História Dois Lados da Mesma Moeda - Capítulo 3


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 14
Palavras 798
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Artes Marciais, Colegial, Comédia, Drama (Tragédia), Ecchi, Escolar, Esporte, Famí­lia, Harem, Hentai, Luta, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Mais uma leva saindo do forno

Capítulo 3 - Amigos/Amigas.


 Depois que arrumei minhas coisas, descemos e fomos direto para a cantina... Eu tenho que me acostumar a caminhar...

Quando chegamos lá, eu vi a seguinte cena: um cara alto, negro e de cabelo meio ralo, torcendo o braço de um loiro maio baixinho enquanto ele gritava:

- Foi brincadeira doido, calma ai porra. Aii, filha da puta!!!

- Como?!?! – ele perguntou com raiva.

- Era brincadeira, moço.

Enquanto eles estavam naquela discussão, tinha mais dois caras brigando, um meio gordinho, e outro bem magro. Nem deu para ouvir direito, pois eles falavam tudo ao mesmo tempo, mas acho que era sobre jogos. Eles estavam se segurando pela camisa e estavam quase se esmurrando.

Juan simplesmente bateu na mesa e eles nos olharam e parram um pouco a discussão. O loirinho jogou o negro pro lado e sorriu, mas depois levou um tapa na cabeça do mesmo. Não pude deixar de rir.

- Já que as senhoritas pararam – Juan começou falando –, quero apresentar pra vocês meu novo colega de quarto. Esse é o Hiaram – ele disse apontando com o dedão pra mim.

- EAEEEEE!!!! – o loiro disse, dava pra ver que ele é bem animado –, meu nome é João – ele disse sorrindo.

- Eu sou Silvano – o negro alto disse –, prazer – eu assenti com a cabeça.

- Eu sou o Gabriel – o mais gordinho disse –, e esse magrelo viado aqui é o Alex – ele deu uns tapinhas na costas do Alex.

- Em primeiro lugar: viado é seu pai, tua mãe te fez com o dedo – ele retrucou –, e em segundo: eu sei me apresentar sozinho seu gordo filha da puta.

- COMO?! REPETE!!!

- Tenho cara de papagaio???

- Com um nariz desse tamanho tá mais pra tucano – João disse rindo muito, não pude deixar de rir também.

- Cala a boca ai, projeto de ser humano – Alex disse.

- Vem calar sobrevivente de aborto.

Eles ficaram se encarando com raiva por um tempo, mas depois começaram a rir do nada. Todos riram junto deles.

- Viu? Eu disse que eles eram malucos, mas gente boa – o Juan falou olhando pra mim.

- Eae, Hiaram – o Silvano falou – de onde você é?

- Eu nasci aqui, mas me mudei para o Japão ano retrasado e voltei à alguns dias.

- UOU, QUE FODA!!! Você morou no Japão – João falou com os olhos brilhando –, pera... você nasceu na escola?

Todos caíram pra trás estilo anime. Juan deu um tapa da nuca dele.

- Hehe, desculpa... não podia deixar de fazer essa piada. – João falou – Do que você gosta? Diga-me mais sobre você.

- Gosto musical favorito: rock. Gosto de animes, jogos, filmes, e todo o resto relacionado.

Eles suspiraram, pareciam aliviados.

- Parece que temos gostos iguais aqui – o Alex disse.

- Parabéns, Sherlock – o Gabriel falou – quer um biscoito?

- Vai tomar no cu, vai.

- Toma no cu é vitamina, como tu e tua prima.

- Toma no cu é rolimã, como tu e tua irmã.

Todos, inclusive eu, começamos a rir muito. As pessoas que passavam olhavam pra gente como se fossemos malucos (o que eu n nego). Eles são realmente bem legais. Agora que eu não volto pra casa mesmo. Enquanto estávamos rindo, uma pedrinha voou e acertou a cabeça do Gabriel.

- AI! Quem foi?

- Vocês não mudam, né? – uma garota bem branquinha usando uma boina preta – Continuam os mesmos retardados de sempre.

- Ah, oi Adriane. – o Gabriel disse, não deixei de notar que ele ficou meio corado.

- Oi – ela disse –, quem é? – falou olhando pra mim.

- Prazer, Hiaram. O novo colega de quarto do Juan. – eu estendi a mão e ela apertou.

- Prazer, Adriane. Espera um pouco, vou chamar as meninas pra conhecer você. – ela saiu correndo da cantina e foi para o campus.

Depois de um tempo ela voltou acompanhada de mais três garotas. Uma delas era realmente bem bonita.

- Voltei – Adriane disse –, e trouxe elas. Essa é a Fernanda. – Ela apontou pra uma garota de tamanho médio, pele parda, cabelos grandes castanhos e algumas sardas no rosto. – Essa é a Giulia – ela apontou para uma garota de cabelos encaracolados, pele escura, óculos, e um prendedor roxo no cabelo. – E, por fim, essa é a Ana. – Ela mostrou a garota que eu achei bonita, ela tinha longos cabelos pretos, um óculos roxo, as bochechas eram meio grandes e estavam vermelhas (ela ficou muito fofa).

- Ué, cadê o resto da trupe fantasma [N/A: referencias rsrs]?

- Ainda não achei elas... AHHH, ESQUECI, VAMOS LOGO.

- O que?

- TEMOS A NOSSA FESTINHA DO PIJAMA!!! – Adriane começou a correr segurando as três pelo braço. – TCHAU!

Todos ficamos com uma gota na cabeça.

- Malucas... – Juan disse.

 Rimos novamente.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...