo, Yami-onee-chan! (transforma os braços em canhões) Ou vou ter de engrossar.

Kaya: Obrigada, Mea! (fugindo para ajudar Himari)

Mea: De nada, Kaya-chan. Somos só você e eu.

Yami transforma os cabelos em dragões para tentar atacar Mea, mas a ruiva evita todos os ataques e dispara lasers na irmã. A loira não imaginava que enfrentaria a irmã em um breve momento e desconhecia o controle que sofria de Nemesis. Enquanto isso, Yuto permanecia nas mãos de Tama e enfrentaria Himari e (principalmente) Shizuku.

Himari: Saia agora, raposa!

Tama: A ruiva não era páreo para mim, e sabia dos perigos de me enfrentar... Mas se quer uma revanche por anteriormente, pode vir.

Himari: HAAAAAA!!!!! (avançando)

Tama: Patético.

Himari avançava em Tama e sabia que as técnicas dela se baseavam em grande força física e um altíssimo poder de magia. No caso, lançamento de bolas de fogo. A samurai via que a rival tinha poderes que ninguém imaginava, mas por um breve momento quando via Yuto nos peitos da mesma, algo caiu da gola rasgada do uniforme da adversária.

Yuto era arremessado como distração, mas Himari desvia e o rapaz cai em cima de Rinko, que lhe esmurra ao dar de cara com seus seios pequenos e ter apalpado suas nádegas. A garota começou a corar violentamente com aquele toque enquanto as ayakashis começavam a lutar uma com a outra.

Tama: Cansada garota?

Himari: Agora percebi uma coisa. A raposa de 9 caudas não costuma falar muito e seus poderes não são como os dela, são de matéria escura. Uma arma trans como aquela cretina de olho vermelho!

Tama: Mas como...? (vê o espelho com Tama presa) Então percebeu?

Rinko: É a tal da Nemesis?

Nemesis: De fato (voltando ao normal) Usei a forma dela para mostrar que sou capaz. Mas o poder dela é inacreditável. Deviam perguntar ao Yuto como tudo aconteceu.

Himari: Yuto...! Se sabe algo, a hora de falar é agora?

Yuto: Ah... Himari, nem eu sei. Se soubesse contaria de algo.

Nemesis: Então recorra à Mesa Redonda para saber do assunto.

Rinko: Yuto! Vai falar ou não?

Shizuku: Ele não sabia de nada. Mas Kuesu sim, ela que passa mais tempo na Mesa Redonda. Nemesis, o que fez com a raposa...Nano?

Nemesis: HMPF! Vai ficar para a próxima, suas idiotas!

Nemesis foge deixando o espelho para trás. Yuto chega e o pega de volta, ele fica desolado ao ver Tama maltratada. E ele chega a falar tudo o que sabia.

Yuto: No encontro com a Nemesis disfarçada, ela estava com esse espelho e se passou pela Tama, mas todo o resto... Não sei como detalhar.

Kuesu: Mas eu sei.

Rinko: Kuesu?!

Kuesu: Yu-chan não estava no dia em que Nemesis se disfarçou como ela e fingiu que ela voltou a ser má. Por isso, Kasuri fez o que fez, aprisionou Tamamo-no-Mae.

Yuto: O olho esquerdo dela...

Kuesu: Nemesis é uma arma trans, não um ayakashi. Por isso tirou proveito da situação. Yu-chan, no próximo encontro, Nemesis será detida e destruída.

Yuto: (olhando para Himari e Rinko) Sim.

Momentos depois...

Rito: Nemesis então fez uma armadilha para acusar a Tama?

Yuto: Exatamente... Quando nos encontramos ela se disfarçou como a Tama para evitar suspeitas e fez a armadilha.

Himari: Então enfrentamos a Nemesis o tempo todo e não a raposa? (suspirando) Menos mal.

Rinko: Tudo faz sentido... Mas e agora?

Kuesu: Veremos depois. Pedirei para Kasuri-san desfazer o encantamento com Ekou e Kurozakura também.

Mais tarde anoitece e Taizo e Saruyama falavam com Rito e Yuto.

