História Don't Cry, Little Bunny - Capítulo 13


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rap Monster, Suga, V
Tags Namjin, Taekook, Vkook, Yoonmin
Visualizações 47
Palavras 1.076
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Lemon, Romance e Novela, Sobrenatural, Violência, Yaoi
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas da Autora


Heeeey

Decidir de última hora não dividir o encontro e colocar algo a mais

Espero que gostem ❤

Capítulo 13 - Chapter 12 - Fun


Fanfic / Fanfiction Don't Cry, Little Bunny - Capítulo 13 - Chapter 12 - Fun

N/A's Pov


Jungkook foi em direção ao Park e o olhou de cima a baixo, mesmo sendo menor do que si, seu corpo era forte e tinha se tornado um rapaz muito bonito e, ao mesmo tempo fofo. Era muito adorável.

Se Jimin já era completamente apaixonado pelo mais novo, vendo o menino já um rapaz fez sua paixão aumentar ainda mais.

Seu coração batia forte, respiração levemente rápida e o medo de Jeon não querer falar com ele ficou maior, mas ao sentir os braços do maior ao seu redor, seu corpo relaxou e correspondeu ao abraço do seu Dongsaeng.

Se permitiu a chorar juntamente com Jungkook, já havia se passado tantos anos que quase não tinham mais esperanças de se verem.

Se separaram e se olharam fixamente, palavras não eram necessárias naquele momento, sorrisos e os olhares diziam tudo que estavam sentindo.

Jeon pediu para que Park entrasse e dizia o quanto estava feliz em ver o mais velho ali, mas acabou notando o outro rapaz. A expressão de Min era de puro tédio, mas o mais novo não foi capaz de notar isso.

-Ah me desculpe. – Limpou os olhos com a manga da blusa e sorriu para o rapaz. – Sou Jungkook. – Estendeu a mão para Yoongi e o mesmo apertou ela sem animo.

- Yoongi. – Falou de qualquer jeito e recebeu um olhar repreendedor de Jimin.

- É meu amigo de Busan, espero que não se incomode. – Disse Jimin, fazendo questão de falar baixo a última parte como se Min não tivesse ouvido. Se sentiu incomodado pelo o apenas “amigo” e ainda por se preocupar com o que Jeon pensaria dele ter aparecido com um estranho.

-De maneira alguma, entrem. – Sorriu simpático e andou na frente em direção a porta, onde se encontrava apenas sua Noona sorrindo contente.

- Noona, esse é meu melhor amigo de infância, Park Jimin. – Apresentou Jimin contente, ele sorriu tímido e cumprimentou SooHee.

Jimin não negava ter ficado feliz em ter ouvido que Jungkook ainda o considerava tanto.

O Park apresentou o Min e logo todos entraram.

Taehyung se encontrava sentando na poltrona, com uma expressão séria. Jungkook não gostou da forma que ele se encontrava, mas sua felicidade era não o fez reclamar com o mais velho.

Apresentou os dois rapazes para Kim que apenas balançou a cabeça, ainda mantendo a expressão séria.

SooHee foi para a cozinha fazer algo para os rapazes comerem e Jungkook os guiou para o sofá e começaram a conversa, ou melhor dizendo, Jungkook e Jimin conversavam.

Era como se eles estivessem entrando em um mundo só deles, acabando deixando Kim e Min de lado.

Min só estava esperando alguns minutos passar para sair e acender um cigarro, estava estressado, enciumado e enjoado de tudo aquilo e precisava da sua válvula de escape.

Já Kim, que parecia alheio a tudo, analisava Jungkook e Jimin, prestando atenção a cada sorriso e olhar de ambos.

Havia sentimentos além da amizade ali, isso era notável em Park.

E, estranhamente, havia sentimentos confusos em Jeon. Isso preocupava Taehyung e ele odiava se sentir ameaçado dessa forma.

