História Dois Mundos - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Taegi
Exibições 278
Palavras 2.119
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Colegial, Drama (Tragédia), Escolar, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Yaoi
Avisos: Bissexualidade, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Mais um capítulo pra vocês espero que gostem e é isso aí. Boa leitura.

Capítulo 6 - Capítulo VI


Hoje é sexta-feira, acordei escutando do lado de fora a chuva forte caindo. Abro meus olhos e a primeira coisa que vejo é o rosto do Taehyung bem perto do meu. Confesso que me assustei um pouco pela aproximidade, então apenas me afastei um pouco e logo fiquei olhando o rosto do Taehyung.
  Em menos de uma semana ele me mostrou tantos lados dele, me mostrou a forma em que ele vê as coisas ao seu redor, me mostrou seus pontos fortes e fracos o que faz ele ri e chorar, me mostrou tantas coisas diferentes que eu nem lembro mais. Não sei se isso é bom ou ruim, eu acho que não é uma coisa boa conhecer o seu aluno desse jeito, também não é certo o rumo que as coisas estão tomando mais estamos aí né?.
  O que eu estou querendo dizer com toda essa ladainha é que isso não deveria continuar. No olhar das pessoas lá fora isso é errado e não deveria ter começado, eu sei que pode parecer que não tenha nada demais mas para os outros é muito mais fácil ver o que não tem do que vê o que realmente acontece. Não sei o que pensar eu estou muito confuso em relação a isso tudo que está acontecendo, talvez não esteja acontecendo nada demais ou talvez esteja acontecendo tudo.
  -Hyung?. Ele disse com a voz rouca provavelmente por que acabou de acordar. Eu senti a mãos dele no meu rosto fazendo como se fosse um carinho.
  -Oi. Eu não queria juro que eu tentei mais não consegui tive que fechar os olho com seu toque em meu rosto.
  -Estava pensando em que?.
  -Não estava pensando em nada.
  -Estava sim porque eu te chamei algumas, pode se dizer muitas vezes e você nem se quer respondeu, então pode falar no que estava pensando.
  -Eu estava pensando em tudo isso.
  -Esse mesmo assunto de novo Hyung olha não vou te dizer nada você já sabe minha resposta. Eu abri meus olhos e o encarei.
  -Eu sei Tae mais....
  -Mais nada Hyung, já te disse que não tem nada demais.
  -Sábia que se alguém descobrir e deduzi uma coisa que não é eu posso ser demitido, posso perder o direito de lecionar e até mesmo ser preso porque você ainda é de menor.
  -Então Hyung vamos continuar assim pra ninguém descobri. É muito diferente o jeito que ele vê as coisas, isso que eu falei é uma coisa realmente ruim e que pode acontecer, mais ele vê o lado bom em tudo é incrível.
  Eu me virei de barriga pra cima, e comecei a olhar para o teto, pensando em tudo isso. Logo sinto Taehyung deitando com a cabeça em meu peito e passando o braço pela minha cintura, me abraçando.
  -Taehyung o que você está fazendo?.
  -Te abraçando. Ele tem que parar de falar e fazer essas coisas como se fosse normal.
  -Então pode me largar.
  -Não Hyung eu gosto de ficar assim é bom. Parece que ele me apertou mais. Eu não discuti com ele deixei o mesmo ali daquele jeito, eu apenas passei meu braço por ele, fazendo assim a posição que nos encontrávamos ficar melhor.
  Eu confesso que eu também acho estranho esse negócio dele ficar me abraçando ou de eu ficar abraçando ele. Mais o problema é que quando isso acontece eu me sinto confortável é uma coisa boa e eu sinto que eu poderia ficar o dia inteiro desse jeito.