Saruyama: Aquilo foi um sonho que virou realidade...

Rito: Como assim, Saruyama?

Saruyama: Não é óbvio Rito! Uma garota loira e peituda esteve na nossa escola e um tapa de amor dela... Foi tudo dela!

Taizo: Quando vai me falar dela Yuto! Deixe a Himari-chan para mim!

Yuto: Er... Eu já vi ela esses dias mas...

Taizo: Mas...?

Yuto: Estávamos no onsen e ela queria me assediar até que ela se revelou.

Taizo: NÃO ACREDITO!!!!!! Yuto, como era o corpão dela? Bundão? Peitões? Cinturinha? Coxas grossas?

Yuto: Bem...

Taizo: EU SABIA!!!!!

Saruyama: Quando podemos encontrá-la de novo?

Rito: Eu também não sei...

Saruyama: Imaginem se ela e a Riko-chan estivessem juntinhas em um mesmo encontro. Seria como viver um sonho em dobro. A garota de cabelo loiro e a Riko-chan!

BANG! (baque em Taizo e Saruyama)

Rinko: Estão falando muito alto.

Yu: Taizo, não tem nada na sua cabeça ou do Saruyama além de mulheres?

Rito: É o que parece.

Yu: Yuto, eu preciso saber. Aquela era a Tama-chan?

Yuto: Presidenta, aquela era...Sim.

Yu: Não! (pensa nos eventos passados quando controlada pela mesma) Tama-chan nunca foi má pessoa, mesmo sendo um ayakashi...

Rinko: É duro, mas a Nemesis a fez ser o que era. Mas a acusou injustamente.

Rito: Uma armadilha no caso. Tama está aprisionada e a Mesa Redonda está tentando trazê-la de volta.

Yuto: Me pergunto como a Kuesu-san vai conseguir livrá-la.

Yuto, ao revelar aquela situação para Yu, lembra com Rinko do último encontro em que Shuten-Douji a manipulava e, com a morte do mesmo (causada por Kuesu), perde o controle além de ter sua energia ayakashi consumida por Himari. A bakeneko no evento, devolve a mordida no peito da kitsune até que a mesma regredisse para a maturidade de uma criança da pré-escola.

Na Mesa Redonda, Kasuri e Isuzu perceberam a situação e falavam com Kuesu o que realmente aconteceu.

Isuzu: Isso foi inesperado. Nemesis faz toda a situação e acusamos a Tama injustamente.

Kasuri: Não consigo determinar quem é o ayakashi ou o ET, para mim são todos iguais.

Kuesu: PFFT! Não tiro a razão de vocês, mas concordo. Nemesis aproveitou a guarda baixa da raposa para fazer o que achava ser divertido. Embora não o sendo.

Hitsugi: Isuzu, pode desfazê-lo?

Isuzu: Se minha técnica aprisiona ayakashis em espelhos. Posso também libertá-los. Ekou e Kurozakura que o digam.

FZAKK! CRASH! (Isuzu liberta Ekou e Kurozakura, junto de Tama)

(grande silêncio)

Ekou: TAMA-SAMA! O QUE FIZERAM COM TAMA-SAMA!

Isuzu: Antes de nos acusarem, não fomos nós. Foi a Nemesis!

Kurozakura: Que Nemesis?

Kuesu: Uma arma trans feita de matéria escura. Vocês não a conhecem, mas se vocês se acalmarem, posso explicar melhor.

Kurozakura: Pelo menos Amakawa está bem?

Kuesu: Sim, Yuto Amakawa está bem. Nada aconteceu com ele.

Ekou: Se nada de mais grave aconteceu, vamos acertar as contas com Nemesis.

Hitsugi: Creio que não podem. Ela tem ao seu lado Azenda e Kuro, são alvos fáceis para ele.

Kasuri: Mas, e se elas os enfrentarem?

Hitsugi: Nunca pensei por esse lado, mas enfim... Tentaremos. Mas antes uma pequena distração para evitar suspeitas...KUHIHI!

Kuesu: Já tenho certos planos para isso.

Continua...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...