História Doll House - INTERATIVA - Capítulo 6


Exibições 50
Palavras 625
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 10 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas da Autora


OI gente, espero que gostem

Capítulo 6 - De nada...


Angel

Eu estava aquí sentada na cama pensando, eu nao quero morrer mas tambem nao quero que eles morram mesmo que eu tenha os conhecido somente agora eu sentia que não poderia deixar nada acontecer com eles, nem que eu tenha que me sacrificar para salva-los.

-Ei garota, você esta bem? Esta ai parada a minutos- uma garota de cabelos e olhos castanhos falou se sentando ao meu lado

-Ah, n-nada não so estou pensando em como podemos sair daqui-falei

-Ah...bom eu sou a Skay como já deve saber- estendeu a mao e eu apertei- e você se chama Angel certo?

-Certo, prazer-falei

-Não se preocupe muito com isso, posso te garantir que vamos sair daqui e continuar nossas vidas...Eu prometo-aquelas palavras me fizeram sorrir, ela além do Paulo foi a única que me deu esperança, a abracei e ela retribuiu quando derrepente uma outra porta se abre e todos se assustam quando ouvimos a voz novamente

Michelle

Ouvimos novamente aquela maldita voz

-Ola meu queridos, hora do segundo desafio que sera...Tiro ao alvo-uma luz se acendeu no meio da sala escura revelando uma mesa com uma arma, outra luz acendeu do outro lado revelando um alvo colorido.- Quem acertar o alvo independente do local ira sair vivo, porem se você errar o alvo você morrera, o primeiro que errar o alvo dará um tiro na própria cabeça, boa sorte- todos então fomos para a mesa e o tal de Felipe pegou a arma.

-Quem começa?-ele perguntou

-Eu- uma garota com metade dos cabelos esverdeados pegou a arma e foi para frente da mesa, logo um estalo foi ouvido na sala, ela tinha acertado perto do centro, deixou a arma de lado dando um suspiro aliviado.

Leila

Suspirei aliviada por ter acertado, deixei a arma na mesa e o tal de Felipe a pegou, ficou a frente da mesa, respirou fundo e atirou acertando o centro do alvo, deu um suspiro aliviado e deixou a arma no mesmo local, depois uma menina de olhos azuis pegou a arma com as mãos tremendo, fechou os olhos e atirou, outro estalo foi ouvido na sala a garota abriu os olhos e viu que...tinha acertado por pouco, chegou na beirada do alvo, ela rapidamente largou a arma na mesa e saiu.

Skay

Agora vai ser minha vez, estou com medo nunca fui muito boa em tiro ao alvo, fui tremendo ate a mesa e peguei a arma, eu estava com muito medo, segurei a arma corretamente e mirei no centro, uma lagrima escorreu do meu rosto, eu estava prestes a apertar o gatilho quando...

Angel

Eu vi nos olhos de Skay que ela não queria estar ali, que ela queria apenas que tudo isso acabasse...Assim como eu, rapidamente corri ao seu lado e tomei a arma de sua mao deixando a mesma surpresa, eu respirei fundo e gritei.

-VOCE QUERIA UMA MORTE? ENTAO TUDO BEM-apertei a arma em minha mao e deixei uma lagrima cair, olhei para Skay que estava com uma expressão de “o que você vai fazer?” eu dei um sorriso de leve ainda com lagrimas nos olhos.- obrigada por me escutar Skay, muito obrigada-rapidamente apontei a arma para meu queixo e...atirei.

Skay

-NAAAAOOO- ela caiu em meus bracos toda ensanguentada e sem vida, eu so conseguia chorar e chorar, a única pessoa que eu tive uma certa amizade estava em meus bracos sem vida.

-Finalmente, já não era hora hein?- a porta para aquele mini-quarto abriu- aproveitem enquanto podem queridos, o próximo desafio vai ser mais difícil- e sumiu na escuridão, não conseguia parar de chorar, abracei seu corpo ensanguentado ainda chorando e disse.

-Obrigada por ser minha amiga-falei entre soluços, juro que, no momento que todos saíram eu pude ouvir ela sussurrar.

“De nada”...


Notas Finais


O que acharam? bom? ruim? comentem ai, beijos da Dash


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...