_____

  Ficamos a manhã inteira daquele jeito, como eu disse eu me sinto bem  de ficar assim com ele.
  Depois disso eu preparei um café pra nós dois, sim dessa vez eu comi, mais veja bem já está quase na hora do almoço então não tem problema.
  Agora estamos aqui no meu quarto deitados vendo TV (sim tem TV no meu quarto), está muito frio e eu não estou com vontade de fazer nada o dia inteiro.
  -Hyung?. Taehyung me chamou. Nós estamos de um jeito meio estranho agora. Eu estou sentando e Taehyung está ente as minhas pernas deitado no meu peito e eu estou fazendo carinho em seus cabelos, talvez estamos parecendo um casal e isso é muito estranho de verdade, acho que não somos normais.
  -O que foi?.
  -Vamos ver um filme em vez de desenho?.
  -Nunca pensei que você algum dia trocaria o desenho animado por algum filme.
  -Pois é as coisas mudam, agora pode por.
  -Você é folgado né Kim Taehyung?.
  -Eu sei que sou Min Yoongi. Nós dois rimos com isso.
Vamos resumi, tudo o que vocês viram agora foi o que nós ficamos fazendo durante a sexta o sábado e o domingo. Durante esses três dias fizemos isso assistimos filmes, desenhos, comemos muito e na maior parte do tempo ficamos abraçados um com o outro. Sim é chato talvez seje para os outros mais pra mim foi bom, realmente muito bom.

_____

  Hoje já é terça-feira e eu estou um pouco preocupado pois Taehyung não deu nenhuma notícia e também não veio na escola ontem. A última vez que o vi foi no domingo a tarde, ele foi embora depois de seu pai ligar pedindo que ele voltasse pra casa.
  Eu sei que eu possa está fazendo uma tempestade em um copo d'água e que não aconteceu nada demais, mas vai que tenha acontecido algo, não sei eu realmente fiquei preocupado.
  Tentei afastar esses pensamentos, desci do meu carro e fui caminhando até a sala que é a de Taehyung, quero ver se ele veio ou não eu realmente fiquei preocupado com ele.
  Cheguei na sala dele e sentei na minha mesa como sempre e fiquei esperando eles chegarem. Tirei meu material coloquei sobre a mesa e fiquei ali.
  Depois de mais ou menos cinco minutos o sinal toca e vejo os alunos começarem a entrar na sala e se sentar em seus devidos lugares. Não demora muito e eu vejo Taehyung ali, nesse momento uma coisa que não sei o que é preencheu meu peito, eu acho que fiquei aliviado em vê que ele está aqui e ainda está bem. E uma coisa que não citei é que ele está com a minha blusa de frio. No domingo quando seu pai ligou ele estava usando minha blusa e minha calça então ele foi embora os levando junto.
  Quando percebi todos já estavam sentados, então eu me levantei pra poder começar a aula o mais rápido possível.

