História Domingo e o contador de pintinhas - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO
Personagens D.O, Kai
Tags Exo, Fluffy, Kai X Do, Kaido, Kaisoo, Pintinhas, Yaoi
Visualizações 44
Palavras 650
Terminada Sim
LIVRE PARA TODOS OS PÚBLICOS
Gêneros: Drabble, Fluffy, Shoujo (Romântico), Slash, Universo Alternativo
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Estava há tempos querendo escrever sobre as pintinhas do Kyungsoo. Tomei vergonha na cara! kkkkkkkkk

Boa leitura! <3

Capítulo 1 - Um, dois, três...


Fanfic / Fanfiction Domingo e o contador de pintinhas - Capítulo 1 - Um, dois, três...

Era domingo e tudo que Kyungsoo mais queria era dormir até não poder mais. Diferente de muitos, ansiava pelo dia que as pessoas carinhosamente chamam de “o mais tedioso”. Para ele era perfeito.

A ideia de amontoar todos os cobertores possíveis existentes em seu guarda roupas, poder aconchegar-se como bem entendesse por entre eles e criar o seu próprio casulo pessoal chegava a ser o seu masterpiece.

Estava tudo calmo, seu corpo completamente aquecido pelos tecidos fofinhos, até que fora acordado por lábios carnudos que beijavam a pele do seu pescoço, uma voz que proferia números sem parar.

- Um, dois… Três…

E a cada número era um selar diferente.

Resmungou virando o pescoço para então poder enxergar seu namorado debruçado sobre o seu corpo.

- Jongin… O que está fazendo?

- Shh. Não me atrapalhe! Quatro… - Então sentiu ele beijar a sua orelha. Seu corpo arrepiou-se com o contato quente dos lábios bonitos.

- Está contando as minhas pintinhas? - Kyungsoo estava sonolento, sua voz saindo mais grossa que o normal. Seus dedos alinharam-se nos cabelos claros do namorado enquanto sentia mais dois beijos serem depositados na altura das suas costas.

- Não! Estou contando as suas lindas pintinhas. Aqui já foram seis. - Jongin sorriu ao concluir a sua contagem, passando por cima do corpo pequeno abaixo de si, rindo mais ao ouvir as reclamações do moreno.

Kyungsoo observou seu namorado olhar atentamente para o seu pescoço, deixando uma risadinha escapar quando de repente ele beijou a pele abaixo do seu queixo.

- Sete… - Mais um beijinho. - Oito… - Mais um beijinho.

O menor achava fofa a forma em como Jongin era fissurado pelas suas pintinhas. Sempre que podia ele apontava ou aproveitava para tocá-las. Kyungsoo não conseguia entender, talvez fosse apenas mais uma das loucuras do moreno.

Suspirou baixo em surpresa ao ter a pele do lado direito do seu pescoço, perto do cabelo, sugada levemente. Olhou com as sobrancelhas franzidas para Jongin que sustentava um sorriso bobo no rosto.

- Essa é a minha preferida Soo! Não podia ser apenas um beijinho, ela merece atenção especial.

Só não socou a cara do loiro em pleno domingo de manhã porque ainda estava com muito sono e um pouco abalado por ser acordado com os beijinhos do namorado. Mas Jongin não precisava saber disso, claro.

- Já disse para não me chamar de Soo! - Fez um bico convencido. Jongin apenas deu uma risadinha e avançou contra o seu pescoço novamente, selando outro beijinho agora na sua orelha direita.

- São dez, Soo.

Ele fizera aquilo de propósito. Não conseguiu segurar um sorriso idiota que acompanhava suas bochechas ruborizadas. É claro que o ego do maior aumentaria mil vezes. Resultando em um sorriso vitorioso na cara daquele bobão. Jongin circulou o corpo pequeno com as pernas, prendendo Kyungsoo em um abraço apertado. Jongin aproveitou a posição em que estavam para beijar carinhosamente os fios escuros do menor.

- Por que faz isso? São só pintinhas.

- Porque eu as amo. Elas são parte do que te compõe. E convenhamos Kyungsso, elas são um charme. - Não pôde deixar de sorrir com aquelas afirmações. - Bem que minha mãe sempre dizia “pintinhas são sinais de beleza”. Está aqui o resultado! - O beijo em sua bochecha quase deslocou o seu pescoço. Jongin era sempre um exagerado, achava lindo.

- Só eu para te aguentar em um domingo de manhã, Jongin. - Virou-se para encarar o maior, passando os braços curtos pelo tronco largo, colocando o seu rosto na curvatura do pescoço do namorado. Respirou fundo para sentir o cheiro bom que Jongin sempre carregava consigo.

Até que a ideia de passar o domingo enrolado em cobertas junto do maior era muito melhor do que sozinho e qualquer outra coisa. Agora poderia aproveitar muito mais o seu dia de hibernação.

 

- Você tem pintinhas na barriga, certo?

 


Notas Finais


Até uma próxima *3*


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...