História Dois Lados de Uma Moeda - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Exibições 5
Palavras 383
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Ficção, Poesias

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Aqui está escrito o que eu senti ao me comparar a uma garota incrível. Se eu fosse ele... também a escolheria.

Capítulo 1 - Ilusm


Fanfic / Fanfiction Dois Lados de Uma Moeda - Capítulo 1 - Ilusm



Eu sempre li sobre triângulos amorosos e sempre achei idiota a forma como estes se desenrolavam, eram tantos problemas envolvendo uma garota e dois caras ou vice-versa que eu não entendia como aquilo funcionava. Para mim, tudo se resolveria com simplicidade. “Escolha a que mais gosta!” eu dizia. Até passar pelo meu próprio triângulo e ver que sentimentos são mais complicados do que eu pensava.
Eis aqui o que escrevi numa fria noite de outubro, enquanto me comparava a minha “rival” e percebia o quanto ela era superior a mim.
...
Ela é a brisa num dia quente de verão, que você anseia por sentir novamente, pois acaricia a pele de modo delicado e acolhedor. Eu sou um dia de diversão, que você aproveita até cansar e anseia por repetir novamente... até que enfim enjoe.
Ela é a lua: calma, serena e bela em sua essência. Eu sou o Sol: intenso, inconstante, sempre queimando tudo o que se aproxima, mas, que ainda assim, consegue brilhar.
Ela é a fortaleza, sempre de cabeça erguida, demostrando que não se rende fácil. Eu sou a fragilidade, luto contra minha própria sina de desmoronar.
Ela é o rio, doce, essencial a vida e sempre correndo na direção certa. Eu sou o mar, sempre inconstante, indo e voltando, violento e sereno.
Ela é a flor que nasce na primavera, exala seu perfume e se deixa ir no inverno com a certeza de renascer; a confiança em si mesma. Eu sou a pétala que resiste ao frio e tenta impedir que o que resta da minha flor morra.
Ela vê as coisas a longo prazo, planejando todo um futuro, pois sabe que tem o mundo em suas mãos.  Eu vejo o presente, aproveitando o momento com medo de que este acabe.
Ela é a felicidade, o riso num dia triste, o porto seguro em meio ao caos. Eu sou a esperança, o que te segura quando você está desmoronando, o que te instiga a seguir em frente oferecendo apoio. Mas o que é esperança ao lado da felicidade.
Ela é a luz no fim do túnel que todos buscam. Eu sou a vela que guia parte do caminho, mas sempre apaga.
Somos lados opostos de uma mesma moeda, cada uma com suas características, mas, ainda assim, ligadas.


Notas Finais


Um pensamento fechado, esse foi o melhor modo que achei para descrever tudo o que eu era e tudo o que ela era.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...