_____

  A aula ocorreu normalmente tirando o fato de que Taehyung parecia não está ali, ele estava tão longe, mesmo com aquele capus na cabeça eu percebia isso. Mais o que me deixou vamos dizer um pouco chateado foi o fato dele não ter falado comigo, quando ele entrou não me deu bom dia, quando ele saiu nem me deu tchau, eu só gostaria de saber o que está acontecendo com ele, e eu vou descobrir.
  Todas as aulas do dia de hoje ocorreram bem, mesmo que minha cabeça estivesse pensando em um certo alguém eu consegui dá todas as aulas bem inclusive a de reforço. O sinal já bateu denunciando que a aula extra acabou, todos os alunos estão saindo, vejo Taehyung arrumando suas coisas, a sala já está vazia só está ele ali.
  O acompanho com o olhar, ele está de cabeça baixa indo em direção a porta, mais eu sou mais rápido e antes dele conseguir sai fecho a mesma, tranco e paro na frente dela.
  -Me deixa sai. Disse ainda de cabeça baixa.
  -Taehyung o que aconteceu?.
  -Não aconteceu nada, agora posso ir?.
  -Não aconteceu nada? Porque você não veio ontem? E porque está desse jeito hoje? Você ainda nem falou comigo, e ainda por cima me fez me preocupar com você. Disse s última parte mais baixo.
  -Eu não quis vir ontem, eu estou do mesmo jeito de sempre, e foi você mesmo que disse o que nós estávamos fazendo era errado então resolvi parar de conversar com com você, todas as perguntas respondidas professor, agora posso ir?. O tom dele foi um pouco ríspido e irônico. Não isso não é verdade eu não consigo acreditar nele, eu sei que o conheço tem uma semana, mais é tempo o suficiente pra mim saber que ele está mentindo, ele tem que está.
  -Não faz isso Taehyung. Dei um passo em sua direção.
  -Não fazer o que?. Perguntou confuso.
  -Não usa desculpas pra mim afastar de você. Eu não deixei ele responder e o abracei, porque disse ou fiz isso? Também não sei, mais eu senti necessidade de fazer isso, de mostrar pra ele que está mentindo e que eu sei que nada disso é verdade.
  Quando o abracei ele ficou estático mais depois de um trapinho ele retribuiu. Mesmo sendo mais alto que a minha pessoa, eu consegui o abraçar. Eu estava com meus braços em volta do seu pescoço e ele colocou seu braços em volta da minha cintura, ele afundou o rosto na curvatura do meu pescoço e começou a chorar, literalmente desabou em lágrimas e eu nem estou ligando disso está molhando a minha blusa ou não. No momento eu sou me importo de como ele está se sentindo.
  -Ei está tudo bem, eu estou aqui. Disse pra ele, pra pelo menos ver se ele se acalma um pouco, pois ele estava chorando tanto que seus soluços já eram ouvidos.
  -Desculpa Hyung, eu não queria te preocupar.
  -Não tá tudo bem, só me conta o que aconteceu. Me separei dele e o encarei, e foi nesse exato momento que percebi que o lado direito do seu rosto estava machucado, tirei seu capus e fiquei olhando aquele machucado que mais parecia um soco. -O que é isso Tae?. Disse passando a mãos de leve em seu machucado, ele deu um pequeno gemido de dor.
  -Há isso eu cai Hyung, não se preocupe com isso. Disse fungando.
  -Taehyung me conte a verdade. Juntei nossas testas e logo após fechei meus olhos. -Isso nunca que vai ser por causa de uma queda que você teve Taehyung, então para de tentar mentir pra mim e me conta a verdade. Percebi que a respiração dele ficou acelerado de novo igual aquele dia lá na sala dos professores.
  Abri meus olhos e vi que ele estava de olhos fechados, desci meu olhar até seus lábios que estavam entre abertos, de vez em quando ele passava a língua e logo depois mordendo, não sei porque isso me pareceu tão convidativo, eu queria experimentá-los, sabe o seu gosto e tudo mais. Não Min Yoongi o que você está pensando, em beijar seu aluno? Para com isso, o que é que deu em você?.
  -Hyung vamos pra sua casa eu te conto tudo lá. Ele abriu os olhos e separou nossas testas mais suas mãos continuaram em minha cintura e a minha em sua nuca.
  -Vamos então Tae. Me distanciei dele peguei em sua mão e minhas coisas em cima da mesa e sai arrastando o mesmo até chegar em meu carro. Ele não reclamou ou achou ruim apenas se deixou ser arrastado pelos longos corredores daquele colégio até chegar no meu carro.
  Chegamos no mesmo entramos e partimos rumo pra minha casa.
  Durante todo o caminho fomos em silêncio, toda vez que eu olhava pra ele o mesmo estava olhando pra janela, parecia que estava pensando, acho que se realmente me contava ou não.

_____

  Acabamos de chegar em minha casa descemos do carro e entramos rapidamente já que estava começando a chover novamente.
  Nós sentamos no sofá um de frente para o outro, ele estava diferente parecia está em uma confusão interna.
  -Tae pode falar. Disse o mais calmo possível, eu não queria o assustar ou fazê-lo mudar de idéia.
  -Hyung só me promete algumas coisas que você não deve fazer quando eu acabar de contar essa história.
  -Coisas?.
  -Sim, se você prometer eu conto se você não prometer eu não posso contar. Que coisas será que o Taehyung quer me contar eu juro que estou ficando mais preocupado do que eu já estava.
  -Eu prometo Tae, o que são?.
  -Olha eu não quero que você fique com raiva, nem com dó ou pena, também não quero que você sinta nojo de mim, e nem adianta falar que vai chamar a polícia entendeu?. Eu fiquei muito surpreso com esse pedido dele.
  -Como assim polícia Tae?.
  -Você vai entender quando eu te contar toda a história. Eu via no olhar dele que o mesmo queria me contar mais ainda estava naquela indenização, não sei explicar muito bem.
  -Tae você está mesmo preparado pra me contar?. Ele não pensou duas vezes antes de balançar a cabeça positivamente.
  -Então vamos começar Hyung pois é uma longa história.....

CONTINUA.

 
 


Notas Finais


Espero que tenham gostado desse pequeno capítulo, espero que eu não tenha feito meloso demais e que eu não esteja indo com essa história rápido demais sabe? Que esteja indo bem não sei explicar. Desculpem por essa confusão. Mais obrigado pra quem leu e até amanhã. Beijinhos no kokoro de vocês 😘😘😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...