História Dois Lados da Mesma Moeda - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 50
Palavras 788
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Lá vai outro!!!
Eu vou tentar postar um cap por dia (pelo menos tentar), e vai ser sempre a noite

Capítulo 2 - Escola


 18/03/2016

 

{Dia Seguinte} (meio óbvio)

TCHBUM

Acordei assustado e todo molhado (sim, por um momento eu também pensei isso). Mas quando eu vi meu irmão com um balde e rindo que nem uma capivara do lado da minha cama eu entendi tudo... Cara, que raiva!!! Mas ainda bem que eu sou uma pessoa calma, foram muitos anos aturando essas babaquices.

- Acorda viadinho, vai perder a aula – ele disse entre risos.

Quase me assustei, mas quando vi as horas... ESSE FILHA DA PUTA TINHA ME ACORDADO QUATRO FUCKING HORAS MAIS CEDO. Calma, não se irrita você vai acabar quebrando o nariz dele....

Respirei fundo e fui tomar outro banho e me trocar. Botei uma calça jeans vermelha e uma das trilhões de camisas pretas que eu tenho. Desci as escadas fiz o MEU café-da-manhã, eles que se virem. Depois voltei pro meu quarto e fiquei as três horar restantes na internet.

Depois arrumei minhas coisas rápido botei meu notebook na mala e desci pra esperar minha mãe nos levar pra escola e sair daquele inferno. Meu irmão fez o mesmo.

Depois que minha mãe desceu, ela comeu umas torradas e então finalmente fomos pro carro. O caminho era bem de boa, não era tão longe quanto eu pensei. Fomos a viagem inteira assim: eu calado, Bruno fingindo tocar uma guitarra (o que ele não sabe, mas eu sim) e imitando um solinho de com a boca e minha mãe lacrimejando por ter que deixar seu amado Bruninho ir embora, seria até comovente se eu me importasse.

Quando chegamos ela abraçou ele quase chorando e só olhou pra mim sorrindo e disse tchau, não respondi fui adentrando a escola, que por sinal era enorme, tipo, muito mesmo. Quando entramos, Bruno foi praticamente correndo na frente pra se afastar de mim. Várias pessoas me olharam quando entrei.

“Cara, as garotas daqui são lindas, e os caras parecem ser legais, pelo menos tem estilo”. Pensei enquanto andava em direção aos prédios e olhava as pessoas.

Quando entrei no prédio eu percebi, não sei de caralhos nenhum dessa escola. Onde fica a diretoria? E as salas? Ai meu Deus que idiota. Parabéns pra mim. Eu vi um cara de camisa azul e jaqueta vermelha andando com as mãos no bolso da calça jeans escura e fui até ele.

- Com licença, eu sou novo aqui então não sei de nada, pode me falar onde é a diretoria? – eu disse calmamente.

- Claro, me siga – ele respondeu serio com as mãos ainda bolso.

Fomos andando até chegar na sala do diretor, e conversa com ele eu não vou detalhar por que foi só ele falando boas-vindas a escola ele me informou o dormitório que eu ficar, agradeci e sai da sala. O garoto de vermelho estava sentando em um banco perto da sala, quando me viu ele levantou e foi em minha direção.

- Eae, como foi? – ele perguntou.

- Onde fica o dormitório 100-T? – eu disse (sim, tem muitos mesmo. É uma puta escola, quatro prédios só de dormitórios).

- Você vai ficar lá?

- Sim.

Ele estendeu a mão e abriu um sorriso.

- Prazer, meu nome é Juan. Seu novo colega de quarto.

- Serio isso? Parece aquelas coisas de historias – eu de uma risada e ele riu junto – prazer, Hiaram. Onde fica o quarto?

- Se prepara pra caminhada – ele disse indo na frente. Apenas o segui.

{Quebra de Tempo}

Ele não estava brincando quando disse que seria uma caminhada. Ficamos pelo menos 20 minutos andando... E eu segurando a mala... Que não tinha rodinha. Passamos por algumas garotas que ficaram olhando pra gente. Juro pra você, dos vinte minutos que andamos, eu passei dez de boca aberta. O lugar era muito lindo, tipo, muito mesmo. O campo verde era gigante, não sei se você gostaria que eu descrevesse, então eu faço isso depois.

Atravessamos três prédios e fomos para o quarto, subimos as escadas até o terceiro andar mais ou menos. Enfim chegamos no dormitório.

- Aleluia – eu falei aliviado deixando a mala em cima da minha cama, que era a direita.

- Arruma suas coisas ai logo, quero te apresentar pro pessoal – ele disse meio sério, o que n é novidade, ele ficou assim quase o tempo inteiro, mas ele é legal –, eles são meio malucos, mas são gente boa.. Eu acho...

Não pude deixar de rir com esse comentário, ele também não.

 

 

 

Arrumei as coisas, botei minhas roupas em um dos armários (é tudo duplicado aqui, duas camas, dois armários e duas mesinhas, ou escrivaninhas, chame como quiser). Botei meu notebook em cima da minha mesa e saímos do quarto para encontrar eles. É... La vem outra caminhada... Acho que eu vou realmente gostar daqui.


Notas Finais


Espero que tenham gostado


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...