Olhou de relance para Min e fez a mesma analise. Yoongi, claramente, não gostava de Jungkook e isso era notável em seu olhar, mas tudo parecia ficar tranquilo ao olhar o sorriso de Jimin.

Kim sorriu ladino com isso e mil ideias surgiram em sua mente.


(...)

O lanche havia chegado, Jungkook e Jimin incluíram os dois isolados na conversa. Entre respostas curtas de Yoongi e um pouco de sarcasmos de Taehyung, a tarde seguiu.

Já cansado daquilo tudo, Yoongi pediu licença e foi para o jardim, precisa aliviar seu estresse. Essa foi a deixa de Taehyung.

Enquanto acendia o cigarro, Yoongi pensava o quão arrependido estava se sentindo naquele momento. Desde de não admitir seus sentimentos até ter acompanhado Park até ali.

- Se incomoda? – Perguntou Taehyung mostrando o cigarro equilibrado entre seus dedos para Yoongi.

- Não. – Balançou o isqueiro e o acendeu, aproximando o mesmo do cigarro de Kim.

- Obrigado. – Tragou e soltou a fumaça lentamente, Yoongi apenas se manteve quieto. - Não queria está aqui, não é? – Perguntou e riu levemente.

- Não tive escolha. – Respondeu e tragou seu cigarro.

- Duvido. – Kim sorriu e olhou para Min. – Todos temos escolhas, cabe você escolher uma. Simples.

- Claro, Claro. – Olhou com desdém para Taehyung.

- Olha, sem querer cuidar da vida de ninguém, mas está óbvio que gosta do pequeno. – Tragou o cigarro e soltou a fumaça. – Por que não diz isso pra ele? Sabe que pode perder ele pro Jungkook? – Perguntou e foi como se ele tivesse jogado sal na ferida de Min.

- O que você tem com isso, cara? Se coloque no seu lugar e guarde suas opiniões para si. – Disse rude, o que fez Taehyung ri.

- Que azedo. – Se aproximou de Yoongi. – Mesmo parecendo um cubo de açúcar, se é que me entende...Suga. – Disse e sorriu. Yoongi engoliu em seco.

-Como você.. O que você quer? – Perguntou em tom de impaciência.

-Apenas quero manter o que é meu e, pra manter o que é meu apenas comigo, eu faço qualquer coisa. – O tom de Taehyung era sério e intimidador. -Então, se quer manter seu pequeno sem um arranhão, eu espero que mantenha ele longe do Jungkook. Já tenho muito com o que me preocupar. – Disse por fim e voltou a fumar seu cigarro. Min o olhou confuso, mas acabou dando uma risada debochada.

-Sinto muito se você está se sentindo ameaçado, mas o problema é seu e não meu. – Disse dando de ombros. – Jimin tem liberdade de fazer o que quiser. – Jogou o cigarro no chão e o apagou pisando no mesmo. – E sobre sua ameaça contra ele, não mexa com quem não conhece, cara. – Disse e sorriu ladino, bateu seu ombro com o de Kim e foi em direção a casa.

Mas antes de chegar próximo a porta, foi parado por Kim que o olhou semicerrando os olhos.

-Engraçado a coragem de vocês, sempre tentando mostrar superioridade e poder que não tem. -Sorriu sarcástico e continuou. – Min Yoongi, ou você se alia a mim ou coisas irão acontecer. – Taehyung estava decidido a fazer qualquer coisa. Yoongi o olhou com desdém.

- Boa sorte, colega. – Deu leves batidas no ombro do Kim e entrou na casa.

Maldito. Pensou Taehyung, mas logo sorriu e foi como se uma energia sombria tivesse se apoderado do seu ser.

As coisas iriam começar a ficar interessantes.


Notas Finais


Taehyung já quer aprontar

Espero que tenham gostado e desculpem algum erro

Comentem o que acharam

Até quarta ❤

Bjs da Sary ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...